Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Resultados da pesquisa por "Karen O"

Karen O apresenta faixa de psycho-opera ao vivo no rádio

05 de junho de 2012 0

Karen O, do Yeah Yeah Yeahs, apresentou Duet, uma balada doce, tranqüila e de alma country, ao lado do músico Jason Grisell no programa de rádio australiano Triple J. A canção faz parte da psycho-opera Stop The Virgens. Karen começou a elaborar a obra em 2005 e estreou no ano passado em NY. Há poucos dias, o espetáculo esteve em cartaz em Sydney.

Mais sobre Stop The Virgens:

>>>>> Mais Yeah Yeah Yeahs

Arcade Fire e Karen O. fazem trilha para Jonze

26 de março de 2009 0

Divulgação
Karen O., do Yeah Yeah Yeahs, assina a trilha sonora de Where the Wild Things Are, o novo filme de Spike Jonze, ao lado do compositor Carter Burwell. Bradford Cox, do Deerhunter, participou das demos escritas por Karen. E a música Wake Up, do Arcade Fire, foi escolhida para o trailer, que acaba de ser liberado.

O filme dirigido pelo gênio dos clipes e do cinema (Quero ser John Malkovich, Três Reis, Adaptação) precisou passar por refilmagem de cenas e teve sua data de lançamento adiada.

O longa, baseado no livro de Maurice Sendak, é protagonizado por Max, um garoto que, enquanto fica de castigo, cria uma floresta habitada por animais e monstros exóticos imaginários. As imagens me lembram muito o clássico História Sem Fim. A estreia nos Estados Unidos será no próximo dia 16 de outubro.

>>>>> YYY lança novo single
>>>>> Terceiro do YYY sai em abril; veja a capa
>>>>> Arcade Fire lançará DVD ao vivo
>>>>> Notícias relacionadas a Spike Jonze

Postado por Danilo Fantinel

Karen O canta em projeto paralelo

21 de julho de 2008 0

Karen O, vocalista do Yeah Yeah Yeahs/Divulgação

Estilosa como de costume, Karen O - vocalista do Yeah Yeah Yeahs - está envolvida com um novo projeto musical: o Native Korean Rock. As cinco primeiras músicas do grupo já estão no MySpace.

Segundo nota divulgada no site do Yeah Yeah Yeahs, o projeto é dedicado a “canções de amor compostas durante os dois últimos anos”. Karen O ainda avisou os fãs para esperar “altas doses de drama” nos dois primeiros shows do Native hoje, 21, em Nova York. Não foram divulgadas informações sobre os outros integrantes da banda – ao que parece, a vocalista irá se apresentar com músicos contratados.

Escutei as cinco canções disponibilizadas no MySpace, a conclusão que chego é a seguinte: um som caseiro – beirando a toscura – num tom que mescla fofura e drama. A demotape foi batizada de Drown Your Sorrows.

>>>>>>>YYY grava sob a influência de um gatinho

Postado por Rafael Terra

Robert Smith regrava Witchcraft, famosa na voz de Frank Sinatra, para o filme Frankenweenie, de Tim Burton

27 de setembro de 2012 0

Robert Smith fez uma regravação jazzística de luxo da música Witchcraft, composta por Cy Coleman e Carolyn Leigh e famosa na voz Frank Sinatra, para a trilha sonora de Frankenweenie, a nova animação de Tim Burton. O filme estreia dia 05 de outubro nos Estados Unidos e 02 de novembro no Brasil.

O líder do The Cure realizou uma interpretação inspiradíssima da canção, variando entre uma espécie de melancolia dopada e êxtase bêbado. A voz ficou perfeita com o andamento lento da música. Clima de big band em fim de festa. Delícia.

A trilha Frankenweenie Unleashed também tem participações de Karen O (do Yeah Yeah Yeahs, ouça abaixo), Mark Foster (do Foster The People), Flaming Lips, Kimbra, Neon Trees, Passion Pit, Winona Ryder, Grouplove, Plain T White e outros. O disco já foi lançado em CD e no iTunes.

