Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fitoesteróis

08 de agosto de 2014 0

Atualmente as doenças cardiovasculares são responsáveis por 15,9 milhões de óbitos no mundo todo. Um dos fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares é a hipercolesterolemia. Estudo brasileiro mostra que 40% dos adultos apresentam níveis aumentados de colesterol sanguíneo.

A alimentação desempenha um papel cada vez mais importante no manejo da hipercolesterolemia. E mais especificamente, os fitoesteróis são destacados como um dos componentes com resultados significativos.

Os fitoesteróis são substâncias vegetais, não sintetizadas pelo organismo humano. Presentes naturalmente em alimentos como sementes de girassol, grão de soja, hortaliças, frutas, oleaginosas e feijões, conferem benefícios à saúde como auxiliar na redução do colesterol e prevenção do aparecimento de doenças como câncer de cólon e próstata.

saude.ig.com.br

saude.ig.com.br

Existem diversos estudos internacionais que comprovam a eficácia dos fitoesteróis. No Brasil estudos já foram realizados para demonstrar sua eficácia e também para quantificar o teor de fitoesteróis nos alimentos.

Estudos demonstram que a ingestão de 1,6g a 2,0g de fitoesteróis por dia é capaz de reduzir em até 10% a concentração sanguínea de LDL-colesterol. A redução pode aumentar para 15% quando combinada com a mudança para uma dieta saudável.

No entanto, é muito difícil atingir esta quantidade através dos alimentos. Para obter 1,6g de fitoesteróis seria necessário ingerir diariamente: 340 tomates, 168 cenouras, 120 maçãs ou 56 fatias de pão integral. Em contrapartida, encontra-se disponível ao consumidor produtos industrializados, que contêm teor de fitoesterol compatível para a ingestão diária.

Existe uma divergência entre valores de teor de fitoesterol nos alimentos. No Brasil por meio de um estudo realizado na Unifesp em parceria com a Unicamp, foi quantificado o teor de fitoesterol em alguns alimentos de origem vegetal. Foi comprovado que: a quantidade de fitoesteróis presente nos brócolis (5,6mg), nas cenouras (16,2mg), e no repolho (5,2mg) foi mais alta que aquela obtida em outros vegetais. O grão-de-bico, a linhaça, a soja e as ervilhas verdes apresentam o maior teor.

• Atente-se •

O consumo de alimentos industrializados com alto teor de fitosterol não é recomendado para indivíduos cujas necessidades de vitaminas são aumentadas, como gestantes, lactentes e crianças pois estudos demonstram que em associação à redução de colesterol pode haver diminuição dos níveis plasmáticos de B-caroteno e vitamina E.

Referência:
MARTINS, C.M; MACHADO, V.A. Fitoesteróis. Nutrir +. n.16. p.52-54. Março/Abril de 2014.

Envie seu Comentário