Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dieta anti-inflamatória: Que tipo de gordura consumir?

12 de julho de 2013 0

Mantenha o equilíbrio entre o consumo de  ômega-6 e ômega-3

Compostos ômega-6 e ômega-3 são ácidos graxos poli-insaturados essenciais  que são importantes para uma boa saúde. Nosso organismo não consegue produzir algumas dessas gorduras e, portanto, precisamos consumi-las a partir do consumo diário de fontes alimentares.

Divulgação:www.besaudavel.pt

No entanto, o consumo de ômega -3 e ômega -6 precisa estar em equilíbrio. Como alguns ácidos graxos ômega-6  tendem a promover a inflamação, enquanto os ácidos graxos ômega-3 ajudam a reduzir a inflamação, alguns pesquisadores sugerem a manutenção de uma relação  ômega-6 / omega-3 na proporção de 2: 1 a  4:1 para  uma dieta saudável. Ambas as gorduras (ômega-6 e ômega-3) competem pelas mesmas enzimas no organismo. Ter mais de um tipo de ácidos graxos ômega vai roubar do outro as chances para realizar suas funções. Como resultado, a relação em sua dieta ômega-6 e ômega-3 pode influenciar na quantidade de compostos pró e anti-inflamatórios que  são produzidos em seu corpo.

Ter mais produtos químicos com ação pró-inflamatória por um período prolongado de tempo pode levar a uma inflamação silenciosa, que por sua vez pode desencadear  doenças crônicas, como diabetes, artrite, AVC, demência e alguns tipos de câncer. A dieta moderna, infelizmente, tende a usar muita gordura  ômega -6 e pouca gordura  ômega -3, com uma razão de entre 10:1 e às vezes até  20:1.

Adicione à sua dieta gorduras monoinsaturadas como o azeite de oliva extra-virgem

Vários estudos sugerem que a utilização regular de óleo rico em gorduras monoinsaturadas, como o azeite de oliva pode ajudar a reduzir o risco de doença cardiovascular em elevação de HDL (lipoproteína de alta densidade), baixando a redução de triglicerídeos e níveis de colesterol LDL (lipoproteína de baixa densidade ).

Além disso, os fitoquímicos presentes no azeite de oliva, por exemplo, o hidroxitirosol e oleuropeína  são também importantes na manutenção de um coração saudável, portanto, dê preferência ao azeite de oliva extra-virgem que foi pouco processado, mantendo assim os seus fitonutrientes.

 

Envie seu Comentário