Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de outubro 2014

Dança das cadeiras na prefeitura de Florianópolis

31 de outubro de 2014 1

A Prefeitura de Florianópolis comunica duas mudanças no primeiro escalão da administração municipal, conforme este Visor antecipou há uma semana:

O engenheiro Rafael Hahne, servidor de carreira da Prefeitura, deixa a Secretaria Municipal de Habitação e Saneamento Ambiental para assumir a Secretaria Municipal de Obras;

O engenheiro Domingos Zancanaro deixa a Secretaria Municipal de Obras e assume a Secretaria Municipal de Habitação e Saneamento Ambiental.

Rafael Hahne nasceu em Blumenau em 22 de outubro de 1976. É graduado em Engenharia Civil e em Engenharia de Segurança do Trabalho e especialista em Projetos de Engenharia pela Universidade Federal de Santa Catarina. No momento está cursando MBA em Gestão de Projetos no Instituto de Pós-Graduação (Ipog). É servidor público efetivo da Prefeitura Municipal de Florianópolis desde 2002, tendo atuado como Chefe de Divisão de Projetos, Chefe de Departamento de Projetos e Obras e Diretor de Obras da Secretaria Municipal de Obras.

Domingos Sávil Zancanaro, 45 anos. Engenheiro Agrônomo, UDESC/SC. Foi diretor durante oito anos do EMAPA/SC (Escritório Municipal de Agropecuária). Um dos responsáveis pela criação do IGEOF – Instituto de geração de Oportunidades de Florianópolis, atuando como Superintendente, coordenando ações voltadas ao Desenvolvimento Econômico do Município. Destaque para coordenação do Projeto de implantação da Cadeia Produtiva da Maricultura no Município de Florianópolis, período de 1998 até 2004. Ex-consultor de Projetos por meio de assessoria parlamentar junto ao Congresso Nacional.

Vereador Tiago Silva assume prefeitura de Florianópolis

31 de outubro de 2014 25
Foto Charles Guerra

Foto Charles Guerra

O vereador Tiago Silva (PDT) assume às 16h como prefeito em exercício de Florianópolis.

Uma vitória pessoal de Tiago

E uma quebra de paradigma na política local, já que pela primeira vez um homem negro, identificado com o morro, de origem humilde e gay declarado sentará na cadeira do Executivo.

Tiago é vice-presidente da Câmara e está no comando do Legislativo porque o presidente Cesar Faria está em viagem.

Um parecer da Diretoria Legislativa da Câmara deu sinal verde à posse do parlamentar

Agora entenda a equação para que ele chegasse ao cargo.

Vereador mais votado nas últimas eleições, Tiago recebeu a primeira vice-presidência da Câmara como prêmio.

No início do ano, foi convidado por Cesar Souza Junior para a Secretaria Municipal de Assistência Social de Florianópolis.

Licenciou-se do Legislativo para assumir no Executivo.

No mês de agosto, também licenciou-se do cargo de secretário municipal para se dedicar à campanha.

Trabalhou ativamente pelas candidaturas de Angela Albino (PCdoB) e Dário Berger (PMDB).

Sem nenhum alarde, foi exonerado da Secretaria para voltar à Câmara, como vice-presidente.

Aí por conta da viagem do prefeito, viagem do presidente da Câmara e também ausência do vice prefeito de Florianópolis, o vereador Tiago Silva terá a caneta do executivo pelos próximos 10 dias.

Como tudo na vida de Tiago, cheio de idas e vindas. Mas que no fim sempre dá certo.

Minuto do Martini: Somos uma ilha de carros cercada de incompetência

30 de outubro de 2014 5

Sobre a mobilidade (imobilidade) urbana de Florianópolis:

Educação básica faz a diferença em Balneário Camboriú

30 de outubro de 2014 1

Com nota 6,7 as escolas municipais de Balneário Camboriú obtiveram o melhor resultado do Ideb entre as unidades escolares do litoral catarinense. Vendo um número tão expressivo, que ultrapassa até a média nacional do indicador, é possível imaginar escolas com megaestruturas ou então com gigantescas inovações nos métodos de ensino.

Porém, o diferencial está em fazer bem feito aquilo que é básico, e que deveria ser padrão em toda rede escolar: foco no ensino de qualidade, disciplina e condições mínimas adequadas para o aprendizado – alunos portadores de deficiências, por exemplo, têm professores exclusivos na sala de aula.

Confira o vídeo sobre o trabalho realizado no município:

Só dá elas

30 de outubro de 2014 0

Santa Catarina é forte candidato a ser o primeiro Estado brasileiro em que as advogadas serão maioria na profissão. Hoje 46% dos profissionais do Direito são do sexo feminino e, há três anos, o número de mulheres que ingressam todos os anos na OAB já ultrapassa o de homens. De janeiro a setembro deste ano, foram 846 contra 832 homens. O assunto é capa da Revista da OAB/SC em circulação:

Divulgação / OAB

Divulgação / OAB

Ho-ho-ho

30 de outubro de 2014 0

Talvez o Bom Velhinho realmente esteja feliz com a proximidade da data, mas em pleno outubro ver as lojas tomadas de decoração natalina e gente comprando presentes não parece apenas uma questão de planejamento, mas sim de botar o carro na frente dos bois. Neste caso, das renas. Quem tem filhos sabe: a fatura com as compras do Dia da Criança no cartão ainda nem caiu.

