Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Deficência de magnésio e doenças hepáticas

14 de janeiro de 2013 0

Estudos realizados no Japão comprovam que baixos níveis de magnésio em nosso organismo induzem níveis elevados de inflamação e estresse oxidativo, que por sua vez podem exercer grande influência no aparecimento da doença hepática gordurosa não alcoólica.

Divulgação: cheiroverdejr.blogspot.com

Esta doença aparece também em 100% das pessoas que têm diabetes e obesidade associadas. Não está claro ainda se a deficiência de magnésio induz doenças do fígado. No entanto, a deficiência de magnésio, como está associada à resistência à insulina e a diabetes tipo 2  é considerada um fator de risco potencial para a esteatose  hepática.

Confira os alimentos que são excelentes  fontes de magnésio:

  • Frutas e hortaliças: abacate, banana, folha de beterraba, beterraba, grão-de-bico, figo seco, feijão ervilha, mandioca (raiz), lentilhas, quiabo, batata com casca, fécula de batata, figo (seco), uva passa, algas marinhas, soja, espinafres, couve.
  • Grãos e derivados: (mais de 80% do Mg é perdido com a remoção do gérmen e das camadas externas dos grãos). Cevada, granola, aveia (grãos inteiros), farelo aveia, arroz integral, farelo de milho, farelo de arroz, farinha de centeio, farelo de trigo, gérmen de trigo, farinha de trigo integral, massas preparadas com trigo integral e cereais instantâneos ricos em fibras.
  • Nozes e sementes: nozes e sementes secas fornecem mais Mg do que as torradas. Sementes de abóbora, girassol, gergelim. Amêndoas, castanhas, amendoim, pistaches, soja, nozes.

Fonte: Clin Calcium. 2012 Aug;22(8):1181-7

Envie seu Comentário