Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Problema sem fim: 59% das ligações de esgoto em Florianópolis são irregulares

15 de setembro de 2014 6

canas1

Desde que foi lançado, em 10 de outubro de 2013,o programa Floripa Se Liga na Rede, realizado numa parceria entre Casan e a Prefeitura Municipal de Florianópolis, realizou cerca de 15 mil visitas e inspeções em imóveis, vistoriando as ligações na rede de esgotamento sanitário.

O trabalho foi realizado nos bairros Barra da Lagoa, Lagoa da Conceição, Costa da Lagoa, Cachoeira do Bom Jesus, Pontas das Canas, Canasvieiras e Ingleses. Segundo o relatório do programa, mais da metade (59 %) dos locais inspecionados estavam irregulares, um índice considerado alto pelos técnicos da Casan.

No caso de Ingleses as irregularidades chegam a 80%. Dos 862 imóveis inspecionados, 614 apresentaram irregularidades, mais de 400 sequer estão ligados à rede de esgoto e 237 não contêm um item básico que é a caixa de gordura.

Em Canasvieiras (foto) a situação não é diferente. Das 932 ligações inspecionadas, 532 apresentaram irregularidades nas ligações, isso representa 57%.Em Ponta das Canas e Cachoeira do Bom Jesus o índice é de 68%.

“Nós precisamos que a população faça a sua parte, para que possamos solucionar a questão da poluição. Se continuarem as ligações irregulares e clandestinas, não poderemos dar fim a este problema que vem afetando a população das praias”, disse o engenheiro de Construção da Casan Fábio Krieger.

Segundo o engenheiro sanitarista da prefeitura de Florianópolis que faz parte do programa, João Henrique Pereira, as inadequações encontradas interferem de forma significativa no funcionamento da rede de esgoto, assim como geram problemas ambientais como poluição de praias e consequentemente de saúde pública.

“A rede de esgoto não é projetada para receber a água da chuva. Se houver ligação da rede pluvial à rede de esgoto, o sistema pode transbordar, causando contaminação, mau cheiro, poluição de mananciais e praias”, reforça Krieger.

comentários

Comentários (6)

  • CELSO FRANCISCO SANDRINI diz: 16 de setembro de 2014

    Caro Jornalista
    Subi a tribuna para me manifestar a respeito deste assunto nesta segunda feira (15). A população tem que colaborar, tem que ser parceira da CASAN e da Prefeitura para que tenhamos a cidade preservada . O poder publico pode muito, mais não pode tudo. Por isso temos que fazer a nossa parte, é mesmo estranho quem tem a oprtunidade de ter o serviço de coleta de esgotos defronte a sua residencia não fazer corretamente a sua ligação.

  • Luis Prado diz: 16 de setembro de 2014

    e mesmo com essa enorme quantidade de esgoto não tratado, somos obrigados pela CASAN, a pagar uma taxa de 50% na conta de agua, para tratamento de esgoto, ate quando vai essa roubalheira??????cadê os orgãos de fiscalização que não se manifestam??????

  • nando diz: 16 de setembro de 2014

    Como por gerações o “sistema” funciona sem qualquer fiscalização ou cobrança, ninguém irá mudar se não houver uma dura e constante fiscalização e punição. Simples assim…

  • Benedito diz: 16 de setembro de 2014

    Ligamos não…aqui é a Ilha da Magia: num passe de mágica a mer.. some no mar, problema da turistada que entra nele

  • Tiago diz: 23 de outubro de 2014

    Cabe a casan fiscalizar constantemente e aplicar multas aos que não estão ligados corretamente na rede. Só assim para as pessoas se conscientizarem! Além de ser dever de toda a população cobrar e denunciar quem não está de acordo com a lei.

  • Daniel diz: 2 de janeiro de 2015

    A casan deveria publicar uma lista dos imoveis que estao com a ligacao de esgoto irregular, a identificacao dos poluidores, deixara claro quem sao os culpados desta barbarie.h

Envie seu Comentário