Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "reciclagem"

Caixeiros na mira da Polícia Civil e outras notícias desta quarta-feira

19 de agosto de 2015 1

Caixeiros na mira
Dois delegados da Polícia Civil catarinense estão participando do 3º Fórum Nacional de Enfrentamento a Roubos a Bancos, promovido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública em Brasília. Adriano Bini, diretor adjunto da Deic, e Anselmo Cruz, da Divisão de Roubos e Antissequestro (Dras), representam a Polícia Judiciária de SC no evento.

Uma chance
A prefeitura de Palhoça montou um projeto de reurbanização da comunidade Frei Damião, uma das mais carentes do Estado. A área, que iniciou com ocupação irregular, cresceu sem ordenamento e o desafio da Prefeitura é transformá-la em um espaço com as mínimas condições que os moradores precisam. No projeto estão previstos espaços públicos para creche e área esportiva; parques verdes com praças espalhadas por toda comunidade; drenagem, implementação de rede de esgoto e pavimentação; centro de triagem e reciclagem de lixo. O projeto é audacioso e prevê investimento de R$ 100 milhões com recursos do Ministério das Cidades.

Amor bandido
O Deap instaurou sindicância para apurar o comportamento de uma agente penitenciária, lotada oficialmente em Joaçaba. É que ela teria exercido a conjunção no sentido bíblico com um detento nas dependências do Presídio Regional de Concórdia, também no Meio-Oeste. A comissão formada por outros dois agentes tem 10 dias para se manifestar oficialmente sobre o caso.

Bola cheia
Senador Paulo Bauer (PSDB) iniciou sua ação como vice-presidente da CPI do Futebol com um pedido para convocação de testemunhas e outros convites para depoimentos. As convocações são para o ex-presidente do Flamengo, Kleber Leite e para o presidente da Klefer, empresa de marketing esportivo. Os convites são para o jornalista da rede BBC de televisão Andrew Jennings; a procuradora-geral dos EUA, Loretta Lynch; o presidente do Vasco, Eurico Miranda, e o presidente da Nike no Brasil, Cristian Corsi. O último convite será para o ex-presidente da Concacaf, Carlos “Chuck” Blazer, delator do Caso Fifa, investigado pelo FBI.

Leia as últimas notícias

Florianópolis tem novo recorde no Guinness Book: 45.390 litros de óleo vegetal coletados em um mês

06 de julho de 2015 0

Mais que o dobro previsto. Essa foi a arrecadação do Programa ReÓleo da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF) para a campanha de quebra de recorde no Guinness Book. Em um único mês, de 1º a 30 de junho, o ReÓleo coletou 45.390 litros do resíduo e ampliou a marca de Florianópolis como a cidade que mais coleta e recicla óleo vegetal no mundo. A meta inicial era de 20 mil litros para superar os 18.670 litros já registrados como recorde desde 2012.

A iniciativa movimentou toda a comunidade – moradores, proprietários de bares, restaurantes, hotéis e escolas. Apesar da quebra do novo recorde e do final da campanha, o trabalho continua. O calendário de palestras educacionais e a rota de coleta e reciclagem segue por toda a Grande Florianópolis. Para participar do Programa, basta se inscrever ou encontrar um Ponto de Entrega Voluntário no site www.acif.org.br/reoleo. Em quase duas décadas de funcionamento, o ReÓleo já coletou e enviou para reciclagem mais de 3 milhões de litros de óleo vegetal, evitando a poluição de rios, lagos, mares, lagoas e lençóis freáticos e ajudou a evitar a emissão de 35 mil toneladas de CO2, gás responsável pelo efeito estufa. Além disso, já sensibilizou mais de 20 mil crianças e adolescentes por meio da palestra de sustentabilidade Reciclar é Educar.

A campanha fez parte das comemorações pelos 100 anos da entidade. Todo o óleo coletado seguirá para a empresa Ambiental Santos, parceira do programa, onde será reciclado.

