Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Aromatização de ingredientes

18 de fevereiro de 2013 0

Para quem ama cozinhar e, mais do que isso, ama comer bem, uma dica que pode transformar aquele prato de todo dia em prato de chef: aromatização de ingredientes. Sal, açúcar, azeite e manteiga são os principais ingredientes que recebem aromatização. O segredo é usar as guarnições aromáticas quando for fazer molho, ensopados ou cozidos.

No caso do sal e do açúcar, o processo é mais simples. Basta misturar o aroma desejado e aguardar alguns dias para que ele se misture ao ingrediente. Favas de baunilha, raspas de frutas cítricas, menta, lavanda, anis, canela, gengibre e cravos são alguns dos aromatizadores mais utilizados na culinária gourmet, como por exemplo, macerar o açúcar em um pilão para os alimentos se fundirem resultando em um perfume e sabor mais encorpado. “Dar preferência para aromatizar com os ingredientes secos, evitando-se que crie umidade e prolongando-se o tempo de validade, quando se utilizar ingredientes ‘molhados” ou frescos deixar secar bem o açúcar antes de guardá-lo em potes herméticos . Misturar o açúcar demerara com canela, cardamomo, rosas, hibisco, alfazema excelente para adoçar chás, cafés e sucos, além de incluí-los no preparo de caldas de doces e sorvetes.

No caso do sal, o uso de pimentas, erva flores, casca de laranja ou de limão, basta misturar o tempero ao sal para que os aromas sejam liberados, como o sal já é um conservante, a validade fica inalterada. Para se ter um resultado ainda mais intenso, pode-se adicionar aromas como tomilho, alecrim e manjericão secos, sementes de mostarda ou pimenta em grãos; ou ainda raspas de limão ao sal grosso. O sal aromatizado pode ser utilizado no tempero de carnes, molhos e saladas, como decoração dos pratos e principalmente, como personalização do prato, por exemplo uma batata com sal ao perfume de alecrim.

Divulgação:passareladigital.com

 

Ah! E os azeites, há várias opções já industrializadas, principalmente com pimentas e alecrim. A forma mais comum de fazer essa aromatização é simplesmente deixar as ervas ou outros ingredientes submersos no azeite para que os aromas sejam liberados. No caso do azeite, o ideal é utilizá-lo em pratos frios e para finalização de massas e risotos. Depois de aromatizar o azeite, é importante conservá-lo de forma correta, para evitar a contaminação. As ervas frescas, por exemplo, diminuem o tempo de validade porque liberam água e podem causar a proliferação de bactérias . O vidro deve ter o menor contato possível com o oxigênio e seus ingredientes devem ficar completamente submersos no azeite, a fim de conservá-los. Outro fator importante é a escolha do recipiente, que deve ser esterilizado previamente. Utilize recipientes de vidro que permitem a visualização das ervas e especiarias , assim você pode acompanhar o processo de deterioração. Se utilizar rolhas de cortiça para o fechamento do vidro pressione-a muito bem para evitar a entrada de bactérias e oxigênio, uma dica embrulhar o frasco em uma folha de alumínio, para evitar a luz direta.

Por:Denise Cussioli Gonçalves
Nutricionista
Fonte: www.apanutri.com.br

Envie seu Comentário