Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Reggae em dose tripla em Porto Alegre

07 de maio de 2010 12

Ponto de Equilíbrio/Eduardo Cecconi

Mais de cinco horas de show, três bandas e grande público. Assim se faz uma noite de reggae em Porto Alegre. Do final da noite de quinta até praticamente o início da manhã desta sexta-feira, os fãs do estilo originário da Jamaica puderam cantar e dançar ao som de Ponto de Equilíbrio, Don Carlos, e Bambu Station. Os shows rolaram dentro do Festival Brasil-Jamaica, no Bar Opinião.

A banda Ponto de Equilíbrio, do Rio de Janeiro, abriu os trabalhos às 23h30min. Durante pouco mais de uma hora, cantaram as músicas do mais novo CD – Dia após dia lutando. No reggae nacional de raiz, o grupo de Vila Isabel aproveitou-se da energia na pista para enfileirar músicas cadenciadas, quase hipnóticas, no embalo da voz de Hélio Bentes.


Foto: Ponto e Don juntos

Ao final, o veterano Don Carlos, ex-vocalista da banda Black Uhuru, subiu ao palco para cantar com a Ponto de Equilíbrio a música Stay Alive, do recente trabalho dos cariocas, mas com um detalhe: a performance da parceria no palco do Opinião vai virar um clipe.

Meia-hora de intervalo depois, e o próprio Don Carlos com sua banda tomou conta do espetáculo. O estilo mais voltado à batida veloz do reggae dos anos 80 fez o contraste com a hipnose sonora dos brasileiros.

O som pesado, com metais, abriu espaço para músicas do próprio Black Uhuru, como General Penitentiary e Guess who`s coming to dinner – quando Hélio Bentes voltou ao palco, como o convidado fictício do jantar musical.

O show de Don Carlos invadiu a madrugada, em quase duas horas de duração. Período que, somado a outro longo intervalo, esvaziou alguns pontos de circulação do bar.


Foto: Bambu Station

Mas a maioria permaneceu no Opinião, e viu a Bambu Station fechar a madrugada a partir das 4h. O grupo das Ilhas Virgens, pela primeira vez no Brasil, defendeu com o microfone de Jalani Horton uma terceira via do reggae, com influência do raggamuffin, e elementos de hip-hop nas batidas e nos vocais.

Após as cinco da manhã, com o sol pensando em tomar o lugar da lua, a massa regueira deixou o Opinião satisfeita com a qualidade dos shows, e com a oportunidade de mais uma vez prestigiar o estilo com grandes nomes do reggae na cidade.

>>>>> Raçaman e MPB no show do Natiruts
>>>>> Israel Vibration e Groundation: reggae clássico e contemporâneo em POA
>>>>> Alpha Blondy canta o reggae pela paz em Porto Alegre
>>>>> Steel Pulse, reggae clássico em POA
>>>>> Skatalites levantam a galera em POA

Postado por Eduardo Cecconi

Comentários (12)

  • Daniel Raota diz: 11 de maio de 2010

    As pessoas que me conhecem sabe do que estou falando sobre bandas gaúchas. A raiz do reggae todos sabem que é Jamaicano. Não estou desmerecendo as ótimas bandas que fizeram este belo espetáculo no Opinião.

  • franciele diz: 7 de maio de 2010

    …p/o pessoal,como o opinião é a única produtora que traz bandas de reggae desta qualidade somos reféns deles ontem estava no show e tive q ir embora ás 04:10 pq não aguentava mais de cansaço e queria muito ver Bambu Station infelizmente escutei somente 5 músicas como na região metropolitana cheguei em casa 04:45 p/ acordar 06:30 no fim de semana a programação é uma ¨%*&$#& e show de qualidade zero e o povo que paga pelo ingresso espera 2 hrs e quase morre no outro dia no serviço.

  • franciele diz: 7 de maio de 2010

    Gostaria de deixar minha manisfestação quanto ao Opinião:
    1ºlugar me fazem um show com 3 bandas de reggae ótimas numa quinta-feira,acho q eles não sabem que as pessoas trabalham no outro dia e fazem isso por gosto pq sempre é assim 2º os shows no Opinião sempre começam com 2hrs d atraso da abertura do local o que é falta de considerção pois o show e feito sempre em dia de semana 3º no site do Opinião não existe um centra de relacionamento com o consumidor o que indica q o mesmo não está nem aí

  • Marcola diz: 7 de maio de 2010

    Ponto de Equilibrio transformou a noite numa maratona. Uma banda que vem a cada 2 meses pra Porto Alegre, faz um show de quase 2 horas e não “um pouco mais de 1 hora”, que show de abertura é esse? Eu queria ver Bambu Station, inédito no Brasil, e não os cariocas. Os cariocas foram uma jogada da produtora pra lotar o evento. Por que, para os gaúchos “fãs” de reggae, tudo se resume a Ponto de Equilíbrio. Sem essa. Mas no final das contas valeu. Bambu Station, mesmo sem guitarra, quebrou tudo.

  • Stéfano diz: 8 de maio de 2010

    parabéns pra opinião produtora mais uma vez por trazer o reggae roots pra porto alegre! que continuem assim, pedreiras todos os meses! à reportagem, disse tudo…perfeita escrita. show de alta qualidade que invadiu a madrugada.. apesar do cansaço, sexta-feira foi diferente depois de ouvir a lenda don carlos e os caras do bambu, que tava na espera de ver muito tempo já! que venham outroooos!

  • Daniel diz: 7 de maio de 2010

    Voces só podem estar loucos, não sentem o que é reggae jamaicano…

  • franciele diz: 10 de maio de 2010

    O novo cd do ponto é virado em barreirismo**Vila Isabel**Vila Isabel só isso que falavam no show perdi 1:30 por nada neste dia…

  • Daniel Raota diz: 7 de maio de 2010

    Nenhuma banda gaúcha entrou em cena ? O que houve com o reggae portoalegrense ? Era um dos melhores do Brasil !

  • Rodrigo Ribeiro diz: 7 de maio de 2010

    Juacir:

    pra ti reggae deve ser Armandinho neh camarada?
    Não entendes nada de musica meu velho….Don Carlos é um cantor clássico do reggae raiz. Não fale bobagens.

  • Paulo Ramos diz: 7 de maio de 2010

    Pessoal !Eu sou traditional Reggae é Bob Marley ! Fela Kuti , Ziggy Marley , The Special , Matumbi e outros!! Esses cariocas do Ponto de Equilibrio são muitos cansativos! Acho eles muito chato ! Mais é seguinte tá na hora da Opinião Produtora pensar mais no publico consumidor! Respeito é legal !

  • Juacir diz: 7 de maio de 2010

    Que coisa podre.. não sei como não morrem de tédio 5 horas ouvindo isso.
    Aquele Don Carlos … parece mais um mendigo que juntaram na frente do opinião.

  • Rafael Boemo diz: 7 de maio de 2010

    Como sempre tem pessoas para criticarem alguma coisa. Quero deixar de lado esses dois comentários e posso dizer que esses 3 shows estavam dimais! Tive o prazer de ir e não me arrependi, apesar de virar a madrugada depois de um dia de trabalhco, estudos e a vitória do COLORADO, nada melhor que muito reggae na cabeça, fazia tempo que não rolava um show tão clássico como esse, só valeu!!!!

Envie seu Comentário