Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Para o mundo que eu quero descer….

20 de setembro de 2014 21

campanha

 

Imagine hipoteticamente a seguinte situação:

Logo depois do segundo turno das eleições municipais, em 2012, o cidadão resolve se mudar para outro país e deixa de acompanhar o desenrolar da política local.

Mas ele decide voltar a morar em Florianópolis, em setembro de 2014.

Ao passear pela Lagoa da Conceição, no último sábado de inverno com a família, se depara com uma carreta de candidatos.

À frente uma caminhonete com quatro políticos a bordo: o atual prefeito Cesar Souza Junior (PSD), o vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB), o senador Cacildo Maldaner (PMDB) e o candidato ao senado Dário Berger (PMDB).

Ele pisca e olha de novo para ter certeza se não está sendo traído por conta das lentes vencidas dos óculos.

Mas é isso mesmo.

Lado a lado lá estão o atual e o ex-prefeito de Florianópolis. Os mesmos que há menos de dois anos evitavam até apertos de mãos protocolares.

Por conta da coligação tanto na majoritária quanto na proporcional, os três candidatos mais votados nas últimas eleições da Capital apoiam o mesmo nome ao governo do Estado (Raimundo Colombo) e ao senado (Dário Berger).

Cesar Junior faz campanha para o pai, candidato a deputado federal, e para Dário, que o chamou de jovem do primeiro emprego na última eleição.

Gean Loureiro, derrotado por Cesar nas últimas eleições e agora candidato a deputado estadual pelo PMDB, espalhou cartazes ao lado de Cesar Souza pai.

E Angela Albino (PCdoB), crítica de Gean e de Cesar na campanha municipal, agora é candidata a deputada federal na mesma coligação.

Aí alguém dirá: mas isso é permitido pela legislação eleitoral.

Não se discute.

A dúvida do cidadão que ficou completamente embaralhado ao tentar entender o o desenrolar da política local é uma só:

E quem vai discutir a reforma política?

O triste é que situações como esta não são privilégio de Florianópolis.

País afora e em todos os partidos, ninguém mais sabe quem é quem.

 

comentários

Comentários (21)

  • Farias diz: 20 de setembro de 2014

    E ainda dizem para votar com sabedoria? Escolher o menos ruim? Pergunto qual? Tem safad…desculpa, tem político que se elege com 1 voto (neste caso foi suplente) enquanto outro que recebeu mais que o dobro dos votos necessários não conseguem se eleger.

  • Fabiano diz: 20 de setembro de 2014

    Parabéns por vc ter estar fazendo este comentário sobre esta vergonha, na verdade a imprensa que tem o poder da palavra, deveria ser mais critica, e denunciar a podridão que e nossa politica

  • Carine diz: 21 de setembro de 2014

    Discordo, acho que o embate eleitoral é válido naquele momento. Esse tipo de comentário é da politica antiga. Se for por bem da população que se aliem, briga política não constrói nada….

  • Dra. Sarnenta diz: 21 de setembro de 2014

    Sinto uma vontade enorme de vomitar! Não tem a mínima chance de eu votar em candidato ficha suja, como é o caso desse tal de Dário Berger. E podem ter certeza, pois o César Souza não vai se reeleger. Esperamos agora o aumento do IPTU em 2015.

  • FERNANDO diz: 21 de setembro de 2014

    E O POVO AINDA ACREDITA NELES!!!

    PORRISSO QUERO IR EMBORA DESTE PAIS…DE M…
    ESTES POLITICOS INESCRUPULOSOS…ALIAS ESTA “GENTE” QUE VOTA NELES…SABE..ESTOU CHEGANDO A CONCLUSÃO QUE O VERDADEIRO CULPADO É O POVO MESMO…
    ESTES BRASILEIROS DE M…
    UMA CENA DESTAS E NO MINIMO “NOGENTA!!!!

  • Emilio Cerri diz: 21 de setembro de 2014

    “Casildo” (Maldaner) escreve-se com “s”