No filme em 3D stop-motion e preto e branco, o cão de um garoto cientista morre atropelado e volta à vida pelas mãos de seu dono.

> Robert Smith diz que Cure volta ao Brasil em 2013
> Mais The Cure

Tracks Volume #50

27 de julho de 2012 0

SwansThe Apostate
A veterana banda de pós-punk/noise Swans, de NY, liberou um teaser do DVD gravado ao vivo que estará na edição especial do novo disco The Seer, marcado para 28 de agosto. Nas imagens abaixo, um trecho apocalíptico da faixa The Apostate, que ao vivo tem 23 minutes de microfonias, distorções e melodia catártica. Desde 1983, a banda já lançou mais de 15 discos. Eles deram um tempo em 1997 e voltaram em 2010 com o disco My Father Will Guide Me Up a Rope to the Sky. O líder, guitarrista, vocalista e compositor Michael Gira disse que The Seer terá 11 faixas e 2 horas de duração! A cantora Karen O, do Yeah Yeah Yeahs é uma das convidadas.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Title FightHead In The Ceiling Fan
Descendente do Swans, mas também de Mogwai, Explosions in the Sky, Tortoise… a banda Title Fight liberou o vídeo desse pós-rock melancólico, metálico e belo. A estreia rolou em 2011, com o disco Shed. A faixa Head In The Ceiling Fan está no novo álbum, Floral Green, que sai no outono gringo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The BabiesMoonlight Mile
Moonlight Mile é um garage rock de guitarras metálicas com bateria incessante e pegada pop sessentista. Há um psicodelismo, mas distante de clichês do estilo. A banda do Brooklyn libera o single 7″ em breve.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Tame ImpalaElephant
Depois de liberar um teaser sobre o novo disco e o áudio da faixa Apocalypse Dreams, o Tame Impala lançou o single Elephant. Space rock psicodélico com guitarras heavy hipnóticas, como já era esperado. Muito bom! O disco Lonerism sai no dia 9 de outubro.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

SolosCarpe Diem
O duo formado por Spencer Seim e Aaron Ross liberou esse rock psicodélico garageiro e experimental com bateria convulcionada e guitarra veloz. Há um certo humor no som, que está no disco Beast Of Both Worlds, marcado para 11 de setembro.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The Flaming Lips and Heady Fwends
Está online o disco The Flaming Lips and Heady Fwends, lançado no Record Store Day deste ano em formato duplo reunindo parcerias com Nick Cave, Lightning Bolt, Bon Iver, Chris Martin, Tame Impala, Yoko Ono, Erykah Badu, Neon Indian, Ke$ha, Prefuse 73 e a banda cult Lightning Bolt (na balada psicotrópica I’m Working at NASA on Acid, veja o clipe). Você também viu o vídeo psycho-erótico do Flaming Lips com New Fumes para a faixa Girl, You’re So Weird nas Tracks 39.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Wild CubStraight No Turns
Indie rock com levada disco-funk? Mais ou menos por aí…

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The Mountain GoatsCry For Judas
A banda The Mountain Goats liberou Cry For Judas, um rock tradicional adornado por trompete que está no disco Transcendental Youth, marcado para 02 de outubro.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

POND Moth Wings
O clipe WTF! da semana, óbvio, vai pra essa coisa bizarra do POND. Mas Moth Wings, faixa da banda que é projeto paralelo do Tame Impala, é legal.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Blonds - Time
Lindíssima balada indie, com bateria cadenciada, guitarras contemplativas, vocal de veludo e climinha sinfônico. O duo Blonds tá podendo! O disco The Bad Ones sai no dia 07 de agosto.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Beach HouseWishes
Wishes ao vivo, no Late Night With Jimmy Fallon, ficou incrível. Delicadeza pop.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Beck - Sound Shapes
Saiu há dias um vídeo sobre o game Sound Shapes com trechos de Cities, uma das três faixas do Beck para o jogo. As outras são Touch the People e Spiral Staircase. No vídeo, Steve Wilson, do coletivo de arte Pyramid Attack, fala sobre a criação de personagens a partir das músicas compostas pelo norte-americano. Saiba mais sobre o game para PlayStation 3 e PlayStation Vita aqui

