Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Revolta do Rio Vermelho: o dia em que moradores botaram os invasores para correr

21 de abril de 2014 120
Foto Diogo Vargas

Foto Diogo Vargas

A nova tentativa de ocupação dos Amarildos no Norte da Ilha e a consequente disputa por terras e moradia foram apenas os álibis para trazer à tona o embate político ideológico em ano eleitoral. A provocação do grupo identificado com organizações de esquerda e doutrina bolivariana foi mais uma tentativa de ganhar visibilidade. O que eles não contavam nesta “luta de classes contra a burguesia” era a insurreição da população local (na foto queimando a bandeira do acampamento após a desocupação).
 
A estratégia dos invasores seguiu um rito determinado pela organização: invadir área que dê repercussão, adotar o discurso de vítimas do sistema e, por fim, elevar ao máximo a tensão até aceitar sair do local. Só que imediata reação dos moradores do Rio Vermelho, que mobilizaram-se contra a presença dos ocupantes até com o uso da força, não estava nos planos. Vai ver não constava em nenhum dos manuais de guerrilha urbana.

In loco

 

Betina Humeres / Agência RBS

Betina Humeres / Agência RBS

O empresário Fernando Marcondes de Mattos, do Costão do Santinho e do Costão Golf, foi conferir o que estava acontecendo bem ao lado das suas propriedades. Ficou revoltado com a cena. 

 

Fogo de palha
A primeira barricada erguida pelos “amarildos” para impedir o avanço dos moradores no acampamento foi feita com galhos e folhas secas. Bastou um isqueiro dos moradores para literalmente transformar em cinzas o bloqueio dos ocupantes. Por fim, quando os invasores saíram, a vitória foi celebrada com o fogo na bandeira vermelha. 

Aliás 

Até quando o conselho tutelar vai ser  conivente com o uso de crianças como escudos em meio aos conflitos dessas ocupações?

comentários

Comentários (120)

  • Dalton Malucelli Jr. diz: 21 de abril de 2014

    É isso aí , quando o poder publico se omite e faz corpo mole cedendo espaço para que baderneiros espalhem a desordem a população coloca as coisas no lugar. Quem desaprova estas reações trate de pressionar as autoridades para que façam o que são pagos para fazer…manter a ordem e defender seus cidadãos. Agora é bom essa turma colocar a viola no saco e roubar em outra freguezia ….essa atitude dos moradores do Rio Vermelho pode incentivar outros a fazerem igual…botar essa turma pra correr.Policia para quem precisa sres. Administradores.

  • David Athayde diz: 21 de abril de 2014

    Parabéns moradores do Rio Vermelho, é assim que se trata esses comunas!

  • Antônio Carlos Siqueira diz: 21 de abril de 2014

    Coisa linda, comunidade do Rio Vermelho !
    Tem mesmo que expulsar esses aproveitadores e invasores, junto com essa cambada de ideologistas idiotas que vivem dessa baderna.
    Queimar essa bandeira vermelha significa que a população de bem não aceita mais ser refém de criminosos, sejam eles aparentes ou camuflados.

  • Edeval diz: 21 de abril de 2014

    Se eu estivesse no local, ajudaria a população. Invasão é ilegal não importa o motivo ou razões

  • Volmir Ramos diz: 21 de abril de 2014

    Concordo plenamente com os Moradores do Rio Vermelho, botar esse bando de arruaceiros pra correr foi o que muitos queriam ver como “justiça popular”, depois da depredação calamitosa que fizeram nas margens da SC-401.

  • Darlan diz: 21 de abril de 2014

    A Direita em festa. Seu discurso Sr. Rafael Martini expõe muito bem o que pensa o conservadorismo nacionale catarinense. Nenhuma visão social sobre os fatos. Por que você não faz uma matéria sobre a Histórica grilagem de terras em Santa Catarina? Você sabe quem são os maiores beneficiários da ocupação de terras do governo? Fica aqui uma sugestão de pauta.
    Gostaria de saber se fosse a ocupação de uma empresa privada, onde o acesso dos moradores ao local fosse proibido se esses mesmos moradores se organizariam para expulsar os empresários. Me perdoem a sinceridade esses moradores estão jogando contra sí.

  • marco antonio diz: 21 de abril de 2014

    Aqui é terra de gente hordeira. Aqui se trabalha e se paga com esforço a aquisição de moradia, bens materiais e as despesas do dia-a-dia são bancadas com trabalho, não com apropriação indébita de bens. Fora invasores. Voltem pra o lugar de onde vieram. Quase a metade são de outros estados. Vão lutar e adquirir casa ao invés de automóveis, que todos viram na SC 401.

  • Sérgio diz: 21 de abril de 2014

    E a pior e mais despreparada polícia militar do Brasil meteu bala na população local, ordeira, simples e trabalhadora, defendendo os invasores. E o líder da invasão onde estava????

  • GUstavo de Carvalho Rocha diz: 21 de abril de 2014

    Bando de cara de pau.
    Como se os terrenos do Rio Vermelho e do restante da Ilha não fossem tudo de ocupação.

    Quero ver se são machos para botar para correr as ocupações de mansões nas APP’s.

    Lançado o desafio.

  • EDSON GOELDNER diz: 21 de abril de 2014

    DESTA VEZ, OS ARRUACEIROS DO PT SE DERAM MAL. ESTÃO ACOSTUMADOS A INVADIR TERRENOS SEM VIZINHANÇA, NÃO ESPERAVAM A REAÇÃO DOS MORADORES LOCAIS QUE OS ESCORRAÇARAM. UM ESTUDANTE DE AGRONOMIA DA UFSC COM 28 ANOS, INVASOR, DECLAROU AO UOL QUE “ESTAVAM SAINDO PARA EVITAR CONFRONTO COM A CLASSE TRABALHADORA LOCAL”. KKKKK!!! FORAM FORÇADOS A SAIR COM O RABO ENTRE AS PERNAS, PARA NÃO APANHAREM.

  • Renato Santiago bueno diz: 21 de abril de 2014

    O velho texto com as velhas ideias “Nós e Eles”. Só faltou a expressão “gente de bem”.

  • Bill diz: 21 de abril de 2014

    Por favor, está na hora de Florianópolis se impor e tomar decisões diante de seus problemas. Quando vai começar a reciclar 100% do lixo, ao invés de mandar enterrar em Biguaçu? Quando vão fazer triagem deste pessoal que vem do interior de de outros estados sem trabalho, sem eira nem beira? Não adianta ficar mandando para um canto de Palhoça.

  • Jose diz: 21 de abril de 2014

    Parabéns aos moradores do Rio Vermelho.
    Se mais pessoas agissem assim o Brasil não seria está palhaçada que está sendo com invasões, obras da Copa, Petrobrás, saúde, educação, segurança……

  • William diz: 21 de abril de 2014

    Parabéns para o comunidade de Rio Vermelho.
    Tem que colocar esses comunistas vagabundos pra correr mesmo.
    E aquele fariseu, invasor, com bonezinho com estrela vermelha e bandeira de Cuba?
    Esse é o reflexo dessa corja que se apoderaram do nosso país, capitaneados pela “presidenta”, fã incondicional de Fidel, não perdendo uma festinha da revolução cubana com o dinheiro do contribuinte.
    Que esse “corridão” sirva de exemplo para as outra comunidades.

