Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Leite materno protege criança contra excesso de peso

20 de julho de 2015 0
Disponível em:nutricaojoyce.com.br

Disponível em:nutricaojoyce.com.br

Pesquisa realizada na cidade de Taubaté relacionou aspectos da alimentação de crianças na idade pré-escolar com seu estado nutricional. O estudo foi realizado pela nutricionista Amanda Foster Lopes, durante seu mestrado na USP.

 O estudo constatou que as crianças que receberam leite materno durante um maior período apresentaram menor Índice de Massa Corpórea (IMC) para a idade no momento da avaliação.

 Em outras palavras, isso significa que receber leite materno por mais tempo pode ser um fator de proteção contra o desenvolvimento do excesso de peso dos 2 aos 4 anos.

 

Participaram do estudo 463 crianças. A metodologia envolveu a aferição do peso e comprimento dessas crianças e a resposta dos pais a um questionário com perguntas, tais como peso da criança ao nascer, sexo, tipo de parto, e dados sobre a alimentação, que envolviam duração do aleitamento materno exclusivo e não exclusivo e idade de início da introdução de alguns alimentos, como água, chá, leite não materno, papa de fruta, papa de vegetais e guloseimas.

 O leite materno deve ser oferecido de forma exclusiva até os seis meses de idade, mas os resultados evidenciaram que metade das crianças estudadas deixaram de recebê-lo de forma exclusiva antes dos 3 meses de idade. O estudo mostrou que o aleitamento materno de forma não exclusiva teve uma duração média de 9,9 meses, sendo que 50% das crianças já haviam deixado de receber leite materno aos 6 meses de idade.

 Segundo Amanda, as inadequações quanto ao aleitamento materno se refletiram na introdução dos outros alimentos de forma precoce, antes do período recomendado para a faixa etária. 

 Por outro lado, os resultados ressaltam a importância do aleitamento materno. Amanda acredita que políticas voltadas para promoção e incentivo da amamentação podem contribuir – entre outros benefícios –para uma redução da epidemia de excesso de peso, a qual já se apresenta entre indivíduos de muito pouca idade.

fonte: Agência USP

 

Envie seu Comentário