Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Resultados da pesquisa por "the horrors"

The Horrors libera streaming

05 de julho de 2011 0

A banda The Horrors liberou o streaming do novo disco, Skying, marcado para 11 de julho.

>>>>> Em 2009, eles liberaram o ótimo Primary Colours; ouça aqui

Novo do Horrors renova o pop nebuloso

17 de maio de 2009 2

Divulgação
Apesar do nome do novo disco da banda The Horrors, Primary Colours, os tons deste álbum se concentram nas cores mais escuras do espectro. O disco foi lançado no início de maio, mas eu só pude conferir direito agora.

O vocalista Faris Badwan é um híbrido de Ian Curtis, Ian McCulloch, Jim Reid, Bobby Gillespie, Elvis, Morrissey, Peter Murphy, Robert SmithNick Cave. O som da banda é uma mistura das sonoridades de todos os citados com muitos ecos de Cure (até a capa de Primary Colours lembra muito a de Pornography), Interpol e My Bloody Valentine.

Apesar disso, os caras não vivem só do passado e tentam imprimir um aspecto contemporâneo às músicas. Three Decades, por exemplo, tem como trilha um jungle obscuro aceleradíssimo. Bmp’s dignas do drum`n`bass mais veloz – mas, claro, sem os vícios desse gênero e com uma muralha de mil guitarras detonando o rock`n`roll. 

No geral, o som é dark, mas também tem resquícios da new wave. É pesado, mas tem cadência. É machucado e sujo como uma ferida na testa de um punk bêbado desacordado no chão, mas tem lirismo e drama ao mesmo tempo. É shoegaze, indie e cheira a garagem, mas tem um brilho difuso muito interessante.

Com esse CD, a banda não vai mudar a vida de ninguém, mesmo assim consegue renovar as regiões mais rudimentares, escuras, áridas, frias e nebulosas da música pop – o que eu acho ótimo. Não percebe como? Experimenta New Ice Age.

E me ocorreu agora… vou ter que voltar no assunto. Acho que eles conseguiram ser mais densos, metálicos e sonoramente profundos do que o Portishead em Third – e também com a diferença de não serem enfadonhos e opressores ao extremo como o trio de Bristol me pareceu neste último disco. E sim, antes que perguntem, eu adoro Portishead.

>>>>> Trent Reznor elogia álbum

Postado por Danilo Fantinel

Tracks Volume #34

02 de março de 2012 0


Wise BloodLoud Mouths
O projeto de new R&B com pegada hip hop cult Wise Blood, do norte-americano Christopher Laufman, lançou esse genial clipe para a música Loud Mouths. A faixa em si é ótima. Piano sobre leves bases sequenciadas e vocal em falsete arranhado fazendo a linha badass. Até o coro, que em geral não curto, se encaixa no todo, dando um clima gangsta. Já o filme, meu amigo, é excelente. Roteiro cinematográfico perfeitamente produzido, captado e editado. Veja agora! A faixa está no EP These Wings, que você escutou nas Tracks 12.

Loud Mouths – Wise Blood from Young Replicant on Vimeo.
Você escutou um remix de Loud Mouths nas Tracks 21.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Arcade FireAbraham’s Daughter
Acaba de cair na rede Abraham’s Daughter, a nova música do Arcade Fire composta especialmente para a trilha sonora de Hunger Games, filme baseado no livro de mesmo nome escrito por Suzanne Collins e lançado em 2008. No Brasil, a obra ganhou o título de Jogos Vorazes. O livro acompanha a vida de Katniss Everdeen, uma garota de 16 anos que vive em um mundo pós-apocalíptico no país chamado Panem, onde antes era a América do Norte. Na publicação, Jogos Vorazes é um evento anual transmitido ao vivo pela TV para o qual são selecionados um menino e uma menina de cada distrito, com idades entre 12 e 18 anos, que deverão lutar até a morte em uma arena da qual apenas um sairá vitorioso. Lembra um pouco o filme japonês supercult Battle Royale (2000). Enfim, a música do Arcade Fire é delicada, mas sua bateria marcial imprime uma certa austeridade ao som. O frontman Win Butler disse ao site da Entertainment Weekly que a faixa será executada nos créditos finais do filme. A banda também compôs a faixa Horn of Plenty para o longa, mas esta ainda não foi divulgada.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Terry MaltsI Do
I do é um garage rock de alta voltagem, com aura noise e alma punk-pop. O trio californiano Terry Malts classifica o som como “chainsaw pop”. Alto astral, urgente, viciante e conectada com o hoje, a faixa é como se os Ramones encontrassem os Smiths para uma jam. Daquelas que você implora pra curtir ao vivo. Resumindo: a banda cometeu uma das melhores faixas de 2012! Escute outras aqui.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

FidlarOh
Fidlar é uma banda de garage punk com traços de surf music made in LA, mas a faixa Oh é um rockzinho bem mais leve do que o rótulo pode te fazer imaginar. E o melhor: a faixa ganhou um clipe cinematográfico ótimo!