  • luiz alberto correa diz: 21 de abril de 2014

    Lamentavel que um jornalista possa se prestar a este serviço, em outras epocas poderia compara-lo aqueles que em jornais destilavam seu ódio contra os negros escravos fugitivos, muito fácil falar contra aqueles que lutam mas o mais dificil é falar sobre os poderosos e seus desmandos na ilha, esta tal inssurreição com certeza foi instigada pelos coroneis da região interessados na especulação imobiliária, sou morador do rio vermelho e como tantos outros que moram em nosso bairro não servimos de capachos de gente poderosa, muito poderosa, foi uma vergonha para o estado que em outras cidade foi coberta com cartazes de adolf hitler no dia de seu aniversário

  • Felipe diz: 21 de abril de 2014

    O termo “álibis” não faz sentido neste post. Até porque a invasão é necessariamente e abertamente política e ideológica.

  • Zuca diz: 21 de abril de 2014

    Maravilha! Parabéns aos moradores dessa comunidade. Ato nobre de pessoas que lutam, honestamente, dia-a-dia para adquirir as coisas, diferente desse bando de preguiçosos e “coitados” dessa gente que quer trabalho, terra e teto. Lutem de outra forma para conseguir, e não achando que tem posses de tudo que veem pela frente. Fora com essa cambada. Se todos se mobilizassem como os moradores do Rio Vermelho, esses foras-da-lei não se criaram aqui.

  • Alberto diz: 21 de abril de 2014

    Esta matéria incita à justiça com as próprias mãos?

  • Flavio diz: 21 de abril de 2014

    Toda aquela região foi ocupada e possuída da mesma forma, é engraçado que alguns podem e outros não. Claro que esta politicagem contra este movimento foi organizada pelos pelegos da direita (PMDB,PSDB entre outros) com a aprovação desta policia militar reacionária (nunca mais em nosso país). Triste foi a chamada de texto do Rafael Martini.

  • Ricardo dos Santos diz: 21 de abril de 2014

    Venham para Porto Belo ( SC ) aqui vocês podem invadir, desmatar área preservada na beira do Rio Perequê, construir 60 ( SESSENTA BARRACOS !! ) em 1 ano e ninguém faz nada, até a prefeitura fica calada, em quanto isso o crime na cidade que era tranquila disparou assustadoramente, portanto local bom de invadir é PORTO BELO e podem jogar seu esgoto direito no rio que nem a FATMA toma uma providência sendo que tem laudos da polícia militar praticamente pedindo socorro por não dar conta, no próprio laudo da PM diz “RISCO IMINENTE CONTRA A SEGURANÇA PÚBLICA”

  • Camis diz: 21 de abril de 2014

    Uma grande parte dos moradores desse local, anos atrás chegaram e se apossaram de terrenos quem também não eram deles… cômico

  • nelson diz: 21 de abril de 2014

    Os moradores do Rio Vermelho deram uma LIÇÃO de cidadania na JUSTIÇA e no GOVERNO não aceitando os BADERNEIROS COMUNISTAS ao lado de FAMILIAS HONESTAS e trabalhadoras que moram naquele bairro. Os políticos e o GOVERNO estão com o RABO entre as PERNAS depois da mobilidade decisiva dos HEROIS do Rio Vermelho. Que sirva de exemplo para esta CORJA do PT em suas próximas invasões.

  • alexandre ramos diz: 21 de abril de 2014

    DA ORGULHO DE MORAR NO RIO VERMELHO PARABENS COMUNIDADE É ASSIM QUE SE FAZ FORA VAGABUNDO COM O PAIS EM ESPANSÃO OPORTUNIDADE DE EMPREGO E DE COMPRA DE MORADIA E OS VAGABUNDOS QUEREM TUDO DE GRAÇA PAU NELES

  • Décio diz: 21 de abril de 2014

    Ver aquela bandeira vermelha sendo queimada é uma das melhores imagens dos últimos anos. Vamos fazer justiça com as proprías mãos sim, vamos expulsar estes vagabundos…vamos sim, vamos colocar fogo nas barracas …vamos simsim. Afinal quando as autoridades constituídas são omissas, não tomam providências para restabelecimento da ordem, da lei não resta outra alternativa. Parabéns comunidade do Rio Vermelho. Só esta faltando uma imagem, assim como a bandeira gostaria muito de ver os barracos destes vagabundos ardendo em chamas.

  • Ilhéu88 diz: 21 de abril de 2014

    Aqui não, xtopor !!

  • Paulo diz: 21 de abril de 2014

    Que ótima notícia! Socialismo bom é aquele qdo a invasão em terreno alheio. A nossa esperança vem de pessoas de bem como esses moradores. Parabéns a todos!

  • Farias diz: 21 de abril de 2014

    Para aqueles que defendem os invasores, sugiro se juntarem e receberem em suas casas os mesmos, assim não precisarão correr riscos de apanhar de pessoas que estão cansadas de ver o Estado ficar apático.
    O Flavio, a “invasão” que tu dizes não começou com o PSDB, mas sim com a Coroa portuguesa há mais de 200 anos. Tá lá, nas páginas dos livros de história.

  • Rodrigo diz: 21 de abril de 2014

    A questão é simples. Contra atos ilícitos como essas ocupações não há que se falar em negociação. Deve-se adotar a pronta desocupação, sob pena de fomentar novas invaões

  • ORDEM E PROGRESSO diz: 21 de abril de 2014

    Não existe ordem sem progresso e nem progresso sem ordem.
    Virão só. Quando o pau é grande até o Buda fala…

  • Fernando Linharez diz: 21 de abril de 2014

    Parabéns aos moradores do Rio Vermelho, garantir a ordem da sociedade florianopolitana. Colocaram para correr os integrantes do movimento revolucionário marxista, um bando de bandidos esbulhadores.

    Que o Brasil aprenda com o exemplo da população ordeira do Rio Vermelho.

    Medalha do Cruzeiro do Sul para todos os participantes da ação! Verdadeiros patriotas!

  • marina diz: 21 de abril de 2014

    Me assusta constatar que a opinião obtusa e conservadora desse jornalista represente a quase maioria dos comentadores desse post. Uma lufada de esperança vem com a leitura dos comentários críticos de poucos, mas lúcidos leitores: o tema do momento é a “grilagem”, sim senhor! Que flagrante e reveladora omissão da imprensa chapa branca!

  • ALTAIR ACELON DE MELO diz: 21 de abril de 2014

    A populacao ordeira e trabalhadora do Rio Vernelho, mostrou aquilo que as autoridades nao fizeram em 4 meses. Esses deveriam ser protegidos pelas autoridades e nao agredidos com bombas e outras coisas mais. Esse tratamento se aplica a bandidos e todos sabemos quem sao os bandidos invasores ideologicos e retrogrados.

