Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Vereador César Faria rompe o silêncio sobre operação Ave de Rapina

18 de julho de 2015 5

O ex-presidente da Câmara de Vereadores de Florianópolis, César Faria (PSD), está afastado do Legislativo desde que a Polícia Federal deflagrou a Operação Ave de Rapina em novembro do ano passado. Desde então, silenciou.

Nesta sexta-feira, acompanhado por seu advogado, ele veio até a redação do Diário Catarinense para conceder uma entrevista a este colunista. Emocionado, negou categoricamente qualquer envolvimento e prometeu provar sua inocência. Confira abaixo a íntegra da conversa:

O Conselho de Ética da Câmara sugeriu a cassação do seu mandato. E a Polícia Federal o acusa de liderar uma organização criminosa. O que o senhor diz?
É bom explicar o grande equívoco que está ocorrendo na minha vida em razão de uma investigação da Polícia Federal, que eu considero uma instituição acima de qualquer suspeita, mas conduzida por um delegado, que, infelizmente, incorreu em erros. Não há nenhuma fala minha, própria, em todo o processo que tenha sido identificada. O delegado acusa que houve um rombo de R$ 30 milhões nos cofres da prefeitura em licitação de radares e que eu sou o líder dessa quadrilha. Isso é um absurdo, primeiro porque não houve fraude na licitação de radares, a escolha foi definida na Justiça. E até agora não tive acesso a esse processo.

E os R$ 30 milhões desviados?
Os tais R$ 30 milhões é porque a prefeitura vai deixar de arrecadar com as multas em virtude dessa investigação equivocada sobre uma licitação que foi decidida em juízo e vai acabar tendo que pagar também em juízo esse contrato. Aí realmente vai estar o rombo, mas em virtude dessa investigação, que foi totalmente equivocada.

Então, não tem envolvimento?
Eu quero deixar uma coisa bem clara, das pessoas indiciadas a maioria eu não conheço. Se encontrar na rua não sei nem que é.

O senhor teve acesso ao relatório do conselho de ética?
Surpreendentemente, eu acessei o seu blog (Visor) e eu vi que estava lá detalhando e colocando partes do relatório. Ou seja, o relatório chegou à imprensa antes. Qual o motivo disso? Isso eu quero saber.

Ao que o senhor atribui as acusações?
Eu fico pensando o que foi que eu fiz de errado. Eu vejo que foi botar temas polêmicos da cidade em discussão. Nunca recebi um dinheiro público que não fosse meu.

O senhor foi abandonado?
Em momento nenhum eu procurei o prefeito, o governador do Estado ou o presidente do meu partido. Eu também renunciei à presidência da Câmara para deixar as investigações totalmente à vontade, mas vou me defender até o final, porque eu sei que não fiz nada do que estou sendo acusado. Então não me considero abandonado.

E como tem sido o seu dia a dia?
É duro ser torturado, massacrado diariamente. Eu encontro força na minha família e nos meus amigos. Eu passo os dias da casa para o trabalho e de volta para casa, onde fico lendo, estudando e fazendo minha defesa. Se for preciso farei isso até o final da minha vida, porque eu sou inocente.

Leia as últimas notícias

comentários

Comentários (5)

  • Mario diz: 18 de julho de 2015

    Todos inocentes. Culpada mesmo é a polícia federal . Acho que vou construir um mosteiro para botar estes franciscanos. Não se contenta com o baita salário que já ganha na assembleia ? A casa caiu e vai muito mais gente junta. Acabou a impunidade no Brasil . Sérgio Moro começou a limpar o país e agora todos têm medo da justiça que finalmente esta trabalhando de forma independente e com o rigor que a lei exige. Chega de botar ladrão de galinha na cadeia tem peixe muito maior aguardando a vez.

  • Ivo diz: 18 de julho de 2015

    Meu caro Martini = como todo bom político, como sempre inocente! Nada fizeram, nada viram, nada sabem, nada de irregular cometeram! Afinal de contas estamos no Brasil!

  • KKFurttado A Bruxinha diz: 18 de julho de 2015

    Atá… o mesmo blá.. blá.. blá…
    “Não Vi Nada… Não sei de Nada… Não Era Eu… Não conheço ninguém”

    Chamando a Policia Federal de Burra ou Pior…
    Fala Serio…

  • ANÉZIA ANITA DE SOUZA diz: 19 de julho de 2015

    Depois de descobertos eles viram santos, amém

  • Lemos diz: 20 de julho de 2015

    Já está na hora de os Florianopolitanos mostrarem para o restante do país de como que se faz uma faxina completa em uma Câmara de Vereadores!

    Sugiro que nenhum deles sejam reeleitos.

Envie seu Comentário