Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Soldado Mota é réu e vai a julgamento em menos de 15 dias após o assassinato

01 de fevereiro de 2015 1

Quem bom seria se todos os inquéritos sobre homicídio tivessem a mesma celeridade na Polícia Civil, no Ministério Público e no Judiciário que o caso do surfista Ricardinho.  Menos de 15 dias depois do assassinato, o autor já é réu e vai a julgamento.

Aliás
Não repercutiu bem na tropa a decisão do Comando Geral da PM de anunciar a expulsão do soldado Mota antes mesmo da conclusão do inquérito policial militar.  Ele tirou uma vida e deve ser punido pelo crime com todo o rigor da lei, mas dá a impressão de um processo atropelado.

comentários

Comentários (1)

  • Zé Germano diz: 1 de fevereiro de 2015

    Isso comprova, de forma paradoxal, para quem quer ter o trabalho de pensar que: vivemos de fato em um Estado de exceção por mais que nos doirem a pílula; que a justiça é lenta, o executivo corruptor, o legislativo co$$ompido, o povo phodido; a discriminação no estado vai além do salário subtraído, de certas categorias como a do magistério para manter outas, do assedio moral dos comissionados sobre os de carreira nas repartições públicas, do descaso com o pagamento dos precatórios ( os 100$ liberados foi só propaganda, não dá 1% do montante! ) e de mais um montão de bandalheiras e patifarias… mas que para além do chamado estado estado de direito isto está encalacrado nas forças armadas das quais a PM é um apêndice in. Ora ora ora, e labora(!), o nosso parlamento sempre completamente OMISSO, tomou posse hoje de manhã. Isto seria assunto para eles também e principalmente mas a considerar-se a unanimidade na eleição da mesa diretora da Alesc os quarenta do Ali continuarão no bábábá blábláblá aprovando tudo nas coxas da noite para o dia como em dezembro fizeram e agora em fevereiro farão… o chamado ROLO COMPRESSOR. O governador, eleito foi, legalmente, mas qualquer tirano o pode ser, já tivemos o exemplo da Alemanha… o governador vai mandar umas duzentas leis agora no rala bucho do carnaval para serem aprovadas assim. Sem conhecimento de nenhum cidadão anteriormente, nem a própria imprensa está informada a respeito para repassar à população, o governador, qualquer outro tirano tira férias onde quer e gosta, vai para os USA, como o outro já o fizera a dez anos atrás, bem lembrado, o governador, trabalhando na solução da Hercílio Luz, vai querer isso tudo aprovado quando voltar, essas 200 leis que vão afetar milhões de catarinenses. Ficará por isso. Salvo alguma greve no serviço público, educação… ” Só negociaremos com os professores quando eles voltarem para a sala de aula “, parece que estou vendo e ouvindo aquela voz!
    Voltando ao caso específico, dentro do estado chamado de direito, democrático, o tirano em qualquer outro regime político também o faz, com governador eleito pelo povo pode trocar o comandante a qualquer hora da noite ou do dia e por telefone como se não me falha a memória já aconteceu e, como já é mais do que hábito, para apenas contemplar o deputado… Mas a humanidade segue. Cada vez de mal a pior é bem verdade. Fraterno abraço.

Envie seu Comentário