  • Policarpo diz: 21 de setembro de 2014

    Caro Martini, na verdade sempre se soube quem realmente eram estes políticos. A real questão que se mostra, e sempre se mostrou, é a assanha pelo poder, de modo que “vender a alma ao diabo” é mais comum do que deveria ser, ponto. O mais engraçado é a tentativa da excelentíssima senhora Angela Albino de esconder a coligação em suas gravações para a propaganda eleitoral gratuita, que por sinal é mais cômica que qualquer programa de humor da atualidade. No mais é o mesmo, Calombo eleito pela elite e pela periferia, pois a desinformação política aqui em Santa Catarina é algo ainda a ser estudado pela ciência, não que seja diferente do restante do país, mas é mais arraigado, diria que ai reside uma das únicas igualdades sociais que temos – Uma por puro interesse, e a outra pelo desinteresse (Caso concreto do proletário de direita, fruto da árvore podre) … E as opções? Bem, Paulo Bauer era vice até ontem, quer comer a marmita inteira sozinho. Do Vignatti eu tenho certa pena, é o típico caso de filho primogênito que tem de dividir as atenções da mãe que acabou de dar à luz ao novo irmão (Calombo), essa família é muito unida e também muito ouriçada…. Não preciso dizer em quem voto, mas tenham um final de fim de semana glorio50.

  • Silvio Domingos Mendes diz: 21 de setembro de 2014

    Neste senário, esta muito bem claro que o dinheiro e a disputa pelo poder polarizou de uma lado ex-inimigos políticos e de outro um partido pequeno, mais que se mantém fiel as suas origens: o PSol.
    Mas, e o PT. Este desembarcou da barca do colombo no ultimo minuto. Sobrou, portanto, um único partido ideologicamente coerente e que, ao meu entender, é o único com uma bandeira de oposição aqui e la, ou seja, em Santa Catarina e a nível nacional. Discurso coerente.

  • Pedro diz: 21 de setembro de 2014

    O tal de Fernando ai em cima, colocou um comentário no mínimo engraçado. Critica os brasileiros, diz inclusive que quer ir embora do Brasil, mas escreve tão mal que não deve ter um mínimo de conhecimento sobre porcaria alguma. Estuda um pouco primeiro meu amigo, depois, quem sabe você esteja capacitado ao menos para criticar o povo brasileiro e quem sabe, lavar pratos pros americanos.

  • Deunezii diz: 21 de setembro de 2014

    Pessoal, poderiamos dar uma reviravolta. Vamos votar 50!

  • Carlos diz: 21 de setembro de 2014

    Votei no César para prefeito, mas de modo algum ele me convence a votar no Dário FICHA SUJA! Qualquer pessoa inteligente percebe o jogo sujo desta coligação !!!

  • erreude diz: 22 de setembro de 2014

    Policarpo.. tu é5 0 melhor!!

  • mario diz: 22 de setembro de 2014

    PIOR MESMO É O VICE VITALICIO E SEUS APADRINHADOS NOS CARGOS CERTOS.

  • Juba7 diz: 22 de setembro de 2014

    Seja de novo um otário, vote no Dário.

  • LUIZ ANTONIO MENEGOTTO diz: 22 de setembro de 2014

    VAMOS MUDAR SANTA CATARINA.
    VAMOS MUDAR O BRASIL.
    NÃO REELEJA NINGUÉM.

  • Jaison diz: 22 de setembro de 2014

    Dario certa o mais preparado!!
    dario155 na cabeça

  • Carlos Vieira diz: 22 de setembro de 2014

    Estes senhores sobre a caminhonete, que dizem defender a lei, aceitaram cometer uma infração de transito?
    Pelo que sei é proibido transportar pessoas em carrocerias de carros.
    E a policia não apareceu para multar?

  • alex diz: 22 de setembro de 2014

    Porque nao apostar no 50 ?

  • Lauro Regis diz: 22 de setembro de 2014

    É luta pelo poder! É o fim da ética na politica brasileira, não só em Santa Catarina.

  • Claudio diz: 22 de setembro de 2014

    Nao sei por que o espanto, isso dai eh perfeitamente normal e aceitavel, politica tambem eh reflexo da vida. Na vida nao tem nada eterno ou imutavel e na politica tambem, adversarios hoje e dependendo das circunstancias parceiros amanha, as coisas mudam. Hoje vemos uma prossivel e inimaginavel alianca entre Iran e EUA para a destruicao do estado islamico EL ou ISIS. Na segunda guerra Stalin inimigo dos ocidentais e amigo de Hitler no meio da guerra ja era o oposto, amigo dos ocidentais e inimigo de Hitler, as coisas mudam conforme das circunstancias. Aprendam politicos nao sao inimigos, sao adversarios de ocasiao igual jogadores de futebol de times diferentes, sao adversarios quando jogam contra, msa fora disso se falam normalmente, eh a vida, as coisas mudam.

  • Mauritanio Gonzaga diz: 24 de setembro de 2014

    Milton Mendes é o unico com coerencia nessa eleição. vai derrotar a oligarquia dos bornhausen e dos berger

Envie seu Comentário