Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "sustentabilidade"

Contraponto do professor e vereador Lino Peres

31 de maio de 2013 5

Com relação à nota “Memória Curta”, publicada no dia 30 de maio, encaminhamos o seguinte:

 

  A proposta apresentada na terça-feira, dia 28 de maio, na UFSC, não é a proposta oficial da Universidade, e sim do Grupo de Estudos da Mobilidade Urbana (Gemurb), formado por professores e técnico-administrativos da UFSC. É uma contribuição a uma proposta final a ser construída pela UFSC com a Prefeitura.

 A proposta apresentada nesta semana é completamente diferente daquela apresentada pela prefeitura em 2010. 

 A proposta do Gemurb não se restringe a uma solução pontual – como é comum em Florianópolis – para a rua Deputado Antônio Edu Vieira. A solução tem alcance metropolitano, e o citado binário, no entorno da UFSC, tem como foco prioritário – mas não exclusivo – no transporte coletivo. Desde 2010 estamos alertando o poder público sobre a necessidade de que qualquer que seja a solução viária adotada, é necessário executar uma experimentação do sistema binário, que não envolva ainda a execução de obras, com o objetivo de aliviar de imediato o problema de trânsito na região e estudar concretamente o seu impacto urbano, o que vem sendo protelado sistematicamente pela Prefeitura. Essa experiência também seria uma oportunidade para que a população testasse a proposta na prática.

 A proposta de 2010 não contemplava essa necessária prioridade ao transporte coletivo, que é o centro da proposta do Gemurb. A proposta de 2010 era centrada no transporte individual e ainda assim incompleta. A proposta do Gemurb é que a Edu Vieira tenha corredor exclusivo para ônibus com linhas em dois sentidos, e o os veículos automotores circulem em um sentido (Armazém Vieira para UFSC), sendo que o retorno se daria pela Carvoeira e por uma via que já existente que seria reestruturada.

 Além disso, a proposta do Gemurb não se restringe à solução de trânsito na UFSC e entorno. Ela propõe uma solução que atende muitos dos problemas de mobilidade e urbanos em geral hoje existentes na Região Metropolitana.

 A ideia de Bulevar, inexistente na proposta da prefeitura de 2010, pressupõe que uma rua ou avenida, além de comportar prioritariamente transporte coletivo, tenha amplos passeios para o pedestre, arborização para proteção solar e lugares de estar, ciclovias (via exclusiva para bicicletas com demarcação física) e ciclofaixas (via exclusiva para bicicletas com apenas uma demarcação pintada no piso). Isto reforça a importância de transformar as ruas também em espaços públicos para passeios, encontros, atividades culturais, tão carentes em Florianópolis, e não apenas voltadas para fluxo veicular. Trata-se aqui de propor soluções de sustentabilidade urbana, no sentido de tornar a cidade mais humanizada econômica, social e ambientalmente.

 Em 2010, a proposta da prefeitura foi rejeitada porque previa um Corredor Norte-Sul (Edu Vieira, avenida Beira-Mar Norte e uma nova via atrás da UDESC e que provocaria ainda mais impacto em um ecossistema fundamental como é o do manguezal do Itacorubi). A proposta concentraria esse enorme fluxo de trânsito na Bacia do Itacorubi, onde se localizam vários bairros residenciais, a UFSC e a UDESC, além de outros órgãos públicos, piorando o problema de trânsito que se pretende resolver. Na proposta do Gemurb, esse fluxo de trânsito seria desviado, fazendo com que na Bacia circulem prioritariamente os veículos (automotores e transporte coletivo) que têm como destino aquela região. Essa proposta, portanto, ao contrário da de 2010, evita que a região seja usada como área de passagem do trânsito veicular de outras regiões.

 Essa concepção já foi debatida com moradores de vários bairros da Bacia do Itacorubi e na UFSC e apoiou-se nas diretrizes aprovadas na Audiência Pública de junho de 2008 do sub-distrito da Bacia do Itacorubi, dentro dos debates sobre o Plano Diretor Participativo.

 Mas – enfatizamos – trata-se de uma contribuição do Gemurb e não é a proposta oficial da UFSC. É fundamental que a população tenha a possibilidade de conhecer todas as propostas relacionadas a este debate para decidir qual delas é a mais adequada para o necessário uso de área pública (no caso, parte da área da UFSC) e investimento de recurso público, buscando, assim, a solução mais adequada para o sistema de mobilidade da Capital e Região Metropolitana.

