Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pesquisadores do Inpa realizam estudos com frutas da Amazônia para determinar a quantidade de fibra alimentar

06 de março de 2015 0

Pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), após vários estudos com frutas da Amazônia, concluíram que as mesmas podem contribuir para compor uma alimentação adequada em fibra alimentar e com baixa densidade energética. As frutas analisadas foram: o abiu (Pouteria caimito), o bacuri (Platonia insignis), a carambola (Averrhoa carambola), o ingá-cipó (Ingá edulis), o mapati (Pouroma cecropeaefolia) e o taperebá (Spondias mombim).

Dentre as frutas estudadas, o taperebá, também conhecido como cajá, apresentou o maior teor de fibra alimentar (4,65 gramas para cada 100 gramas da fruta), sendo considerado um valor alto quando comparado com outros frutos como o abacaxi (1 grama) e a manga (2,6 gramas). O mapati, uma espécie de uva da Amazônia, apresentou o menor teor de fibra (0,84 gramas para cada 100 gramas da fruta).

www.pinterest.com

            www.pinterest.com

Os resultados apontam que os frutos analisados podem ser considerados hipocalóricos por apresentarem baixos teores energéticos.  Isso se associa ao fato de possuírem baixo teor de gordura e alta quantidade de água.

O estudo, que foi publicado na revista Food and Nutrition Sciences, foi realizado pelos pesquisadores Jaime Paiva Lopes Aguiar e Francisca das Chagas do Amaral Souza, do Laboratório de Físico-Química de Alimentos, vinculado à Coordenação de Sociedade, Meio Ambiente e Saúde (CSAS/Inpa). Os pesquisadores realizaram estudos para avaliar as características físico-químicas e os teores de fibra alimentar nos frutos regionais “in natura”.

Estudos recentes têm demonstrado que dietas ricas em fibras protegem contra a obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer. A utilização de fibra alimentar, associada a outros dietéticos, pode contribuir com o tratamento de algumas doenças.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo diário de 25 a 30 gramas de fibras para adultos, o que equivale a duas colheres de sopas.

Referência:
Disponível em: <https://www.inpa.gov.br/noticias/noticia_sgno2.php?codigo=3482>. 

Envie seu Comentário