Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Oleos vegetais e frutose: os vilões da obesidade?

22 de outubro de 2015 0

Existem muitos fatores que contribuem para a obesidade, incluindo genética, estilo de vida e fatores ambientais, mas a dieta continua a ser um dos mais relevantes.

Atualmente existe um debate tanto na literatura científica, bem como na imprensa leiga sobre que componentes da dieta são mais obesogênicos. 

O aumento da obesidade ao longo do último meio século coincide com uma mudança no consumo alimentar onde a gordura saturada de produtos de origem animal (principalmente a banha de porco e manteiga) foi trocada por gorduras insaturadas de origem vegetal (óleos vegetais).

oleo_de_cozinha

 

Outro componente da dieta que aumentou substancialmente nas últimas quatro décadas é a frutose, principalmente sob a forma de xarope de milho, adicionada em alimentos processados ​​e refrigerantes. 

Uma pesquisa publicada recentemente na Revista PLoS One sugere que esta mudança de dieta, pode ter agravado problemas, como a obesidade, a diabetes, a intolerância à glicose, resistência à insulina e esteatose hepática.

Disponível em:.bolsademulher.com

Disponível em:.bolsademulher.com

O estudo, realizado com ratos teve como objetivo comparar a frutose e a gordura saturada de óleo de coco com a gordura insaturada do óleo de soja, examinando o efeito do óleo de soja e da frutose no desenvolvimento da obesidade e co- morbidades, tendo como base uma dieta de teor moderadamente elevado em gordura total e frutose (muito semelhante à que os americanos estão acostumados a consumir).

Um grupo de ratos recebeu uma dieta com gordura de coco, outro gordura de coco mais óleo de soja. Outros dois grupos tiveram adicionados à sua dieta gordura de coco mais frutose e gordura de coco mais óleo de soja e frutose.

Os resultados mostraram que, ao contrário das expectativas, o óleo de soja rico em ácidos graxos polinsaturados é mais obesogénico e diabetogénico do que o óleo de coco, que consiste principalmente de gordura saturada. 

A frutose na dieta teve efeitos metabólicos menos graves do que o óleo de soja, mas causou prolapso retal nos ratos e pareceu agir em sinergia com óleo de soja para aumentar o peso dos rins.

Disponível emwww.liberoalimentos.com.br

Disponível emwww.liberoalimentos.com.br

Tomados em conjunto, os resultados indicaram que enquanto a frutose provocou alguns efeitos negativos no intestino e no rim, o óleo de soja sozinho induziu mais obesidade, diabetes, resistência à insulina e problemas no fígado do que a frutose ou a gordura saturada de óleo de coco em ratinhos.

 Referências:

DEOL, POONAMJOT et al.,Soybean Oil Is More Obesogenic and Diabetogenic than Coconut Oil and Fructose in Mouse: Potential Role for the Liver. PLoS One. 2015; 10 (7): e0132672.

 

 

Envie seu Comentário