Escute o EP DIYDUI abaixo:

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Alex WinstonFire Ant
Eu curti muito quando Alex Winston apareceu com Velvet Elvis (você viu o clipe nas Tracks 9 e escutou o som na edição 6). Depois rolaram umas faixas meio chatas (como Choice Notes) e agora temos essa Fire Ant, que é muito, muito boa. A magia entre a voz dela e o andamento duplo pop/marcial da música é especial, épica e (destesto essa palavra, mas vá lá…) lúdica.

Alex Winston – “Fire Ant” from stereogum on Vimeo.


Alex Winston – “Fire Ant” from stereogum on Vimeo.


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

ParakeetTomorrow
A baixista Mariko Doi, da banda Yuck, uma das preferidas do Volume em 2011 (veja nas Tracks 13, 16 e neste post sobre os melhores discos de 2011 na opinião da equipe da Itapema FM) tem esse projeto rock paralelo, o Parakeet. O clipe de Tomorrow não tem nada de marcante. Legal mesmo é a música.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The Horrors + Florence and The MachineStill Life @ NME AWARDS 2012
É tão incrível que eu nem vou comentar mais nada.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

MemoryhouseThe Kids Were Wrong
Fazia tempo que não rolava nada novo dos canadenses do Memoryhouse. A lindíssima The Kids Were Wrong segue o dream pop do EP The Years, que você escutou nas Tracks 13. É incrível como as músicas mais simples são as melhores. Se curtiu, pula nas Tracks 23 pra ver o clipe de Heirloom.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Allo Darlin’Capricornia
Capricornia é o primeiro single de Europe, o segundo disco da banda Allo Darlin’. Esse pop rock da australiana Elizabeth Morris tem DNA composto por folk, 50′s rock e twee. Tipo rock fofo mesmo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Bon IverTowers
Poesia audiovisual.

Bon Iver – Towers (Official Music Video) from Bon Iver on Vimeo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

GirlsMy Ma
O duo de indie lo-fi e druggy pop etéreo Girls, de São Francisco, lançou esse tocante clipe para a belíssima faixa My Ma. Sentimento em grau máximo. A faixa está no disco Father, Son, Holy Ghost.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

SpiritualizedHey Jane
Hey Jane é o primeiro single do novo disco do Spiritualized, Sweet Heart Sweet Light. Mestre em space-rock, o grupo se mostra mais pé no chão nesta composição cheia de fortes linhas de guitarra e um senso Velvet Underground inconfundível. O disco sai dia 16 de abril.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Greek van PeixeKommander Data
A banda gaúcha Greek van Peixe liberou seu primeiro clipe. O vídeo da música Kommander Data, que está no disco 8-BIT Wonder, foi gravado ao vivo e deixa bem claras as influências do grupo, como as bandas cult Add N to (X), Man or Astro-man? e Trans Am. Você conheceu Greek van Peixe nas Tracks 17.

Greek van Peixe – Kommander Data from Greek van Peixe on Vimeo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Eletrônica

FilastineColony Collapse [ft. Nova]
É basicamente genial o novo som do músico eletrônico norte-americano Grey Filastine, baseado em Barcelona. Grey era integrante das bandas ¡Tchkung! e Infernal Noise Brigade, e também fez parte do coletivo CrimethInc. Em 2006, ele lançou o disco Burn It e, três anos depois, Dirty Bomb. Depois disso, não se teve mais notícias. Colony Collapse, com vocal da cantora Nova, da Indonésia, é tipo quando o dubsted encontra o IDM. São várias camadas e elementos sonoros em uma faixa só. O vocal teria sido gravado em uma selva javanesa, enquanto o Gamelan (conjunto instrumental indonésio tradicional) foi registrado em Bali. Na visão de Filastine, o vídeo registra o encontro/conflito entre Humanidade e natureza. A faixa estará no disco LOOT, marcado para 03 de abril.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

