Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Minuto do Martini - A omissão da Assembleia na fiscalização das obras da Ponte

01 de julho de 2014 13

comentários

Comentários (13)

  • Luis diz: 1 de julho de 2014

    A história de nossas pontes, talvez excluída a primeira, da qual pouco se sabe, é a história dos escândalos, dos financiamentos de campanha. Por essas pontes já passaram muitos superfaturamentos, muitos desvios, muita safadeza. Nossas pontes já drenaram muita grana, já justificaram muita roubalheira.

  • Darlan diz: 1 de julho de 2014

    Manda implodir essa Ponte Hercílio Luz! Sai mais barato do que inúmeras tentativas fracassadas de reforma.
    A atual ponte não comporta e nem comportará depois de reformada um fluxo de veículos tamanha demanda que temos hoje na grande Floripa.
    Uma nova ponte, nos mesmos moldes da atual, mas com nova tecnologia sairia mais barato do que tudo o que já foi gasto até hoje, valor este que só serviu para beneficiar empresas e governos descompromissados com o nosso cartão postal da cidade.
    Será que os governantes não veem isso?
    PS. Outra coisa, por que não colocam uma ponte do final da estrada de acesso a Praia da Daniela, pelo lado do manguezal, até o continente? Uma ligação do continente com a parte norte da ilha desafogaria o trânsito do centro da cidade.

  • betodo15 diz: 1 de julho de 2014

    vocês da imprensa, também tem culpa disso.!! dão umas cutucadinhas e esquecem.!!! tentem ser mais incisivos e cobrar de quem deve fiscalizar, do governo e claro, que também da assembleia, mas cobrem mais e verão os resultados.!!!

  • alfonso ott diz: 1 de julho de 2014

    Dr. Luiz – vc fez um comentário certo e justo – a melhor pessoa p/responder sobre esta famosa ponte chama-se LUIZ HENRIQUE DA SILVEIRA ( o maior debochador politico catarinense que existiu) – a outra coisa seria as secretarias regionais e principalmente a rodovia que liga Garuva a Itapoá – seu amigo de Joinville chamado Fortunato – trecho este que foi orçado se não me falha a memoria de duas a tres vezes e o mesmo sempre vencia (fortunato).

  • Nilson da Luz diz: 1 de julho de 2014

    Pra nós que pagamos a conta, seria melhor que a ponte caísse, pelo menos nessa teta os políticos não mamariam mais. Ta igual as Secretarias Regionais,
    qual é a serventia?

  • Pedro Costa diz: 1 de julho de 2014

    Martini: Percebe-se que você é um gaúcho metido e não conhece Florianópolis. A ponte Hercílio Luz está interditada parcialmente e/ou totalmente desde 1983, portanto há mais 30 anos. Entretanto as obras de pseudo-recuperação começaram em 2005, no primeiro Governo do Rei Luiz Henrique.

  • elizeu diz: 1 de julho de 2014

    http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/noticia/2012/02/video-ponte-americana-semelhante-a-hercilio-luz-e-demolida-por-explosao-3673315.html

    eu não entendo qual e’ a dificuldade de demolir e fazer do mesmo jeito, com ferros novos, quando liberar para uso ela sera fechada novamente, e’ uma lavagem de dinheiro mesmo. Porque nao faz uma ponte ligando B.MAR CENTRO a B.MAR CONTINENTE ?

  • Domingos Wisintainer diz: 2 de julho de 2014

    Os maiores interessados em que não haja fiscalização são os próprios ditos cujos.
    Quantos mensalões já foram gastos na “reforma” interminável da ponte HC e que só serve para cartão postal, enquanto diariamente a população é vitima da incompetência governamental?
    E eles ainda acham que a população de Floripa é muito burra pra não perceber a tramoia toda envolvendo esta ponte…..rsrsrs

  • Marcos Antonio Bittencourt diz: 2 de julho de 2014

    E eu como cidadão, há anos presencio a drenagem de recursos públicos para este “cartão postal”. Por outro lado, vejo inúmeras pessoas sem o direito básico à saúde, diante da negativa do estado do fornecimento do medicamento alegando falta de recursos.
    Não temos orçamento para remédios ou ações preventivas de saúde, mas temos ponte para encher nossos olhos e as lembranças do passado, ou em especial, para alimentar organizações infiltradas no governo.

  • Alex diz: 2 de julho de 2014

    Hahahaha, e desde quando a Assembleia é idônea para fiscalizar alguma coisa?
    Essa novela nunca vai acabar porque tem MUITA GENTE PARRUDA mamando!!

  • silverio diz: 2 de julho de 2014

    “Omissão da Assembléia”???
    Pois é para lá onde sempre vai uma parte dos “projetos”, para campanhas.
    Quem poderia fiscalizar seria o MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL.

  • Bernardo diz: 3 de julho de 2014

    Pedro Costa: o Martini não errou não e (usando o seu tom) creio que você é que não conhece Florianópolis. A da ponte tem passado sim por várias “reformas” nesses trinta anos, arrastando sempre a desculpa de torná-la utilizável novamente. Anteriores a atual, lembro de pelo menos duas que me marcaram. Num momento jatearam e pintaram os pontos enferrujados como se isso fosse a solução. Depois retiraram a camada asfáltica e colocaram uma grelha metálica com a justificativa de aliviar o peso, sendo nessa época liberado o tráfego de carroças, motos (talvez), pedestres e bicicletas. Esta última ocorreu um pouco antes ou depois de 1990.

  • Eliana Comiran Camboim diz: 8 de julho de 2014

    Há quanto tempo eu já comento sobre “projeto de reciclar o ferro da ponte” e transformar, construir uma nova ponte, porém no mesmo design, mas que suporte o trânsito e necessidades atuais! Já fizeram este projeto na Califórnia e com muito sucesso! Tá na hora do povo de Florianópolis acordar e fazer com que esse instrumento sem fim de corrupção se transforme realmente em benefício para a população. …para pelo menos amenizar o engarrafamento de saída da Ilha? Quando tomarem atitude já será tardio….imaginem se demorar ainda mais?

Envie seu Comentário