Leia as últimas notícias sobre reciclagem

Campanha para arrecadação de óleo usado acontece segunda-feira em Florianópolis

26 de junho de 2015 0
Foto: Renato Gama, Divulgação

Foto: Renato Gama, Divulgação

Com o animado mascote Óleolhó, o programa de coleta e reciclagem de óleo de cozinha da Acif, o Reóleo tem percorrido as escolas de Florianópolis para ensinar os pequenos sobre a importância da água. Na próxima segunda-feira, haverá uma blitz para arrecadar mais litros do resíduo no centro da cidade, em frente ao Ticen. A ação encerra campanha para quebra de recorde no Guinness Book.

Programa ReÓleo está em ritmo acelerado
Papo Rápido com Luiz Falcão, diretor do Programa ReÓleo da Acif

Papo Rápido com Luiz Falcão, diretor do Programa ReÓleo da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif)

07 de junho de 2015 0

O Programa ReÓleo já é referência quando se fala em coleta e reciclagem de óleo de cozinha na Grande Florianópolis. Está consolidado e reconhecido por bater recordes. Quais os próximos desafios?

Em 2015, chegamos a importantes números. Ao longo de quase duas décadas de atuação, o ReÓleo conseguiu evitar que mais de 3 milhões de litros de óleo de cozinha fossem descartados incorretamente. Essa quantidade poderia poluir trilhões de litros de água de rios, mares, lagos e lençóis freáticos e despejar toneladas de CO2 na atmosfera. Também ampliamos nossa área de atuação e chegamos às vizinhas Palhoça e Biguaçu. Com a ajuda de toda a comunidade florianopolitana, colocamos a cidade no Guinness Book, como a que mais recicla óleo vegetal no mundo. São grandes marcas, mas que nos estimulam a mais. Por isso, lançamos uma nova campanha para quebrar esse recorde. Em junho, queremos coletar e reciclar 20 mil litros do resíduo. Florianópolis novamente pode estar no livro dos recordes e ser exemplo mundial.

Apesar do termo sustentabilidade já estar inserido no nosso cotidiano, muitas pessoas imaginam que só ações grandiosas podem ajudar a minimizar os problemas ecológicos do planeta. Como mudar esta mentalidade?

Para muitos, mudar uma prática simples do dia a dia, como não jogar o óleo usado no ralo da pia, pode parecer pouco diante de tantos desafios socioambientais, mas sem dúvida, essa é uma forma efetiva de contribuir com a melhora do lugar onde vivemos. A sustentabilidade começa dentro de casa, no equilíbrio entre o que poupamos e o que desperdiçamos e de que forma fechamos este ciclo. E sem dúvida, a educação ambiental é um dos instrumentos mais importantes para viabilizar essa mudança de atitude. Especialmente entre os mais jovens, precisamos plantar essa semente e ensiná-los a desenvolver o senso de responsabilidade em relação à sustentabilidade. Pelo ReÓleo, já conseguimos que mais de 20 mil jovens fossem estimulados a refletir sobre os cuidados com o meio ambiente. É uma nova dimensão para a consciência ecológica, por meio de simples exemplos que mostram a necessidade inquestionável de práticas sustentáveis diárias.

Prosul comemora sucesso em programa de responsabilidade ambiental

31 de janeiro de 2015 0

 A Prosul, empresa catarinense de engenharia que está entre as 30 maiores do ramo no país, comemora o sucesso do seu mais antigo programa de responsabilidade social, o Pró- Reciclar, com quase 1,1 milhão de folhas de papel encaminhadas para a reciclagem em parceria com a Cooperativa Social de Pais, Amigos e Portadores de Deficiência (Coepad) apenas na última coleta. 

Papa-prêmios

11 de novembro de 2014 0

O ReÓleo da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif ) já recolheu e encaminhou para reciclagem 2,7 milhões de litros de óleo vegetal na Grande Florianópolis, fato que o colocou no livro dos recordes. Agora, o programa comemora também o Prêmio Top de Marketing e Vendas da ADVB/SC.