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nirvana - Heart-Shaped Box (Lana Del Rey cover)
Lana surpreendeu o público de seu show de ontem no Enmore Theater, em Sydney, ao fazer um cover Heart-Shaped Box, do Nirvana. Arriscado, hein? O resultado? Ela amaciou a música, que segue de partir o coração. Mas o som ficou bem meloso. Fãs do Nirvana vão odiar!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Eletrônica

Le1fWut
O Le1f é provavelmente uma das grandes surpresas do ano até agora. Em Wut, o MC gay manda ver um rap afro-american com acento grave, pesadas doses de humor, afetação e carga sexual. À base de electro underground hip hop, Miami bass e funk carioca, o rapper sintetiza MC Hammer, Tricky, Grace Jones, Nicki Minaj, Santigold, M.I.A. , Azealia Banks e Diplo. O som é ótimo e a direção do clipe abusado é de Sam Jones.

O mixtape de estreia, Dark Yorkd, é bem mais experimental. Faz uma linha mais left-field hip hop, experimental, com boas trilhas inspiradas por indie electronic e 2step underground.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Crystal CastlesPlague
Saiu nesta semana a versão oficial do novo single do Crystal Castles. Como sempre, os canadenses mandaram bem. Dark synthns etéreos, sufocantes, from hell. Você escutou uma versão ao vivo de Plague, um pouco mais pesada, nas Tracks 45, em junho. Naquela época, a gente ainda não sabia o nome do som. A faixa estará no próximo álbum do duo, ainda sem nome e data.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

SSIONFeelz Good Forever
O performático SSION já lançou vários vídeos malucos, sempre com estética forte marcada por passadismo kitsch new wave, ironia bizarra e paródia gay andrógena. No clipe de Feelz Good Forever, efeitos primários de edição e composição de imagens em altíssima velocidade enquadram uma faixa disco-punk maneraça. O som alterna momentos calmos e sufocantemente etéreos com beats sujos e pesados. A trilha delirante contrasta bem com o vocal afetado do cantor. A faixa está disco BENT. Epiléticos, mantenham distância!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

SBTRKTGloss
Nesta curta faixa, SBTRKT (aka Aaron Jerome) desconstrói o jungle ao sequenciar beats quebrados em baixa rotação com apoio de percussão sintética, como no caso do xilofone.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Bloquinho Remix

Birdy Nam NamGoin’ In (Skrillex “Goin’ Hard” Mix)
Skrillex turbinou Goin’ In, do Birdy Nam Nam, injetando dubstep testosteronizado no som. Ficou Goin’ Hard! Matou a pau!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nine Inch NailsSurvivalism (Deadmau5 remix)
Deadmau5 baixou o tom e deu groove ao industrial rock Survivalism, lançado pelo Nine Inch Nails no álbum Year Zero em 2007. A faixa ainda está pesada, mas ganhou um novo sentido.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The xxAngels (Mirrors remix)
A delicada Angels, do xx, ganhou uma versão um pouquinho diferente no remix de Mirrors. Ouça a original aqui.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Tomas BarfodDon’t Understand (Abstraxion Remix)
Há algo trance no remix do Abstraxion para a faixa Don’t Understand, de Tomas Barfod. Tipo loops transcendentais constantes de beats e vocais em direção ao cosmo químico. Mas tá mais pra bedroom electronic do que para as pistas. É, o gênero mais popular (pra playboylândia) e o mais rejeitado (pelo hypeland) do mundinho eletrônico também tem coisa boa.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Noel Gallagher’s High Flying BirdsAKA…What A Life! (The Amorphous Androgynous Remix)
Esse remix over extended do Amorphous Androgynous saiu faz tempo. Simplesmente esqueci de postar. Talvez porque seja meio palha. O som está no single Everybody’s On The Run. Você já tinha escutado um remix do Amorphous para a faixa Shoot a hole into the Sun em fevereiro.


