Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Resultados da pesquisa por "The Smiths"

The Drums divulga teaser do novo álbum

29 de agosto de 2011 0

A banda The Drums liberou o primeiro de uma sequência de vídeos que divulgam o segundo disco, Portamento. A série se chama Visiomento. Neste, os caras tocam What You Were, um rock rápido, excitante, com bateria urgente e guitarra Smiths nota 10. Portamento sai dia 5 de setembro.

>>>> Mais The Drums

Call them Frank (Just Frank)

23 de julho de 2010 1

Cena de Couer Hanté/Reprodução
Curte Smiths, Cure, Joy Division, Siouxsee, Cocteau Twins? Então para tudo e confere Couer Hanté, faixa da banda francesa de coldwave Frank (Just Frank). É provavelmente a melhor coisa que pintou por aí desde The xx

Guitarra, bateria eletrônica mínima, sintetizadores e posicionamento político ajudam a compor uma aura pós-punk gélida e enigmática similar às melhores formações do gênero. Nos vocais, ecos de Morrissey (em Couer Hanté) e Ian Curtis (em Die In Bed).

O disco The Brutal Wave acaba de ser lançado. Repare que até a capa lembra as clássicas imagens dos Smiths.

Frank (Just Frank) – Die in Bed from WIERD Records on Vimeo.

>>>>> MySpace

Postado por Danilo Fantinel

Disco reúne músicos de Radiohead, Smiths e Wilco

03 de agosto de 2009 0

 

Capa de 7 Worlds Collide: The sun came out. Foto: Divulgação

O cantor e compositor Neil Finn (Crowded House) reuniu um time forte para gravar o álbum 7 Worlds Collide: The sun came out, disco beneficente para a organização Oxfoam que deverá ser lançado no dia 31 de agosto.

Os convidados são Ed O`Brien e Phil Selway (Radiohead), Johnny Marr (ex-Smiths), os integrantes do Wilco Jeff Tweedy, Pat Sansone, John Stirratt e Glenn Kotche, além de KT Tunstall e Sebastian Steinberg, entre outros.

O disco duplo é uma continuação do 7 worlds collide de 2001, que teve como colaboradores Marr, músicos do Radiohead e Eddie Vedder e mais.

No MySpace tem teaser das faixas Too Blue (Marr e Tweedy), Learn To Crawl (de Finn e seu filho Liam com Marr e O`Brien), The Ties That Bind Us (composição e vocal de Selway, baterista do Radiohead), Hazel Black (KT Tunstall e Neil Finn), Black Silk Ribbon (KT Tunstall e Bic Runga) e alguns vídeos, como o que está abaixo. 

A Oxfam International foi fundada na Inglaterra para combater pobreza e injustiça mundiais. Trabalho duro…

As faixas são:

CD 1
01. Too Blue [written by Johnny Marr/Jeff Tweedy, sung by Johnny Marr/Neil Finn]
02. You Never Know [written and sung by Jeff Tweedy]
03. Little By Little [written and sung by Sharon Finn/Neil Finn]
04. Learn to Crawl [written by Ed O’Brien/Johnny Marr/Liam Finn/Neil Finn, sung by Neil Finn/Liam Finn]
05. Black Silk Ribbon [written and sung by KT Tunstall/Bic Runga]
06. Girl, Make Your Own Mind Up [written and sung by Don McGlashan]
07. Run in the Dust [written and sung by Johnny Marr]
08. Red Wine Bottle [written by Liam Finn/Chris Garland/Johnny Mar, sung by Liam Finn]
09. The Ties That Bind Us [written and sung by Phil Selway]
10. Reptile [written and sung by Lisa Germano]
11. Bodhisattva Blues [written by Ed O’Brien/Liam Finn, sung by Ed O`Brien/Neil Finn]
12. What Could Have Been [written and sung by Jeff Tweedy]

