Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Resultados da pesquisa por "The Rapture"

Tracks Volume #21

18 de novembro de 2011 0

WU LYFWe Bros
A banda inglesa World Unite! Lucifer Youth Foundation (ou WU LYF, que pode ser pronunciado como “woo life”) faz um indie rock catártico, energético e excitante que eles chamam de heavy pop. O som do grupo se posiciona entre o Modest Mouse e o Arcade Fire, e também lembra a banda conterrânea Yuck, uma das preferidas do Volume nesta novíssima geração rock, e que você já escutou aqui nas Tracks. O ótimo clipe é mais um a focar crianças e adolescentes em um mundo ocidental em crise política-econômica-social-militar assombrado por distopia, desordem e ocaso. Sinal dos tempos! É um vídeo-irmão do curta Scenes from the suburbs, assinado por Spike Jonze para o Arcade Fire (veja aqui), do clipe Suburbs, da mesma banda (aqui), de Born Free, da M.I.A. (aqui), do vídeo de Midnight City, da banda francesa M83 (aqui), e de Shipwreck, lançado por Modeselektor e Thom Yorke (veja aqui).

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Penguin PrisonDon’t Fuck With My Money
Na mesma temática, Penguin Prison lança o clipe de Don’t Fuck With My Money com imagens de manifestantes do movimento Occupy Wall Street, que se mobiliza contra a concentração de riqueza e os desmandos econômicos e financeiros nos EUA. E vocês estão acompanhando as constantes revoltas populares na Grécia, Itália e EUA nos últimos dias? De quarta para quinta rolou MUITA coisa nas ruas de Atenas, NY e em 60 cidades italianas. Em maio deste ano, participei de manifestações na Praça Sol, em Madri, onde uma multidão de estudantes e trabalhadores acampou por dias. Muito massa! Revivi meus tempos de militância partidária nos anos 90.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The WombatsIOU’s
Os roqueiros britânicos do Wombats lançaram este som incrível, entre o garage rock e o power pop. Linhas de guitarra melódicas e intensas aliadas a um baixo pulsante e a um vocal potente. A faixa está no EP Our Perfect Disease. Aumenta o som e dá o play!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

ChairliftSidewalk Safari
Curte Stereolab? E Stereo Total? Quem bom! O disco Something sai em janeiro.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The RaveonettesLet Me On Out
Sempre drámaticos, metálicos e ruidosos, os queridos Raveonettes liberaram o clipe de Let Me On Out. Guitarras nostálgicas e desesperadas. O anti-single perfeito, como bem colocou Sune Rose Wagner. Let Me On Out faz parte do álbum Raven In The Grave.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The RaptureSail Away
O clipe é uma bobagem, mas o som é ótimo. Afinal é Raputre, bebê! Parece que em breve a banda lançará uma versão ampliada do vídeo, que talvez faça mais sentido. A faixa está no disco In The Grace Of Your Love.

The Rapture – Sail Away (short version) from DFA Records on Vimeo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

MGMTAll We Ever Wanted Was Everything
Em 2008, o MGMT cometeu um dos melhores álbuns daquele ano: Oracular Spectacular. Depois dele, não precisavam ter feito mais nada. Poderiam ter encerrado a carreira sem problemas. Já estava ótimo! Mas em 2010 eles lançaram o fraco Congratulations… Passada a (minha) frustração, 2011 vê o duo lançar Late Night Tales: MGMT, a série de compilações sempre editadas por algum artista convidado. Para se redimir (frente a mim, kkk!), sai agora o clipe do ótimo cover de All We Ever Wanted Was Everything, música lançada pelo Bauhaus no disco The Sky’s Gone Out, em 1982. Curti muito! O vídeo de All We Ever Wanted Was Everything é legal, mas achei muitíssimo parecido com o espetacular clipe da música Apache, da banda Danger Beach, que você viu nas Tracks 8. Confira All We Ever Wanted Was Everything na visão do MGMT:

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Snow PatrolLast Friday Night e This Isn’t Everything You Are
O Snow Patrol esteve na BBC Radio 1, onde tocou duas músicas ao vivo: um cover indie rock de Last Friday Night, de Katy Perry (dessas cantoras pop é só dela que eu gosto) e This Isn’t Everything You Are, o mais novo single.

