Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A precipitação dos sete sequestros e a difusão nas redes sociais

07 de março de 2014 30

O assunto correu igual rastilho de pólvora no Facebook nesta quinta-feira.

Pelo menos sete crianças teriam sido vítimas de tentativa de sequestro nas creches de Florianópolis.

Diante da informação, a prefeitura soltou nota oficial falando em plano para combater o problema.

Uma reunião de emergência foi chamada no gabinete do prefeito Cesar Souza Junior com as presenças das Polícias Civil e Militar, quinta à tarde, para tratar do assunto.

O problema é que ninguém sabia a fonte daquela informação de sete casos.

Porque simplesmente não existem sete Boletins de Ocorrência sobre tentativa de sequestro ou sete inquéritos policiais abertos para para investigar os casos.

O único dado oficial, até então, era o BO registrado por uma diretora, falando da suposta tentativa de sequestro de uma criança no Rio Vermelho.

As duas mulheres apontadas como criminosas se apresentaram hoje pela manhã espontaneamente.

Para a Polícia Civil, foi apenas um mal entendido.

Liga daqui e conversa dali, este Visor conseguiu mapear onde tudo começou.

O secretário Municipal de Segurança, Rafael de Bona, a partir de boataria sobre os sete sequestros no Facebook e deflagrou toda a mobilização na quinta pela manhã.

Mais tarde veio a informação de que o secretário tomou a iniciativa preventivamente, a partir de relatos enviados pela própria secretaria de educação

De qualquer forma, a precipitação colocou o prefeito numa senhora saia justa durante a entrevista coletiva.

Portanto, vale repetir: não existe onda de sequestro de crianças em Florianópolis.

Para os pais, todo o cuidado é pouco.

E para os navegadores de rede social, fica a dica: o Facebook pode ser fonte inesgotável, mas nem toda a informação postada ali é verdadeira. Apuração, sempre!

 

comentários

Comentários (30)

  • Florentino do Continente diz: 7 de março de 2014

    Ainda bem que o nosso competente secretário é delegado de polícia, imaginem se não fosse.Se estivesse em seu lugar pediria para dar uma cagada e não retornaria.

  • Luiz diz: 7 de março de 2014

    O Secretário Municipal de Segurança ainda não foi demitido sumariamente?

  • Graziela diz: 7 de março de 2014

    Caro blogueiro…. é melhor mudar suas fontes! os BOs existem!!!! abraço.

  • Ricardo Rayol diz: 7 de março de 2014

    Quando li isso no facebook a primeira coisa que me veio à cabeça foi: cara, sequestrar um bebê no Ribeirão da Ilha (que era o local apontado no post) é realmente um golpe de gênio. Lugar com mil possibilidades de escapar.

    é isso aí, sempre desconfiar.

  • André Moura diz: 7 de março de 2014

    esqueceu de citar o caso do sul da ilha, pelo menos no Helio Costa passou a mãe da criança e outras testemunhas dando entrevista.

  • Mário diz: 7 de março de 2014

    A humanidade está completamente “fora da casinha”…Mais um pouco e teriam amarrado as mulheres num poste qualquer…Deus me livre…Para o trem que eu quero descer…
    Que vergonha dessa espécie da qual faço parte!!!

  • juca diz: 7 de março de 2014

    Parabéns pela reportagem e parabéns de novo por ainda haver REPÓRTERES, que checam fontes E escrevem matérias. Tem uns que só copiam…

  • Aroldo Coelho Junior diz: 7 de março de 2014

    Alto lá, a notícia foi divulgada amplamente neste mesmo veículo (clicRBS) então não dá pra culpar as pessoas que repassaram a notícia por ser boato de facebook.
    Apuração jornalistas, apuração.

  • CLAUDIO diz: 7 de março de 2014

    QUANTA HIPOCRISIA, VOCES DA MIDIA QUE DIVULGARAM NO SITE DO CLICKRBS COMO CAPA E VEM JOGAR ACULPA NAS REDES SOCIAIS?

    TENTANDO JUSTIFICAR A FALHA DE VOCES MESMOS

    * OBS: Gaúcho, NÃO CENSURA ESSE COMENTARIO, já que gostas tanto de LIBERDADE DE EXPRESSÃO

  • Cris diz: 7 de março de 2014

    Informe-se sobre o caso ocorrido no Ribeirão da Ilha e ligue para a diretora da creche a mesma irá lhe contar e verás que é verdade e o mesmo caso já ocorreu no Saco dos Limões e Jardim Atlântico.

  • Su diz: 7 de março de 2014

    Sinto muito mães preocupadas, mas sem BO pra esfregar na cara, os céticos não acreditam. Li relatos desses casos na grande Florianópolis e em POA, mesmo modus operandi, não é coincidência… Mas calma, quando acontecer com alguém da família deles, jornalistas, políticos, assessores de imprensa, vai virar um pandemônio. Sorte que fiz BO quando perdi meu RG, caso contrário iam me chamar de surtada! (ironia mode on)

  • Tanso diz: 7 de março de 2014

    Ô Martini, te cuida, tás famoso. Já estás, inclusive, no carro do “massa”.
    Agora me ficou uma dúvida, o que dizem acima é verdade ou o que dizes é a verdade?