KorallrevenSa Sa Samoa (Elite Gymnastics Remix)
wow!!! Os produtores eletrônicos Elite Gymnastics criaram esse jungle hardcore ácido remixando a faixa Sa Sa Samoa, do duo sueco Korallreven, para a série de discos Acéphale. O som remete ao fim dos anos 80 e início dos 90, em que parte da cena rave era dominada pelo hardcore eletrônico, pelo acid house e pelo jungle, que mais tarde teria continuidade com o drum’n’bass. Ficou manero, mesmo com o sampler de I Wanna Dance With Somebody, de Whitney Houston!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

SSIONMy Love Grows In The Dark
O artista multimídia performático mutha fucka fucking shit SSION liberou o vídeo de My Love Grows In The Dark, o primeiro de uma série de clipes conceituais sobre o novo disco, Bent. O vídeo é tipo drag-queen-dreaming-hell-bagaça. Bem a cara do SSION. Ah, sim, My Love Grows In The Dark é o clipe WTF! da semana.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

DJ Eraz Ben IshayMadam Club
Neste sábado rola a abertura da temporada 2012 do Madam Club com set do DJ israelense Erez Ben Ishay, residente da Revolution em Las Vegas. Tribal e techouse garantidos na festa. Completam o line-up Double S e Leandro Baldi. Ingressos a R$ 25,00 até 0h30min e R$ 30,00 depois. O Madam fica na Plínio Brasil Milano, 137. Abaixo, Eraz toca uma versão techhouse para o super hino Dog Days Are Over, de Florence + The Machine.


Tracks: #1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10
Tracks: #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20
Tracks: #21, #22, #23, #24, #25, #26, #27, #28, #29, #30
Tracks: #31, #32, #33

Tracks Volume #26

23 de dezembro de 2011 0

Lana Del ReyOff To The Races
Off To The Races é um R&B hipster atualizado por beats eletrônicos que criam um certo clima tenso. No entanto, os vocais girlie, alternados entre jazzy e curtos trechos de rap/spoken word, ajudam a dissipar qualquer peso excessivo. O resultado é bom. Apesar de ser muito mais ‘séria’ e épica, a música faz lembrar o lembra o clima cool de Kinda out of luck. No vídeo, três etapas. Na primeira, há uma compilação de filmes trash sexploitetion anos 70/80. Mulherada de shortinho carregando metralhadoras e kicking ass dos caras todos (fazendo a linha do clássico Faster, Pussycat! Kill! Kill!). Sexo, tiros e morte. Depois, LA nos dias de hoje. Em seguida, uma mixagem referencial às avessas entre as duas fases anteriores, com gostosas armadas se divertindo com sorvetes na Costa Oeste atual. Depois do megalomaníaco clipe de Born To Die, foi legal ver algo menos ostentatório. Off To The Races está no disco Born To Die, marcado para janeiro.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

DOMDamn
De volta ao indie lo-fi dos anos 90 com a banda DOM tocando a deliciosa Damn no projeto Stereogum x W Hotel Suite Session. A faixa está no EP Family Of Love.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

James BlakeA Case of You (Joni Mitchell Cover)
A linda atriz Rebecca Hall, de Vicky Cristina Barcelona e Frost/Nixon, é captada em vários estados emocionais dentro de um quarto no clipe de A Case Of You, cover de Joni Mitchell lançado por James Blake no EP Enough Thunder. O disco de estreia de Blake foi um dos meus escolhidos na seleção dos melhores do ano da Itapema FM. Veja a lista completa e comentada neste link.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

LCD SoundsystemLive Alone (Franz Ferdinand Cover)
O cover de Live Alone, do Franz Ferdinand, lançado há tempos pelo LCD Soundsystem na compilação do Record Store Day, é muito mais lento e funkeado do que a versão original. Groove nada óbvio. O clipe saiu apenas agora e registra cenas incríveis de Nova York.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

OupaIt’s Rough (Smog Cover)
O vídeo WTF! da semana ficou com o dream pop triste e guitarrístico de Oupa no cover da música It’s Rough, do Smog. O vídeo assinado por Porcelain Raft cita O Mágico de Oz (1939) e tem psicodelia caleidoscópica fractal (elemento também utilizado pelo The Horrors em I Can See Through You, por Carter Tanton em Fake Pretend, Panda Bear em You Can Count on Me e até Yo La Tengo em Here To Fall, entre outros). Na música, o sadcore lo-fi deu espaço a uma lisergia indie cheia de reverberações. Massa.