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Tracks: #1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10
Tracks: #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20
Tracks: #21, #22, #23, #24, #25, #26, #27, #28, #29, #30
Tracks: #31, #32, #33, #34, #35, #36, #37, #38, #39, #40
Tracks: #41, #42, #43, #44, #45, #46, #47, #48, #49

Tracks Volume #39

20 de abril de 2012 0

The Flaming Lips e New FumesGirl, You’re So Weird
O clipe WTF! da semana só poderia ser Girl, You’re So Weird, a joint venture psycho-erótica do Flaming Lips com New Fumes. Alternando climas, o som vai de uma tensão épica inicial a espasmos, ecos e ressonâncias hipnóticas, para em seguida dar espaço a sirenes de emergência ao melhor estilo fim do mundo, e assim por diante… Muito estranho, desconexo e bom! O clipe, ótimo, com mulheres nuas e banda entrando numas, acompanha a loucura toda.

A banda de Wayne Coyne se supera mesmo. No Record Store Day deste ano, amanhã, dia 21/4 , eles lançam o disco The Flaming Lips And Heady Fwends, um duplo de edição limitada reunindo parcerias com Nick Cave, Lightning Bolt, Bon Iver, Chris Martin, Tame Impala, Yoko Ono, Erykah Badu, Neon Indian, Ke$ha, Prefuse 73 e outros. Com o Lightning Bolt, na faixa I’m Working at NASA on Acid, o Flaming Lips cria uma balada indie psicotrópica que explode em uma pequena catarse sonora.

Veja a capa do vinil aqui e Wayne Coyne dando a dica do lance abaixo:

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Guided By VoicesKeep It In Motion
O Guided By Voices lançou a nova Keep It In Motion, canção com o DNA da banda intacto, tanto na batera quanto nas cordas e nos vocais. A música faz parte do disco Class Clown Spots A UFO, com 21 faixas, marcado para sair no dia 12 de junho. Mas isso não é tudo: em novembro, os indie heros lança mais um disco, Bears For Lunch. Detalhe que no início deste ano a banda lançou Let’s Eat The Factory, o primeiro de inéditas em oito anos.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The ShinsThe Rifle’s Spiral
Animação stop-motion superfoda superfofa do diretor Jamie Caliri para a faixa The Rifle’s Spiral, da banda The Shins.

The Shins: The Rifle’s Spiral on Nowness.com.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Zambri Hundred Hearts
O pós-rock etéreo, sombrio e contemporâneo de Hundred Hearts tem forte carga synth pop gótica, o que pode te fazer lembrar de Cocteau Twins. Por outro lado, o vocal quente e aveludado das irmãs Jessica e Cristi Jo deixa o ambiente muito agradável. A faixa está em On House Of Baasa, primeiro disco das meninas. E o clipe? Genial.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Prinzhorn Dance SchoolI Want You
O duo formado por Tobin Prinz e Suzi Horn (por isso ‘Prinzhorn’) liberou essa baladinha indie romântica minimalista baseada em cordas.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The Vaccines @ São Paulo
Três das melhores da melhor banda nova no mundo hoje, The Vaccines, no show realizado em São Paulo nesta semana.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Death GripsI’ve Seen Footage
Industrial hip hop com pegada rock no sempre bizarro som do Death Grips. Cool. Fiz um vídeo parecido pra uma Pecha Kucha que rolou em POA há uns anos.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Bob MarleyA Rastafarian’s Tale
O documentário sobre Bob Marley, dirigido por Kevin Macdonald, estreia hoje nos cinemas pelo mundo. O Nowness liberou este preview com entrevistas com familiares e amigos.