Mais de 300 mulheres fizeram exames de prevenção ao câncer de mama durante o Outubro Rosa

30 de outubro de 2014 0

O Cepon, Centro de Pesquisas Oncológicas, contabiliza em parceria com outros hospitais e o seu próprio voluntariado, exames de mamografias e ultrassom de mamas em mais de 300 mulheres durante o Outubro Rosa. Além disso, foram realizadas reconstituições de mama em pacientes que já foram curadas do câncer. Para Maria Tereza Shoeller, diretora do Cepon, a prevenção está mudando a realidade da doença em SC.

Foto: Abertura oficial do Outubro Rosa em Florianópolis. Foto: RFCC Florianópolis / Divulgação

Foto: Abertura oficial do Outubro Rosa em Florianópolis. Foto: RFCC Florianópolis / Divulgação

Acidente na ponte Colombo Salles parou o trânsito de Florianópolis nesta quarta-feira

30 de outubro de 2014 2
Foto: Charles Guerra / Agência RBS

Foto: Charles Guerra / Agência RBS

O acidente entre três ônibus e dois carros, por volta das 15h ontem na ponte Colombo Salles, simplesmente parou Florianópolis. Por conta da operação de resgate, foram se formando congestionamentos em todos os sentidos, afinal a única ponte de saída da Ilha para o continente estava fechada. Lá pelas 17h ninguém ia nem pra frente nem pra trás no norte, nem no sul e nem no Centro. E olha que nem foi um acidente grave, apesar de inúmeros feridos. Uma pequena amostra sobre o iminente risco de colapso em caso de emergência.

Leia mais:
::: Os motivos que causaram caos no trânsito de Florianópolis

Moeda Verde: Dário Berger livre de investigação do MPF

29 de outubro de 2014 7
Foto: Flávio Neves, BD, 15/10/2007

Foto: Flávio Neves, BD, 15/10/2007

O Ministério Público Federal (MPF) entregou os autos da Operação Moeda Verde à Justiça Federal em Florianópolis, requerendo o arquivamento de casos prescritos e de casos em que não se caracterizou crime. Entre os pedidos de arquivamento está a investigação que envolvia o ex-prefeito e senador eleito Dário Elias Berger.

O documento pede o arquivamento de 19 crimes que já estavam prescritos. No total, 44 pessoas tiveram o crime prescrito ou foi pedida a remessa do caso para a Justiça Estadual, mas algumas delas responderão por outros delitos em que ainda serão denunciados. O documento é assinado pelos procuradores da República Eduardo Barragan Serôa da Motta e João Marques Brandão Néto.

Leia mais:
Dezembro de 2008 - Justiça decide sobre Operação Moeda Verde
Agosto de 2009 - Julgamento de questões relativas à Operação Moeda Verde será no dia 20 de agosto
Julho de 2011 - Quatro anos depois do escândalo, inquérito da Moeda Verde está parado na Justiça
Abril de 2013 - Após seis anos, inquérito da Operação Moeda Verde segue para Brasília


Entenda o caso

A operação teve início em 25 de junho de 2006, para apurar crimes ambientais, mas já havia apurações desde 21 de dezembro de 2005. Houve investigações, inclusive monitoramento telefônico, de 27 de julho a 19 de dezembro de 2006. Em abril de 2007, a Polícia Federal fez a análise e o cruzamento das informações contidas no material até então colhido.

Em 20 de abril de 2007, se iniciou a fase aguda e de maior repercussão da Operação Moeda Verde, quando foi efetuado um relatório pela Polícia, no qual foram apresentados diversos requerimentos, em especial de prisão temporária de 22 pessoas, além de busca e apreensão em 28 lugares.

Em 15 de outubro de 2007, a Polícia Federal indiciou 56 pessoas na operação. Em 22 de outubro do mesmo ano, o juiz que atuava no caso se deu por absolutamente incompetente para processar o feito e o remeteu para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). O MPF recorreu contra essa decisão em 26 de outubro.

O processo tramitou no TRF4 até 23 de janeiro de 2013, quando foi remetido para Brasília, em decorrência de um dos indiciados ter adquirido privilégio de foro. Um ano depois, uma parte voltou a Florianópolis, onde, após quase um ano de análise dos 30 volumes e 101 apensos, com média de 200 folhas por volume, começaram a ser feitos os encaminhamentos.

 

Danos morais

29 de outubro de 2014 0

Uma empregada doméstica será indenizada em R$ 20 mil por danos morais que sofreu, após ter seu nome inscrito no cadastro de inadimplentes por empresa de telefonia, em razão de dívida nunca contraída. A mulher nem sequer fora notificada em tempo hábil para contestar. A decisão de manter a condenação, assim como o valor arbitrado, partiu da 6ª Câmara de Direito Civil do TJ de SC.