Oupa – It’s Rough from Boiled Egg on Vimeo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Anthony GreenBig Mistake
Som perfeito pra uma trip pelo Oeste norte-americano. Vocal rasgado, groove rock e tonalidades muito nítidas. Big Mistake está em Beautiful Things, segundo disco do músico.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Matthew DearHeadcage
David Bowie electro-feelings na incrível Headcage, de Matthew Dear. Synths, beats e vocais espiralados em harmonia perfeita. Muito funky, muito groove e muita personalidade. O EP Headcage sai em janeiro.


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Tracks: #1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10
Tracks: #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20
Tracks: #21, #22, #23, #24, #25

Tracks Volume #18

28 de outubro de 2011 0

M83Midnight City
Nada menos do que espetacular este clipe da banda francesa de indie electronic e ambient M83, liderada por Anthony Gonzalez e Nicolas Fromageau, para a música Midnight City. No limite entre o introspectivo e o exuberante, a faixa ganha ares cinematográficos e paranormais na direção de Fleur & Manu. Timing perfeito com o remake da animação japa cult Akira (leia sobre isso  aqui e aqui).

M83 – Midnight City from naiverecords on Vimeo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

We Were Promised JetpacksHuman Error
Bebedeira, muita festa, gente linda se pegando, entrando em crise, e se acabando geral na noite gringa neste clipe da música Human Error, da banda escocesa We Were Promised Jetpacks. O som é nota 10. Fast dirty rock como se o mundo fosse acabar hoje. E é nisso que o diretor Michael Sherrington deve ter pensado na hora de criar o vídeo. Imperdível.

We Were Promised Jetpacks – “Human Error” from stereogum on Vimeo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Jane’s AddictionUnderground
Guitarreira glitter-laser em pleno Late Show With David Letterman. O que mais dizer sobre eles além de “mestres”?

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Mazzy StarCommon Burn
A banda Mazzy Star é um dos grandes nomes do dream pop psicodélico dos anos 90, e está há 15 anos sem lançar um disco de inéditas. Agora, no dia 31 de outubro, eles lançam o single Common Burn, uma faixa muito calma, com guitarra etérea próxima ao country e o vocal-sonho de Hope Sandoval. Lembra muito alguns momentos do Cowboy Junkies. O novo disco deve sair em 2012.

Mazzy Star – Common Burn by weallwantsome1
O single vem com o b-side Lay Myself Down, que você escuta no Pitchfork.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Nada SurfWhen I Was Young
A nova do Nada Surf, When I Was Young, que estará no disco The Stars Are Indifferent To Astronomy, previsto para o início de 2012, começa acústica e ganha corpo e peso aos poucos. Som legal, sem firulas.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The HorrorsI Can See Through You
Quem acompanha o Volume há algum tempo sabe que eu curto MUITO Horrors. A ótima I Can See Through You toca geral nas rádios gringas, e há poucos dias saiu esse clipe caleidoscópico maneraço. Veja abaixo e leia mais sobre a banda neste link

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Guided By VoicesThe Unsinkable Fats Domino
Os heróis do indie 90 voltam com o single The Unsinkable Fats Domino, que virá com o lado-B We Won’t Apologize For the Human Race no dia 22/11. O som é puro rock lo-fi tradicional do Guided By Voices, nem mais nem menos. As faixas estarão em Let’s Go Eat the Factory, disco marcado para 01/01/2012.

Escute The Unsinkable Fats Domino aqui

> Faça o download do som no site da Matador

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

FriendsI’m His Girl
A melhor homenagem/referência aos anos 80 que eu vejo em anos, autêntica e discreta. A faixa I’m His Girl tem origem onde o indie rock encontra o hip hop cool nova-iorquino. O clipe é pura volta a um passado ghetto street não muito distante. Saudades de NY. Saudades, saudades, saudaaaaadeeeeeeeees! A banda Friends você conheceu nas Tracks #4.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Lana Del ReyVideo Games (Live)
Lana, Lana, Lana… você me mata. O vídeo de Video Games você viu faz tempo nas Tracks #11. Agora, veja ao vivo.

Você pode ver Blue Jeans, também ao vivo no Premises, neste link. E abaixo, Lana quando ainda era Lizzy Grant cantando Kill Kill, do EP homônimo lançado em 2009 -> e já com a mesma estética retrô-sexy-acabada. Marilyn Monroe feelings. Cool.

Mais uma antiga: a jazzy The End of the World, também de Kill Kill, ao vivo em NY em 2008. E ainda tem gente achando que Lana é fake. Por Deus!

