Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

PF tem lista com nomes e valores pagos aos vereadores de Florianópolis no Cidade Limpa

25 de novembro de 2014 30

Trecho do inquérito encaminhado pelo delegado Allan Dias ao Ministério Público Estadual é nitroglicerina pura para a Câmara de Vereadores de Florianópolis.

Consta no relatório que a equipe da Polícia Federal responsável pelo cumprimento do mandado de busca e apreensão na empresa Visual Brasil, do empresário Adriano Nunes, encontrou uma pasta com vários documentos.

Entre eles, uma relação de parlamentares classificados por partido e com valores financeiros correspondentes pagos por 10 empresas do setor de publicidade.

Somente um deles, conforme a contabilidade apreendida, recebeu R$14.150,00.

A Câmara de Vereadores instalou nesta terça-feira a CPI dos Radares.

Mas e o projeto Cidade Limpa, será que não merece uma comissão parlamentar de inquérito?

 

comentários

Comentários (30)

  • Max Antonio diz: 25 de novembro de 2014

    Infelizmente, como quase tudo neste país está uma baderna, pelo que se sabe através de rumores, são poucas as Prefeituras Municipais que não tem pessoas “chaves” para subornar, extorquir, subtrair e, assim por diante…
    Nos parece que aqui foi instaurada a lei do “salve-se quem puder”. Vergonha nacional!

  • Luis diz: 25 de novembro de 2014

    Martini, Florianópolis precisa ser fechada e vasculhada pela PF. Vai sobrar muito pouco político fora das grades, muita comenda será caçada, muita gente das sociais vai pras policiais, muita aposentadoria revista, muita empresa fechada,… Vai faltar cadeia. Transformaram minha terra num puteiro. Era o que um arquiteto um dia me falou, transformar tua terra natal num polo turístico é como botar a mãe na zona. Somos um Bokarrão, páreo duro para Bal Camboriú, outra concorrente direta…

  • joao silva correa diz: 25 de novembro de 2014

    Martini
    Perguntaram pro vereador se ele faria qualquer coisa pra se reeleger. Ele respondeu: eu nao faria mas o cesar faria…….

  • crazy horse diz: 25 de novembro de 2014

    Tem que divulgar o nome destes senhores

  • Vitor diz: 25 de novembro de 2014

    Acho que não precisa de mais uma CPI para embromar e engavetar provas. Acredito que com as provas da PF a comissão de ética (se é que vai sobrar algum ) deveria se reunir e expulsar os vereadores envolvidos e a mídia dar ampla divulgação para que a sociedade saiba em quem votou.

  • Aiedo Silveira diz: 25 de novembro de 2014

    Meu caro Martini, fico na torcida para que a nossa valorosa Policia Federal apresente todos os nomes de envolvidos neste esquema, que com certeza o Sr.Vereador Badeko nao montou sozinho e nem levou sozinho, acho inclusive que possivelmente temos bons nomes no executivo. Espero e pago pra ver os nomes e que a populacao na se engane e acabe dando aval nas proximas eleicoes pra que a sacanagem continue.

  • Paula diz: 25 de novembro de 2014

    Merece e terá. Há vereadores “limpos” na casa que certamente chamarão esta CPI.

  • da ilha diz: 25 de novembro de 2014

    esse empresario agora que não tem mais nada a perder pode até falar nomes de qualquer um só pra ver o circo pegar fogo.

  • Rogério diz: 25 de novembro de 2014

    CPI formada por quais parlamentares? Quem é probo? Quem não sabia? Pizza na certa!

  • Armando Silva diz: 25 de novembro de 2014

    Esse Adriano é um safado tem que mofar na cadeia, ele ta cheio de outdoors na cidade em local que pela lei não deveriam estar ali, deveriam também investigar dentro da prefeitura todos os alvarás e os fiscais que assinaram pois existe a industria do alvará que cobra R$ 10 Mil por outdoor liberado!!

  • Edilson diz: 25 de novembro de 2014

    Se muitos receberam propina, então tudo isso não vai dar em nada.

  • Eduardo diz: 25 de novembro de 2014

    Merece uma CPI, sim. Se existe suspeita de suborno e corrupção causando prejuízo à população e ao meio ambiente, isso deve ser apurado e, sendo provado, deverá haver uma punição exemplar, pois os parlamentares não estão na Câmara sendo pagos para nos prejudicar e sim para nos trazer melhorias. Punição essa extensiva aos corruptores…

  • Roberto diz: 25 de novembro de 2014

    Rafael, meu caro.

