Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Gritaria dos poderes e instituições atingidos em caso de mudança no repasse do duodécimo é generalizada

12 de julho de 2015 3

A gritaria dos poderes e instituições atingidos em caso de mudança no repasse do duodécimo é generalizada. Vai da ameaça de suspensão dos serviços no Judiciário até a redução nos investimentos em educação, sem falar do Ministério Público. Mas é só acessar as tabelas de remuneração destes setores protestantes, via portal transparência, para perceber claramente que existe, sim, gordura para queimar. Uns bem mais do que outros, é verdade. Bastaria abrir mão, por exemplo, do 14º salário e abonos natalinos. Mas aí, sabe como é…

A propósito
A Assembleia Legislativa terá na sessão da próxima quarta-feira uma oportunidade histórica de dar o exemplo de como administrar recursos públicos em tempos bicudos, aprovando as mudanças.

Leia as últimas notícias sobre Política

comentários

Comentários (3)

  • Marcos diz: 12 de julho de 2015

    Era só o que faltava, o Presidente da ALESC dar uma de frouxo.

    O Poder Judiciário é um monstro que custa MUITO caro e é MUITO ineficiente. Constroem palacetes habitados por humanos que se julgam deuses, que podem tudo. Juízes que recebem mais de 40 mil reais por mês, auxílios IMORAIS, até mordomo para servir água e café na mesinha do excelentíssimo doutor desembargador eles tem.

    No mesmo barco está o Ministério Público. Basta lembrar de um prédio que custou mais de uma centena de milhão de reais SEM LICITAÇÃO.

    E o povo ainda acha que o problema está no Legislativo e Executivo. Esses concursados vitalícios (que mesmo após uma cagada astronômica são “aposentados” com vencimentos integrais) são – de igual forma um câncer para a sociedade que lhes sustentam, a troco de tão pouco.

    E os togados ainda tem a cara de pau de dizer que vão fechar comarcas por falta de dinheiro??? Isso é o cúmulo! O povo já não aguenta estes falastrões!!! Abram mão de seus mimos e façam o dever de casa!

    Bando de chupins!

  • manuel diz: 13 de julho de 2015

    Ni niguem quer apertar o cinto mas esquecem que é o contribuinte quem paga esta conta e esta a anos sem ver o retorno em obras porque o dinheiro vai quase todo para pagamento de folha. Engraçado é que no final do ano SOBRA dinheiro em alguns caixas e o mesmo ainda é rateado com os servidores. INTERESSANTE NÉ !!!!!!

  • Gabriel diz: 13 de julho de 2015

    E onde está a promotoria da moralidade pública que não faz nada? Ah sim, esqueci. Eles também são beneficiados…..
    Se toda esta regalia fosse numa instituição ligada ao executivo não tenham dúvidas, la estariam nossos estimáveis procuradores botando para quebrar.
    Só quero ver o que acontecerá quando a paciência da população acabar.

Envie seu Comentário