  • Sérgio de la Orden diz: 21 de abril de 2014

    A direita está em festa sim!!! Eu estou em festa sim!!!Estou tomando meu vinho “burguês” PARA FESTEJAR a expulsão desses ratos esquerdopatas, verdadeiras viuvinhas de Stalin e Cháves. Coisa linda aquela bandeira vermelha nojenta sendo queimada, sendo pisada, essa canalhada da UFSC, do PT, da CUT e da UNE sendo expulsa na marra.

    PARABÉNS 1000 VEZES AOS MORADORES DO RIO VERMELHO QUE TIVERAM A CORAGEM PARA PEITAR ESSA QUADRILHA DE COMUNISTÓIDES.

    Um brinde!!!!!! Saúde!!!

  • Maria Augusta diz: 21 de abril de 2014

    Ao ler alguns cometários, ficou claro que as pessoas não entendem que um erro não justifica o outro!!! Florianópolis sempre teve problemas com ocupação desordenada, mas isso não deve servir como um aval para o ato. Sem essa coisa maniqueísta onde os pobres são o bonzinhos e os ricos são os malvados, a tal comunidade Amarildo na verdade, é composta por algumas famílias mais carentes, mas também é composta por pessoas que abusam da ignorância de uns em proveito da sua própria vaidade e disputa por poder. Os moradores do Rio Vermelho compõem uma comunidade muito unida e é sabido que jamais aceitariam ver o “seu espaço” sendo utilizado como cenário de “novelinha” para programa de partido de extrema esquerda no horário político da tv. Esses ocupantes não são assentamento agrário, já que não quiseram ir para o interior do estado. Na verdade nem sei o que se intitulam! São pessoas com moradias em outros estados, muitas com carros…. Enfim, ano de eleição, muito interesse obscuro em cima disso…. Fato é que independente de direita ou esquerda, invasão só é engraçadinho quando não é no seu terreno! O que é ilegal deve ser condenado e ponto final.

  • Luiz carlos mathias diz: 21 de abril de 2014

    Corretos, trabalhamos a vida inteira para comprar uma casa ou pagar um aluguel e esses vagabundos querem invadir e tomar de quem trabalhou uma vida toda….Já basta os políticos nos roubando todos os dias com a corrupção….

  • Paulo diz: 21 de abril de 2014

    Cosa linda….queria ver esse cubano de merda apanhar !! Palhaço, bossal, covarde!!

    Parabéns aos moradores do Rio Vermelho!!

  • FUDÊNCIO diz: 21 de abril de 2014

    Dá-lhe Martini!

    RESPOSTA AO Darlan e CIA metralha!

    A Direita em festa?

    Querem Kagá é?

    Ofender o Jornalista Rafael Martini, que teve a OMBRIDADE de POSTAR, inclusive com uma FOTO de Bandeirola VERMELHA sendo QUEIMADA.

    Que coisa LINDAAAAAAAAAAAAA.

    Somos – AMARELO, AZUL, BRACO E VERDE.

    Ah! Se isso vai para MÍDIA é um ESTRAGO fatal – adeus Partido dos Tarados.

    Nossos Filhos, Filhas, Sobrinhos,,, são SEM TERRA – SEM CASA, também.

    Viva o MANEZINHO da ILHA.

    Ói Ói Ói Ói Ó, sou manezinho mas não sou nenhum bocó

    Em ritmo de REBELDIA.

  • gualter diz: 21 de abril de 2014

    Parabens Martini pelo texto e pela coragem ( pq a patrulha nao é facil). Minhas homenagens ao bravo, honesto e ordeiro povo do Rio Vermelho, que, num ato que ficará marcado na historia, fez o que a polícia e a justiça nao fazem, ou seja, nos proteger de bandidos e foras da lei. Que o exemplo da populaçao do Rio vermelho sirva para outras comunidades visadas por esses desocupados e manipulados.

  • JOAO diz: 21 de abril de 2014

    PARABENS MANES DO RIO VERMELHO!!!

    É ISSO AI…JA ARREBENTAMOS O FIGUEIREDO, ARREBENTAMOS ESTES INVASORES SAFADOS, PARABENSSSSS

    ORGULHO DE SER MANÉ….

    teríamos outros invasores ali do lado de la tche..mas….

  • Luis Antonio diz: 21 de abril de 2014

    ao quero ser mais um a polemizar, mas que invadir areas sejam elas produtivas ou nao, é algoo que deveria ser considerado crime. Cabe a Federacao, ao Estado e aos Municipios declarar terras improdutivas e disponibilizala para comunidades e ao uso destas. Ms como no Brasil nossos Governantes sempre que aparecem fatos graves, sejam de corrupcao, desmandos ou o que pode vir a desmoralizar nossos politicos, tem o maior interesse em financiar esses eventos de invasao de terras, arruacas de pessoas infiltradas em manifestacoes, tirando totalmente o foco.
    O que falta nao sao governos mais sérios tao sómente, falta sim ao povo, educacao, conhecimento de direitos, respeito e a partir disso teremo governos mais sérios como consequencia.
    NADA MAIS SÉRIO, venda seu VOTO, e veja tudo isto continuar acontecendo.
    Vamos para a rua por causa justa, com organizacao, mas com o senso de dever cumprido, votando e exigindo, cobrando pelo voto dado, mas com atitudes voltadas para o povo e nao só para camadas ou pessoas.

  • felipe diz: 21 de abril de 2014

    Cyber militância do PT detected.

  • Renato diz: 21 de abril de 2014

    Cadeia para este bando de invasores……Só querem terras de bastante valor…….Vão trabalhar e adquirir honestamente…

  • RAPHAEL LEITE SERAPIAO diz: 21 de abril de 2014

    Tenho orgulho de ser Catarinense. Que essa vagabundagem comunista aqui não se crie!

  • Ismael Elias diz: 21 de abril de 2014

    Parabens Rio Vermelho, meu apoio ao jornalista Martini e esse pessoal de esquerda, que vive reclamando da vida quem sabe um dia irá trabalhar e saber o que é suar pra conquistar o pão de cada dia, sem ter que tomar do próximo que trabalha de sol a sol… quer comunismo vai pra Cuba, Venezuela é logo ali, Bolívia Também….

  • Red river diz: 21 de abril de 2014

    Aqui é nois… Nativo o resto e resto…kkkkkkkk porra neles

  • ANDRE diz: 21 de abril de 2014

    Lamentável foi a atuação da Polícia Medieval. A falta de preparo para mediar conflitos ficou muita clara. Em nenhum momento esclareceu à população local dos andamentos da negociação de retirada, por isso houve o conflito. Fanáticos por projéteis de borrachas e bombas de efeito moral, não pouparam esforços para bombardear a população local. Existe um sucateamento humano nesta instituição que deve ser substituído por policiais mais inteligentes. Não quero entrar no mérito do movimento, mas, se temos propriedades improdutivas temos duas opções: ou taxamos com altos impostos para desestimular a especulação ou entregamos de forma organizada à reforma agrária.

