Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "ponte hercílio luz"

Mobilização para substituir a Ponte Hercílio Luz cresce no Facebook

19 de outubro de 2015 3

A mobilização popular para substituir a Ponte Hercílio Luz, página criada no Facebook, já conta com 5,9 mil confirmações para a manifestação programada para o dia 7 de novembro. Será um belo termômetro para conferir o que a população pensa sobre a reforma da estrutura.
Leia as últimas notícias

Desgastes, as redes e a sinuca de bico que envolvem a Ponte Hercílio Luz

30 de setembro de 2015 4
Foto: Charles Guerra, Agência RBS

Foto: Charles Guerra, Agência RBS

As imagens da estrutura corroída pela ação do tempo, apesar dos R$ 563 milhões já contratados na recuperação da Hercílio Luz, ganharam contornos de escândalo nas redes sociais. Ninguém suporta mais a ideia de dinheiro público escorrendo pelo ralo por conta da má gestão, para dizer o mínimo. O bombardeio de notícias do Petrolão e da Lava-Jato esgotou qualquer limite de paciência do cidadão.

A diferença é que o imbróglio da ponte está ali, ao alcance dos olhos. Um monumento ao desperdício como bem definiu o procurador Diogo Ringenberg, do Ministério Público do Tribunal de Contas do Estado.

A cada 10 comentários Facebook, nove defendem que se coloque tudo abaixo e se construa uma nova, com tecnologia do século 21. Claro que é apenas uma amostra sem qualquer base científica, mas não dá para negar que traduz o momento de indignação de boa parte da sociedade catarinense em relação aos 33 anos de interdição. E ainda correndo risco maior de colapso do que nos anos 1980.

Deinfra garante que obras de sustentação da ponte Hercílio Luz serão concluídas no prazo
Mesmo contestada, governo insiste na reforma da ponte Hercílio Luz

No Centro Administrativo, a repercussão foi protocolar: o governador não fala porque o assunto não está na ordem do dia. O secretário de Infraestrutura passa a batata quente para o Deinfra, que, por sua vez, dá o play na resposta padrão: estamos trabalhando.

O governo só não admite o que já é voz corrente nas internas. Jogou a toalha na esperança de que os norte-americanos da American Bridge assumam a recuperação. Para eles, não tem conversa: ponte é para ligar um ponto ao outro. Se estiver velha e com risco de cair, faça uma nova no lugar. Simples assim. Disseram isso para Luiz Henrique em 2005. Repetiram para Colombo em 2015.

A ponte Hercílio Luz é tombada como patrimônio por decreto – municipal, estadual e federal. Um senhor entrave legal para levar adiante a ideia da demolição. Outro item que precisa ser levado em consideração atualmente é que nos últimos seis meses a obra das quatro torres de sustentação andou no prazo previsto. Hoje, a imagem da velha senhora, ao menos durante o dia, mais parece um monte de ferro (foto). Somente à noite dá para lembrar que se trata do principal cartão-postal do Estado.

Na opinião de especialistas ouvidos pela coluna, seria uma temeridade recuar justo no momento em que se está prestes a concluir a montagem da base para a ponte segura. A dúvida é como concluir o trabalho com pouco dinheiro e a crescente pressão da sociedade por mais eficiência. Com o perdão do trocadilho, se correr o bicho pega, se ficar a ponte cai!

E agora, João?

Enquanto isso

O deputado Leonel Pavan (PSDB) perdeu a oportunidade de ficar calado. Em plenário, tentou classificar os gastos de mais de R$ 500 milhões na ponte como troco em relação aos desvios do PT em Brasília. Em números absolutos tem razão, mas seria bom lembrar que foi um dos que teve a caneta na mão como governador e a ponte está aí desse jeito.

Aliás

Deputado João Amin (PP), filho do ex-governador e deputado federal Esperidião Amin, foi à tribuna para criticar o descaso com a ponte. Um exemplo de maturidade e independência política.

Nem pizza

Deputado Dirceu Dresch (PT) propôs ano passado a instalação de uma CPI na Assembleia sobre a ponte Hercílio Luz. Obteve apenas sete das 14 assinaturas necessárias para que o pedido tramitasse na Casa. Diante da esmagadora base governista entre os 40 parlamentares, a ideia é apresentar oficialmente o relatório do Ministério Público de Contas ao Ministério Público Estadual e Federal.

