Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O DNA das ocupações

28 de março de 2014 3
Guto Kuerten / Agência RBS

Guto Kuerten / Agência RBS


Há quem garanta que o mesmo grupo político responsável pela ocupação Amarildo, da SC-401, estaria também mobilizando os estudantes na tomada da Reitoria da UFSC. A estratégia seria inclusive negociar uma eventual área para transferência dos invasores do terreno da rodovia para dentro do próprio campus. Em troca, o prédio seria desocupado.

Existe uma preocupação entre professores alunos e funcionários, não ligados a esse grupo de ultraesquerda, que a ocupação por tempo indeterminado possa provocar um colapso nos serviços e, principalmente, comprometer até mesmo a carga horária das aulas durante o semestre. O confronto serviu apenas como álibi para os radicais avançarem o sinal.

Ironia do destino

Caso precisasse de eventual intervenção para a retirada dos ocupantes da UFSC, adivinha a quem a Reitoria teria de recorrer formalmente? Sim, à PF.

Zero dois

A turma não perde a esportiva: o superintendente adjunto da Polícia Federal, Paulo César Cassiano Júnior, já está sendo comparado ao Capitão Nascimento, de Tropa de Elite.

comentários

Comentários (3)

  • Na Real diz: 29 de março de 2014

    A RBS, a tempos alvo de chacota nos níveis médios de instrução, agora vira mico na era da informação livre(internet).

    Estaleiro OSX, Ponta do Coral e “BITCH” clubs são piadas fáceis em qualquer roda.

    Tomando pau do Hélio Descoxta em audiência, bate o desespero no antes monopólio de mídia da época dos marechais.

  • Caze diz: 29 de março de 2014

    A comparação é boa já que no primeiro filme o Cel. Nascimento é um oficial desequilibrado pela pressão do trabalho que de um método criminoso a tortura para obter informações, intransigente e prepotente ele usa da violência como método para adestrar seus subordinados.
    Não acho que o Paulo Cassiano consigo ver o mesmo que o Cel. Nascimento no segundo filme percebe, que ele é mais uma peça a ser movida por interesses que não têm nada haver coma segurança pública.

  • Décio diz: 29 de março de 2014

    Temos que mudar o foco e parar de chamar de ESTUDANTES este bando de vagabundos, xiitas vermelhos sob pena de estarmos denegrindo a moral dos verdadeiros Estudantes que nesta sexta feira deram uma demonstração de civilidade num ato onde predominou a cor branca da PAZ, e a mudança das bandeiras, sendo o pavilhão nacional colocado no mais alto pedestal ao som do hino nacional brasileiro. O que esperar dos alunos do CFH – CENTRO DE FILOSOFIA E HISTÓRIA da UFSC que tem como vice reitora uma Professora desiquilibrada chamada SONIA MALUF, que não é nenhuma mocinha, ao invés de procurar acalmar os ânimos deu inicio a toda a bagunça quando sentou no carro da POLICIA FEDERAL impedindo a saída do veiculo. As imagens são muito claras e não adianta esta medíocre querer justificar. A ordem de valores tem que ser restabelecida sendo que em respeito a Instituição UFSC, e aos mais de 20 mil alunos decentes, estes sim chamados “ESTUDANTES” a reitora deveria renunciar por incapacidade moral, técnica e administrativa para gerir nossa UFSC.

Envie seu Comentário