Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Deficiência de magnésio: causas, sintomas e tratamento

03 de novembro de 2015 0

O magnésio é o quarto mineral mais abundante em nosso corpo. Além de ser um cofator em mais de trezentas reações necessárias para a transmissão de impulsos nervosos, regulação da temperatura, desintoxicação do fígado, e a formação dos ossos e dentes é responsável pela atividade elétrica necessária para a contração e distensão dos músculos cardíacos, e sinalização cerebral.

Este mineral tem um papel fundamental na saúde cardiovascular. Segundo a fundação Weston A. Price, “O magnésio sozinho pode cumprir o papel de muitos medicamentos cardíacos comuns, pois inibe a formação de coágulos sanguíneos, reduz os fatores de coágulos, bloqueia a captação de cálcio e relaxa os vasos sanguíneos”. 

Disponível em:dicasnaturais.com

Disponível em:dicasnaturais.com

Quando estamos com deficiência de magnésio nosso corpo perde energia e condutividade, e sentimos mais dores.

A deficiência de Magnésio é comum, mas nem sempre é detectada, pois os exames de sangue não fornecem informação precisa sobre as quantidades de magnésio que temos em nossas células. Isto porque o corpo controla os níveis de magnésio no sangue muito bem, pois se o magnésio sanguíneo cai um pouco, a pessoa tem risco de sofrer um problema cardíaco.

Assim, para evitar esta situação de risco, o corpo retira magnésio de todas as células, a fim de manter os níveis sanguíneos constantes. Ou seja, em um exame de sangue para verificar a deficiência de magnésio, mesmo quando as células  estão completamente depletadas, os seus níveis sanguíneos irão se mostrar constantes.

Além disso, apenas 1% do magnésio está presente no sangue, enquanto 99% deste mineral fica armazenado nas células.

Por que temos tanta deficiência deste mineral?

As razões para a população encontrar-se deficiente em magnésio são várias: Primeiramente porque, as pessoas estão cada vez mais estressadas e a produção de hormônios do estresse exige elevados níveis de magnésio. Além disso, estamos comendo mais açúcar do que nunca. Para cada molécula de açúcar que consumimos, o nosso corpo usa 54 moléculas de magnésio para processá-lo. Também nosso solo está mais pobre neste mineral, pois as técnicas agrícolas modernas esgotam as reservas de magnésio do solo. Além disso, o magnésio é depletado pelos medicamentos (contraceptivos orais, antibióticos, cortisona, prednisona), ou impedido de ser absorvido por outros produtos químicos que usamos como o fluoreto.

Os sintomas de deficiência de magnésio incluem:

Constipação intestinal, Hipertensão arterial, Ansiedade, Depressão, Insônia, Distúrbios comportamentais, Letargia, Memória prejudicada, Convulsões, Fadiga, Cãibras musculares, Dor crônica nas costas, Dores de cabeça, Enxaqueca, Dor muscular, Tendinite, Raiva, Agressão, Transtorno do déficit de atenção e Transtornos de ansiedade, como transtorno obsessivo-compulsivo.

A melhor maneira de obter magnésio: 

Comer alimentos ricos em magnésio cultivados em solo orgânico. São boas fontes de magnésio:Semente de abóbora, Castanha do Pará, Soja Torrada, Semente de Girassol, Espinafre cozido, Feijão cozido, Linguado, Milho Amarelo, Abacate, Semente de linhaça, Farinha de Aveia e Banana

Fonte: http://www.collective-evolution.com/2015/03/25/why-were-all-deficient-in-magnesium-the-many-signs-what-to-do/

Envie seu Comentário