Leia as últimas notícias

Reforma da Ponte Hercílio Luz já consumiu R$ 500 milhões

28 de setembro de 2015 9

Foram 15 tentativas de reforma, mas estrutura segue fechada há 33 anos

Foto: Julio Cavalheiro / Secom / Governo de SC

Foto: Julio Cavalheiro / Secom / Governo de SC

Reportagem da Veja.com revela que o Ministério Público de Contas de Santa Catarina resolveu pedir a abertura de um processo que pode implicar na responsabilidade de até nove governadores que comandaram o estado nos últimos trinta e três anos e dos secretários responsáveis pelas reformas por conta do atraso nas obras da Ponte Hercílio Luz. Após meses de investigação, o MP do Tribunal de Contas do Estado concluiu que já foram investidos R$ 500 milhões em 15 tentativas e a ponte segue fechada há 33 anos.

Na peça, diz a revista, o procurador compara o valor gasto nas reformas da Hercílio Luz ao custo da “superfaturada” ponte Juscelino Kubitschek: inaugurada em 2002 em Brasília, com 1 200 metros e seis faixas, tinha orçamento inicial de 40 milhões de reais, mas ficou com valor final e atualizado de 360 milhões – ainda assim, menos do que o total investido nas reformas da ponte-símbolo de Florianópolis.

Para o Ministério Público de Contas “são fortes os indícios acerca das responsabilidades dos agentes públicos responsáveis pela gestão e acompanhamento das obras da ponte” e, por isso, entre os pedidos está a devolução por parte dos gestores dos quase 500 milhões desperdiçados, além dos valores que deixaram de ser arrecadados e gerados em virtude da inutilização da estrutura.

Ponte Hercílio Luz recebe estrutura para reforçar segurança na restauração
Leia as últimas notícias

Pela terceira vez, American Bridge descumpre prazo de entrega de proposta para restauração da Ponte Hercílio Luz

01 de setembro de 2015 3

O mês de agosto acabou e nem notícia da proposta norte-americana da American Bridge para a restauração da Hercílio Luz. Necas de pitibiriba. Foi o terceiro prazo, mesmo que fixado informalmente, não cumprido. Primeiro, o projeto com os custos chegaria em abril, depois passou para junho e, por último, para agosto. Não bastasse a ponte fechada há mais de 30 anos e agora pode estar nascendo uma espécie de novo imbróglio. Afinal, quem assumirá a etapa mais importante da restauração? Será com licitação ou dispensa?

Leia as as últimas notícias

Metade da iluminação da ponte Hercílio Luz estava apagada neste sábado

13 de julho de 2015 0
Foto: arquivo pessoal

Foto: arquivo pessoal

“Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite”, já cantava Lulu Santos. Menos dar de cara com mais um apagão em metade da iluminação da ponte Hercílio Luz, desta vez no lado continental. A cena tem se repetido com certa frequência.
Aliás
Na semana em que outra ponte, a Anita Garibaldi, promete tomar conta do noticiário catarinense, é triste ver o principal símbolo do Estado sem sequer uma previsão para sua reabertura, mesmo há 30 anos fechado. A promessa do governo é que em agosto sai a proposta dos norte-americanos.

Leia as últimas notícias sobre as pontes

Técnico da American Bridge avalia recuperação da Ponte Hercílio Luz

22 de junho de 2015 2

Do jornalista Róger Bittencourt, no Facebook, sobre a nova visita do técnico da American Bridge: “Tá no jornal de hoje (sexta-feira). O especialista da empresa americana que está avaliando se recupera a Ponte Hercílio Luz ou não veio a Florianópolis para uma vistoria antes de dizer o preço do serviço. Segundo o jornal, trouxe um equipamento de alta precisão para ver a situação da Ponte: uma máquina fotográfica (será que é daquelas com filme pra revelar?)”.

Aliás

Durante a reunião do governador Colombo à sede da empresa norte-americana, dia 12 de fevereiro, a promessa era de uma visita dos técnicos a Floripa e uma proposta no papel semanas depois. Depois o prazo para a resposta passou para maio. Agora já estão falando em agosto e o futuro da obra segue indefinido.

Leia as últimas notícias sobre a Ponte Hercílio Luz

Comissão da OAB-SC pretende analisar contrato da obra da Ponte Hercílio Luz

12 de junho de 2015 1

Comissão de Moralidade Pública da OAB-SC pretende analisar detalhadamente a informação de que a operação de transferência de carga na Ponte Hercílio Luz, considerada fundamental para a estabilidade de toda a estrutura, tenha ficado de fora do atual contrato com dispensa de licitação. Wanderlei Agostini, presidente do Deinfra, reafirmou ontem que a obra emergencial prevê apenas o “estaqueamento” da base, com a construção de quatro torres. Os macacos hidráulicos só mesmo na próxima intervenção.

