Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Ministério da Pesca e Ibama avaliam o uso de redes anilhadas em Florianópolis

19 de julho de 2014 0
Foto: Marcone Tavella, BD, 19/06/2014

Foto: Marcone Tavella, BD, 19/06/2014

Na manhã de hoje, a partir das 9h, representantes do Ministério da Pesca, Ibama e Federação de Pescadores de Santa Catarina (Fepesc) acompanharam o uso de redes de malha anilhada na Barra da Lagoa, em Florianópolis, para cerco dos cardumes dentro dos limites de cinco milhas da costa. O objetivo é fazer uma avaliação dos métodos dos pescadores e os impactos ambientais e sociais da atividade já realizada há mais de 20 anos.

Articulação em Brasília pelas redes anilhadas
A iniciativa foi articulada pela Secretaria Municipal da Pesca e Maricultura, da Capital, junto ao Ministério da Pesca. O levantamento começou no início desta semana em Garopaba e Laguna, no litoral sul, além das praias do Pântano do Sul e Armação, Lagoinha, Ponta das Canas e Ingleses, em Florianópolis.

Leia mais:
::: Regra que proíbe anilhas na pesca da tainha deixa 102 barcos parados em Santa Catarina e safra fica comprometida
::: Pescadores catarinenses protestam contra proibição de rede usada na pesca da tainha

comentários

Envie seu Comentário