Last Friday Night (cover de Katy Perry)

This Isn’t Everything You Are

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Family Of The YearSt. Croix
Essa homenagem-tiração de sarro aos Beach Boys e à cultura surf deveria ser legal, mas não é. A produção cuidadosa, que é em si uma sátira à direção de arte de filmes e vídeos dos anos 50/60, e o humor exageradamente bobo do clipe deixam tudo meio idiota. Mas o som é bom.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

James BlakeCurbside
Depois de lançar um disco e um EP neste ano, James Blake planeja entregar o novo EP, Love What Happened Here, em dezembro. O resultado de Curbside é bem mais discreto se comparado ao que ele lançou até agora (confira aqui).

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

My Dirty FingersNot Holding Me Down
Adriano Cintra, baterista, baixista, compositor e cabeça do CSS, deixou a banda e lançou uma faixa de seu novo projeto. Teclados, sopros e clima oitentista bagaça.

NotHoldingMeDown by mydirtyfingers

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Deadmau5Codex
O cover instrumental que o produtor canadense fez para Codex, do disco The King of Limbs, do Radiohead, é uma delicada composição em piano, com ambientação etérea, assim como a canção original.

Radiohead – Codex (deadmau5 cover) by fuckmylife


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

LindstrømDe Javu
Funky beats espaciais neste som manero de Lindstrøm. O disco Six Cups Of Rebel será lançado em 02 de fevereiro.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Bloquinho remix

Amadou & MarianSabali (Dirty Noise Remix)
Em outubro publiquei este post sobre o disco do combo britânico-congolês DRC Music, que reúne Damon Albarn, Dan The Automator e músicos de Kinshasa. Nesta semana, Dirty Noise mandou o link do remix feito para a música Sabali, de Amadou & Marian, uma dupla de músicos cegos de Mali, que teve um disco produzido por Albarn. Ficou ótimo! Escute Sabali remixada por Dirty Noise neste link.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

PsychobuildingsTerror Management (MNDR DCC Train Remix)
MNDR reedita a faixa Terror Management, da banda Psychobuildings, com autoria. Ficou massa.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Wise BloodLoud Mouths (Hooray For Earth Remix)
Hooray For Earth reescreve o som do Wise Blood, que você conheceu nas Tracks 12.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

#ficadica @MarcosTesser

CristallinGirl on a Motorcycle
Lembrem desse nome: Simeon Cristallin. O produtor suíço que atende apenas por Cristallin lançou seu primeiro clipe no dia 06 de novembro com um buzz poucas vezes atingido esse ano por um artista que contava com apenas duas músicas no currículo. Um chillwave com um vídeo onírico de encher os olhos, Girl on a Motorcycle me lembrou as primeiras vezes que ouvi The xx e M83.

CRISTALLIN // Girl On A Motorcycle from Simeon Cristallin on Vimeo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

> Tracks #1
> Tracks #2
> Tracks #3
> Tracks #4
> Tracks #5
> Tracks #6
> Tracks #7

> Tracks #8
> Tracks #9
> Tracks #10
> Tracks #11
> Tracks #12
> Tracks #13
> Tracks #14
> Tracks #15
> Tracks #16
> Tracks #17
> Tracks #18
> Tracks #19
> Tracks #20

Tracks Volume #12

02 de setembro de 2011 0

Wise BloodThese Wings
O EP These Wings, do Wise Blood, projeto do norte-americano Christopher Laufman, acaba de sair. E também está online na íntegra. As composições são muito curiosas. Linhas de teclados e/ou cordas são dispostas sobre bases eletrônicas que variam entre trilhas discretas e batidas desconstruídas. Tem algo de r&b, hip hop cult e downtempo. Já o canto de Christopher, algumas vezes um falsete arranhado, compõe um quadro desesperado cool. As faixas deste These Wings resumem muito bem o espírito do nosso tempo.

