Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A angústia de Aurino

13 de outubro de 2014 1
Foto: Charles Guerra / Agência RBS

Foto: Charles Guerra / Agência RBS

Lá se vão cinco meses longe do balcão do boxe número 2 da ala sul do Mercado Público, onde por quase 60 anos ficava o açougue homônimo de Aurino Manoel dos Santos. Ele é um dos 38 comerciantes que tiveram que sair em junho do espaço para o começo das obras de reforma, que não terminarão antes da temporada.

Para quem já teve que demitir funcionários, a espera é ainda mais angustiante. Por enquanto, Aurino auxilia a filha no empório na ala norte. Ele personifica o que acontece com outros comerciantes, desiludidos com a não finalização da obra no prazo.

Queixoso, conta que demitiu três pessoas e continua sonhando com a mudança para o boxe 6 quando o novo prédio estiver pronto.

Leia mais:
::: Mercado Público de Florianópolis não ficará pronto antes do final da temporada

>> Veja página especial sobre o Mercado Público de Florianópolis.

comentários

Comentários (1)

  • QUERO SER PRESIDENTE – EU TAMBEM BEBO diz: 13 de outubro de 2014

    SÓ VAI FICAR PRONTO JUNTO COM A PONTE HERCILIO LUZ, ISTO SE CONTRATAREM A ESPAÇO ABERTO………….CASO CONTRÁRIO, PODE DEMORAR “UM POUCO”……….

Envie seu Comentário