Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Interesses barram a concessão funerária

07 de julho de 2015 2
Foto: Caio Marcelo

Foto: Caio Marcelo

A falta de vagas nos cemitérios públicos de Florianópolis, problema que se arrasta há anos sem que ninguém consiga resolver, é apenas a ponta do iceberg no mercado milionário do setor funerário da Capital, operado por quatro empresas. As novas denúncias de irregularidades, abordadas ontem por este Visor em primeira mão, mostram como é complexo desmontar uma estrutura que se mantém há décadas explorando os serviços justamente no momento de maior fragilidade das pessoas. Em março de 2014, a prefeitura enviou à Câmara de Vereadores um projeto de lei pedindo autorização para lançar edital de licitação para instalação do novo cemitério e crematório municipal, que seriam localizados na entrada de Sambaqui. Também tentou mexer no vespeiro e licitar a concessão do serviço funerário em todos os cemitérios da cidade. Os projetos simplesmente não avançaram no Legislativo sem maiores explicações.

Enquanto isso…
Um novo edital tratando apenas do crematório e do novo cemitério foi lançado, desta vez deixando de fora o serviço funerário, o que dispensaria a aprovação de lei pelo legislativo. Embora tendo o aval da Justiça, a proposta encontrou barreira no Tribunal de Contas do Estado. Um terceiro edital foi apresentado, mas novamente não prosperou por questionamentos técnicos do TCE. A pergunta que se impõem é: a quem interessa essa situação toda, que deixa as pessoas literalmente com a alça do túmulo na mão? À sociedade não é.

Novela
Ex-vereador Mauro Passos, lembra que em 1996, portanto há quase 10 anos, a Câmara realizou até audiência pública sobre crematório.

Volta e meia pipocam novas denúncias sobre venda de túmulos nos cemitérios públicos de Florianópolis

comentários

Comentários (2)

  • Marcos diz: 7 de julho de 2015

    Vocês, jornalistas do ar-condicionado, café e google são uma lástima. Quer dizer então que estamos em 2005???

    Não precisas pedir pro PT uma bolsa matemática, vou dar uma dica:

    Iniciar > Executar > Digite “calc” > Enter

    Voilà!

  • Marcos diz: 7 de julho de 2015

    Jesus… até no impresso??? Se pagar bem, atuo como revisor.

    imgur.com/ojKxNHc

    [URL=http://imgur.com/ojKxNHc][IMG]http://i.imgur.com/ojKxNHc.jpg[/IMG][/URL]

Envie seu Comentário