Wise Blood – These Wings by Dovecote Records

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Still CornersCuckoo
O compositor cinéfilo Greg Hughes e a vocalista Tessa Murray, do Still Corners, vertem o ideário do cinema cult europeu para a música, criando atmosferas lúgubres com ecos de coldwave, no wave e french new wave. A voz de Tessa é hipnótica. Perfeito. O disco Creatures of an Hour sai em outubro

Still Corners – Cuckoo (OFFICIAL VIDEO) from Sub Pop Records on Vimeo.


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Com TruiseDatebar
Uma espécie de Six Modular Pieces mais experimental, cruza entre Daft Punk fase Discovery (ou seja, muito electronic garage NY + com disco, glam, metal, r&b), DJ Shadow e Aphex Twin.

> Baixe Datebar aqui

E Com Truise você já escutou nas Tracks #3.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Keep Shelly in AthensOur Own Dream
Se existe “shoegaze eletrônico etéreo, com traços de dream pop e space rock místico bem dopado”, deve ser isso que o duo grego Keep Shelly in Athens faz na música Our Own Dream. Ao final, a aceleração de andamento fecha o lance em alta e reforça a personalidade da produção. Na hora, isso me lembrou o início de Electronic Renaissance.

Keep Shelly in Athens – Our Own Dream by Keep Shelly in Athens

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Slow MagicCorvette Cassette
Preciso do verão.
Com urgência.

Slow Magic // Corvette Cassette from Feel Good Lost on Vimeo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Kid Creole & The CoconutsWe’re Rockin’ Out Tonight
Impossível não curtir esse groove. O músico cult Kid Creole (16 discos desde 1980) volta com um álbum de inéditas dia 27 de setembro. We’re Rockin’ Out Tonight foi escrita por Andy Butler, de Hercules & Love Affair, e carrega na cozinha. Do funk ao reggae passando pela disco e pelo blues em três minutos. Como conseguem?

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

AraabmuzikStreetz Tonight Live Video
Incrível este vídeo de Araabmuzik para a série Surveillance, do Pitchfork. Não apenas o som é ótimo – um r’n’b eletrônico progressivo com um pé no hip hop e outro no trance – como o vídeo tem uma edição foda. Começa legal depois de um minuto…

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Jamie xxBBC Essential Mix
Jamie xx, cabeça da banda The xx (e faz tempo que não falo deles! leia aqui, aqui e aqui) e também um dos nomes mais quentes do mundinho indie britânico, fez um set de duas horas para o programa BBC Essential Mix. Tem cut and paste pra todo lado, pra todos gostos: faixas dele e de Gil Scott-Heron (parceiros do disco We’re New Here), Amy Winehouse, James Blake, Orbital, e a remistura de Bloom, que Jamie assinou para a série TKOL RMX 1234567, o disco de remixes das músicas do álbum The King of Limbs, que o Radiohead vem lançando gradativamente (veja, leia e escute aqui, aqui e aqui). Obrigatório escutar a partir dos 100 minutos (ou pelo menos o final, aos 111 min).

Jamie xx Essential Mix by Young Turks

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Veronica FallsCome On Over
Em Come On Over, a banda californiana entrega pop guitarreiro, noisy, veloz e meigo. Vale o play. O disco sai dia 20 de setembro.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The NocturnesLove
Outra banda da Califórnia, que faz lembrar os momentos calmos (de quase sonho) do Yo La Tengo, mas numa pegada mais pós-rock fantasmagórico. Guitarras melancólicas, vocais lindos, névoa espessa.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Bloquinho remix especial:

Thunderskank Vs. RussoTeardrop (Yo Video Remix)
Um visão completamente nova e autoral sobre Teardrop, o superclássico do Massive Attack. Drum’n’breaks pra quem curte.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

The RaptureHow Deep Is Your Love (Emperor Machine Remix Edit)
Curtiu Rapture ao vivo na White Out Session? Foi massa. Então toma:

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Mathieu SantosNorthern Mentality (Friendly Ghost Remix)
Esse som do Mathieu Santos (baixista do Ra Ra Riot), foi remixado pelo Friendly Ghost. Ficou uma pancada synth inteligente das melhores.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

BK-OneTema Do Canibal (BK-One Video Edit)
Em 2009, o músico e DJ norte-americano BK-One lançou o disco Rádio Do Canibal, inspirado pela música brasileira, junto com o beatmaker Benzilla. Agora, a faixa Tema Do Canibal ganha remix. Tem scratches, sopros, percu-samba (heheh), groove e vibe. Faz parte de um EP com outras versões do som original.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Junkie XLMolly’s E (Azari & III Instrumental Remix)
Trilha sonora pra pegar a estrada.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Boss In DramaI Don’t Want Money Tonight
Figurinha fácil do Volume (leia aqui, aqui, aqui e aqui), Boss In Drama volta a Porto Alegre para tocar na RED hoje, 02 de setembro. RED é o projeto underground do Madam Exceed Yourself, o clube idealizado pelos sócios Double S, Nicole Baldwin e Giba Ayub. Double S tá curtindo o resultado do RED/Madam. E Boss In Drama, você sabe, transita entre house, new wave e maximal. No clipe de I Don’t Want Money Tonight, primeiro single do primeiro disco, Pure Gold, Boss se joga em vocais e harmonia. Glitter e o glam metal style nunca tiveram tanto espaço.

O Madam fica na rua Washington Luiz, 48, centro de POA. Ingressos a R$ 15,00 (com nome na lista via listared@madamclub.com.br) e R$ 25,00 (na hora). E te liga na agenda RED: 16/09, Festonna by Portal Madonnaoline.com.br ; 23/09: Andy Redana (UK, remixer oficial do U2; 30/09: Camilo Rocha (SP) na Biônica.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

#ficadica @MarcosTesser

Alice GoldRunaway Love
Com apenas um single lançado, Alice Gold já ganhou o título de “Next Big Thing” da Q Maganize. Ao lançar seu segundo single, Runaway Love, a inglesa conquistou as rádios. Seu primeiro álbum, que saiu dia 04 de julho de 2011, foi produzido por Dan Carey, que já trabalhou com Franz Ferdinand, Hot Chip e Lily Alen. Sua música é um pop gostosinho, com melodia alegre e arranjos fluidos mas com uma pegada rock.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

> Tracks #1
> Tracks #2
> Tracks #3
> Tracks #4
> Tracks #5
> Tracks #6
> Tracks #7

> Tracks #8
> Tracks #9
> Tracks #10
> Tracks #11

Música da Beyoncè é nº 1 da década pelo NME

25 de novembro de 2009 2

Crazy In Love, da Beyoncè, no topo da lista do NME sobre as 100 músicas da década? Agora me diz, é `time to pretend` ou `hard to explain`? Talvez os dois…

O Top 20 é:

1. Beyonce – Crazy In Love
2. MGMT – Time To Pretend
3. The Strokes – Hard To Explain
4. MIA – Paper Planes
5. OutKast – Hey Ya!
6. The Rapture – House Of Jealous Lovers
7. Klaxons – Golden Skans
8. Blur – Out Of Time
9. Arcade Fire – Rebellion (Lies)
10. Arctic Monkeys – A Certain Romance
11. The Libertines – Can’t Stand Me Now
12. The Streets – Dry Your Eyes
13. The Walkmen – The Rat
14. The White Stripes – Seven Nation Army
15. Yeah Yeah Yeahs – Bang
16. Rihanna – Umbrella
17. Yeah Yeah Yeahs – Maps
18. OutKast – Ms Jackson
19. Radiohead – Reckoner
20. Hot Chip – Over And Over

Veja as 100 aqui. E o espanto do dia: Do You Realize?, do Flaming Lips, ficou na 99ª posição. 0_o Whaaaaaat???? Ainda não conferi o resto…

>>>>> NME libera lista dos melhores álbuns da década

Postado por Danilo Fantinel

Assistindo ao Oasis entre britânicos...

