Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

NOVA CALCULADORA PREDIZ RISCO PARA CÂNCER COLORRETAL

18 de fevereiro de 2014 0

Pesquisadores da Clínica de Cleveland (EUA) desenvolveram uma nova ferramenta que permite prever o risco de câncer colorretal, de forma rápida, simples e com grande precisão. Trata-se de uma calculadora que mede o risco de desenvolvimento da doença. A identificação precoce de indivíduos com o risco para este tipo de câncer pode auxiliar na prevenção.

Divulgação:medicnepal.com

Divulgação:medicnepal.com

Essa calculadora conhecida como CRC-PRO, do inglês ColoRectal Cancer Predicted Risk Online, foi projetada para ajudar os médicos a determinarem quando o rastreamento para o câncer colorretal é necessário. Com esta nova ferramenta, os médicos poderão identificar melhor os pacientes que possuem risco, independentemente da idade.

Para desenvolverem essa calculadora, os pesquisadores liderados por Brian Wells, et al, do Departamento de Ciências Quantitativa da Saúde do Instituto de Pesquisa da Clínica Cleveland analisaram dados sobre mais de 180 mil pacientes em estudo longitudinal realizado na Califórnia e no Havaí. Os pacientes foram seguidos até 11,5 anos sendo avaliados os fatores altamente correlacionados com o desenvolvimento de câncer colorretal. Ao final do estudo, dois cálculos foram desenvolvidos: um para homens e um para mulheres.

O modelo final para os homens aborda itens como: idade, etnia, quantidade de cigarros/dia, uso de bebidas alcoólicas/dia, índice de massa corporal, escolaridade, uso regular de aspirina e polivitamínicos, histórico familiar de câncer de cólon, consumo de carne vermelha, histórico de diabetes e prática de atividade física.

O modelo final para as mulheres apresenta itens adicionais, tais como: uso de estrogênio, uso regular de medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides e exclusão do questionamento sobre o uso regular de aspirina.

A calculadora demonstrou boa precisão segundo os resultados estatísticos.

Fonte: Comunicação GANEP

Envie seu Comentário