Leia as últimas notícias

Estado adia transferência de carga na Ponte Hercílio Luz para próxima etapa da obra

10 de junho de 2015 10

ponte

Para os leigos no assunto, como este colunista, o termo “transferência de carga” lembra uma aula de física na escola. Para os técnicos, trata-se da parte mais delicada e trabalhosa na etapa da restauração da Ponte Hercílio Luz. Na prática, significa montar uma estrutura similar às palmas das mãos viradas para cima, dando a sustentação necessária ao maior símbolo catarinense contra um possível colapso. A imagem não é fruto de alguma imaginação fértil, ela consta no ofício número 80/2012 encaminhado pelo engenheiro fiscal da obra à diretoria de Obras e Transportes do Deinfra. Foi neste documento que surgiu pela primeira vez a expressão “Ponte Segura”, termo criado pelo governo do Estado para dar uma satisfação à opinião pública diante do atraso nas obras e impossibilidade de entregá-la nos prazos prometidos.
O ofício também diz que para que se conclua a operação Ponte Segura é necessária a dita “transferência de carga.” Isso só será possível com a instalação de 54 macacos hidráulicos que, por meio de um software, irão fazer a compensação do peso ao longo de toda a ponte, até que as cinco mil toneladas estejam devidamente assentadas sob os macacos e o restante da base em formato da palma das mãos. Somente assim seria possível a retirada dos olhais de sustentação da Ponte, exatamente os mesmos com o maior risco de ruptura por conta da corrosão.
O presidente do Deinfra, Wanderley Agostini, esteve nesta quarta-feira fazendo uma vistoria no canteiro de obras. Ressaltou que o ritmo dos trabalhos está acelerado e dentro do previsto. Verdade.
Faltava dizer que transferência de carga não está prevista neste contrato de R $ 10,3 milhões com dispensa de licitação em regime emergencial. Mas nesta quarta-feira Agostini admitiu, pela primeira vez, que a operação ficará para a próxima etapa, já que só o custo dos macacos hidráulicos é de R$ 11 milhões. Por enquanto, serão erguidas quatro torres que vão funcionar como estacas gigantescas para segurar a ponte (foto acima). Ou seja, o termo ponte segura está mais alicerçado em retórica do que em uma base sólida.

Parabéns à bela senhora: Ponte Hercílio Luz completa 89 anos

13 de maio de 2015 2

00adfdfd
Foto: Cristiano Estrela, Agência RBS

A Ponte Hercílio Luz completa hoje 89 anos, sendo um terço da sua vida interditada para reforma. Mesmo inativa há tanto tempo, segue como principal cartão-postal do Estado em pesquisa espontânea para 37% dos catarinenses. É líder absoluta em todas as regiões pelo quinto ano consecutivo do levantamento realizado pelo Instituto Mapa. Quem sabe um dia possamos cruzá-la novamente.

Leia as últimas notícias sobre a Ponte Hercílio Luz

Bota fé: Ponte Hercílio Luz completa 89 anos, promessa é que obras de sustentação terminem em outubro

10 de maio de 2015 0

00ade343
Foto: James Tavares, Divulgação

A mensagem de fé no jaleco do operário que trabalha na reforma da Ponte Hercílio Luz, bem que poderia ser o mantra para catarinenses que não cansam de sonhar com a velha senhora de aço novinha em folha. Nesta semana ela completa 89 anos, sendo que em um terço da sua vida permanece interditada.

O governo do Estado divulgou relise informando que as obras nas estruturas de sustentação seguem em ritmo acelerado para que possam ser concluídas até outubro. O serviço está sendo executado pela construtora Empa, de Minas Gerais, que iniciou os trabalhos em abril deste ano. O valor do investimento será de R$ 10,3 milhões e o prazo de conclusão é de 180 dias a contar de abril.

Engenheiros que entendem do riscado garantem que a etapa mais sensível da chamada operação ponte segura ficou fora desta empreitada emergencial: a transferência de carga. O trabalho consiste na instalação de 54 macacos hidráulicos debaixo da ponte que, por conta de um complexo sistema de cálculos por computador, fazem as compensações até que todo o peso da ponte seja absorvido pelos macacos. E olha que é mais de um milhão de toneladas. O medo é que na hora da transferência, a estrutura, de tão enferrujada, se desmanche. É a mesma coisa que uma peça de madeira devorada por cupins, que está de pé somente pela casca, mas se mexer…