  • marina diz: 21 de abril de 2014

    Censurou meu comentário, jornalista?

  • MArcelo Tavares diz: 21 de abril de 2014

    Os moradores do Rio Vermelho, gente ordeira, trabalhadora e que conquistou seus imóveis com seu suor, tomou a atitude correta, expulsando esse “PARASITAS” comunas que vivem de assentamento em assentamento, promovendo agitação política, sendo “REMUNERADOS” para isso. Quando pessoas de “BEM” ou repórteres se posicionam, com opinião contrária a essa “PRAGA” que assola o país, é taxado de Reacionário, COnservador, Ultra Direita, é Literalmente censurado, pois para essa “CAMBADA” de Pseudo Comunistas a única verdade é a deles e, sinceramente da verdade deles eu não Compartilho. A Sociedade Catarinense não se rende a essa Corja, e expulsará de vez todos esse RATOS VERMELHOS na próxima eleição. Rafael Martini apenas expôs o que observou. Uma Comunidade PAcífica e ordeira Expulsando um Bando de Ratos oportunitas.

  • Deodato diz: 21 de abril de 2014

    Os vermelhinhos tem que saber que e Brasil e azul, o Brasil e ordem e progresso, chega de comunas, chega de ladroes de terras.

  • Jorge diz: 21 de abril de 2014

    Boa.
    Queimaram a bandeira Vermelha.
    O começo da Revolução que sai de FLORIPA.
    Vamos disparar na mídia a foto.

  • Casemiro de Aguiar diz: 21 de abril de 2014

    O povo do Rio Vermelho fez o que deveriam terem feito na invasão da RS 401.

  • Clen Campos diz: 21 de abril de 2014

    O que resta é guardar para sempre o nome dos que defendem essa grilagem travestida de movimento. Esses invasores, preocupados somente em aparecer, ainda mobilizam a polícia deixando a cidade ainda mais insegura.

  • Roberto diz: 21 de abril de 2014

    Querem trabalhar? vão para Fraiburgo colher maçãs…Frei Rogério colher feijão…As agroindústrias do Oeste precisam de mão de obra que está escassíssima!! Não querem ser empregados? aceitem as terras oferecidas pelo INCRA em Canoinhas…Haa!! não é para ter terra ou trabalhar!!? É movimento ideológico?????então ocupem as terras do lulinha!!! E se o líder do movimento admira tanto a democracia cubana usando aquele boné com a bandeira da ilha falida que vá embora para lá com toda essa cambada que épaga para fazer arruaça..bando de desocupados!!!

  • Filipe diz: 21 de abril de 2014

    Excelente! Bravos moradores! Fora vermelhos malditos!

  • Luiz Carlos Pires diz: 21 de abril de 2014

    Será que as autoridades de nossa cidade, Ministério Público, Polícia Militar e demais autoridades já cadastraram estes invasores para saberem quem são, de onde vieram, e a final quais são suas intenções por estas invasões. Será que não tem lobos maus com peles de ovelhas.
    De parabéns a população do Rio Vermelho por terem expulsado estes invasores.

  • Gustavo diz: 21 de abril de 2014

    O jornalista Rafael Martini desconhece o significado de “álibi” o que não o impede de usar a palavra (erroneamente, claro). Martini podia ser apenas um jornalista conservador demotucano fazendo “embate ideológico em ano eleitoral” a favor do seu partido de predileção (é ridículo como a direita só vê a esquerda como ideológica), mas ele resolveu ultrajar também o jornalismo e o uso correto da língua portuguesa. Que lixo!

  • Gustavo diz: 21 de abril de 2014

    “O Visor é editado pelo jornalista Rafael Martini, um sujeito movido a 90% de transpiração e 10% de inspiração”. Faltou dizer: 0% de raciocínio.

  • Darlan Becker diz: 21 de abril de 2014

    Só para constar : apoio e ajudaria se lá estivesse , os moradores do Rio Vermelho. Esse outro Darlan ae em cima é um hipócrita , prega o socialismo usando IPhone e Lacoste.

  • Gilberto Inacio Erpen diz: 22 de abril de 2014

    Que sirva de alerta ao governo e ao judiciário, que o povo não aguenta mais pagar imposto para sustentar corrupto e desocupado. Quando a população começa a reagir a tentar fazer justiça com as próprias mão, alguma coisa está errada.

  • Beto do Pé Redondo diz: 22 de abril de 2014

    Isso é tudo TELEGUIADOS.
    A Emenda (Rio Vermelho) saiu pior do que o Soneto (SC 401).
    Eleição tai na PORTA.
    Xô petralhada…

  • Marcelo diz: 22 de abril de 2014

    Parabéns aos heróis do Rio Vermelho.
    Terminaram rapidinho com esta palhaçada.

  • jeferson preto no branco diz: 22 de abril de 2014

    O maior absurdo nessa história é a comunidade local exercer o papel que deveria ser executado pelo estado, que é quem deveria prover a “segurança legal”. Pode-se chegar a conclusão de que estamos sem governo. A própria comunidade é quem garante a constituição nos dias de hoje. Para que nos cobram impostos mesmo?

  • Luis Lamas diz: 22 de abril de 2014

    Esses comunistas influenciados pelo Pt e ideais socialistas, onde vão levam essas bandeiras vermelhas e de CUBA para representar as loucuras comunistas e a União Soviética. O líder dos invasores se apresentou na tv com boné de bandeira cubana, ora, se quer uma ditadura cubana, que vá lá pra cuba procurar terreno. Esse pessoal tem uma imagem de fachada, querem é implantar o caos, os ideais socialistas, divisão forçada de rendas e de propriedades. Se querem zona e fazer politicagem tem que por pra correr.

  • Berloque Gomes diz: 22 de abril de 2014

    Sabem de onde vieram esses “30 nativos” preocupados com a ocupação? Vieram entre os cupinchas do Fernando Marcondes de Matos. Inclusive, numa das fotos no clicrbs aparece esse coronel do turismo enfurecido com a nova vizinhança. Moradores nativos ou moradores famintos, atrás do gorjetinha? Todos agindo como paus mandados do Marcondes, isso sim. Rafael, o que não é creditado aos Amarildos, é a proeza de terem desmascarado o invasor maior, o ex-deputado Paludo, que se dizia dono de 700 hectares e que conseguiu comprovar (posse precária) de apenas 06 hectares. Desse invasor ninguém reclama? Por que será?

  • Thiago diz: 22 de abril de 2014

    ta certo! tem q expulsar esses vagabundos mesmo! bando de desocupado do caramba! sao uns ladroes de terra sem vergonha na cara!

  • charlon vieira diz: 22 de abril de 2014

    Parabéns aos moradores do rio vermelho, e quem esta defendendo que leve pra casa. Quero ver se fosse no seu terreno ou no seu bairro, vergonha é proteger esses aproveitadores…..

