Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fãs lembram um ano da morte de Michael em Londres

25 de junho de 2010 3

Fãs em frente à O2 Arena, em Londres/Renata Peppl, Especial

 

Quem estava acompanhando o Volume nesta mesma época ano passado deve lembrar que eu estava prestes a realizar um sonho de toda a infância e adolescência precisamente no dia 13 de julho: estava indo para Londres para ver o primeiro show de This Is It, a mega série de apresentações que Michael Jackson faria na capital inglesa.

Um ano atrás, quando eu estava chegando em casa, justamente hoje, dia 25 de junho, apenas cinco dias antes de embarcar para o que seria um dos momentos mais bacanas da minha vida, meu celular tocou insistentemente, com amigos ligando de todas as partes para perguntar como eu estava me sentindo. Michael Jackson tinha morrido. 

 

 

Cheguei no apartamento atordoada, achando que estavam brincando comigo, e liguei a TV nervosa, apenas para confirmar a coisa mais absurda que poderia ter acontecido naquele momento: o ídolo que eu tanto esperei para ver ao vivo não vivia mais.

 

E o que era para ser dias de muita alegria antes da viagem transformou-se em um momento triste que só quem foi realmente fã de alguém sabe como é. Devo ter recebido umas 60 ligações naquela noite. 

 

Eu acabei viajando mesmo assim e, se não pude ver o show no dia 13 de julho, tive a oportunidade de me juntar aos milhares de fãs consternados em frente à O2 Arena, local onde ocorreriam as apresentações de sua última turnê. De todas as partes do mundo, lá estavam eles reunidos para prestar uma homenagem ao Rei do Pop. Agora, exatamente um ano após a morte que pegou todo o mundo de assalto, novamente aqui em Londres, as demonstrações de afeto continuam na mesma O2 Arena. O forte calor (mais de 30ºC) não impediu que muita gente viesse à caráter, trajando calças pretas, meias brancas e mocassim, munidos do tradicional chapéu de feltro, imortalizado em inúmeras performances do astro.

Talvez pela alta temperatura, talvez pelo horário ingrato (os fãs tiveram de se reunir das 13h30min às 17h30min em frente ao local, pois à noite Bon Jovi se apresentaria na arena), o número de pessoas presentes foi bem menor. Um grupo de cerca de 600 fãs fiéis se reuniu espontaneamente no local, em um clima completamente diferente de 2009. Ao som ambiente dos clássicos do Michael, todos queriam celebrar com alegria o legado do Rei do Pop, em cenas até um tanto divertidas, como uma senhora inglesa que carregava com carinho um boneco Michael Jackson (no melhor estilo Barbie, abaixo), e me informou feliz que viajava com a réplica miniatura do astro para onde quer que fosse, já que o de verdade já não estava mais entre nós! 

Ou a aparição, dentre muitos vestidos à la Michael, foi a de um cover profissional do ídolo, munido com o tradicional guarda-sol negro que protegia o astro do sol forte. O sósia acabou roubando a cena no local, parado a cada cinco segundos para fotografias e até autógrafos. 

O mais bacana de tudo, talvez, seja a impressionante quantidade de crianças e adolescentes entre os fãs no local, que se revezaram nas coreografias em um palco improvisado, arrancando risos nostálgicos de quem estava presente e uma certeza boa: todos os escândalos ficaram no passado, e o Michael Jackson que embalou a minha infância e adolescência seguirá a embalar a vida de muitas gerações a seguir, como merece ser com toda a lenda da música. 

 

 

>>>>> Fã que iria a Londres ver Jackson fala sobre a perda do astro
>>>>> Michael Jackson, o ícone máximo da cultura pop
>>>>> Mais Michael Jackson

Postado por Renata Peppl, direto de Londres

Comentários (3)

  • Luísa Helena Faria diz: 26 de junho de 2010

    Querida, que bom ver que as pessoas continuam fiéis ao seu ídolo né? Essa semana teve toda uma programação especial aqui no GNT e Multishow, mas aquela coisa, meio repetitiva e cansativa. Nem vi muitas coisas… Mas reservei minha sexta-feira à noite pra rever o filme Moonwalker no sbt, que tanto preencheu minhas tardes livres na infância. Foi tão bom lembrar das coisas que tinham ficado no meu subconsciente (apesar da guriazinha mala que só fala “Michael” o filme todo) hehehe…

  • Camila Schwenk diz: 25 de junho de 2010

    Renata, pra mim foi a primeira grande perda do milênio. Dói.

  • Michelle Jackson diz: 25 de junho de 2010

    Ainda não acredito, parece que foi ontem!
    Ele faz muita falta para o mundo da música e da arte! Uma inspiração! Um ser humano incrível, a arte personificada, um gênio! Te amarei para sempre MJ!!! Fique com Deus!

Envie seu Comentário