15 de julho de 2009 6

My Cool

Eu que me considerava uma fã de Oasis fui forçada a mudar de ideia depois de assistir a um show deles em meio ao público inglês. A galera foi simplesmente à loucura cantando todos os versos de todas as músicas no tom mais alto que as suas gargantes aguentassem. Foi aí então que eu me dei conta que eu era, na verdade, uma fã bem tosca, daquele tipo que só sabe cantar os hits, porque no restante das músicas super boiei mesmo – ok, admito, escutei uma única vez o último álbum. 

 

Fotos: Show do Oasis em Porto Alegre em maio deste ano (crédito: Diego Vara)

O show foi em Wembley, estádio nacional e o maior que já visitei na minha vida. O público era de 50 mil pessoas, mas com o detalhe de que, em nenhum momento, me senti esmagada-sufocada-pisada como sempre acontece em qualquer show um pouco mais famoso no Brasil. A não ser, claro, quando meus amigos fizeram questão de grudar na grade perto do palco. Daí, a única opção mesmo era se jogar nas rodas punk, porque não existiria vida após o montinho caso você ficasse de fora. Mas fiquei ali só por dez minutos (o máximo que aguentei), afinal meus 1,58m de altura obviamente me impediam de enxergar o palco – ou qualquer coisa a mais de 3 metros de distância. Pra minha sorte a produção foi ótima e contava com quatro megatelões e uma cobertura bem boa do show. 

A foto acima e a imagem abaixo foram feitas por Miguel Neves em Porto Alegre 

O set list foi de 22 músicas, mas o pessoal pirou mesmo no final, quando eles voltaram com Wonderwall, Live Forever, Don’t Look Back In Anger e Champagne Supernova. Chorei.

Mas fato é que assistir a um show do Oasis na Inglaterra é outra história. Liam nem parecia mau humorado e por mais de uma vez interagiu com o público, fazendo perguntas do tipo: “Are there any lesbians in the house?”. A impressão que dava era de que eles estavam tocando pros seus colegas de aula, no ginásio do colégio. 

 

Foi aí que um dos brits me perguntou o quanto eu gosto de Oasis. Respondi que Oasis pra mim é algo meio old school, que me remete a uma época bem adolescente, a uma pessoa bem diferente do que sou hoje. Não que isso seja ruim, mas é no mínimo um pouco estranho ouvir Masterplan no “meiodosgringotudo” e, sei lá, relembrar daquela reunião dançante onde se dançava até com vassoura, sabe?

Foi aí então que caiu a ficha: não sou fã de Oasis coisa nenhuma, e o mundo é puta injusto mesmo. Eu não paguei nada pra entrar, um amigo tinha um ingresso sobrando e me convidou, como se fosse um programa de todo domingo. E quantas pessoas davam a vida pra estar lá?

Enfim, alguém escutou Dig Out Your Soul anyway? Falling Down é ótima! Beijos!

O set list do show:

Rock `N` Roll Star
Lyla
The Shock Of The Lightning
Cigarettes And Alcohol
Roll With It
To Be Where There`s Life
Waiting For The Rapture
The Masterplan
Songbird
Slide Away
Morning Glory
My Big Mouth
Whatever
Half The World Away
I`m Outta Time
Wonderwall
Supersonic
Live Forever
Don`t Look Back In Anger
Falling Down
Champagne Supernova
I Am The Walrus

>>>>> O set do show em Londres foi bem parecido com o set que rolou em Porto Alegre, lembra?

>>>>> Liam Gallagher nega que fará filme
>>>>> Oasis reembolsará fãs na Inglaterra
>>>>> Leia outras notícias relacionadas ao Oasis

Postado por Barbara Mattivy, direto de Londres

Oasis faz show supersônico em Porto Alegre

12 de maio de 2009 51

Diego Vara

Atualizado às 12h30min do dia 13/05 – vídeo do show abaixo!

