Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Após seis anos, obras do Centro de Eventos de Canasvieiras entram na reta final

20 de abril de 2015 2
Foto: Diógenes Pandini

Foto: Diógenes Pandini

Governador Raimundo Colombo e o prefeito Cesar Souza Junior aproveitaram a manhã desta segunda-feira ara visitar uma série de obras na Capital. Entre elas, a do Centro de Eventos de Canasvieiras. A previsão é de que a estrutura seja inaugurada em meados de maio, mas vale lembrar que todos os prazos estipulados para o empreendimento furaram.

A construção começou há seis anos, ainda 2009. Para se ter ideia do imbróglio, a última data oficial fixada pelo governo do Estado para abertura do espaço falava em abril de 2014, portanto há 12 meses, mas até agora…

Com investimentos de R$ 26,8 milhões do Governo do Estado, por meio do Pacto por Santa Catarina, o local terá espaço para exposições, lojas, serviço de alimentação, dois auditórios, além de reaproveitamento da água da chuva e captação de energia solar. A ideia é oferecer uma estrutura para movimentar o turismo de eventos no Norte da Ilha fora da temporada de verão.

Iniciada em 2009, as obras previam a construção de um Centro Multiuso, mas foram paralisadas em 2010 com a intenção de alterar o projeto para Centro de Eventos. Em 2011 foi criada a Proposta de Readequação da Arena Multiuso de Canasvieiras, após manifestações dos moradores e comerciantes do Norte da Ilha. Eles questionaram a construção da arena esportiva que, segundo eles, não atenderia à expectativa da comunidade.

Em agosto de 2012, as obras foram retomadas com base no novo projeto do um Centro de Eventos. Ainda em 2012, foram aprovados o alvará da prefeitura, a licença ambiental e os documentos necessários para a liberação dos recursos da Caixa Econômica Federal (CEF) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES).

comentários

Comentários (2)

  • Costa diz: 20 de abril de 2015

    Martini, será que os dois administradores públicos não notaram a precariedade do pavimento da importante rodovia SC 401? Há, e também as cabeceiras das pontes na reta do cemitério e da ponte Pedro Ivo, estão uma calamidade.

  • Professor José Germano Cardoso diz: 22 de abril de 2015

    Aqui está o dinheiro roubado do magistério! Isto é obra para a iniciativa privada das Fiescs, CDLs, e outros bichos destes. O Colombo não tem prioridade, não sabe o que é isso, não distingue entre a sua direita e esquerda. Seu desiderato é sair por aí dizendo que o sistema está falido mas é o primeiro a massacrar o pobre e o fraco e abrir as pernas ao rico e aos poderosos. Homem sem palavra cumpre a risca a agenda da iniciativa privada e coloca as funções prioritárias do estado na latrina, aproveitando-se da burocracia para inchar a máquina eleitoral e renegando-a nos artigos que manda preparar para a mídia… com cara de santo debochado. Tem horror a escolas e submete o magistério a uma verdadeira escravidão em pleno século XXI. Sem vergonha de marca maior quer que as melancias se acomodem na carroça mas Serra da Dona Francisca abaixo não sobra casquinha. Paga meu salário roubado em 13,5% nos meses de janeiro, fevereiro, março, abril senhor velhacaria, estupidez ao cubo, quadratura do círculo Ali Babá dos quarenta deputados omissos.

Envie seu Comentário