Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Salve geral resulta em perseguição e tiroteiro no Itacorubi

29 de setembro de 2014 18

persegue

A PM realiza neste momento uma megaoperação para localizar e prender os homens que teriam atacado uma base da Polícia e na fuga atropelaram pelo menos duas mulheres num ponto de ônibus próximo ao Cepon, fugindo em seguida para o mangue do Itacorubi.

Pelo menos um dos criminosos já foi capturado no mangue.

Nas ruas próximas, as pessoas tentaram desviar os carros com medo dos tiros.

Cenas típicas do Rio de Janeiro

E os policiais que atendem a ocorrência já admitem abertamente a existência de um Salve Geral ordenado por facção criminosa de dentro do complexo prisional.

A principal diferença, até agora, tem sido a rápida reposta das forças policiais. Bem diferente de 2012 e 2013, quando o Estado demorou a admitir  o problema

 

As fotos são de Teco Rodrigues.

persegue2

comentários

Comentários (18)

  • Simone Ferreira Moreira diz: 29 de setembro de 2014

    Nós não podemos nos iludir mais … Florianópolis já está com características da violência urbana de cidade grande. Mas acho que ainda há tempo de reverter isso. EDUCAÇÃO DE QUALIDADE NAS ESCOLAS PARA QUE NÃO HAJA RECRUTAMENTO DE JOVENS PARA O CRIME!!!!

  • jonny jotan diz: 29 de setembro de 2014

    Ja pegaram dentro do mangue, nesse momento. 16,02 hr

  • fabio adriano da rosa diz: 29 de setembro de 2014

    Um dos bandidos ja foi preso no ma
    ngue do Itacorubi

  • Emerson diz: 29 de setembro de 2014

    Acompanhei a perseguição e visualizei o momento em que o carro dos fugitivos perdeu a direção e colidiu com o ponto de ônibus. Sorte que algumas pessoas no ponto perceberam a movimentação e conseguiram fugir do pior, mas quem estava sentado não teve tempo. Fiquei perplexo de ver os dois marginais fugindo em direção ao Mercure sem serem alvejados, acredito que devido a restrição de atirar pelas costas. Como ser PM desse jeito? Os caras são crivados de bala e ainda precisam se precaver …Parabéns a PM.

  • Marcos Ambrosino diz: 29 de setembro de 2014

    A Simone está certa: não podemos nos iludir mais.
    Além do que foi citado por ela, a migração (e até mesmo a imigração) desenfreada para Florianópolis e região está desestabilizando a cidade e até mesmo SC.
    Sim, a Constituição existe, mas é preciso uma maneira de limitar esse afluxo de pessoas que, quer queira quer não, é um grande fator provocador de violência e crime.
    O que menos há em Florianópolis são florianopolitanos e isso também conta, e muito! E antes que algum pseudo-ofendido diga que “oh… isso é discriminação…”, isso nada mais é do que uma constatação.

  • Jojó de Olivença diz: 29 de setembro de 2014

    Só não entendi como o vagabundo chegou com vida ao hospital. Marginal deveria saber, investiu contra a polícia, é VALA.

  • ana diz: 29 de setembro de 2014

    E aí? A imprensa não vai defender os bandidinhos e execrar a PM??? Cadê aqueles que até poucos dias neste blog defendia os bandidos de Palhoça?? E aqueles que só xingam as ações das polícias e só sabem falar em direitos humanos dos bandidos?? E as duas mulheres gravemente feridas no hospital??? O que dizer???? Hipócritas!!! Candidatem-se a levar esses adolescentes para casa, é o mínimo que devem fazer!!!!!!

  • Fernando diz: 29 de setembro de 2014

    Faço coro com a Ana. Marcos Ambrosino, quer dizer que somente os floranapolitanos são honestos? Bandidos só os importados?

  • fernando diz: 29 de setembro de 2014

    Tempo de reverter? Reelegendo COLOMBO em primeiro turno? Essa cidade não tem mais jeito é dai para pior ..

  • Gabriel diz: 29 de setembro de 2014

    Uma pena como algumas pessoas aqui não querem entender que direitos humanos são universais (e que um terço dos prisioneiros no país ainda ainda estão esperando seu julgamento). O maior criminoso continua sendo o estado. É ele que não se importa com a ressocialização de detentos (ou penas alternativas) e, por esta negligência, somente aumenta o poder das facções criminosas nos presídios. O ideal seria criar condições para uma vida digna de todos (antes de alguém entrar no mundo do crime), mas infelizmente tais ações não chamam tanta atenção quanto ações da polícia (que podem ser necessárias mas nunca vão resolver o problema enquanto os eleitores não exigem estratégias para o longo prazo).

  • Carlos diz: 30 de setembro de 2014

    Esses “chinelos” estão é com sorte de não terem alvejados algum PM ou PC, senão o bicho já tinha pegado.
    Parabéns aos guerreiros da briosa PMSC.
    É isso mesmo Ana, cadê os direitos humanos??