O Oasis encerrou a turnê sul-americana do álbum Dig Out Your Soul nesta terça-feira à noite em Porto Alegre. A banda inglesa fez um show supersônico para fechar o giro mundial e para marcar sua primeira apresentação em solo gaúcho. Escorados por um disco repleto de bons rocks, os britânicos mostraram ao vivo para cerca de 12 mil pessoas (Gigantinho quase lotado) que estão mesmo na melhor fase da carreira em anos. O público não deixou por menos e recebeu os ingleses em alto estilo. 

Todas fotos abaixo: Miguel Neves

Sob uma avalanche praticamente ininterrupta de gritos, aplausos e assobios, a banda dos irmãos Gallagher seguiu o mesmo setlist apresentado em Lima, Caracas, Buenos Aires, Rio, São Paulo e Curitiba. Os músicos começaram a noite com Rock’n’roll Star, para deixar claro a que vieram logo no início do espetáculo. 

 

Depois da abertura, Andy Bell (baixo), Chris Sharrock (bateria), Jay Darlington (teclados), Gem Archer e Noel (guitarras) e Liam Gallagher (vocais) intercalaram hits imprescindíveis dos quase 15 anos de carreira com as melhores músicas deste último álbum. A arrogância arruaceira de antigamente deu espaço à precisão artística.

Lyla, The Shock of the LightningCigarettes & Alcohol vieram em uma sequência matadora. Depois de The Meaning of Soul, a lisergia de To Be Where There’s Life tomou conta do Gigantinho. Com Noel nos vocais, o rock puro de Waiting for the Rapture foi seguido por The Masterplan (ambas muito bem recebidas pelo público, que mostrou o quanto gosta do músico).

Liam voltou para quase rasgar a garganta em Slide Away. Morning Glory marcou um dos pontos altos da noite, com Sharrock se puxando nos malabarismos com as baquetas – e jogando uma para o público. O baterista deu outro showzinho particular em Ain’t Got Nothin’, pouco antes de Noel voltar ao comando com The Importance of Being Idle

Quando Noel assume, é como um respiro no show. Em geral, as músicas que ele canta são mais melódicas e calmas, ao contrário das que contam com a performance de Liam (geralmente curto e grosso, sem frescuras, mas aparentemente curtindo muito o show de hoje). Se Noel ganha aplausos no meio e ao final de I’m Outta Time, Liam volta ao palco pedindo (e conquistando) aplausos para si e anunciando em seguida Wonderwall – cantada pelo público e marcando mais um momento inesquecível da noite. Climax total.

Supersonic, sob luz verde e abaixo de guitarras metálicas, foi inacreditável. Pra mim, foi a melhor ao lado de Cigarretes… E a banda não deixa a intensidade cair no bis, com Noel coordenando Don’t Look Back in Anger (absurdamente bem acompanhada pela plateia) e a linda (e ácida ao vivo) Falling Down. O grupo fechou a noite com Liam cantando Champagne Supernova e I Am The Walrus, dos Beatles.

Daqui, o Oasis volta para o Reino Unido, onde tem uma série de shows marcados para junho e julho, incluindo festivais do verão europeu.

Setlist:
Fuckin in the Bushes (vinheta de abertura)
Rock’n’Roll Star
Lyla
The Shock of the Lightning
Cigarettes & Alcohol
The Meaning of Soul
To Be Where There’s Life
Waiting for the Rapture
The Masterplan
Songbird
Slide Away
Morning Glory
Ain’t Got Nothin’
The Importance of Being Idle
I’m Outta Time
Wonderwall
Supersonic
Don’t Look Back in Anger
Falling Down
Champagne Supernova
I Am The Walrus

>>>>> Veja parte do show:

>>>>> Audioslide do show:

>>>>> Cachorro Grande abre show no Gigantinho
>>>>> Público aguarda início do show do Oasis

>>>>> Entrevista: Andy Bell, baixista do Oasis

Postado por Danilo Fantinel

Oasis toca para oito mil pessoas no Rio

08 de maio de 2009 8

Reprodução, Multishow

O Oasis reuniu cerca de oito mil pessoas no Citibank Hall, ontem à noite, no Rio de Janeiro, no primeiro show da turnê do álbum Dig Out Your Soul – transmitido pela TV. A banda dos Gallagher dosou bem hits com músicas novas, apresentando um retrato fiel do que de melhor foi feito pelos britânicos em cerca de 15 anos de carreira.