CD 2
01. All Comedians Suffer [written and sung by Neil Finn]
02. Duxton Blues [written and sung by Glenn Richards]
03. Hazel Black [written and sung by KT Tunstall/Neil Finn]
04. Riding the Wave [written and sung by Tim Finn]
05. The Witching Hour [written and sung by Phil Selway]
06. Over and Done [written and sung by John Stirratt]
07. A Change of Heart [written by Bic Runga/Dan Wilson, sung by Bic Runga]
08. Don’t Forget Me [written and sung by Pat Sansone]
09. Long Time Gone [written and sung by Don McGlashan]
10. The Cobbler [written and sung by Elroy Finn]
11. 3 Worlds Collide [written by Glenn Kotche/Phil Selway/Neil Baldock]
12. The Water [written and sung by Sebastian Steinberg]

Postado por Danilo Fantinel

The Cult toca pela primeira vez em POA hoje

02 de outubro de 2008 2

Divulgação

Depois de incontáveis idas e vindas em sua formação – só comparáveis ao número de hits emplacados em coletâneas e programas de flashback – o The Cult vem a Porto Alegre. Em sua quinta passagem pelo Brasil, é a primeira vez que a capital gaúcha poderá ver e ouvir um dos poucos representantes do hard rock na Inglaterra na década de 80. É hoje, a partir das 22h, no Pepsi On Stage.

Para os fãs, a espera valeu a pena. Diferentemente de outras turnês, a banda vem com seus dois fundadores, o guitarrista Billy Duffy e o vocalista Ian Astbury. Formada na segunda metade dos anos 80 em Yorkshire, o som do Cult baila entre o pós-punk do Echo & The Bunnymen e Smiths e o heavy metal do Iron Maiden e Def Leppard.

Esse limbo onde o banda transitava gerou discos irregulares, mas cheios de guitarras que compunham a base de canções enérgicas (She Sells Sanctuary e Wild Flowers) e baladas que eram o ponto alto das festinhas de garagem (Edie e Painted on My Heart). E acabou influenciando gente do outro lado do Atlântico, como o Guns’ n Roses – que inclusive roubou o então baterista do Cult, Matt Sorum, para integrar sua primeira e melhor formação.

Apesar da instabilidade por conta das brigas entre Astbury e Duffy – que cansaram de participar de projetos solos ao longo das últimas duas décadas –, o Cult nunca desapareceu por completo. Seus hits conseguiram ser emplacados em séries de TV (Beavis and Butt Head, Smallville), filmes (Pequenos Guerreiros, 60 Segundos, Dois é Bom, Três é Demais) e até videogames.

THE CULT PARA JOGAR
Um dos clássicos do Cult, Love Removal Machine, está presente em World Tour, quarta versão do game Guitar Hero, considerado hoje uma das salvações da indústria da música. Antes, a banda participou do jogo Tony Hawk’s Pro Skater 4.

>>>>> Mais infos sobre o show no hagah RS 

Postado por zero hora

Who put the M in Morrissey?

28 de fevereiro de 2008 2

Reprodução site oficial
Faz tempo que o Diego de Godoy (diretor de cinema e TV e soundcolocator) me mandou essa dica, mas eu tava em férias e a coisa virou lenda. Mas táqui embaixo o vídeo em que é anunciado o dia de lançamento do novo Greatest Hits do britânico. O filminho é composto por várias tatuagens de fãs fazendo referência ao músico, aos seus álbuns e suas letras. O CD chegou às lojas no dia 11 de fevereiro.

Logo abaixo, um vídeo da música Thats How People Grow Up. Eu cresci ouvindo Smiths e a ex-banda do Morrissey é uma das melhores coisas da música. Também acho a carreira solo dele genial (especialmente Viva Hate, Your Arsenal e Southpaw Grammar, esse bem subestimado!), mas os últimos lançamentos dele têm me deixado com sono. Blasfêmia, vão gritar alguns? Bom, sei lá, mas acho que eu e o Morrissey não andamos em sintonia :(

E viu essa? Ontem, dia 27, fez 20 anos que Suedehead foi lançada. Legal, já que a música é, provavelmente, a mais conhecida do Morrissey. Dae encontrei no Morrissey-Solo um fórum sobre o assunto e, lá no meio, um fã reproduz uma parte hilária de uma entrevista com Mozz publicada há alguns anos. O músico comenta aquela versão de Tatu para How Soon is now?