Bob Marley: A Rastafarian’s Tale on Nowness.com.
O documentário sobre Bob Marley será transmitido pelo Facebook. Leia sobre isso aqui.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Eletrônica

DestructoTechnology
Technology, uma das melhores faixas eletrônicas já lançadas nas Tracks do Volume, é um techno de pegada maximal cheio de electro groove. Muito, muito legal. Para deixar ainda mais claro o quanto é bom, o som ganhou esse clipe cinematográfico inacreditável sobre a miséria humana e a relação homem-objeto em um futuro próximo. Mas atenção, é proibido para almas frágeis e crianças ingênuas.

Destructo – Technology

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Santigold - Master of My Make-Believe
Santigold liberou a audição do seu novo – e bom – disco, Master of My Make-Believe. Mesclando novas vertentes de hip hop, dance hall, indie rock e eletrônica, a cantora e compositora gravou parcerias com Karen O e Nick Zinner, do Yeah Yeah Yeahs, Dave Sitek, do TV on the Radio, e com Switch (um dos caras do Major Lazer ao lado do Diplo – aliás, os dois são alguns dos produtores do álbum e figurinhas constantes aqui nas Tracks).

Você já havia escutado Big Mouth nas Tracks 29, Disparate Youth nas Tracks 33 e um remix desta faixa assinado pelo 2 Bears nas Tracks 35.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Stay +The Buzzer short film
O produtor eletrônico Stay +, um dos preferidos do Volume, acaba de lançar The Buzzer, um curta em parceria com o diretor DEERHEAD. O material ilustra seu novo EP, Arem, marcado para 30 de abril.

Você já escutou faixas e viu vídeos de Stay + nas Tracks 18 , 24, e 27 (com o incrível clipe da música Dandelion).

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Jessie Ware110%
Você ouviu Jessie Ware com a faixa Devotion nas Tracks 37, na qual a presença de Sade na música era muito forte. Agora, em 110%, o new R’n’B cool dá espaço a um new d’n’b’ cool. O drum’n’bass com pegada límpida, nítida, com contratempos discretos, ficou bem colocado com a voz aveludada e com a beleza da cantora. Com fotografia apurada, o clipe de Kate Moross aposta forte na elegância. Vai bombar no verão europeu.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Machinedrum & FaltyDLGive In 2
Som discreto mas nervosinho na parceria de Machinedrum com FaltyDL. Eletrônica lo-fi (!) com muitos bpms, poucos elementos e voz em loop. Vale o play.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Unicorn KidPure Space
Unicorn Kid mistura chiptunes (8 bit music ou gamewave, como preferir) com uma espécie de house música primária para criar a faixa Pure Space. Synth pop para quem gosta.

Leia mais sobre chiptunes aqui, e aqui.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

PhantomScars
A pegada eletrônica minimalista-analógica do duo Phantom, de Helsinki, faz a linha The xx, mas com vocais mais colocados pela cantora e compositora Hanna Toivonen. Já o clipe é muito, digamos, ‘inspirado’ em House of Cards, do Radiohead (veja).

O EP Scars não chega a ser uma boa estreia:

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

BleepFiltered
O selo Bleep liberou o resultado do projeto Filtered, que fez um raio-x sobre o gigantesco underground eletrônico gringo atual. Para você ter uma ideia, eles avaliaram mais de quatro mil demos para selecionar apenas 12 faixas de diversos subgêneros. O Bleep prometeu jogar material exclusivo sobre o Filtered no Tumblr.

O Volume já fez um projeto semelhante, mas em escala local (óbvio), sobre a produção eletrônica gaúcha. Ouça o Disco Virtual Volume #2: Electronic Special Edition neste link.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Bloquinho Remix

Joe GoddardGabriel (feat. Valentina) (Soulwax Remix)
Light techno e funky beats nesse remix do Soulwax para a faixa Gabriel, do Joe Goddard (do Hot Chip), com vocal da cantora Valentina.

Você já escutou um set legal do Joe Goddard para a série Radiomix, do selo DFA, nas Tracks 14.