Bandeirinha afastada pela CBF volta a atuar

11 de julho de 2014 0

Após ter sido afastada para um período de reciclagem, a catarinense Fernanda Colombo Uliana voltará a atuar com assistente em uma partida de futebol. Será no próximo dia 20 pela Série C do Campeonato Brasileiro. Vai trabalhar no jogo entre Juventude e Guaratinguetá, em Caxias do Sul (RS).

Foto: Felipe Carneiro, BD, 25/4/2014

Foto: Felipe Carneiro, BD, 25/4/2014

Nós podemos

14 de junho de 2014 0

Os projetos Pedagogia da Bola, de São José; Eu Sou Saudável, de Florianópolis; Mudando o Mundo, Prevenindo e Evitando Deficiências, de Joaçaba; Crescer Conversando com Adolescentes, de Itajaí; Compostagem e Horta Comunitária: Uma Forma de Reciclagem, de Chapecó; e Materiais Adaptados, da Associação dos Pais e Amigos dos Autistas, de Campos Novos, foram selecionados pelo Movimento Nós Podemos Santa Catarina no edital que está destinando R$ 55 mil a ações sociais. Participaram da seleção projetos de 11 municípios de diversas regiões do Estado.

 

Enquanto isso…

O deputado Mauro de Nadal entrou com o projeto de Lei 167.1/2014 que prevê a criação de turmas gratuitas de pré-vestibular também para ex-alunos da rede pública estadual. O parlamentar justifica que a proposta tem por meta corrigir o tratamento discriminatório dispensado aos ex-alunos da rede pública estadual de ensino, uma vez que o benefício instituído pela Lei 12.278 só atende aos alunos que estão matriculados.

Reciclar é tudo

21 de setembro de 2013 0

Com o intuito de conscientizar a população sobre a importância da separação dos resíduos sólidos e a preservação do meio ambiente, a Câmara Socioambiental da Aemflo e CDL de São Jose realiza neste sábado a 5ª edição do “Reciclar e Conscientizar”. A ação acontecerá das 9h às 13h, na avenida Central do Kobrasol, em São José.

Nessa edição, a CSA foi além da tradicional coleta gratuita dos resíduos e fará exposição das etapas da reciclagem de papel e da fabricação de sabão caseiro; distribuição de mudas de árvores nativas e de flores; venda de composto orgânico, além de uma tenda para a verificação da pressão arterial e da glicemia.

Indignação com radares na BR-101

09 de julho de 2012 15

Olá Rafael Martini, gostaria de compartilhar minha indignação com referência aos radares na BR-101. Sou morador de Palhoça e resido próximo ao pedágio. Sempre fui a favor de radares, porém é uma palhaçada o que estão fazendo. No sentido Sul/Norte, antes da ponte do Rio Cubatão, mais precisamente no Km 219 tem uma placa de 60Km/h e logo depois da mesma ponte, tem outra de 40Km/h.

Pois bem, gostaria de saber de quem é a mente brilhante de colocar estas 2 placas naquela localidade e como essa barbárie não fosse o suficiente, a PRF está constantemente com seu radar móvel naquela região. Eu mesmo, ganhei uma multa de R$ 574,64 por dirigir a 90Km/h no dia 05/05/2012. Agora terei de passar por reciclagem e poderei perder minha CNH por até 2 anos.

Ou seja, sou um grande palhaço, pois além, de andar na velocidade condizente com a Rodovia, sou multado por, teoricamente, circular em mais de 50% da velocidade máxima permitida. Recorrer de tal multa? Duvido e gostaria de pôr a prova essa instituição que diz que faz a leitura dos tais documentos na qual as pessoas recorrem de suas multas. Pois desconheço uma única pessoa que tenha obtido sucesso em tal empreitada. Sem falar que 60Km/h e 40Km/h, são velocidades condizentes a trechos urbanos próximos a escolas, hospitais e ruas Muito Movimentadas.

Acho que voltamos a era dos fuscas e do Fiat 147, pois é inadmissível tal velocidade em uma rodovia duplicada e federal.

 

Grande abraço Rafael

Fabrício Pelissari
Casa de Bebidas Pelissari