Interviewer: Did you hear Tatu%27s version of %27How Soon Is Now%27?
Morrissey: Yes, it was magnificent. Absolutely. Again, I don%27t know much about them.
Interviewer: They%27re the teenage Russian lesbians.
Morrissey: Well, aren%27t we all?

Hehehe. Eu leio isso e dou risada!

Mas o melhor: o último vídeo postado ali no final do texto é parte da terceira edição do evento Manchester x Cancer (leia entrevista exclusiva na qual Rourke comenta o evento de 2006 e 2007), que rolou no MEN Arena, em Manchester, no último dia 23. Andy Rourke (ex-Smiths), Peter Hook (Joy Division/New Order), David Potts (Monaco) e Badly Drawn Boy (aka Damon Gough) tocaram juntos Please Please Please, Let Me Get What I Want, dos Smiths, Love Will Tear Us Apart, do Joy Division (dedicada a Tony Wilson) e Instant Karma, de John Lennon. Confere!

Morrissey Greatest Hits Fan Advert



Thats How People Grow Up



The Smiths & Joy Division Versus Cancer 2008 – 1st Cover

>>>>> Morrissey abandona show na terceira música

>>>>> Visite Morrissey-Solo

Postado por Danilo Fantinel

NME lista as 100 melhores músicas dos anos 80

27 de abril de 2012 1

Duas músicas do New Order foram escolhidas entre as 10 melhores faixas dos anos 80 no ranking da NME, que selecionou as 100 mais da década. A banda de Manchester entrou com Bizarre Love Triangle na 9º posição e com Blue Monday na 1ª.

A surpresa foi Buffalo Stance, gravada por Neneh Cherry, ter ficado em 7º lugar, à frente de In Between Days, do The Cure. Veja as 10 mais abaixo:

1. Blue MondayNew Order

2. Love Will Tear Us ApartJoy Division

3. How Soon Is NowThe Smiths

4. Once In A LifetimeTalking Heads

5. Ghost TownThe Specials

6. When Doves CryPrince

7. Buffalo StanceNeneh Cherry

8. In Between DaysThe Cure

9. Bizarre Love TriangleNew Order

10. Paid In FullRakim

> Confira a lista completa aqui

Site seleciona 21 músicas de protesto

05 de abril de 2009 24

Bob Dylan/Divulgação
A gente gosta de listas!
E vocês também!

Daí que o NME listou as 21 músicas de protesto (feitas por gringos) mais contundentes – na opinião deles. E a gente reproduz abaixo:

1. A Hard Rain’s a-Gonna Fall, Bob Dylan (1963)
2. Born in the USA – Bruce Springsteen (1984)
3. Straight to Hell – The Clash (1982)
4. California über Alles – Dead Kennedys (1979)
5. Strange Fruit – Billie Holiday (1939)
6. One – Metallica (1988)
7. War Pigs – Black Sabbath (1971)
8. Sign O the Times – Prince (1987)
9. Motown Junk – Manic Street Preachers (1991)
10. You are the generation that bought more shoes and you get what you deserve – Johnny Boy (2004)
11. A Real Man – Sleater-Kinney (1995)
12. B.Y.O.B. – System Of A Down (2005)
13. Fuck tha Police – NWA (1988)
14. Fight the Power – Public Enemy (1989)
15. Sleep Now In the Fire – Rage Against The Machine (2000)
16. New Radio – Bikini Kill (1993)
17. You And Whose Army – Radiohead (2001)
18. Declare Independence – Björk (2008)
19. Natural’s Not In It – Gang of Four (1979)
20. Meat Is Murder – The Smiths (1985)
21. Fortunate Son – Creedence Clearwater Revival (1969)

Senti falta de músicas de Beastie Boys, Bad Religion, Bob Marley, Neil Young, Sex Pistols, Black Flag, MC5, Buzzcocks, U2 e até Beatles e Marvin Gaye. Claro que há muitos outros que também não foram citados. Quais você acha que faltaram na lista?

