Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Colégio Militar submete alunos à revista após flagrar adolescente com maconha

16 de setembro de 2015 20

Poderia ser apenas mais uma história de adolescente flagrada com uma pequena quantidade de maconha e bêbada no armário numa escola tradicional. O problema é que ocorreu nas dependências do Colégio Militar Feliciano Nunes Pires, em Florianópolis, mantido pela PM, junto à academia da corporação.

Ao localizar a droga, os demais alunos foram colocados em formação e submetidos a uma revista pelos cães farejadores. Mesmo sendo área militar, a ação indignou alguns pais, que a consideraram abusiva. Depois todos ainda tiveram que assistir a uma maratona de palestras sobre os malefícios das drogas. A família da estudante flagrada decidiu transferi-la para outra escola. A comunicação da PM informa que todos os passos foram devidamente relatados à promotoria da educação do MP.

Leia as últimas notícias

comentários

Comentários (20)

  • Indignado diz: 16 de setembro de 2015

    Absurdo é ter pai que acha abusiva a atitude da escola.
    É por essas e outras que os jovens são alçados ao flagelo das drogas.
    Parabéns a Escola. Como pai ficaria muito mais tranquilo ao saber desta vigilância.
    A que ponto chegamos, aluno com drogas na escola. Não respeitam mais a família e os professores. Que sociedade estamos construindo!
    O que existe no Brasil é uma crise de autoridade, em todos os níveis.
    Começa no seio das famílias, as quais transferem a responsabilidade a escola. O que falta é pai presente!
    E ainda querem liberar o consumo de drogas!

  • Abraao Silva diz: 16 de setembro de 2015

    Caro Rafael Martini

    Ultimamente estamos vivendo uma crise de identidade e de moral. Vemos o STF tentando “descriminalizar a maconha”; o Governo Federal tentando recriar a CPMF; entre outras coisas.
    Não entendo como o povo brasileiro perdeu sua força de viver, tão arraigada nas manifestações pela democracia.
    Liberdade não pode ser confundida com libertinagem, e vejo que alguns pais estão confundindo essa questão no Colégio Militar, pois achar-se injustiçado por quererem manter a ordem e disciplina naquele ambiente de ensino e, no mínimo, ridículo.
    Acredito que todos os pais que tem filhos naquele ambiente lá os deixam em razão das regras rígidas de ensino, boa conduta e disciplina que são impostas, objetivando que essas regras seus filhos aprendam para toda sua existência. Quando se convive numa sociedade, com certeza algumas situações podem atingir a todos, porém, os de boa índole deveriam se considerar privilegiados por estarem sendo protegidos pelo “sistema” e não acharem-se indignados porque foram adotadas as medidas saneadoras necessárias.
    Parabéns à direção do Colégio Militar pelas atitudes tomadas, e continuem dando os bons exemplos de ensino e de conduta a essas crianças, para que possam levar os bons exemplos para sua vida.
    Aos pais que se sentiram indignados, coloquem a mão na consciência e, caso achem necessário, procurem um outro colégio para colocar seus filhos e que apresente tão boa educação como o Colégio Militar.

  • Lucas diz: 16 de setembro de 2015

    Parabéns ao Colégio Militar da PM. É muito mimimi, se há droga, revista e pronto! Abusividade em ser farejado por cães treinados? É melhor que ter seu filho estudando e sendo influenciado por usuário de droga, ainda mais em idade escolar, na qual estamos formando nosso caráter e trilhando os caminhos do futuro. Disciplina e limites são fundamentais. Eu, se fosse pai da estudante flagrada, manteria no Colégio Militar, sob os atentos olhos da corporação. Mas, cada cabeça uma sentença.

  • Ricardo diz: 16 de setembro de 2015

    Srs bom dia. estudei no CFNP e considero o melhor colegio de SC onde aprendemos não só materiis didáticas mas também ensinamentos preciosos para toda vida. Melhor que a equipe do colegio reviste os alunos do que disseminar a droga a mais alunos de forma gratuita. Melhor a ação firme dos professores e instrutores militares do que a ação violenta do traficante no futuro sobre seus filhos. att Ricardo Florianopolis

  • Fernando Xavier diz: 16 de setembro de 2015

    Parabéns a Direção do Colégio Feliciano Nunes por prezar pela saúde de seus alunos. Aos pais que não concordam tem várias escolas públicas e particulares que podem receber seus filhos.

  • Ragnar Jacob diz: 16 de setembro de 2015

    Tenho ouvido alguns comentários negativos em relação a ação impetrada pelo Colégio Militar ao realizar busca de drogas frente ao fato consumado de uma aluna, dentro do estabelecimento, portar maconha.

    Espanta-me a repercussão negativa. Ora, quando se coloca o filho em um Colégio espera-se que ele tenha acesso ao conhecimento com a melhor didática possível. Quando se opta por um Colégio Militar, além do conhecimento, você espera também incutir disciplina, ordem, senso de responsabilidade entre outros, reforçando valores passados em família e buscando para dar maior solidez ao caráter da prole.

    Em nenhuma situação, Civil ou Militar, um pai em sã consciência, espera que seus filhos convivam com drogas. Ao menos é o que acredito que anseiam pais que desejam o melhor para seus filhos.

    Agora, o comentário negativo em relação à ação promovida pela Direção do Colégio Militar deve partir daqueles que acham normal tudo o que ocorre atualmente na nossa sociedade; que acham que qualquer proibição é aviltante; que não acreditam em respeito às normas em quaisquer esferas; que acham que a educação (em sentido lato) é permissividade. Pois bem, à esses certamente o mais indicado não é um Colégio Militar.