  • Billy diz: 22 de abril de 2014

    Cambada de vadio. Vão trabalhar. A gente pra se comprar um terreno e fazer uma casa pequena é a pau e corda trabalhando a vida inteira. Essa raça só invade e depois vende. Oportunistas apoiados por políticos safados.

  • Osvaldo Valdemar dos Anjos diz: 22 de abril de 2014

    Se as pessoas tratasse os invasores conforme a população do Rio Vermelho nós não teríamos estes, bardeneros, desocupados invasores, polítiqueiros perturbando o sossego das pessoas honestas. Assim que todos deveriam fazer com todos os políticos do Brasil.

  • Diego Bernardes Gaulke diz: 22 de abril de 2014

    A questão é ideológica.
    Essa invasão é só para chamar atenção.
    Tem até “estudante” da UFSC no meio.
    Vejam os figurões que se dizem “líderes” do negócio, tudo ligado a partido.
    É lamentável essa situação, se precisassem de moradia não seria na base da invasão, não precisa ser ignorante para saber.
    Invasão é crime e tá acabado.

  • Juliano diz: 22 de abril de 2014

    Doutrina bolivariana?? Embate ideológico?? Desde quando e por que isso ajudaria o PT?
    O brasileiro médio nem sabe exatamente o que isso significa, tanto os que votam na esquerda ou na direita e tudo o que querem é estabilidade econômica, emprego e renda para continuarem pagando as prestações da casa, do cartão e do carro. Esses “Amarildos” é só reflexo da desigualdade social e a distância que separam eles dos moradores do Rio Vermelho nem é tão grande, pelo contrário…Será que toda casa nessa comunidade tem escritura?
    Espero que que nessas eleições o PT perca, mas já virou histeria e demência coletiva esse papo de ditadura comunista no Brasil. Ainda estou pra descobrir qual grupo é pior: os intelectualóides da velha esquerda ou os blogueiros da nova direita, dois grupos que promovem um “embate ideológico” vazio.

  • Wilson júnior diz: 22 de abril de 2014

    Mas que não se enganem. O Estado esta aparelhado com o pessoal da esquerda em cargos no Poder Judiciário e na polícia. Não vai faltar oportunidade para que a pressão sob as pessoas que comandam estas Instituições, promovam coação sob os moradores que protegem suas propriedades. A coação será de revestida da chamada “Justiça com as próprias mãos”. É isso que acontece, sempre! De agora em diante a comunidade que fizer o que foi feito em Floripa, tem que se fortalecer antes,durante e após a ação. Após a ação é que tentarão enfraquecer a atitude, para que esta não se espalhe. E POR FAVOR, CATARINENSES, NÃO VOTEM MAIS NO PSD.OU QUALQUER OUTRO PS…

  • davi diz: 22 de abril de 2014

    E quanto aos ocupantes das mansões na orla da nossa cidade – que nos proíbem o acesso a essa mesma orla que é pública. Quando iremos derrubar a casa e os deckes dessa burguesia. Independente dessa questão específica que está em pauta, chutar pobre é fácil. Vá encarar quem invade espaços públicos, mas tem dinheiro para ver só o que te acontece.

  • Paulo Roberto diz: 22 de abril de 2014

    Podiam invadir o CFH na UFSC. Lá é área acadêmica improdutiva mesmo. Aproveitavam e já curtiam uma maconha que tem de sobra.

  • Mané da Ova diz: 22 de abril de 2014

    Esses invasores do patrimônio alheio, deveriam aproveitar o fim do verão e invadir as casas e apartamentos “de veraneio” nas praias de Florianópolis, pois é o momento propício para isso, já que esses imóveis ficam ociosos no inverno. E podem invadir tranquilamente, pois a partir do momento que a Polícia Militar souber dessa invasão, mandarão um pelotão para proteger os invasores, como fizeram no Rio Vermelho…
    E o pior é que terão o apoio dos partidos de esquerda…

  • Pink diz: 22 de abril de 2014

    Cambada de mala, desocupados. Só as vésperas de eleição que estão ‘sem teto”?? É sempre antes das eleições, e claro, não invadem em Estado governado pelo PT. Já votei uma vez, mas nesse partido de ignorantes aproveitadores não voto nunca mais. Maior conto do vigário desse país. Ainda tem otário que defende essa raça, que faz a cabeça de necessitados para segui-los. O governo do PT não se comprometeu a resolver o problema fundiário do país? Por que não cobram dos ‘cumpanheiros’??? Em tempo: terra em Canoinhas não quiseram, é muito ‘longe’. A questão é puramente de politicagem, ideologia barata. Dá uma olhada no depoimento da mãe de um dos líderes que se diz ‘sem terra’, e veja a vergonha. Dá nojo!https://www.youtube.com/watch?v=ICk3l2knjdA&feature=share

  • Julio Neto diz: 22 de abril de 2014

    Ótima notícia! Os moradores do Rio Vermelho trazem orgulho a Santa Catarina e exemplo ao Brasil como um todo, que precisa reagir com urgência aos planos socialistas dos criminosos que tomaram o poder.

  • Tommy Paul diz: 22 de abril de 2014

    Comunismo nos olhos dos outros é refresco!

    É isso aí, a população tem é que defender o que é seu, chega de abusados organizados, achando que podem pilhar nosso país sob o pretexto de que “isso” é mais igualitário.

    Querendo trocar 6 por meia dúzia, caras de pau sem competência!

    E os críticos do colunista aqui manifestos nos comentários, larguem essa cartilha que o partido lhes deu. Liberdade de expressão, opinião! Não passam VOCÊS SIM de uns autoritários, organizados e desmedidos, projetinhos de ditadores! Vocês esquerdistas míopes sim são os verdadeiros reacionários, tentando implantar um sistema que não deu certo em nenhum lugar, em tempo algum!

    O Rio é Vermelho, mas a comunidade não!
    Invasores vão encontrar resistência!!!

    Estamos todos de OLHO!
    Os tempos MUDARAM!

  • Gabriel Barbato diz: 22 de abril de 2014

    Toda estória tem 3 lados

  • Eu quero novas! diz: 22 de abril de 2014

    Texto fragmentado…pensamento embriagado.
    Estamos todos loucos, vivemos constantemente em embriaguez. Os polílicos e os resposáveis pela manuntençao da “vida em sociedade”, que são criadas e ditadas, vivem autamente embreagados; e levam a população nesse barco que balaça e balança nessa cachaça de leis, regras, injustiças, corrupção etc… Isso vai mudar: Sabe quando? JAMAIS, NUNCA…e sabem por que? Primeiro, porque falta vontade política; e segundo, e mais importante, porque o povo tem medo e isso faz ele não quer. O povo tem o poder de mudar tudo é só partir para a luta. Mas cuidado, existem lutas e lutas.
    Acredito que todo ser humano deveria de ter direito assegurado de uma moradia, mas também é preciso uma política de controle de natalidade. Como casarse e ter uma penca de filhos sem nenhuma estrutura econômica, vivendo nessa embreaguez, nesse sistema? Impossível! Isso é um paradoxo. Tao de sacanagem com a humanidade…
    Não tenho certeza, mas o povo do Rio Vermelho, fez algo que os responsáveis pela manutenção não fazem, ao inves disso ficam com o cú na mão.

