Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Casildo Maldaner se dispôs a colocar em operação comboios fura-poço por falta de profissionais

06 de junho de 2015 1

Ex-Senador Casildo Maldaner, que anda meio ocioso após 50 anos de vida pública, se dispôs a colocar em operação os comboios fura-poço artesiano que estão parados há mais de um ano pátio da Secretaria de Estado da Agricultura por falta de profissionais. Lembra que foi operador de máquina no Exército, em 1960, logo poderia ajudar o amigo Moacir Sopelsa. Como diria o manezinho, tens tempo…

Leia as últimas notícias sobre comboio

comentários

Comentários (1)

  • JULIANO diz: 8 de junho de 2015

    COMBOIOS FURA POÇO
    Trabalho, ou melhor, trabalhava em uma empresa que atua no mercado de perfuração de poços tubulares profundos (artesiano) há mais de 30 anos. Eu há 11 anos tive o prazer de fazer parte dela, que agora esta sendo forçada a demitir muitos por não poder trabalhar. Não por falta de serviço, o estado é que não nos deixa trabalhar.
    A Resolução nº 02, de 14 de agosto de 2014 autoriza a Perfuração de Poços perante a Outorga do uso de água, em Santa Catarina e os mesmos ( a Secretaria SDS) usam o Código Sanitário Nacional Lei 11.445/2007 como empecilho de liberação da perfuração solicitando a todos os interessados em perfurar um poço uma consulta de viabilidade junto à concessionária responsável pelo abastecimento local; no caso CASAN, SAMAE, SAE e outros; que automaticamente não avaliza por ter o interesse em atender a sua unidade, mas inúmeras vezes não consegue devido a alta demanda. Sendo que esta mesma lei diz no Art. 4 “OS RECURSOS HÍDRICOS NÃO INTEGRAM OS SERVIÇOS PÚBLICOS DE SANEAMENTO BÁSICO”, no entanto, estão PROIBINDO a perfuração dos mesmos forçando esta minha empresa e com certeza outras que não trabalham na “clandestinidade e são honestas” a DEMITIR FUNCIONÁRIOS, pais de família numa época tão complicada.
    Lhe faço algumas perguntas: O Estado proíbe as empresas privadas de perfurar poços, as quais tiram o seu “ganha-pão” que está resolvendo o problema de falta de água potável e de vazão suficiente para muitas famílias (principalmente no interior e nas cidades onde sempre no verão falta a água) e o mesmo Estado compra três conjuntos de equipamento de perfuração e anunciam “colocar em operação os comboios fura-poço artesiano que estão parados há mais de um ano no pátio da Secretaria de Estado da Agricultura”, que interesses há por traz disso?
    Estas mesmas máquinas irão poder perfurar? Como estas máquinas poderão trabalhar se as empresas que trabalham na área o ESTADO não permite trabalhar? E eu e muitos outros funcionários demitidos como ficamos nesta história?
    Sendo o poço tubular profundo recurso hídrico a quem interessa esta proibição que vai contra a própria lei?
    OBS: O estado já comprou em outras épocas vários equipamentos para perfuração de poços, e estes equipamentos acabaram sucateados por falta de manutenção e cuidados, como será desta vez?
    Esse é mais um desabafo contra esse estado (independente de partido), que utiliza o dinheiro publico para apenas apoiar alguns, ou até não apoiar ninguém para aplicar erroneamente o dinheiro de um povo, extremamente sofrido.
    GOSTARIA QUE VISSE ESSA SITUAÇÃO COM MUITA ATENÇÃO. Estou no Oeste, mas isso acontece em todo o estado de Santa Catarina.

Envie seu Comentário