Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

São Tomé

28 de outubro de 2014 2

Glauco Côrte, presidente da Fiesc, gostou de ouvir da presidente eleita que a prioridade para o próximo governo será educação e a recuperação da indústria, os mesmos pilares que ele tem defendido em seu segundo mandato. Mas Côrte lembra que nos últimos quatro anos não foi o que se viu, em especial na infraestrutura com obras atrasadas e na crescente falta de competitividade do setor produtivo.

comentários

Comentários (2)

  • SIDNEY – BRASILIA diz: 28 de outubro de 2014

    PEDE PRO AECIO 45 EM 2050 OU PRO PAPA FRANCISCO!

  • Alex diz: 29 de outubro de 2014

    Prezado Martini,
    Esta não pude deixar passar: com todo respeito que prezo ao nosso ilustre Presidente da FIESC, acreditar em um governo que durante 4 anos deu de costas para a Indústria catarinense é no mínimo não querer enxergar a realidade. Vide a duplicação da BR 101 Sul, o contorno viário, o Aeroporto Hercílio Luz, as obras em infra estrutura viária da região de Florianópolis e tantas outras promessas não cumpridas.

Envie seu Comentário