Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Thurston Moore executa distorções experimentais em Porto Alegre

12 de abril de 2012 3

Fotos: Tadeu Vilani

O show de Thurston Moore ontem, em Porto Alegre, foi dedicado a sua carreira solo, mas o Sonic Youth esteve presente ao menos em espírito. Quem foi ao Opinião achando que veria uma tranqüila apresentação das serenas músicas de Demolished Thoughts se surpreendeu com jams explosivas, violentas e experimentais orquestradas por Moore e banda.

Alternando guitarra e violão, o indie hero norte-americano teve apoio de um instrumentista (também ao violão), um baterista e uma violinista. Juntos, irromperam no bar com dissonâncias, reverberações e interferências dignas de sua antiga banda. Os momentos mais tranqüilos foram poucos, e logo eram vencidos por pesadas camadas sonoras.

A experiência sensorial proporcionada por Moore deriva de sua fome e da sua sede por música e ruído. Talvez por isso tenha revelado ao público que, na escola, seu apelido era Terrible Thirst. Hoje, do alto de seus 54 anos e de posse de seus instrumentos musicais preferidos, o enfant terrible da música alternativa parece mesmo um adolescente hiperativo em surto criativo.

E quem ganha com isso? O público, que acompanhou de perto a execução distorcida e intensa de faixas como Fri/End, Orchard Street, Mina Loy, Ono Soul, Never Day e Circulation, além do lindo cover de It’s Only Rock ‘N Roll (But I Like It), dos Rolling Stones.

A abertura com Kurt Vile e banda foi eficiente. Indie guitar band com um som bem posicionado entre as calmarias e tormentas comuns a Yo La Tengo, Guided by Voices, Dinosaur Jr. e Sonic Youth, claro.

Depois de POA, a turnê de Thurston Moore passa por São Paulo nesta quinta-feira e chega ao Rio de Janeiro na sexta.

>>>>> Mais Sonic Youth

Comentários (3)

  • maustar diz: 12 de abril de 2012

    cara…quase pulei no palco pra pegar uma dessas folhas com as letras escritas a mão…

    >>>>> RESPOSTA: kkkk! quando posso também pego!! mas esta não está comigo. ficou no Opinião.

  • Alucinado diz: 12 de abril de 2012

    Show histórico, nada bunda mole, valeu cada centavo! Não conhecia muito do trabalho do Sonic Youth além das clássicas, mas já virei fã (pelo menos do impressionante Moore). Torço muito para que neste show estivessem presentes vários músicos, para acabar de vez com a bundamolisse de formação clássica e música comercial bunda mole. Se você é realmente músico, deveria saber que aquelas chaves de afinação não estão ali para enfeite e se existe um milhão de distorções para usar, USE!!!!!

  • ZÉ FERNANDO diz: 13 de abril de 2012

    Ô meu amigo, me diz aí uma coisa: de onde é que o teu colega da Zero tirou que o Sonic Youth acabou, que não se viu em lugar nenhum? Fim do casamento Thurston/Kim é uma coisa (a própria Matador, gravadora da banda, emitiu um comunicado, em 14 de outubro do ano passado), mas depois nada mais foi informado em lugar nenhum, inclusive o site e o perfil da banda continuam sendo atualizados (com notícias de projetos paralelos, ok, mas isso os caras sempre tiveram), sendo que depois o Lee Ranaldo ainda deu entrevista dizendo-se otimista quanto a um futuro da banda, pois os caras têm um monte de projetos engavetados.
    Bah, essa foi a barrigada do ano, na boa!

    >>>>> RESPOSTA: Zé Fernando, não sei te dizer. As notícias que li nunca indicavam categoricamente o fim da banda, apesar de falarem em hiato. Inclusive o Lee Ranaldo falou pra Rolling Stone que o futuro é “incerto”. Leia sobre isso aqui http://wp.clicrbs.com.br/volume/2011/11/29/guitarrista-confirma-que-futuro-do-sonic-youth-e-incerto/?topo=52,1,1,,219,e219 . Vamos ficar de olho. Abraço!

Envie seu Comentário