Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Acredite se quiser

28 de julho de 2014 2

O primeiro abrigo público para moradores de rua, com 80 leitos e que deve ser aberto em agosto pela prefeitura no Centro de Florianópolis, quase foi embargado… pelo próprio Ipuf.

O Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis não queria autorizar a pintura do prédio, doado pelo Estado. Só depois de muita conversa interna chegou-se a um acordo para liberar.

comentários

Comentários (2)

  • Rodrigo Goulart diz: 28 de julho de 2014

    Engraçado… Os atos da administração pública são vinculados (obedecem à lei). Assim, se foi constatado inicialmente alguma afronta a alguma norma que diga respeito à pintura e que tal infração é causa de embargo, então, a obra deveria ser embargada, pois é o que a norma determina.
    Se não embargou, o agente público prevaricou.

  • Cocoróca do Moçambique diz: 28 de julho de 2014

    É um festival de fogo amigo.

Envie seu Comentário