  • Leitor diz: 30 de setembro de 2014

    Floripa já virou um Rio de Janeiro, só ta faltando um Beltrame.

  • Cassiano diz: 30 de setembro de 2014

    Cenas de Rio de Janeiro? Pretensioso o comentário infeliz

  • Cesar_florianópolis diz: 30 de setembro de 2014

    Marcos Ambrosino, “parabéns” pelas pérolas que vc escreveu. Ao que tudo indica, o “salve” dos vagabundos tem a ver com o cerco ao Horácio. Sabe o que mais tem no Horácio? Nativos. E na Costeira? Idem. E no Mocotó, no Chico Mendes? Idem. O problema tem duas raízes: drogas (epidemia de crack) e impunidade. Ou vai me dizer que o Neném da Costeira é “invasor”?

  • Luiza Laura diz: 30 de setembro de 2014

    Concordo com o comentario acima…o que menos há em Florianopolis sao FLORIANOPOLITANOS….Sou daqui, nasci aqui( graças a Deus) e ontem vi tudo que aconteceu e me dei conta que nossa cidade esta se tornando uma RJ,SP da vida. BOM LUGAR PRA SE VIVER? QUALIDADE DE VIDA?? Propaganda que faz as pessoas de fora morarem aqui, e acabarem com o nosso sossego….nao sou xenofobica mas será coinscidencia TODOS esses bandidos serem de fora? Acho que nao.
    Quero Floripa de volta!!Quero minha cidade que antes era calma, tranquila e boa de se viver, de volta. Autoridades, façam alguma coisa, por favor….

    Outra coisa. Porque nao falam sobre a mulher que perdeu a mão? Nao vejo noticias sobre isso.
    Acho que o bandido deveria ter o mesmo castigo que essa pobre mulher…Nao é justo ele ir para uma casa de apoio a “crianca e adolescente” e depois ser solto e essa mulher perder a vontade de viver…Onde esta a justiça desse país???????
    ÉPOCA DE ELEICAO…Hora de rever nossos conceitos…
    Cesar Souza (pai) que antes metia o pau no Dario por causa dos escandalos, hj apoia ele como senador…E agora????

  • Jojó de Olivença diz: 30 de setembro de 2014

    Meu querido Gabriel, quem defende direitos humanos para assassinos, terroristas e vagabundos, para mim, é cúmplice. Você inverte a lógica ao dizer que o maior criminoso é o Estado. Como assim cara pálida? O maior criminoso é o vagabundo que atira pelas costas de homens honrados, que dedicam a sua vida para salvaguardar a integridade física e patrimonial de cidadãos comuns, como eu e você.

    Um vagabundo que investe contra um policial deveria saber que só tem duas opções, ou viver eternamente em fuga, ou vestir o paletó de madeira.

    Esse blá blá blá de direitos humanos é um pé no saco. A sociedade deveria exigir direitos humanos para o trabalhador honesto, que acorda as 4 horas da manhã para pegar a fila do SUS. Direitos humanos deveriam ser exigidos pro operário que vira laje de sol a sol em troca de um salário mínimo. Direitos humanos deveriam ser exigidos para os estudantes que se sacrificam em escolas esdrúxulas e sem a mínima estrutura.

    É um despautério um cidadão vir a um espaço público dizer que assassino terrorista que investe covardemente contra um policial, levando o horror a toda a população de uma cidade, deve ser tratado com a “dignidade humana”. Para um vagabundo desses, é VALA. Age em legítima defesa o policial que atira contra um verme desse que tendo a mínima oportunidade, mataria um homem de bem.

    Enquanto milhares de brasileiros se sacrificam diariamente para tirar um sustento honesto e digno do suor dos rostos, tem gente que perde tempo defendendo vagabundo. É o fim dos tempos.

    Aproveito para parabenizar e prestar a minha solidariedade a todos os homens de farda, que mesmo mal remunerados, arriscam suas vidas para defender o cidadão honesto.

  • Tiago diz: 30 de setembro de 2014

    Pessoal, por favor, sem xenofobia. Isso está acontecendo em todo o estado não apenas em Floripa. Jovens pobres são recrutados para o crime, isso ocorre em qualquer estado do Brasil, aliás, em qualquer lugar do mundo! É muito fácil colocar a culpa nas pessoas que vem de fora. Vamos encarar a realidade, SC também tem suas mazelas e portanto há pessoas que se tornam bandidos aqui mesmo, gente daqui, por que não aceitam isso? É no mínimo ignorância pensar que todos os bandidos vem de fora.

  • Marcos diz: 1 de outubro de 2014

    Gabriel … … … … ..!

    Não seja vago e genérico como todo divagador é. Enumere para nós umas 20 ações para “criar condições para uma vida digna de todos”. Mas coisas palpáveis e práticas, sem enrolação e “embromation”.

Envie seu Comentário