Bom, ela no Jools Holland você já deve ter visto (aqui). Rolou quando eu estava em férias. E no último dia 24, Lana ganhou o prêmio Next Big Thing da revista Q. No vídeo abaixo, gravado após a premiação, a cantora fala sobre o sucesso de Video Games, carreira, a produção do primeiro disco (está pela metade, deve sair em janeiro), hype e críticas.

Ok, ok, chega de Lana Del Rey por hoje! Mas se você quiser saber mais, pula neste link.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Chromatics - Kill For Love
Rockinho lo-fi sincero, delicioso, com base em sintetizadores e vocal-veludo. Me lembrou Still Corners, que você escutou nas Tracks 12. O disco homônimo, Kill For Love, sai em janeiro pelo selo Italians Do It Better.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Orbital - Never
Se você sentia falta do Orbital, um dos duos mais importantes da música eletrônica dos 90, que não lançava nada desde Blue Album (2004), agora já tem motivo pra comemorar. Eles acabam de liberar a nova faixa, Never, com um clipe bem legal e muito simples: uma viagem muitíssimo bem editada pelas ruas de Londres, na linha Open Your Eyes, do Snow Patrol (veja aqui). Conhece Londres? Não? Então aproveita e dá um rolê por lá com o Orbital! Saudades de Londres. Saudades, saudades, saudaaaaadeeeeeeeees! E o ponto de fuga das imagens???? Quase sempre fixo! Massa! A música? Ambient techno cool, que é o que eles melhor sabem fazer. Play it loud!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Anika - Yang Yang e No one’s there
Tô chapado com o som da alemã Anika. Bom para quem curte experimentações pós-punk-eletrônicas gélidas e fantasmagóricas. Anika vive entre Berlim e Bristol e é parceira de Geoff Barrow (Portishead e Beak>), o que por si só já diz muito. Saudades de Berlim. Saudades, saudades, saudaaaaadeeeeeeeees! Ela é tipo como se Nico, Beth Gibbons e Karin Dreijer Andersson (aka Fever Ray) fossem uma única pessoa que cantasse no Stereolab com produção de Trent Reznor fase How To Destroy Angels. Muito confuso? Então te liga na definição do MySpace dela pro som: uneasy easy listening. Ahan! Ah, Yang Yang é um cover de Yoko Ono.

Escute o disco na íntegra:

Se você não consegue ver o embed acima clique aqui para escutar o álbum.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Stay+Fever
Clipe pesado, meio baixo astral, e bem mais trash do que o da música Human Error, da banda We Were Promised Jetpacks, que você viu acima. Faz a linha Smack My Bitch Up, do Prodigy. Noite forte dá nisso… De qualquer forma, a música de Stay+ é muito boa. Começa calma e segue para um synth poderoso, dançante, com beats acelerados. Nas palavras dele, é “fictional dance” – seja lá o que isso quer dizer. Veja o clipe de Fever abaixo e um set de remixes na sequência, com destaque para a incrível remistura de You’re A Woman, do Death From Above 1979.

Ouça um EP de remixes:


Se não consegue ver o embed de remixes acima, clicaqui.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Jesse RuinsA Bookshelf Sinks Into The Sand
Pancada electro-industrial das boas criada por Jesse Ruins. As outras faixas do EP (Inner Ambient, Sofija e Dream Analysis) são bem mais calmas, estilo bedroom-pop. Ouça A Bookshelf Sinks Into The Sand abaixo e as outras três neste link

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

#ficadica @MarcosTesser

Lissi Dancefloor DisasterPop Musiiic
O Lissi Dancefloor Disaster é um experimento de electro pop indie sueco numa perfeita mistura da atitude do Le Tigre com os toques sombrios da banda The Knife. Formado por Josefin Lindh e Johan Tilli, eles cultuam o “art pop movement”: música pop com mensagens engajadas em prol da arte e da música. A banda, dona da deliciosa track 8-bit Oh My God (veja aqui) lançou ontem seu primeiro EP, As We Plz. A primeira faixa deste trabalho se chama Pop Musiiic, uma canção realmente digna de um hit do Le Tigre. É um pop enérgico, com vocais e temática intensos e loopings viciantes.