  • Ana Carla Souza diz: 7 de março de 2014

    Bom eu acho que estão mascarando estes casos para nao virar epidemia a pedido do prefeito com concerteza ou vocês acham que as mães iriam expor seus filhos assim na redes sociais!!!!! Parem pra pensar e todos os devem ir até as creches a pedir segurança tambem.

  • Su diz: 7 de março de 2014

    E isso lá é notícia? Pobre em detalhes, parece um monte de suposições… Por favor se atenha ao fatos e não se precipite dando sua opinião antes se informar melhor. Tem pelo menos mais um BO do caso no Ribeirão da Ilha.

  • william diz: 7 de março de 2014

    Informo-vos, que boatos são apenas expressões, mais o que mais me deixa curioso são que as vítimas não relataram BOs.

  • jose netto diz: 7 de março de 2014

    ė…assim como nao existe quadrilha no mensalao, nao existiu propina na furaçao de poços, nao teve mala de dinheiro com a Rose em Portugal…estamos na epoca das não manchetes…

  • Marcos diz: 7 de março de 2014

    Numa hora destas, tenho algumas perguntas ao prefeito:
    – Cade o ForçaTur? Ele não dava mais segurança ao cidadão de forma geral?
    – E a Guarda Municipal? Não ia cuidar das praças e escolas? Só vejo eles multando carro.

    Lembro da campanha, onde ele disse que a segurança também é responsabilidade da prefeitura.

    Como explicar para os pais daqueles que sofrem tentativa de sequestro DENTRO das creches, que lá é um ambiente seguro?

    Já se foram 15 meses. Cadê a cidade mais humana? Só vejo reveillon milionário, contrato com agencia de publicidade de 9,5 milhões de reais por ano, telefones cortados na prefeitura por falta de pagamento, locação sem licitação de veículos com valor bem acima dos praticados no mercado e por aí vai.

    Vejam a promessa de número 63, desta lista publicada aqui mesmo no ClicRBS, que fala exatamente da presença da GMF nas escolas:
    http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/politica/eleicoes-2012/noticia/2012/10/promessometro-cesar-souza-junior-fez-83-promessas-durante-a-campanha-3932581.html

  • Madalena diz: 7 de março de 2014

    Muito boa a matéria. Histerismo desnecessario, inclusive tem gente ligada ao Partido que perdeu a eleição passando a fofoca com 20 sequestros já. Pessoal da arvore de natal superfaturada, do show fantasma do Bocelli e do prefeito condenado de Sao Jose nao perdoa. Sorte que era tudo mentira!

  • Zé do Ribeirão diz: 7 de março de 2014

    Estão colocando panos quentes, para não alarmar a população ou pegar os facínoras! Cuidado, pois o caso do Alto Ribeirão é verídico e a mãe foi inclusive entrevistada pela RBS e RIC, confirmou tudo. Devemos ter todo cuidado com nossas crianças, não nos alarmemos, mas canja de galinha e precaução não fazem mal a ninguém.

  • Salethe diz: 7 de março de 2014

    Se é verdade eu não sei, só acompanhei pelos noticiários, mas pare e pense!….Passou no jornal das sete – RBS – uma senhora esta caminhando com uma jovem. Aí chega uma criança, pega a senhora pela mão e pede que a mesma a leve para sua mãe. Sem conhecer a mãe, para onde esta senhora iria levar a criança, será que para o policial mais próximo, ao conselho tutelar ou até quem sabe de volta para dentro da escola onde os professores a reconheceriam????? O jornal esqueceu de dizer, até mesmo para tranquilizar-nos.

  • Carlos diz: 7 de março de 2014

    O diario catarinense publicou ontem uma materia online sobre isso e por isso se espalhou no face. A fonte é o DC.

  • Eraldo diz: 7 de março de 2014

    Epa, então trafico humano não existe?, Santa Catarina esta no topo de crianças desaparecidas, isso vem acontecendo a décadas, mas a pergunta é: Por quê o prefeito se reuniu com sua cúpula se é apenas boato?, como estão dizendo tem um BO, então não é boato. Resumo, cuidem dos seus filhos e ajudem a cuidar dos filhos de seus vizinhos. Quando for a Escola, creche, preste atenção se tem pessoas diferentes do cotidiano, em volta do local, e se possível voltem para suas casas em grupo. identificar pessoas ESTRANHAS é essencial para a segurança de todos. Essa deveria ser a primeira nota oficial emitida pela prefeitura em virtude da existência de 1 BO.

  • Susana diz: 7 de março de 2014

    Eu não acredito em nenhuma palavra destas duas, no meu ver elas se entregaram para que a policia arquivasse o processo. Esta história de que estavam lá para procurar vaga e dizer que a menina chegou para elas e pediu para ser levada para a mãe dela “conta outra”, só mesmo o nosso grande delegado para acreditar…. Mais uma vez isto mostra que a nossa policia e as autoridades só agem quando acontece alguma coisa de mais grave, é sempre assim e não muda.