Postado por Danilo Fantinel

Red Hot Chili Peppers pode ampliar suas férias

26 de fevereiro de 2009 2

Divulgação

Atualizado às 07h33min

Quem achava que as férias da banda Red Hot Chili Peppers seriam curtas, enganou-se. A banda anunciou em maio de 2008 que daria um tempo, mas que voltaria em um ano. Porém, o bateirista do grupo, Chad Smith garantiu que eles ficarão mais tempo longe dos palcos.

O grupo emendou três álbuns: Californication, em 1999, By the Way, em 2002, e o último, Stadium Arcadium, em 2006, além de uma turnê. No momento do anúncio da parada, Anthony Kiedis, vocalista da banda, anunciou que a pausa aconteceria porque os músicos estavam exaustos.

Em entrevista ao Music Radar, Smith disse que um dos motivos para que a banda não retorne nesse momento é que o baixista Flea segue seus estudos na Universidade da Califórnia.

Os outros integrantes também estão na ativa. John Frusciante acaba de gravar um álbum, chamado The Empyrean, que conta com a colaboração de Johnny Marr (ex-The Smiths) e Flea.  Chad está lançando Chickenfoot, projeto que reúne os ex-Van Halen Sammy Hagar e Michael Anthony e o guitarrista Joe Satriani

Postado por Maitê Mendonça

Revista elabora lista com os 100 álbuns mais gay

10 de setembro de 2008 2

Crédito:Divulgação

A revista norte-americana Out fez uma eleição para descobrir quais são os ábuns “mais gays” já lançados. A publicação ouviu músicos, DJs, atores, escritores e jornalistas para bolar a lista dos 100 discos mais afetados de todos os tempos.

Segundo os entrevistados, o álbum mais gay é The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars, de 1972. Nesse clássico, David Bowie encarna o alienígena andrógino Ziggy Stardust.

The Smiths conseguiu colocar seu álbum homônimo, de 1984, e The Queen is Dead, de 1986, na lista dos dez mais. A lista completa ainda conta com figuras como Madonna, Cindy Lauper, Elton John, Queen, George Michael e Lou Reed

Confira o Top10:

1 – David Bowie, The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders From Mars, 1972
2 – The Smiths, The Smiths, 1984
3 – Tracy Chapman, Tracy Chapman, 1988
4 – Indigo Girls, Indigo Girls, 1989
5 – Judy Garland, Judy at Carnegie Hall, 1961
6 – The Smiths, The Queen is Dead, 1986
7 – Elton John, Goodbye Yellow Brick Road, 1973
8 – Madonna, The Immaculate Collection, 1990
9 – Cyndi Lauper, She`s So Unusual, 1983
10- Antony and the Johnsons, I Am A Bird Now, 2005

 >>>>> Clique aqui e confira a lista completa

Postado por Luciano Varelmann

Morrissey prepara lançamentos

13 de agosto de 2008 2

Divulgação

O cantor Morrissey prepara lançamentos para esse segundo semestre. De acordo com o site New Musical Express, um DVD ao vivo do cara é aguardado para o dia 6 de outubro.

Live at the Hollywood Bowl terá 22 faixas, tanto da carreira solo de Morrissey, quanto do The Smiths, grupo que o cara liderou nos anos oitenta. O registro é de um show para 17 mil pessoas realizado no ano passado, em Los Angeles.

De acordo com o site Yahoo Music News, Morrissey também prepara um novo álbum de inéditas. Years of Refusal deve chegar às lojas já em setembro. Este será o primeiro registro de inéditas do cara desde Ringleader of the Tormentors, de 2006.

Postado por Luciano Varelmann