Tracks: #1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10
Tracks: #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20
Tracks: #21, #22, #23, #24, #25, #26, #27, #28, #29, #30
Tracks: #31, #32, #33, #34, #35, #36, #37, #38

Trent Reznor libera músicas e clipe da trilha sonora da saga Millenium

13 de dezembro de 2011 0

Trent Reznor e Atticus Ross liberaram duas músicas que estarão na trilha do filme Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres, título nacional para The Girl With The Dragon Tattoo, inspirado nos livros Millennium, do sueco Stieg Larsson.

Uma das composições é cover de Is Your Love Strong Enough?, de Bryan Ferry, na voz de Mariqueen Maandig, mulher de Reznor e parceira dele na ótima banda eletrônica How to Destroy Angels (conheça aqui e aqui). O resultado é uma bela canção baseada em vocais e beats linha trip hop, e amparada por uma levíssima atmosfera Nine Inch Nails. Ouça:

A outra música é um cover pesado e fantasmagórico de Immigrant Song, do Led Zeppelin, em uma parceria matadora de Reznor e Ross com Karen O, a performática vocalista do Yeah Yeah Yeahs. Guitarras sujas e beats saturados em volume máximo. O clipe abaixo é uma colagem afú de imagens:


Trent Reznor and Karen O – “The Immigrant song”… por taimurl

No início de dezembro, eles haviam liberado seis músicas incidentais do filme.

Dragon Tattoo Sampler by ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

O filme dirigido por David Fincher, com Daniel Craig e Rooney Mara no elenco, estreia dia 21 de dezembro nos Estados Unidos e no dia 27 de janeiro no Brasil. A trilha sonora deve chegar às lojas na próxima semana.

Reznor e Ross ganharam um Oscar pela trilha do filme A Rede Social em 2010.

> Mais Trent Reznor

David Lynch lança vídeo sobre gravações do disco Crazy Clown Time

20 de outubro de 2011 0

Volto das minhas férias mega offline e encontro esse vídeo legal do David Lynch em estúdio trabalhando em Crazy Clown Time. O disco terá 14 músicas já descritas como “blues moderno”. Lynch toca guitarra, canta e assina a produção ao lado de Dean Hurley. A faixa Pinky’s Dream tem Karen O, do Yeah Yeah Yeahs, nos vocais.

O cineasta já havia escrito músicas para seus filmes. Em 2009, fez a animação do clipe de Shot in The Back of The Head, do Moby (aqui). No ano passado, lançou as ótimas Good Day Today e I know (ouça aqui), e antes disso participou do álbum cult Dark Night Of The Soul, o projeto de Danger Mouse (do Gnarls Barkley) e Mark Linkous (do Sparklehorse). Em julho deste ano, criou um vídeo para a música Lights, do Interpol (veja).

Lançamento: 8 de novembro.

>>>>> Mais David Lynch

BBC lista bandas para ficar de olho em 2010

07 de dezembro de 2009 1

Divulgação
A BBC listou 15 bandas e artistas para ficar de olho em 2010. Confere algumas:

Daisy Dares You - o site da rádio diz que a mina de 16 anos faz “bubblegum punk”, mas ela tá mais pra coelhinha da Playboy fazendo pop adolescente. A cantora cita Kurt Cobain e Karen O como influências, mas escutando o som nota-se que as raízes entrelaçam Avril Lavigne, Paramore e Lady Gaga. Fuja!

Delphic - electronic indie rock from Manchester. Não é ruim, mas não apresenta novidades. Baixe quatro faixas no MySpace.

Devlin - rapper branco de Essex fala sobre crime, violência e pobreza… Vamos dar uma passagem pra ele conhecer o Brasil?

The Drums - Como fazer um som que é o exato meio termo entre a ensolarada surf music dos 50/60 e o sombrio pós-punk dos 70/80. Pergunte para The Drums, banda de Miami com base no Brooklyn (NY). Boa pra quem curte Beach Boys, Smiths, Cure, Joy Division, House Martins, Shangri-Las, The Trash Can Sinatras… Como não gostar de Let’s go Surfing?