  • Jacis Porrô diz: 22 de abril de 2014

    Boa Darlan Becker !

    Martini foi Implacável.

    Tava na Hora uma reação – água mole em pedra dura (invasores) tanto bate até que Fura.

    Furou.

    Somos Sem Terra – Sem casa e daqui, também, porém, não invadimos.

    Botá para correr os VERMELEjos invasores é preciso.

    Na Ilha só AZULejos.

  • joao. cicarelli diz: 22 de abril de 2014

    rafael. martini tb sou jornalista e vejo q vc publicou uma visao distorcida da realidade dos amarildos. os nativistas do rio vermelho nao foram herois mas ignorantes sociais orquestrados por uma midia comprada de floripa e capitaes de areia de familias de posse. por falar em posse aqui a grande maioria dos imoveis e da marinha poucos tem escritura publica. entao e uma piada criticar ocupacao de sem teto em meio a uma massa de posseiros. os amarildos foram escondidos embaixo do tapete da casa da agronomica. aqui o governo e omisso e nao soluciona problemas sociais nem num passe de magica.

  • Maria da Silva diz: 22 de abril de 2014

    Parabéns ao povo do Rio Vermelho. Pela luta. Pela resistência. Voces fizeram a vontade do povo de bem. Vocês são um exemplo a ser seguido. Vamos todos nos levantar contra os baderneiros já que a polícia e a justiça nada fazem.

  • Alexandre diz: 22 de abril de 2014

    Esta é uma prova, de que o povo não quer mais ouvir balela de político, não permite mais omição. Não vi nenhum político falando, indo verificar a situação. Chegou a hora de provar para estes “sangue-sugas” que nós não nos permitimos mais esperar por resultados. Queremos agora! Queremos respostas: Sáude, Educação, Segurança e lazer! Nós pagamos os impostos e queremos retorno e respeito!

  • Bruno diz: 22 de abril de 2014

    Parabens comunidade do Rio Vermelho botaram a comunalha para correr e mostraram o poder da tainha.

    Fora baderneiros, Floripa e lugar de gente trabalhadora e nao de aproveitadores.

  • Gisele diz: 22 de abril de 2014

    É deprimente ler a opinião desses burgueses que criticam um jornalista por sua matéria realista e aos moradores por sua coragem!!
    Se esses “amarildos” fossem pessoas carentes e desfavorecidas não andariam de carro, não teriam os melhores telefones e não vestiriam boas roupas; são apenas desordeiros querendo viver na nossa Ilha, a Ilha onde todos querem viver, mas que todos trabalham honestamente para adquirir seu terreno, casa, apartamento, ou para pagar o seu aluguel em dia..
    A Ilha não pode Parar, o povo não pode calar!!
    Enquanto o governa se cala o fecha os olhos, o Povo vai pra rua e mostra sua cara!!

  • André diz: 22 de abril de 2014

    Parabens Rafael, perfeito comentario. Legal é ver que a esquerdalha e os malucos de plantao ja invadiram o blog com seus comentarios inocuos e totalmente fora da realidade. Será que estao com bonezinho de Cuba tambem? Esquerdalhada ja chegou pra reclamar nao sei do que. Peguem os coitadinhos e levem pra morar com voces, ou melhor que isso: Juntem tudo e se mudem pra Cuba, la é muito melhor e mais bonito, é tudo perfeito e funciona do jeito que voces querem. Se é por falta de adeus, olha… adeus!
    PARABENS SANTA CATARINA, DESTA VEZ É OFICIAL: O ESTADO MAIS REAÇA DO BRASIL, COISA MAIS LINDA. AQUI PETRALHA NAO SE CRIA.

  • ANDREo diz: 22 de abril de 2014

    Vejo que estão idolatrando o povo do Rio Vermelho, mas quem estava no local viu que não foi bem assim. Moro neste mesmo bairro, temos muitos problemas de falta de segurança pública, ocupações desordenadas, falta de saneamento básico, problemas com transporte público …. Eu nunca vi a população se organizar para resolver estes problemas, mas quando é pra servir de massa de manobra, sem saber nem o porquê da luta, estão lá como bravos guerreiros. Mas, como tudo na vida tem o gatilho, sugiro que no próximo final de semana nos organizemos no mesmo local para reivindicar a solução de outros problemas. Vamos nessa ou assistiremos a degradação do bairro de camarote.

  • Jefferson diz: 22 de abril de 2014

    Vejam só…
    A notícia é de dois parágrafos e a quantidade de comentários é enorme… Isso reflete o total descontentamento da população com a situação do País.
    Estamos mais do que em tempo de mudar tudo no que se refere a administração e sua forma de governar.

  • dilma diz: 22 de abril de 2014

    Não adianta, enquanto o governo não fizer uma campanha séria de controle da natalidade, nunca irá para frente. Esses irresponsáveis, reproduzindo-se como coelhos enlouquecidos. Um homem e uma mulher, trabalham, racham despesas e se viram. Com um criança, a coisa complica e mobiliza toda uma sociedade, a arcas com os gastos dos filhos dos outros. Idiota tem que se ferrar mesmo. Não tenho pena dessa gente, bem que os moradores fizeram!

  • Diogo diz: 22 de abril de 2014

    Muitos que comentaram aqui, esses mesmos criados a pera e leite ninho, no conforto de seus lares numa segunda a tarde de feriado, nunca souberam e nunca saberão a verdade dos fatos enquanto forem facilmente influenciados pela mídia que não cumpre seu verdadeiro papel para a sociedade. Busquem outros meios de informações, não busquem a “verdadeira noticia” escrevendo diario.com.br em seu navegador da internet. Deixem que pensar como um alienado, pois assim construiremos uma sociedade melhor. Já escolheu seu candidato para as próximas eleições ou vai esperar o jornal nacional fazer isso por você?

  • Marcos Rigotti diz: 22 de abril de 2014

    Parabéns Rafael Martini, não tenha nunca medo de expressar a verdade que se passa por trás desses fatos! Precisamos de jornalistas assim, que exclareçam a população sobre o perigo de um regime ditatorial, seja ele qual for…

  • Sérgio de la Orden diz: 22 de abril de 2014

    André, perfeito seu comentário: Nos chamam de REAÇAS?…Somos sim! Nos chamam de Burgueses? Se ser burguês é trabalhar, é adquirir honestamente com o suor do nosso trabalho, é não invadir e não compactuar com essa corja vermelha maldita..É, SOMOS BURGUESES SIM. Se ser direita é discordar da roubalheira perpetrada pelos 12 anos da esquerda maldita no poder..SIM, SIM E SIM…SOMOS DIREITA COM MUITO ORGULHO.

