Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A importância do café da manhã

26 de junho de 2014 0

O hábito de consumir café da manhã está diretamente relacionado ao estilo de vida saudável. É também possível identificar uma relação positiva entre o consumo frequente e adequado do café da manhã com baixo risco de sobrepeso e obesidade, bem como com a melhoria no rendimento escolar, contribuição para normatizar os níveis de triglicérides, lipoproteína de baixa densidade-colesterol (LDL-C), pressão arterial sistólica e diminuição da incidência de diabetes mellitus II.

A omissão do café da manhã não é vista como uma atitude saudável, sendo possível relacioná-la com consequências prejudiciais a saúde. O não consumo dessa refeição apresenta relação com o aumento do consumo de lanches calóricos, inviabilização da elevação da glicemia aos níveis necessários as atividades matinais e favorecimento de uma possível deficiência de cálcio.

Autores demonstram que crianças e adolescentes que consomem o café da manhã despendem mais tempo nos estudos do que os que não a consomem, consequentemente, esses alunos apresentam melhor rendimento escolar.

boaforma.abril.com.br

boaforma.abril.com.br

Um estudo de coorte prospectivo realizado pela Universidade de Havard, nos Estados Unidos, acompanhou profissionais da área da saúde do sexo masculino durante 16 anos e demonstrou que o hábito de pular o café da manhã está relacionado ao aumento de 27% no risco de doenças coronarianas.

Os dados deste estudo chamam a atenção, pois mesmo em indivíduos que tinham uma qualidade de vida boa, como dieta equilibrada e prática regular de atividade física, a associação positiva entre ‘’pular’’ o café da manhã e o aumento do risco de desenvolver doença cardíaca coronariana permanecia.

As recomendações científicas são de que o café da manhã deve ser uma refeição com alimentos ricos em nutrientes, fonte de fibras, cálcio e energia. Que atenda um consumo médio de 500 Kcal, o que representa 25% do valor energético total que é de 2000 kcal conforme sugere o Guia Alimentar da População Brasileira. No Brasil, a composição mais habitual do café da manhã é composta por: leite, café, pães, frios, biscoitos, frutas, geleias e manteigas.

Outro alimento identificado na refeição como forma de escolhas saudáveis são os cereais matinais. No entanto, a escolha do cereal deve ser encarada com cuidado, pois muitos tratam-se de elaborados com farinhas e açúcar refinados, adicionados de vitaminas e minerais, sendo, portanto, fontes de carboidratos simples e micronutrientes artificiais. Em comparação, são recomendados com farinhas integrais, oleaginosas e açúcar mascavo, sendo fontes de carboidratos complexos, fibras, vitaminas e minerais.

Referência:
VERGINIO, S.C.T. A importância do café da manhã nas diferentes faixas etárias. Revista Nutrir +. n 17. Mai./Jun.2014.

Envie seu Comentário