Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Em nota oficial, advogados criminalistas reforçam existência de mazelas no sistema prisional

03 de outubro de 2014 4

Nota sobre os atentados

A Associação dos Advogados Criminalistas do Estado de Santa Catarina – AACRIMESC vem a público se manifestar sobre os recentes atentados ocorridos em Santa Catarina e dizer que é terminantemente contra qualquer espécie de ato de violência.

Sobre as declarações de autoridades públicas veiculadas pela imprensa, que vinculam advogados (gravatas) aos atos de violência praticados pelo Primeiro Grupo Catarinense – PGC, sem, contudo, nominar os envolvidos, a AACRIMESC esclarece que se tratam, novamente, de manifestações genéricas e irresponsáveis que tentam justificar a ineficiência estatal transferindo responsabilidades.

A AACRIMESC endossa a declaração prestada pela Juíza da Vara Regional de Execuções Penais de São José, que, em nota oficial, admite e denuncia todas as mazelas do Sistema de Segurança Pública Catarinense, especificamente no Complexo de São Pedro de Alcântara, confirmando não só a carta redigida pelos reeducandos como a sua existência anterior aos atentados, deixando claro que referido documento, quando recebido meses atrás, foi imediatamente encaminhado às autoridades responsáveis.

A AACRIMESC repudia de forma veemente acusações superficiais deste jaez contra advogados e informa que, em virtude do flagrante desrespeito à classe, encaminhou expediente à Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina-OAB/SC para que as providências cabíveis sejam adotadas, a fim de que cessem imediatamente estas inverídicas insinuações, prevenindo futura reiteração.

comentários

Comentários (4)

  • Jean Suzin diz: 3 de outubro de 2014

    Eu conheço umas mazelas, chamadas “Pombo Correios”, seus porta de cadeia.

  • Thiago diz: 4 de outubro de 2014

    Que a OAB também faça sua parte e exclua dos seus quadros os advogados que utilizam das prerrogativas inerentes a função, para auxiliar essa facção a praticar os mais diversos tipos de crimes. Que a OAB fique tranquila que logo logo a justiça deve informar quais são os advogados envolvidos e reiterando minha opinião, o melhor que a OAB pode fazer neste momento é auxiliar a justiça ao invés de critica-la.

  • Thiago diz: 4 de outubro de 2014

    Que a OAB também faça sua parte e exclua dos seus quadros os advogados que utilizam das prerrogativas inerentes a função para auxiliar essa facção a praticar os mais diversos tipos de crimes. Que a OAB fique tranquila que logo logo a justiça deve informar quais são os advogados envolvidos e reiterando minha opinião, o melhor que a OAB pode fazer neste momento é auxiliar a justiça ao invés de critica-la.

  • Lenir Costa diz: 4 de outubro de 2014

    Acho que a Associação dos advogados criminalistas não deveria se manifestar pois mesmo sendo função dos advogados criminalistas, são eles que trabalham para devolver à socidade, os marginais.

Envie seu Comentário