 

 

 

Atenciosamente

 

 

 

Grupo de Estudos da Mobilidade Urbana (Gemurb)

 


 

 

















Lançado Prêmio Fatma de Jornalismo

16 de maio de 2012 0

- Sustentabilidade é nosso conceito. Nosso negócio cria valores para acionistas, clientes, colaboradores, meio ambiente e sociedade.

A declaração é do presidente da Tractebel Energia, Manoel  Zaroni, durante o lançamento da 5ª edição do Prêmio Fatma de Jornalismo Ambiental, em Florianópolis.

O evento, que contou com a participação de representantes da ACI, ADI, Adjori, Acaert, Sindicato dos Jornalistas, foi uma demonstração do quanto a empresa valoriza os meios de comunicação  na divulgação de exemplos de respeito e consideração com a natureza.

Abertas as inscrições para a Escola do Mar

03 de março de 2011 0

A prefeitura de Florianópolis abriu as inscrições para o rojeto Escola do Mar, que inclui um novo conjunto de atividades para o desenvolvimento da temática marinha e costeira em 2011. Além de saídas para o mar, trilhas e visitas a museus, o programa pretende organizar concursos e mutirões de limpeza em praias. Para participar, as unidades deverão cadastrar-se na Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis.

São 30 vagas, 10 para educação infantil, 10 para ensino fundamental e 10 para ONGs e CECs (Centro de Educação Complementar). O formulário de adesão das unidades deve ser entregue de 14 a 18 de março, das 13h às 19 horas na SME, sala 501. O resultado das unidades selecionadas será divulgado a partir do dia 22 de março por e-mail ou telefone. O credenciamento das instituições acontecerá nos dias 24 e 25 de março das 13h às 19 horas na SME ou pelo telefone (48) 3251- 6103.

Os profissionais participarão também de uma formação na Escola do Mar, as turmas sendo organizadas de 28 de março a 1º de abril.

O que é a escola do mar?

 A Escola do Mar de Florianópolis é um espaço de referência para tratar de educação marinha e costeira, e sustentabilidade. O setor discute temas do meio ambiente, mostrando principalmente a necessidade de preservação e proteção da fauna, flora e demais formas de vida aquática, e ao mesmo tempo, estimula a reflexão sobre a atual relação do homem com o mar. O projeto atende à crianças, adolescentes, jovens e adultos da rede municipal de ensino, de outras redes de ensino do município e do Estado.

A escola existe na Capital desde final de abril de 2008, quando foi assinado um convênio entre a Prefeitura e a Universidade Federal de Santa Catarina. O órgão funciona no prédio da Casa de Administração da Fortaleza de São José da Ponta Grossa, na Praia do Forte.

Empresários aprovam encontro com presidenciáveis

25 de maio de 2010 1

Dinâmico e objetivo. Em duas palavras o presidente da Fiesc, Alcantaro Corrêa, resumiu a conclusão dos empresários que estiveram reunidos, hoje pela manhã, em Brasília, com os três pré-candidatos à Presidência da República: Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV). A reunião foi organizada pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI), entidade que Alcantaro é vice-presidente. Segundo ele, Dilma se destacou pelo domínio dos números, realidade do país e velocidade nas respostas. Serra pela desenvoltura como que apresentou propostas para os pontos que criticava. Marina pela defesa de um novo modelo de desenvolvimento, baseado na sustentabilidade. Cada um dos candidatos teve 25 minutos para falar e depois respondeu a três perguntas dos empresários. Infraestrutura, carga tributária, logística e competitividade foram os temas mais abordados. O auditório da entidade, com capacidade para 500 pessoas, estava completamente lotado. O site da CNI contabilizou mais de 200 mil acessos, somente pela manhã. Os números da cobertura jornalística também impressionam: 220 jornalistas, 24 portais de internet e 12 emissoras de televisão, acompanharam as apresentações.

Parque de SC vence prêmio nacional

28 de abril de 2010 1

O nome do projeto é complicado: Implantação, Incubação da Gestão e Operação do Parque Estadual Fritz Plaumann, mas ele conquistou o primeiro lugar na categoria sustentabilidade ambiental do prêmio Roteiros do Brasil, oferecido pelo Ministério do Turismo. A  Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma) receberá o troféu dia  27 de maio, durante o 5º Salão do Turismo.

O Parque Fritz Plaumann foi criado no ano de 2003 com objetivo de preservar remanescentes das florestas que recobriam originalmente o Alto Rio Uruguai em SC. Situado no município de Concórdia, o Parque tem aproximadamente 741 hectares, localizado às margens do lago formado pela barragem da Usina Hidrelétrica Itá, no Rio Uruguai. É uma unidade de conservação de proteção integral, destinada à proteção da natureza, à pesquisa científica, à educação ambiental e ao turismo ecológico.