Liam e Noel se revezaram nos vocais. Apesar da voz característica de Liam, marca inconfundível da banda (e ele estático no palco, como sempre), é Noel quem se mostra imprescindível para o grupo, tocando o tempo inteiro e cantando várias músicas, como The Masterplan, The Importance of Being Idle, Waiting for the Rapture e Don`t Look Back in Anger (com coro do público).

O início foi com Rock’n’Roll Star e o final, com I am the Walrus, dos Beatles. O show teve 20 músicas, as mesmas tocadas em Caracas, Lima e Buenos Aires. Além dos irmãos, a banda é composta por Gem Archer (guitarra), Andy Bell (baixo), Chris Sharrock (bateria) e Jay Darlington (teclado). Apenas a plateia parecia meio apática.

O Oasis segue em turnê pelo país, com shows na Arena Anhembi, em São Paulo, no sábado (9), na Arena Expotrade, em Curitiba, no domingo (10), e no Gigantinho, em Porto Alegre, na terça (12). 

Além da transmissão do espetáculo, o Multishow entrevistou Noel. O setlist ao lado foi capturado do site do canal. Live Forever, uma das mais pedidas pelos fãs, ficou de fora.

O Alisson, do Oasis News, viu a passagem de som dos caras. Olha o que ele conta:

“Assisti de camarote (literalmente) a soundcheck dos caras. Altas recomendações do tipo “não pode tirar foto”, “câmeras desligadas”, etc. Mas daí eu… Bom. Isso é papo para semana que vem, após a saga.

O que dá pra antecipar é que, se bem lembro, a ordem do setlist (da passagem) foi a seguinte:

To Be Where There’s Life (Noel cantando)
Waiting for The Rapture (Noel cantando)
My Big Mouth (instrumental)
Live Forever (instrumental)
Roll With It (instrumental)
Half The World Away (Noel cantando, acústico)
Gas Panic! (Noel cantando)

Uma música nova, que repete bastante “Everybody is on the room”. É diferente das que apareceram recentemente.

Roll With It tá muito pesada. O ponto alto pra mim foi “Gas Panic!”. E a música nova é sensacional.”

Veja:

>>>>> Veja outros vídeos aqui

>>>>> Noel admite crise no Oasis antes de chegar ao Rio
>>>>> Após show em Caracas, Oasis chega a Lima
>>>>> Noel: Oasis não lançará novo disco em 5 anos
>>>>> Veja o mapa do Gigantinho para o show do Oasis

Postado por Danilo Fantinel

Após show em Caracas, Oasis chega a Lima

30 de abril de 2009 7

Liam durante show antigo do Oasis/Banco de dados
O Oasis já está em Lima, no Peru, onde toca nesta noite para aproximadamente 45 mil pessoas. Cerca de 500 foram ao aeroporto da cidade para ver os músicos de perto. No entanto, eles chegaram em vôos separados. Noel desembarcou primeiro. O restante da banda chegou horas depois. Todos estão hospedados no mesmo hotel.

A banda chegou a Caracas, na Venezuela, na noite desta segunda-feira para dar início à turnê sul-americana de Dig Out Your Soul. De acordo com o El Universal, Noel (guitarra e voz) entrou no palco fazendo piada: “somos os mesmos da última vez, só mais magros por causa da crise”.

Ele, Liam (voz), Gem Archer (muito elogiado na guitarra), Andy Bell (baixo), Jay Darlington (teclados) e Chris Sharrock (também elogiado na bateria) começaram o show pontualmente às 22h com Fuckin` In The Bushes.

