Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Fim da novela: obras do centro cirúrgico do Cepon serão retomadas nesta terça-feira

21 de setembro de 2015 0
Foto: Arquivo Cepon / Mário Motta

Foto: Arquivo Cepon / Mário Motta

As obras de acabamento do Centro Cirúrgico de Alta Complexidade do Cepon serão retomadas nesta terça-feira, 22 de setembro. A empresa responsável concordou em reiniciar os trabalhos, após receber parte dos recursos devidos.

Para marcar a data, o presidente da Fahece, Tertuliano Xavier de Brito, e o secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinubing, farão uma vistoria nas instalações a partir das 9h.

Na última sexta-feira, o governo do Estado transferiu à Fundação de Apoio ao Hemosc/Cepon (Fahece) R$ 480 mil que, imediatamente foram repassados à construtora. O governo também se comprometeu a completar nos próximos dias o pagamento devido, que totaliza R$ 900 mil.

Fahece devolverá terreno ao Estado e obra do Cepon, em Florianópolis, deve ser retomada ainda em setembro

O Centro Cirúrgico de Alta Complexidade ocupa 1.500 metros quadrados do Complexo Hospitalar do Cepon e compreende quatro salas de cirurgia, UTI com dez leitos e sala de materiais esterilizados. A obra está em fase de acabamento interno e instalações e deve ser concluída em janeiro de 2016. Esta etapa terá um custo total de R$ 5 milhões.

Além desse investimento, serão necessários ainda recursos para materiais e equipamentos e contratação de pessoal. Com os recursos necessários liberados com regularidade, a Fahece estima que o Centro Cirúrgico estará em plena operação em meados do ano que vem.

Entenda o caso

A retomada das obras do Centro Cirúrgico é parte do acordo selado entre o governo e a fundação, que prevê a transferência para o Estado do terreno onde está edificado o Cepon.

No Termo de Compromisso assinado no início deste mês o governo garante ainda:

1. Todas as condições materiais para a transferência do Serviço de Transplante de Medula Óssea (TMO) do Hospital Celso Ramos para o Cepon, com a implementação dos serviço de TMO halogênico, atualmente inexistente em Santa Catarina;

2. Apoiar a Fahece no processo de renovação de sua qualificação como Entidade Beneficente de Assistência Social, por meio de habilitação e contratação de serviço próprio e concessão de direito de uso não oneroso para a realização dessas atividades;

3. A renovação do Contrato de Gestão por cinco anos, prorrogáveis por iguais e sucessivos períodos, desde que atendidas as exigências previstas no artigo 25 do Decreto 4.272, de 28 de abril de 2006, com as alterações do Decreto 313, de 17 de agosto de 2015.

Obra do Cepon será retomada ainda em setembro, prevê Secretaria da Saúde

comentários

Envie seu Comentário