    Parabéns à instituição. A busca pela lisura deve ser uma constante. Espero que o exemplo permeie outras instituições. Precisamos mais disso: ações efetivas das pessoas que querem o bem!!!

  • Jefferson diz: 16 de setembro de 2015

    Excelente ação por parte do Colégio, prevenindo ou ao menos tentando que nossos filhos se venvolvam com drogas. Estabelecendo o que em muitos locais se perdeu, disciplina e respeito!

  • Paulo Roberto diz: 16 de setembro de 2015

    Boa tarde, quanto ao fato ocorrido no Cfnp, nada mais justo e correto que doa na carne de uma corporação dedicada ao bem comum a todos. corretíssima atitude é de total apoio. Por essas e outras atitudes desses nobres guerreiros somos o melhor colégio em relação a tudo disciplina educação e cidadania. Salve PM. Para fechar meu comentário como diz na canção, ser jovem e sentir, tão ardente na alma…..nesse caso na carne.

  • Geanny Caetano diz: 16 de setembro de 2015

    O Colégio Militar CFNP e a sua direção está de parabéns pela atitude de coibir o porte e o uso de drogas na sua instituição.. Já não basta o mundo violento que estamos vivendo…Os pais deviam se sentir gratos e não ofendidos… Pq o papel da escola é de ensinar e não de educar.. Mas, vejo que esses pais que se sentiram ofendidos ou humilhados devem ter invertido os valores e a ordem natural das coisas…Infelizmente, ainda temos que conviver com pessoas ignorantes..Tenho pena do futuro desses pais, logo logo, estarão fazendo parte de estatísticas e de páginas policiais.. Lamentável.
    Mais uma vez parabéns a direção do colégio.

  • Jean Luiz Fernandes diz: 16 de setembro de 2015

    Senhores país, se querem criar delinquentes que os tirem da escola, concorde com tudo o que ele faz.Depois não reclamem ou chorem. A educação vem de casa e na escola só recebemDkkp aprimoramento

  • Vitor Thomaz Mendes diz: 16 de setembro de 2015

    Não sei quem foi mais deselegante nesse fato, os incompetentes pais que aparentemente não estão nem aí com o futuro de seus filhos, ou você Rafael Martini com a sua matéria de tendência péssima que já não é novidade! Parabéns CFNP! Salve PM catarinense, o teu nome havemos de honrar! Att. Sd PMSC Mendes.

  • Rogério diz: 16 de setembro de 2015

    Parabéns à administração do Colégio. Tem que ser agir assim mesmo. Os pais deveriam agradecer pela preocupação que o Colégio está tendo em manter seus alunos afastados das drogas.
    Quem se achar ofendido que se retire.

  • Oscar Vasques Filho diz: 16 de setembro de 2015

    Parabéns Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires.
    Minha filha já estudou e meu filho estuda neste excepcional colégio.
    Pautado na tríade, EDUCAÇÃO, DISCIPLINA e FUTURO, todos que entram no CFNP são conhecedores das regras que lhes são atribuídas, portanto fica quem quer.
    Existe centenas de famílias que gostariam de ter seus filhos no CFNP. Se não concordam com as regras imposta, deem chances para quem as aceita.
    Parabéns CFNP e continuem nos honrando.

  • Haroldo Dias Cabral diz: 16 de setembro de 2015

    Apoio totalmente a medida implementada pelo comando.Acho que os pais que se sentiram indignados com o ato, deveriam matricular seus filhos em colégios pagos.

  • Sidnei Schmidt diz: 16 de setembro de 2015

    Concordo e parabenizo a atitude da direção do colégio, temos que entender que este Colegio possui valores e quem dera se os demais da rede pública tivesse este direcionamento, quem sabe estaríamos no caminho de uma Pátria Educadora.

  • Isabel Fraga diz: 16 de setembro de 2015

    Escola é local de estudar e não para consumir drogas e faltar o respeito com os professores e demais.

  • Gilmar diz: 16 de setembro de 2015

    Isto é o mínimo que teria que ser feito, os pais por terem ido ao colégio, acredito eu movimentado outros pais para tomar a mesma atitude, estão defendendo o uso ilícito deste produto ainda em local que possa influenciar outras pessoas.

    Para mim deviam responder legalmente por este ato.

  • milda diz: 16 de setembro de 2015

    Meu filho estudou lá e fui muito bem sucedido no ENEM e hoje já é um sargento da Aeronáutica! Concordo com o procedimento q foi feito no sentido de combater as drogas e se todos os colégios tomassem esta atitude certamente nossos filhos estariam muito mais seguros!

  • José Aroldo Schlichting diz: 16 de setembro de 2015

    Realmente é muito difícil acreditar algum pai tenha sido contra esta iniciativa da direção do colégio militar, meu filho estuda nessa escola que é referência no ensino de qualidade em nosso estado.É também muito triste ver a forma com que o colunista abordou o fato pois a menina não estava bêbada e os alunos não foram submetidos a uma revista pelos cães farejadores.
    Quero ver o meu e os outros filhos longe das drogas

  • Marcos diz: 17 de setembro de 2015

    Quem poupa os lobos, sacrifica as ovelhas.

    Lembrando que o Colégio Militar é o primeiro colocado entre as escolas públicas no ENEM. Alguns recalcados inconformados com o sucesso alheio procuram qualquer coisa para depreciar o trabalho da Polícia Militar, semeando factóides. Você é um deles, Martini.

    Lugar de maconheiro não é no Colégio Militar. Fato.

Envie seu Comentário