Everything Everything - outra de Manchester que merece atenção. Músicas com andamentos e melodias diversas, senso art-pop, vocais inusitados. Da série ame ou odeie. Ainda não sei se amo ou odeio, mas o vocal me irrita um pouco…

Gold Panda - produtor musical britânico prefere samples de sons esquecidos, obscuros e/ou bizarros pra criar sua estranha minimal.

Ellie Goulding - electro-pop para meninas.

Hurts - electro-pop para mudernos. Bebe na fonte italiana da disco lento e na tina britânica do synthpop. Boa pra quem curte Depeche Mode.

Joy Orbison - o DJ e produtor começou a tocar com 12 anos e é considerado um dos nomes quentes da música eletrônica atual. Tipo elo evolucionário da house music e da UK garage. Limitado a quem curte dance.

Rox - Roxanne Tataei é a nova diva jazzy-soul britânica. Você ouve e lembra de Amy Winehouse e Duffy. Mas a londrina (meio iraniana, meio jamaicana) diz que a inspiração vem de Lauryn Hill e Sade. Seja qual for a referência, tudo converte para uma grande cantora.

Confira as outras indicações aqui.

No início deste ano, saiu a lista da BBC sobre os artistas mais quentes de 2009. Todos os citados ganharam muito destaque nesses últimos 12 meses. E lembra das bandas que era pra ficar de olho em 2009 segundo a Mojo? White Lies, N.A.S.A. e VV Brown se sobressaíram. Já as outras…

Postado por Danilo Fantinel

Spike Jonze curte N.A.S.A. em POA

26 de outubro de 2009 1

Spike Jonze no Porão do Beco/Camila Mazzini, especial

E o ilustre da noite do N.A.S.A. no Porão do Beco, sábado, foi o mestre Spike Jonze, que conferiu o show do brother dele na capital gaúcha. Durante o set, Jonze ficou no canto do palco registrando tudo com uma câmera. Confere abaixo o responsável por Quero ser John Malkovich, Três Reis, Adaptação (e por vários clipes nota 10) sentado tranquilo sobre o encosto do sofá do camarim do Porão. O flagra é da Camila Mazzini:

 

Também no sábado, o diretor de Where the Wild Things Are deu declarações ao New York Times sobre o vazamento do curta We Were Once a Fairytale, feito com Kanye West, que entrou no blog do rapper (e ficou por lá por uns 10 minutos) antes de Jonze ter dado o OK final. O cineasta disse que imagina que Kanye deve ter pensado “Oh, vazou! Vou linkar”.

– Foi a primeira vez que aconteceu comigo [um vazamento na rede]. É algo estranho. Tipo `espera aí, não estava pronto para ser liberado. Isso é meu! Hããã, acho que não é mais meu’ – falou pro jornal, meio que tirando um sarro.

De qualquer forma, Jonze disse que curte Kanye e que adora trabalhar com o músico. Ele já havia dirigido o ótimo clipe de Flashing Lights para Kanye.

O curta We Were Once a Fairytale deve sair amanhã no iTunes.

E o show de Zegon e Squeak E. Clean no Porão? Muito massa! A mistura estética do N.A.S.A. tem o hip hop como base sólida, mas reverte o estilo por meio de sons de todas as origens, como a gente já sabe desde o lançamento de The Spirit of Apollo. Assim, a música deles supera em muito o hip hop estrito. É como uma síntese do nosso tempo, apesar de muitas vezes fazer referências ao passado e ainda assim ter um senso de futuro inegável. Rolaram nas pickups James Brown, Michael Jackson, Pink Floyd, Kris Kross (lembra daqueles piás?), funk carioca e mais. 

>>>>> Karen O. faz trilha para Where the Wild Things Are
>>>>> Notícias sobre Spike Jonze
>>>>> Veja mais fotos do show no flickr da Camila

Postado por Danilo Fantinel