Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Deputado conseguiu barrar tramitação do projeto de lei que cria 62 cargos sem concurso público

02 de julho de 2015 9

Um pedido de vista do deputado Dirceu Dresch (PT) conseguiu barrar, ao menos por enquanto, a tramitação do projeto de lei complementar (PLC 20/2015), do Ministério Público de SC, que cria 62 cargos comissionados de assistente de promotoria de justiça, ou seja, sem concurso público. A proposta estava em análise na Comissão de Finanças e Tributação. O MP tem fiscalizado com lupa para que câmaras de vereadores e demais órgãos públicos reduzam o número de comissionados. Mas basta acessar ao portal para ver que estão atrasados no dever de casa. O Ministério Público estadual possui cerca de 500 servidores efetivos e 905 comissionados.

Leia as últimas notícias sobre Ministério Público

comentários

Comentários (9)

  • Vanessa diz: 2 de julho de 2015

    Parabéns! O MPSC tem um concurso que está em vigência até 2016 e com aprovados dentro do número de vagas e até a atual data não se concluiu as nomeações. Criar mais cargos comissionados, sendo desproporcional em relação ao número de efetivos, é uma barbaridade para quem deveria fazer o papel de guardião das leis.

  • MÁRCIO HEIDMANN BLASIUS diz: 2 de julho de 2015

    Parabéns ao MP-SC. Que moral e incentivo tem um promotor de exigir que se faça concurso público nas prefeituras deste Estado? É lamentável.

  • José da Silva Brasileiro diz: 2 de julho de 2015

    Perfeita a intervenção do deputado Dirceu Dresch (PT)!
    Essa situação, de tamanha desproporção entre o número de servidores ativos e cargos comissionados no MPSC, é um completo absurdo e uma afronta aos princípios que o próprio órgão julga defender. Enorme também é o descaso com os cerca de 70 aprovados no último concurso público, o qual beira os 9 meses de homologação, ainda sem previsão de nomeação. Aonde está a coerência de um órgão que se diz defensor dos direitos coletivos e atuar no combate a corrupção e aos famosos “cabides de empregos” dos poderes executivo e legislativo nos municípios de Santa Catarina? Se em sua própria estrutura possui uma das maiores desproporções do estado, havendo quase o dobro de comissionados do número de servidores ativos concursados. O MPSC está acima da lei que o próprio julga defender? Acima dos direitos dos cidadãos catarinenses? Até onde vai essa hipocrisia do MPSC?

  • Maria diz: 2 de julho de 2015

    Olá Rafael,
    Esta matéria merece mais visibilidade! É revoltante a postura que o Ministério Público adota em relação aos seus servidores, enquanto deveria estar dando exemplo. Como se já não bastasse a absurda desproporção entre comissionados e efetivos justo de quem deveria cobrar que isso não ocorresse, o MP até hoje não nomeou os aprovados, dentro das vagas existentes e já previstas no edital, no último concurso de agosto do ano passado. Assim fica difícil! Parece que o objetivo principal é fazer politicagem interna pra agradar outros membros!!!!!

  • Sérgio diz: 2 de julho de 2015

    Lamentável quando a administração de um órgão como o MP-SC faz politicagem com a distribuição e criação de cargos comissionados enquanto existem cerca de 70 aprovados em concurso aguardando aprovação.

  • Thiago diz: 5 de julho de 2015

    Que absurdo! Parece que estamos retornando p/ período do patrimonialismo. Sinceramente, este país se mostra cada vez pior com este tipo de projeto. Que sejam selecionados por meritocracia e não por politicagem.

  • Bfs diz: 7 de julho de 2015

    Citando a matéria da Agência da assembléia:
    “Mesmo sob pressão dos demais integrantes, o deputado Dirceu Dresch (PT) manteve seu pedido de vista, adiando assim a votação da matéria.”

    Parabéns para o deputado, que mesmo sobre pressão manteve o princípio pensando no bem público.

  • Júnior diz: 8 de julho de 2015

    Como é que um promotor vai poder exigir MORALIDADE do Prefeito ou um Procurador do Governo do Estado diante de um quadro deste? É uma situação Surrealista! Casa de ferreiro espeto de pau, só no Brasil Bananeiro mesmo!

  • Júnior diz: 20 de julho de 2015

    PLC/0020.0/2015

    http://www.alesc.sc.gov.br/proclegis/individual.php?id=PLC%2F0020.0%2F2015

    Manifestação Popular: 7 a Favorável(eis) e 49 Contrário(s)
    Considerando a burocracia para opinar, é uma quantidade expressiva.

    Votação: 15/07/2015 – Aprovado na 60ª Sessão Ordinária por 35 votos Sim, 1 votos Não e 0 Abstenções

Envie seu Comentário