Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Maca Peruana: a raiz dos Andes

23 de abril de 2013 1

A maca (Lepidium meyenii) é uma planta cultivada nas regiões centrais andinas do Peru entre 3.000 e  4.500 metros de altitude.

Sua raiz assemelha-se a um nabo e é rica em nutrientes, sendo bastante utilizada como suplemento nutricional. Possui alto conteúdo de carboidratos (59%) e proteínas (10,2%), incluindo aminoácidos como o ácido glutâmico, arginina e glicina.

Suas qualidades como um excelente alimento eram de conhecimento do povo inca, que usava a maca como estimulante da fertilidade e do desempenho sexual. Foram encontradas evidências antropológicas de seu cultivo no Peru desde o ano de 1600 aC.

O uso da maca peruana como tônico revigorante para o organismo em geral é conhecido desde tempos antigos. A ciência atual reconhece que plantas adaptógenas -como a maca -possuem a propriedade de auxiliar o organismo a se adaptar às condições adversas do ambiente, aumentando a força e a resistência musculares. As plantas adaptógenas não atuam especificamente em uma debilidade física ou psicológica, mas revitalizam o organismo de uma maneira geral a fim de estimular suas próprias defesas imunológicas contra agentes externos agressores e promovem estímulo físico e mental.

O efeito energético da maca peruana contribui também para melhorar o rendimento físico e otimizar o consumo de oxigênio inclusive para desportistas.

Divulgação: dradeborafonseca.blogspot.com

Este fato foi confirmado em um estudo realizado na cidade de Cuzco em 2003, com atletas de elite de uma equipe de futebol, incluindo 10 jogadores.

Os desportistas foram submetidos à atividade física antes de ingressar ao estudo de maneira a medir o consumo máximo de oxigênio basal. Posteriormente durante 60 dias os jogadores receberam 3 cápsulas de maca concentrada contendo 500mg cada uma e novamente submetidos a atividade física similar a inicial.

Na reavaliação após os 60 dias de consumo da maca verificou-se um incremento significativo na velocidade máxima e no consumo de oxigênio dos atletas, ou seja, o rendimento físico dos jogadores sofreu um incremento de aproximadamente 10,3%.

Sendo assim, o uso da raiz em relação ao estudo apresentado, mostrou-se segura, não apresentando reações adversas, entretanto é fundamental a realização continuada de novos estudos e um acompanhamento profissional médico e nutricional para o indivíduo que necessite fazer uso da raiz peruana.

Referência:

RONCEROS, Gerardo; et al. Eficacia de la maca fresca (Lepidium meyenii walp) en el incremento del rendimiento físico de deportistas en altura. An Fac Med Lim.; v. 66, n. 4, 2005.

Comentários (1)

Envie seu Comentário