Lissi Dancefloor Disaster – Pop Musiiic by Lissi Dancefloor Disaster

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Bloquinho remix

Noel Gallagher’s High Flying BirdsLet The Lord Shine A Light On Me (UNKLE Remix)
E segue a avalanche de material novo do Noel. Depois de singles e vídeos (veja aqui), agora caiu na rede esse remix bacaninha assinado pelo supercult UNKLE. É legal, mas nada mais que isso. Mais Noel Gallagher’s High Flying Birds aqui

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Cut Copy Tour Mix Pt2Noise In My Head
Cut Copy liberou esse mix para bombar a turnê mundial que passou pelo Brasil. Mas eu sou retardado e não vi isso antes do show deles em Porto Alegre. Dããã! Leia sobre o show em POA neste post.

Cut Copy Tour Mix Pt2 – Noise In My Head by cutcopymusic


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Little BootsShake Until Your Heart Breaks
O mixtape lançado por Little Boots tem Metronomy na abertura, Classix, Oh Land e mais. Ótimo chill in com final incrível – a própria Shake Until Your Heart Breaks, que deve ser o próximo lançamento dela.

SHAKE UNTIL YOUR HEART BREAKS MIXTAPE by LittleBoots

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Death Cab For CutieSome Boys (RAC Maury Mix)

Death Cab for Cutie – Some Boys [RAC Maury Mix] by Death Cab for Cutie

> Tracks #1
> Tracks #2
> Tracks #3
> Tracks #4
> Tracks #5
> Tracks #6
> Tracks #7

> Tracks #8
> Tracks #9
> Tracks #10
> Tracks #11
> Tracks #12
> Tracks #13
> Tracks #14
> Tracks #15

> Tracks #16
> Tracks #17

Tracks Volume #4

08 de julho de 2011 0

As tracks desta semana destacam os últimos clipes de Friends, Arctic Monkeys, The Vaccines e Strokes. Te liga:


FriendsFriend Crush

O girlie glitter pop de Friends é translúcido, quente e muito, MUITO bom! Perfeito pra esse inverno inferno.

Friends – “Friend Crush” from stereogum on Vimeo.


Arctic MonkeysThe Hellcat Spangled Shalalala

O clipe do novo single do disco Suck It and See é tipo fetiche rock’n’road. Quem não curte bom sujeito não é *r*


The VaccinesNorgaard

A banda liberou o sexto clipe do álbum cool What Did You Expect from the Vaccines? Justin Young canta sua admiração pela modelo Amanda Nørgaard, que participa do clipe.


The StrokesTaken For A Fool

Clipe fraco pra música sem graça.


Wooden ShjipsLazy Bones

Psycho, fast and dirty. Take that, muthafucka!


The HorrorsStill Life

Pra mim, o streaming de Skying, o novo do Horrors, que você viu aqui, não basta. Até porque a música Still Life é tão boa (areja o rock soturno dos caras com teclados etéreos) e o clipe é tão massa que vale a pena destacar de novo.


Brave The ElementsBalance In Your Mind

O duo que foi um dos destaques do Disco Virtual Volume #2 acaba de lançar o clipe da faixa Balance In Your Mind. O garage harmônico do Yuri é completado pelos vocais da cantora Gisa.

Balance In Your Mind from Brave The Elements on Vimeo.


Excision & DownlinkExistence VIP

Quebradeira básica.


Gross MagicSweetest Touch

Psicodelia indie digna de My Bloddy Valentine.


E hoje tem Television em POA, no Beco, dentro do GIG ROCK. Segue vídeo gravado ontem à noite no Beco de SP:


> Tracks #1
> Tracks #2
> Tracks #3
> Tracks #4
> Tracks #5
> Tracks #6
> Tracks #7

Vote nos melhores de 2009!

17 de dezembro de 2009 2

The xx/Divulgação
OK, chegou a hora de você votar nos melhores de 2009 aqui no Volume. São quatro enquetes diferentes: melhor disco internacional, melhor música internacional, melhor show internacional em Porto Alegre e melhor lançamento de banda do Rio Grande do Sul (reunindo CDs e DVDs, nesse caso).