    Mais correto ainda no seu comentário é a afirmação que PETRALHAs, PETISTAS MALDITOS, LADRÕES DO DINHEIRO PÚBLICO, ESTES SIM, BURGUESES QUE ADORAM LUXO COM O DINHEIRO DOS IMPOSTOS não se criam em SC.

  • Nicanor Azevedo dos Santos diz: 22 de abril de 2014

    Ironia pouca é bobagem. Os VERMELHOS foram expulsos pelos moradores Rio VERMELHO. Aliás há outro chiste, aqui, porque VERMELHO é ver·me·lho |â ou ê|
    (latim vermiculus, -i, diminutivo de vermis, -is, verme)

  • Porrada Neles diz: 22 de abril de 2014

    Esse foi o maior presente de páscoa que o povo poderia ter. O povão colocar essa PTzada, com ideologia do tamanho da uma cabeça de formiga, pra correr, não tem preço. Viva os bravos do Rio Vermelho. Abaixo o PT e seus seguidores cabeça de ameba. PT e MST nunca mais.

  • Luis diz: 22 de abril de 2014

    Martini, Martini, serão mesmos e tão-somente “moradores locais”? Será tudo tão simples, azul X vermelho? Um Grenal? Eu não morderia a isca tão cedo, a la “Moacir Pereira”. Na terra da Moeda Verde, a grilagem , a picaretagem só é tolerada se azul, se chique. Essa, mesmo descoberta, fica impune, cai no esquecimento. Vá checar a lista dos cidadãos-honorários da cidade e ver a ficha corrida…
    Nem azul, nem vermelho, VERDE!

  • Cocoróca do Moçambique diz: 22 de abril de 2014

    Que toda a população de Santa Catarina se espelhem nos moradores do Rio Vermelho e façam uma faxina completa na Assembleia Legislativa, não reelegendo nenhum daqueles que lá estão.

  • Daniel Venturi diz: 22 de abril de 2014

    Este dia entrou para a história, é o povo fazendo o que o estado deveria fazer. Parabéns aos catarinenses, estão dando um show de cidadania e união! Somente com união e força vamos nos livrar da ameaça comunista!

  • Raphael diz: 22 de abril de 2014

    Vejo algumas críticas aos moradores e lanço o desafio: “ADOTE UM AMARILDO”

    Você, é você mesmo que apoia a invasão, ceda um pedaço de SEU terreno e acolha uma destas “vítimas da sociedade capitalista opressora”.

    Depois, escreva aqui sua experiência. Caso contrário, nem se apresente…

  • Da Silva diz: 22 de abril de 2014

    Aqueles que defendem os baderneiros aqui neste espaço podem dar seus endereços particulares a eles, para que possam socializar suas residências já que estão tão preocupados socialmente com a manutenção da desordem pública. Cambada de comunas. Vão pra Cubra, Coréia do Norte, Venezuela. Ou melhor, vão para a Rússia, que o vosso Czar voltou!

  • Iuri de Carvalho Moreira diz: 22 de abril de 2014

    Impressionante não é somente a invasão de uma população cara-de-pau e sim a hipocrisia dos moradores quererem expulsar esses invasores. Qual é a regra que se aplica a esta situação? quem invade primeiro tem mais direito? duvido que menos de 80% dos terrenos não sejam posse. Não adianta baterem no peito dizendo que compraram tudo certinho, pois se assim foi, você é minoria. Tentem achar um terreno no rio vermelho financiável e depois venham postar besteiras xenofóbicas aqui. Se a polícia tem que fazer algo contra alguém esse alguém são todas as pessoas que já invadiram algum lugar!

  • Paulo Sergio diz: 22 de abril de 2014

    É claro que o correto é que não prevaleça a “justiça com as próprias mãos”. Mas chegamos a um ponto em que ou é esse tipo de justiça ou então nenhuma, ou seja, a ausência de justiça, o que equivale ao império da injustiça. E isso ocorre porque as autoridades constituidas adoram usufruir do “poder” mas não assumem as responsabilidades pertinentes. E no entanto poder e responsabilidade são coisas que devem andar juntas.

  • Alberto Buscema diz: 22 de abril de 2014

    Parabens moradores do Rio Vermelho, esses amarildo porque nao vao trabalhar como as outras pessoas, qual é o direcito que eles tem sobre o resto dos cidadaos??????? cadeia para os amarildos

  • não diz: 22 de abril de 2014

    Jornalista,

    por favor dê a noticia e guarde sua opinião pra você. o jornalismo agradece.

  • Rafael De Marco diz: 22 de abril de 2014

    Muitos que estão lá invadindo, tem casa e não são pobres coisa nenhuma!!
    Merecem uma surra de pau, só estão incomodando aqui em Floripa, sujando e poluindo.

    Vai trabalhar, pegar uma obra, pensa que é fácil comprar um terreno e construir uma casa!

  • Décio diz: 22 de abril de 2014

    Coisa linda ver a Bandeira Vermelha ser pisoteada, queimada, imagens para ficar na história. Para restabelecer a verdade, a Policia Militar quando é chamada para qualquer ocorrência demora no mínimo uma hora, porem estranhamos que após receber o pedido de socorro do vagabundo líder daqueles porcarias RUI FERNANDO imediatamente com helicópteros tropa de choque estavam no local para garantir a integridade fisica destes bandidos, Fico imaginando o pau comendo solto para cima principalmente deste xiita vermelho RUI FERNANDO. Outra afronta é colocar ONIBUS da Policia para levar estes vagabundos para Palhoça, deveriam sim ter sidos enchotados a baterem em retirada a pé, com cacetete e muito chicote no lombo, ou quem sabe serem obrigados a praticar a dança da chuva ao redor de uma enorme fogueira feita com as barracas do assentamento.

  • emerson diz: 22 de abril de 2014

    Parabens aos bravos moradores do Rio Vermelho, por não serem passivos diante da situação de ameaça.

  • DIOGO diz: 22 de abril de 2014

    Parabéns aos moradores dessa comunidade.

  • Felipe diz: 22 de abril de 2014

    Esse Marcondes, dono do Costão, é aquele que foi condenado pela Justiça do Trabalho em R$ 100.000,00, por trazer trabalhadores e colocarem os mesmos em alojamentos sub humanos em seu Hotel. É o que mais utiliza mão de obra do interior do País, iludindo com promesas de trabalho, fazendo trabalhar 12:00 hrs e jogando-os na rua. Visitem o Costão e vejam que a maioria das pessoas que trabalham lá não são da nossa cidade. Penso que os R$100.000,00 são trocados, eis que a JT tem medo dos tubaroes da nossa cidade. Empresários maculados com empresas de recutramento do interior do País, trazendo pessoas, jogando em nossa cidade e depois chutando pro Estado resolver o seu problema.