Depois, vieram Rock `n` Roll Star (com Liam dizendo que é a “sua” canção), Cigarettes & Alcohol, Supersonic, Champagne Supernova, The Importance Of Being Idle, Lyla , The Meaning Of Soul, Slide Away, Morning Glory e Don`t Look Back in Anger (em versão semiacústica).

Do novo álbum, os ingleses tocaram The Shock Of The Lightning, To Be Where There`s Life, Waiting For The Rapture, Ain`t Got Nothing, I`m Outta Time e Falling Down. A noite foi encerrada com I Am The Walrus, dos Beatles.

Ainda de acordo com o jornal, depois do show Liam teria postado em seu twitter que foi um grande show e que ele estava em seu quarto em silêncio (porque a TV não estava funcionando) e sem “permissão” para sair do hotel para “não correr o risco de ser morto”. Medo da gripe suína? O primeiro caso confirmado na América do Sul foi no Peru. 

Depois do show em Lima, hoje, a banda segue para Buenos Aires (03 de maio), Santiago (05), Rio de Janeiro (07, no Citibank Hall), São Paulo (09, no Anhembi), Curitiba (10, no Expotrade) e finalmente Porto Alegre (12, no Gigantinho). Daqui, eles voltam para o Reino Unido. Dias 04, 06 e 07 de junho a banda toca em Manchester.

>>>>> Veja a lista de exigências do camarim do Oasis

Postado por Danilo Fantinel

Novo do Oasis vaza na internet

24 de setembro de 2008 0

Divulgação

O novo álbum do Oasis vazou na internet semanas antes do lançamento oficial. Dig out your soul deverá chegar às lojas no dia 6 de outubro, mas já pode ser baixado em blogs e sites de trocas de arquivo. A música Falling down já estava online há algum tempo.

Dig out your soul foi produzido por Dave Sardy, que já havia trabalhado com o Oasis no disco anterior, Don`t believe the truth (2005). O novo disco foi gravado no Abbey Road, em Londres, e mixado em Los Angeles. A capa é do artista Julian House, que já trabalhou em CDs do Primal Scream e do Stereolab.

Confira as faixas:

Bag It Up
The Turning
Waiting For The Rapture
The Shock Of The Lightning
I’m Outta Time
(Get Off Your) High Horse Lady
Falling Down
To Be Where There’s Life
Ain’t Got Nothin’
The Nature of Reality
Soldier On

Noel consumiu cocaína no banheiro da rainha

Ontem, Noel Gallagher revelou que consumiu cocaína em um banheiro de Downing Street reservado à rainha Elizabeth II no dia de seu encontro com o então primeiro-ministro do Reino Unido Tony Blair.

Gallagher deu uns tecos em uma recepção realizada na residência do primeiro-ministro em 1997.

– Pelo que me lembro, era bastante agradável. Tinha um assento de veludo e tudo. Ela tem seu próprio banheiro e ninguém mais está autorizado a entrar – disse o roqueiro em um programa de rádio da BBC.

Cancelamento de shows
Fora isso, a banda adiou ontem os shows que faria no Reino Unido, na França e na Alemanha porque Noel ainda se recupera do ataque que sofreu no Canadá.

 

>>>>> Agressor de Noel é acusado formalmente
>>>>> Oasis mostra trecho de música nova no YouTube

Postado por Danilo Fantinel

Vampire Weekend toca nova música ao vivo

17 de julho de 2012 0

O Vampire Weekend apresentou uma nova faixa ao vivo em Cleveland, EUA. No novo som, violão, bateria e teclados compõem uma música que baixa o tom do caribbean beat/afro pop dos discos anteriores em favor de um indie pop mais tradicional. Ainda assim, a música conserva o groove característico dos vampires. A faixa, sem título divulgado, deverá estar no esperado terceiro disco da banda.

O Vampire Weekend tocou em 2011 no M/E/C/A/ Festival, no Rio Grande do Sul, e fez o melhor show das duas edições do evento, superando também as bandas deste ano.

> