Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Consumo de ômega-3 pode reduzir a acne inflamatória?

30 de outubro de 2013 0

A associação entre o ômega-3 e a melhora da acne pode estar relacionada com altos níveis de ácido eicosapentaenoico (EPA), que age como um inibidor de mediadores inflamatórios derivados do ômega-6 de ácidos graxos poli-insaturados.

Estudo realizado na Califórnia avaliou o consumo de 3g de óleo de peixe, contendo 930 mg de EPA, em 13 homens saudáveis, com idade entre 18 a 40 anos, caracterizados com acne leve a grave, durante 12 semanas . Ao final do estudo, não houve mudança significativa na classificação de acne por meio da contagem de pontos inflamatórios. No entanto, verificou-se uma ampla gama de resposta à intervenção numa base individual. Os resultados mostraram que a gravidade da acne melhorou em oito indivíduos, piorou em 4, e manteve-se inalterada em 1. Curiosamente, entre os indivíduos que apresentaram melhora, sete foram classificados como tendo acne moderada a grave no início do tratamento.

Estes achados levantam a questão se a eficácia da suplementação de óleo de peixe é dependente da gravidade da acne inicial. Em outras palavras, apenas indivíduos com acne moderada a grave podem se beneficiar com a suplementação de óleo de peixe.
acne

Referência:
Khayef, G; Young, J; Burns-Whitmore, B; Spalding, T. Effects of fish oil supplementation on inflammatory acne. Lipids in Health and Disease, v. 11, n. 165, 2012.

Resumo elaborado pelo Instituto Ana Paula Pujol

Envie seu Comentário