O que achei das bandas e artistas gringos? Alice in Chains eu curti, Morrissey voltou a ser realmente bom (finalmente), o rock ácido e sujo do Dead Weather foi manero, The Horrors tem muita classe, Them Crooked Vultures é coisa boa. Todos foram legais. Achei Fever Ray algo único! Me rendi MUITO ao projeto solo de Karin Dreijer Andersson. Mas meu voto foi para The xx, pela linda síntese de pós-punk, ‘synthpop analógico’ e indie rock – muitas vezes espacial e/ou atmosférico. O disco de estreia deles é simples, econômico, mas elegante e delicado. A introspecção londrina está nas linhas tênues do som e na voz/expressão contida e deliciosa dos vocalistas Romy (ela uma espécie de Tracy Thorn 2009) e Oliver (ele um Tricky idem). No som, há ecos de Joy Division, Cure, Pixies, dos próprios Everything but the Girl e Tricky (em seus momentos mais calmos) e até Chris Isaack (Como???? Sim! Procura umas guitarrinhas por ali, você vai achar; e olha que nem falei naquela parte que lembra Enya e Sade…oh, boy!). Referências claras e ambientações familiares em uma jovem banda que, mesmo assim, já dá sinais de autoria. Mesmo não sendo absolutamente original (e pouca gente consegue ser isso atualmente…), The xx é algo muito cima da média. O CD (com encarte bacana) que meu irmão Fernando trouxe de uma viagem não sai do player há semanas. Altamente recomendável *r*

Vamos às enquetes: a ordem é alfabética, conforme o nome da banda, pra facilitar a identificação. As votações podem ser feitas até as 8h do dia 22, terça. E os lançamentos de bandas do Rio Grande do Sul (CDs e DVDs) foram indicados pelo Rock Gaúcho.com, parceiro do Volume. Pula aqui pra saber o que algumas bandas do Sul vão lançar em 2010.

>>>>> Qual o melhor disco internacional de 2009?

>>>>> Qual a melhor música internacional de 2009?

>>>>> Qual o melhor show internacional em POA em 2009?

>>>>> Qual o melhor lançamento de banda gaúcha em 2009?

>>>>> Leia sobre shows que rolaram em 2009

Postado por Danilo Fantinel

Álbuns previstos para 2010

01 de dezembro de 2009 1

Black Rebel Motorcycle Club/Divulgação
1º de dezembro de 2009. Hora de dar dicas sobre álbuns que devem pintar em 2010:

Black Rebel Motorcycle Club: o novo da fodística BRMC, Beat The Devil`s Tattoo, será lançado no dia 08 de março pelo selo da banda, Abstract Dragon. É o quinto de estúdio do trio californiano, que entra em turnê em fevereiro. Há pouco tempo, eles lançaram CD e DVD gravados ao vivo em Glasgow, Berlim e Dublin em 2007.

Gorillaz: Damon Albarn disse ao Guardian que o terceiro álbum da banda-desenho, Plastic Beach, poderá ser o mais pop que ele já fez. Devem entrar pra lista de colaboradores Lou Reed, Mos Def, The Horrors, Snoop Dogg, Barry Gibb (Bee Gees) e Bobby Womack. A data ainda não foi confirmada. Além disso, Albarn deverá lançar um álbum com o baixista Flea (Red Hot Chili Peppers) e com o baterista Tony Allen (The Good, The Bad & The Queen). O músico também já trabalha com Alan Moore (Watchmen) em uma nova ópera. E ontem saiu o trailer de No Distance Left to Run, doc sobre o Blur.

Interpol: o próximo disco da banda pós-pós-punk de NY deve sair no começo do ano. O baterista Sam Fogarino disse que a sonoridade será próxima da que ouvimos no belo Turn on the Bright Lights (2002), álbum de estreia da banda. Neste ano saiu Julian Plenti is… Skyscraper, solo de Paul Banks

Vampire Weekend: diz que as faixas de Contra, o sucessor do aclamado álbum de estreia da banda (2008), se alternam entre camadas com muitas guitarras e zonas livres do instrumento. A micareta-rock-chicana Cousins (veja o clipe) e a baladinha caliente, feliz e veloz Horchata (ouça aqui) comprovam.

LCD Soundsystem: o terceiro álbum do genial James Murphy deverá ser um pouco diferente do segundo, Sound of Silver (2007, já citado por várias revistas gringas como um dos mais importantes da década) e muito diferente do disco de estreia (2005, que eu acho fabuloso). O baterista Pat Mahoney disse que o novo material será um pouco mais “lento” e mais “rock” que os outros, e ainda assim terá uma veia disco pulsante. De fato, Murphy disse Folha de S.Paulo na semana passada que adora disco music e que já não tem interesse em disco-punk há algum tempo. O lance deve sair no início do ano.

MGMT: foi divulgado que Congratulations é o nome do segundo álbum dos hippies-high-tech Ben Goldwasser e Andrew Van Wyngarden, donos do fantástico Oracular Spectacular (2008). Parece que terá vocais de Jennifer Herrema (Royal Trux) e que os dois estão trabalhando com Paul McCartney. Isso não foi confirmado.