    E as comissões processantes do legislativo que irão investigar a conduta dos vereadores por improbidade administrativa e posterior cassação de mandato, virão quando? sabes?
    CPI pra que, se a PF já levantou tudo. O caso agora caberá àquela Casa aplicar a Lei Orgânica local, Regimento Interno e Dec, Lei n º 201 e nada mais, pq a população esta aguardando o corte na própria carne dos Edis.

  • Aldo diz: 25 de novembro de 2014

    Está em pauta o “Cidade Limpa” mas não se pode esquecer da construção civil, “tão eficiente” para acabar com o verde e encher a Ilha de concreto e automóveis.
    Transcrição do site: http://www.leandromaciel.net/2012/09/inimigos-de-florianopolis.html :
    “No último dia 18, doze vereadores de Florianópolis votaram pela aprovação do projeto de lei complementar 01160/2012, de autoria do vereador Dalmo Menezes (PP). O projeto aprovado na calada da noite, em plena campanha eleitoral para prefeito e vereadores, e altera o zoneamento na região de Cacupé, apesar dos protestos e manifestações oficiais escritas e orais das entidades comunitárias do distrito de Santo Antônio de Lisboa. Na verdade a sessão estava marcada para o dia 19, porém, ardilosamente, foi antecipada, facilitando a sua aprovação. A reunião previa a aprovação de de vários outros projetos de zoneamento. Muitos vereadores desconheciam os detalhes das matérias, que foram votados por seus números, sem discussão ou detalhamento. Segundo informação doDaqui na Rede, os momentos que antecederam a sessão foram marcados pela presença do advogado Hélio Bairros, presidente do Sinduscon, em diversos gabinetes de vereadores. Os vereadores Badeko e Asael Pereira, que raramente permanecem até o fim das sessões, se mantiveram no planério para garantir as aprovações dos projetos.”
    Observação: Dos doze vereadores que votaram “sim” naquela sessão, seis foram reeleitos, sendo vereadores na presente legislatura. São eles: Badeko, Cesar Faria, Dalmo Meneses, Erádio Gonçalves, Dinho e Doutor Ricardo.

  • Lourival Afonso diz: 25 de novembro de 2014

    Se fossem petistas o carnaval seria antecipado na ilha.

  • Guilherme diz: 26 de novembro de 2014

    Muitos na cidade comentam sobre a facilidade na votação na câmara do plano diretor, onde cada vereador apresentou uma emenda alterando o zoneamento de algum terreno. Logicamente privilegiando um empresário/empresa. Não seria fácil investigar estas emendas e associar vereador & empresário e perguntar aos envolvidos a troco de quê foi feito isto?

  • Adriano diz: 26 de novembro de 2014

    E nosso amigo LULA, Quando sera preso???

  • Luiz O Martinelli Filho diz: 26 de novembro de 2014

    Simplesmente uma vergonha. Nunca se viu tantos políticos envolvidos em falcatruas, escândalos, propinas e outras maracutais. Tem que divulgar os nomes desses maus políticos para o povo lembrar na época das eleições. CPI já, cadeia já!!!!!

  • Daniel diz: 26 de novembro de 2014

    Caro Martini, cabe dizer quem foram os vereadores que votaram a favor e contra esse projeto.

  • Alexandre Silva diz: 26 de novembro de 2014

    Não podemos dizer que todos estão, mas temos 6 vereadores que não votaram no projeto cidade limpa e do (IPTU)..
    VEJA A MATÉRIA ABAIXO:

    Os gritos de “abaixo o IPTU” não impediram os vereadores de Florianópolis de aprovar o projeto de lei que aumentou, para alguns bairros, os valores de pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). Para valer, os vereadores precisam aprovar em segunda votação a medida nesta sexta-feira. Veja abaixo como votaram os parlamentares na sessão de quinta-feira. Use os dados apra comparar como ser representante votará nesta segunda análise.

    Na sessão, também foi aprovada a Lei Cidade Limpa, que restringiu a colocação de outdoors na Avenida Beira Mar Norte e na Lagoa da Conceição. O projeto enviado pela prefeitura à Câmara era mais restritivo, mas sofreu alterações dos vereadores.