  • All diz: 22 de abril de 2014

    Estes vagabundos que servem de boca alugada pois não possuem cérebro pensante, devem apanhar de relho. São otários que servem de massa de manobra para espertalhões fazerem política.
    Devem invadir os terrenos da UFSC na Tapera ou então o famoso bosque do CFH para lá fumar unzinho com seu diretor e com o arremedo de “professora” Maluf.
    Os políticos covardes como LINO PERES e outros, se escondem, LINO já escapou de apanhar na Câmara Municipal e ainda não criou vergonha na cara, tem muita gente com saudades do MÁRCIO BERGER de SOUZA.
    Estão querendo gerar um factóide como agressão de um deles para então cantarem a internacional socialista……..
    Devem ir para CUBA ou VENEZUELA, mas com os salários de lá!!!
    Agora, vejam só, os covardes ficaram com medonho da população que já está de saco cheio e chamaram a POLÍCIA OPRESSORA pois estavam todos borrados!!!
    Vão trabalhar vagabundos, existem terras em Canoinhas e outros municípios!!!

  • taciara dal castel diz: 22 de abril de 2014

    Fico feliz q pelo menos em meu bairro … a pessoas capazes d fazer veler xeus direitos … pois m disculpem, mas sem terra d viaja d avião e tem carro ? s torna mesmo uma piada … acho mesmo q o pessoal do rio Vermelho esta d parabens … por fazer valer seus direitos … s nao seria outra missa das bem longas … q nem houve na sc … aki somos trabalhadores .. estudande pessoas q lutam e tem seu dia a dia … nao queremks desocupados.. fazendo baderna um bairro onde prticularmente eh otimo pra s morar

  • Tito Ribeiro Marques Filho diz: 22 de abril de 2014

    Parabéns para a comunidade de rio vermelho, por conseguirem expulsar essas quadrilhas de bandidos, que agem de maneira orquestrada em todas as regiões do país, carregando uma bandeira politica ideológica de luta pela reforma agrária, desrespeitando o direito de propriedade estabelecidas na CF. O projeto tática dos invasores funciona da seguinte forma: primeiramente espalham o terror, assaltando, sequestrando e aterrorizando os proprietários, normalmente pessoas de bem, depois invadem saqueiam tudo, destroem, tiram toda as condições do proprietário sobreviver, e por fim, depois que conseguem, negociam a terra, servindo esta para especulação imobiliária, Na fazenda Sopalm localizada no Munícipio de Benevides no Pará, só nos depósitos levaram 40 caldeiras, 50 recravadeiras, assalto de mais de R$ 1.000.000,00, que não foi pago, por ninguém, até a presente data , apesar de ter sido Reintegrado a posse, e mesmo de posse de uma liminar os proprietários presenciam o fruto de seus trabalho serem invadidos novamente, em meio um clima de medo e pavor,¨ que país é esse¨ socorro!!! por favor, nós ajude. É incrível como o Estado brasileiro se omite, demorando a agir. Os invasores sempre são os mesmos, eles buscam na verdade, além da terra para posteriormente negocia-las, objetos de valores , computadores, joias, fogão geladeiras, etc…,, não sou contra a reforma agrária, sou contra essa forma de organização criminosa que detém um poder paralelo, isso não é justo.

  • lorival diz: 22 de abril de 2014

    VAMOS AGRADECER TAMBEM A PM MILITAR,TROPA DE CHOQUE,A POLICIA RODOVIA ESTADUAL.ENFIM A TODOS PARABELIZAR,PQ SABEMOS QUE ATRAZ DAQUELA FARDAS,SAO PESSOAS QUE TBM TEM A MESMA OPINIOES COMO DA GENTE,MAS SAO TRABALHADORES E RECEBEM ORDENS,TENHO CERTEZA QUE QUANDO ELES ESTAVAM LA PREVININDO QUE NAO HOUVE SE CONFRONTOS ,PASSAVAM EM SUA MENTES A VONTADE DE FAZER O Q A COMUNIDADE ESTAVA FAZENDO,MAIS ERAM POLICIAS E NAO CIDADOES.PARABENS POLICIA SC

  • Daniel diz: 22 de abril de 2014

    É sabido que a maior parte dos integrantes é “sem terra de última hora”, verdadeiras buchas de canhão, que nunca pegaram uma enxada.
    Eles estão lá para ver se sobra um terreninho grátis, e estão servindo de massa de manobra para aqueles que arquitetam estas manifestações.
    Independente de direita ou esquerda, ações forjadas como estas não podem ocorrer, e ainda utilizando crianças.
    Como diz o ditado: Apelou, perdeu!

  • Baldasso diz: 23 de abril de 2014

    OOOHHHHH, POBREZINHO DO MARCONDES, FICOU REVOLTADO!!!!

    O cara construiu um prédio em cima de um costão, área proibida de construção em qualquer lugar da Ilha, na base do jeitinho e da motretagem!! Qualé?

    Pessoal aí colocando os sem-terra pra correr também não tem terra coisa nenhuma. Ainda não se resolveu a questão dos terrenos de posse na Ilha de Santa Catarina. Até o momento a maioria ainda é terra da União. Bando de hipócritas

  • José Carlos diz: 23 de abril de 2014

    Se são simpatizantes de Fidel Castro, porque não vão viver em Cuba?

  • Marcos diz: 24 de abril de 2014

    não sou mané mas achei muito bom e parabenizo os moradores locais – motivo de orgulho para nosso País. Lutem com força, não baixem a guarda, preservem seu Estado e sua Cidade, não deixem acontecer o que já aconteceu nos últimos 30 anos aqui na minha linda Cidade e Estado amado, São Paulo, tão invadido e depredado, e que eu gostaria de chamar um dia de República!

  • Mamuti diz: 24 de abril de 2014

    Eu quero ver a Valentia destes ao expulsar os invasores, que agem na surdina, na aparência da “legalidade”! kkkkk São trapaceado a anos e ainda nem se deram conta!
    1. É vetada a publicação de comentários que:
    c. promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;

  • Mamuty diz: 24 de abril de 2014

    Enquanto as crianças, aos velhos, as condições de moradia, o que mais me estranha que até antyes da ocupação ninguém se preocupava, bastou se organizarem para serem vistos, para se tornarem sujeitos. Mais uma vez sujeitos com direitos sumaraiamente negados, tolhidos pela ignorância de alguns, pela intolerância de outros, mas pela burice da maioria!

  • Anselmo diz: 26 de abril de 2014

    Nosso exército precisa reagir contra essa invasões de terras e proteger a propriedade privada, que é um direito universal nos países democráticos. Por muito menos os militares tomaram o poder em março de 1964. Os abusos da elite governante que apoia essa gente estão passando dos limites.

  • Manoel Jeronimo da Silva diz: 21 de junho de 2014

    Isso deveria ser noticiário nacional e internacional, a fim de que o governo tome vergonha na cara e acabe com esse movimento de vagabundos.
    Parabéns ao povo dessa terra pela coragem.
    Espero que aqui no Rio Grande do Norte, a população siga o mesmo exemplo desse povo, assim como em todo território nacional.

Envie seu Comentário