Charlotte Gainsbourg & Beck: o disco IRM deve sair no dia 26 de janeiro. O título foi inspirado na MRI Machine, aquelas câmeras de ressonância magnética. Uma delas foi utilizada por Charlotte após um acidente de esqui. A cantora e atriz já disse que todas as músicas do disco têm estilos diferentes. O vídeo de Heaven Can Wait você já viu aqui

Four Tet: There is Love in You (foto ao lado) é o novo projeto do excelente produtor eletrônico Kirean Hebden, que costuma misturar elementos de hip hop e jazz com elegância. O quinto do britânico deve pintar em janeiro. Os singles Love Cry e Plastic People já estão por ae.

The Avalanches: ainda não se sabe muito sobre o novo disco dos autralianos que lançaram um dos álbuns mais legais do ano 2000, Since I Left You. Ouça Brains (teazer) aqui. O lance é ao vivo e indica uma mudança radical no som. Ou essa faixa megacalipso (or something) é fake.

Hot Chip: One Life Stand segue Made In The Dark (2008) e está marcado para 09 de fevereiro. Alexis Taylor disse que a faixa I Feel Better será uma “massive Euro club sounding track”

>>>>> Strokes podem começar a gravar em janeiro
>>>>> PiL fará turnê e deverá lançar novo álbum
>>>>> Bryan Ferry lançará álbum com Greenwood e Flea
>>>>> Massive Attack libera capa e tracklist do novo CD
>>>>> Animal Collective usa sample do Grateful Dead

Postado por Danilo Fantinel

Veja o novo clipe do Friendly Fires

24 de julho de 2009 2

My Cool

Friendly Fires já declarou há muito tempo seu amor pelo Brasil e pela música nacional, trazendo praticamente uma escola de samba inteira pro palco de alguns de seus shows em Londres. A última manifestação de amor veio no clipe da música Kiss Of Life. O single sairá no final de agosto.

Todo filmado à beira da praia (que parece MUITO brasileira), dá até pena de ver os três guris embaixo do sol, especialmente Ed, de tão branquinho que é. Toda galera na percussão ao fundo deu um toque superespecial. Parece que o próximo álbum vai ser todo nessa pegada sambão.

A música é bastante cativante. Eu não consegui parar de ouvir até agora.

Friendly Fires foi indicado a “álbum do ano” no Mercury Prize junto com tipos como Florence and the Machine, Bat For Lashes, The Horrors e La Roux. Então é isso né, fingers crossed pra eles!

>>>>> Friendly Fires toca às escuras em Londres
>>>>> Novo do Friendly Fires terá samba

Postado por Barbara Mattivy, direto de Londres

Veja Blur e Pixies nos shows de ontem em Londres

16 de junho de 2009 3

Pixies/Banco de dados
A noite de ontem foi boa para os saudosistas que vivem na Inglaterra. Blur e Pixies fizeram “shows surpresa” (daquele tipo que todos sabem que vai acontecer) em Londres.

Os primeiros haviam feito o espetáculo que marcou a volta da banda aos palcos no sábado passado (13), no East Anglian Railway Museum, nos arredores de Colchester, apenas para amigos e parentes. Ontem à noite, a apresentação foi na Rough Trade East, na capital.

O show para 170 pessoas marcou o lançamento da coletânea Midlife: A Beginners Guide To Blur. As músicas do set foram: She`s So High, Girls and Boys, Advert, For Tomorrow, End of a Century, Beetlebum, Coffee and TV, Tender, Out Of Time, Popscene, Song 2, Parklife e This Is A Low.

E viu que a Mojo lançou uma edição especial britpop com Blur na capa?

E Pixies também tocou em Londres ontem à noite, no Village Underground, para lançar a caixa Minotaur. A NME publicou que Kim Deal errou em alguns momentos. Franck Black brincou que ela sempre se dá mal quando tenta tocar as músicas da banda no game Rock Band.

Na plateia, Jamie Reynolds e James Righton (Klaxons), Carl Barat (ex- Libertines), Anthony Rossomando (ex-Dirty Pretty Things), Faris Badwan (The Horrors) e Kevin Shields (My Bloody Valentine).

O set foi Where Is My Mind?, Hey, No. 13 Baby, Monkey Gone To Heaven, U-Mass, Debaser, Tame, Gigantic, Into the White, Planet of Sound, Dig for Fire, Bone Machine e Wave Of Mutilation.

Postado por Danilo Fantinel