    :: Os votos pela aprovação ou contra as matérias

    Legenda:
    CL – Projeto Cidade Limpa
    IPTU – Projeto de reajuste do IPTU e aumento ITBI
    Sim – Aprova / Não – rejeita

    César Luiz Belloni Faria (PSD) – CL Sim / IPTU Sim
    Erádio Manoel Gonçalves (PSD) – CL Sim / IPTU Sim
    Guilherme Pereira de Paulo (PSD) – CL Sim / IPTU Sim
    Marcos Aurélio Espíndola (PSD) – CL Sim / IPTU Sim
    Célio João (PMDB) – CL Sim / IPTU Sim
    Celso Francisco Sandrini (PMDB) – CL Sim / IPTU Sim
    Deglaber Goulart (PMDB) – Ausente
    Edinon Manoel da Rosa (PMDB) – CL Sim / IPTU Sim
    Dalmo Meneses (PP) – CL Sim / IPTU Sim
    Pedro de Assis Silvestre (PP) – CL Não / IPTU Absteve-se
    Jerônimo Alves Ferreira PRB – CL Sim / IPTU Sim
    Edson Lemos PSDB – Ausente
    Guilherme Botelho da Silveira PSDB – CL Sim / IPTU Sim
    Lino Fernando Bragança Peres PT – CL Não / IPTU Absteve-se
    Roberto Katumi Oda PSB – CL Sim / IPTU Sim
    Edmilson Carlos Pereira Junior PSB – Ausente
    Marcelo Fernando de Oliveira PDT – CL Sim / IPTU Sim
    Tiago da Silva PDT – CL Sim / IPTU Não
    Vanderlei Farias PDT – CL Sim / IPTU Sim
    Waldyvio da Costa Paixão Júnior PDT – CL Sim / IPTU Sim
    Afrânio Tadeu Bopré PSOL – CL Não / IPTU Não
    Aldérico Furlan PSC – CL Sim / IPTU Sim
    Matheus Felipe de Castro PCdoB – CL Sim / IPTU Não

    Fonte: Diário Catarinense

  • Luciano Pereira diz: 26 de novembro de 2014

    É tanta sujeira, que o tapete está ficando pequeno.

  • Noris Santana diz: 26 de novembro de 2014

    Ora, se tem a relação tem que divulgar, afinal o eleitor tem que saber se votou em algum ladrão desses.

  • roger diz: 26 de novembro de 2014

    quem vai fazer a CPI? dois vereadores?

  • bonaster o causídico diz: 26 de novembro de 2014

    Barbaridade, essa turma ta mais suja do que pau de galinheiro. Quero ver em qual pizzaria vai parar essa investigação toda.
    Porque não pode uma pessoa investir 2, 3 ou 4 milhões de reais em uma campanha e pretender tirar isso em salário depois pra empatar. A conta não fecha. Ou seria sua função pública tão somente por vocação, amor ao povo, desprendimento material, acerto de contas com o ser superior? Acredito muito que não seja isso. Sou de uma corrente que entende que ingressar na política é o canal direto para auferir dinheiro com negociatas, seja com empresas ou com outras casas.

  • LUIZ JOSÉ FERREIRA diz: 26 de novembro de 2014

    Diante de tudo o que se tem visto e ouvido acerca dessa vergonha, só posso utilizando um trecho de musica dizer o seguinte:”se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão, se gritar pela ladrão não fica um….”

  • Paulo Francis Junior diz: 26 de novembro de 2014

    O projeto cidade limpa bem que poderia começar pela câmara de vereadores ….

  • Rafa diz: 26 de novembro de 2014

    Cidade Limpa? a cidade esta maus suja do que nunca, pelo que se sabe esse Vereador Badeko possui uma associação chamada na batida da periferia, que também deveria de ser investigada. E os bens dele em nomes de laranja também, casa na lagoa, Monte Cristo etc

  • Walter longo diz: 26 de novembro de 2014

    “a Lei Cidade Limpa sobre-excedeu sua competência normativa, violando princípios constitucionais como o da proporcionalidade e livre exercício de atividade profissional regulamentada pela União, além de ter indevidamente coarctado (ou mesmo suprimido) o direito de informação quando vedou em absoluto a propaganda comercial na cidade”.

  • alex diz: 26 de novembro de 2014

    Sinistro hem…só teremos tres vereadores, this is Floripa !

  • Luis diz: 27 de novembro de 2014

    Vamos oficializar a putaria. Cada construtora, por exemplo, assumiria a paternidade de seu(s) vereador(es) e eles andariam com os botons na lapela com o patrocínio anunciado. Valeria tambem para as outras empresas, teríamos o vereador do hoteleiro do norte da ilha, o das placas, o dos radares, cada um na sua “e$pecialidade”, por que não?

Envie seu Comentário