  • jaime goiano diz: 7 de março de 2014

    Falhou todo mundo,imprensa,prefeitura,secretario de segurança da P.M.F. uma palhaçada.

  • Jorge Boeira diz: 8 de março de 2014

    Caro blogueiro concordo na plenitude com alguns comentários. Vejo que vc está muito mal informado ou está servindo de cortina de fumaça para a prefeitura, até porque vc não conseguiu explicar qual foi esse tal mal entendido. Outra coisa para criticar policiais ou ações policiais vá primeiro aprender o que é ser policial e como se faz segurança, ou melhor ainda, volte às suas origens pois Floripa já têm gente demais e vc não faz falta, só ocupa espaço,

  • Elizabeth dos Santos diz: 8 de março de 2014

    Gostaria de seu E-mail para passar informações, não desse casso, que é sério, mas da farra dos precatórios de Santa Catrina em um determinado município do sul. Obrigada

  • rafael_martini diz: 8 de março de 2014
  • Eduardo Figueiredo diz: 8 de março de 2014

    Você está muito mal informado …. e você é muito leviano no que diz !!
    O papel e o teclado aceitam tudo, mas você deve ter mais cuidado com o que escreve !!
    Você nem cuida em saber como se escreve corretamente o nome do Secretário Municipal de Segurança …. é como se eu perdesse o respeito por alguém que não conheço (nem quero conhecer, como é o seu caso) e resolvesse chamar você de Senhor “Rafffffael” “Bebida Pífia” …. dry …. com ou sem azeitona!!
    Mas vamos ao que interessa …..
    Você resolveu achincalhar publicamente o Secretário Municipal de Segurança, que é meu Amigo pessoal, uma pessoa do Bem, um profissional sério e competente, sobre um assunto que por acaso, e só por mero acaso, eu acompanhei …. porque estava pessoalmente com ele, quando recebeu o primeiro telefonema de alerta para o eventual problema dos sequestros.
    Senhor Martini, em segurança, o importante não é o numero de eventuais sequestros ou tentativas de sequestros … se são 7 ou 70.
    O importante é que havendo uma única suspeita (basta uma), que existiu de fato, se entre de imediato em estado de alerta e prevenção.
    E foi o que o Sr. Raffael de Bona Dutra (RdBD) fez e MUITO BEM!!!
    Eu sei que você é especialista em generalidades e banalidades …. por isso só às vezes, e muito esporadicamente, consegue acertar no alvo …. o resto, tudo o que li da sua parte, é só “bullshit” de quinquagésima categoria!!
    Senhor Martini …. sabe porque o Delegado RdBD reagiu de imediato? Porque existem escolas Municipais, portanto de sua responsabilidade e do Prefeito, que não possuem os melhores sistemas de segurança, e é sua obrigação agir, prevenindo, para evitar o pior.
    Você queria o quê? Que o Delegado RdBD fosse ver os BO’s registrados em cada Delegacia de Florianópolis e arredores?
    Que telefonasse previamente para meia Florianópolis, para saber tudo ao mais ínfimo pormenor, se era verdade, o que era verdade, etc, etc?
    E se entretanto ocorresse o sequestro de uma criança?
    Apenas e só uma? Isso faria diferença para você, por não terem sido 7?
    E se essa criança fosse um filho seu?
    Você viria escrever as tontices que escreveu?
    Se você não tem nada para escrever, aproveite para ler um bom romance de bons autores portugueses …. Eça, Garret, Camilo, Saramago, Agustina, Lobo Antunes, aproveite um pouco de Pessoa e seus heterônimos …. quem sabe você ainda consegue melhorar a sua medíocre prosa.
    Como disse um Senhor “razoavelmente” inteligente ……. só o Universo e a estupidez humana são infinitas ….. e acrescentou que tinha dúvidas quanto ao Universo.
    Senhor Martini, não se candidate à personificação do estereótipo sugerido pelo Senhor Alberto …. perdão … Albert Einstein.

  • José Salomão Koerich diz: 8 de março de 2014

    Porque os veículos da RBS noticiaram o fato sem checar a veracidade dos mesmos? Pelo menos no Jornal do Almoço, foi veiculada a noticia com grande estardalhaço e, no dia seguinte no mesmo JA foi desmentida. Imprensa seria checa antes os fatos e se veicula-losr sem checar, pelo menos publica como suposição e não coloca uma cidade inteira em polvorosa.
    Mais respeito com os catarinenses RBS!

  • Eduardo Figueiredo diz: 8 de março de 2014

    A indignação com que escrevi o meu comentário anterior, me obriga, agora, a lhe agradecer o fato de ter retirado do seu artigo as referências jocosas e injustas à atuação do Secretário Municipal de Segurança, e com isso, tenha alterado o sentido do seu escrito. Por dever de dignidade pessoal, também eu retiro as minhas referências abjetas em relação à sua pessoa e ao seu trabalho. A idade nos permite recuar, quando sentimos que não estamos sendo justos. Parabéns pela sua atitude. A minha irritação também já passou …. e nem tudo o que terei escrito corresponderá à verdade. Fique bem e seja feliz!!

Envie seu Comentário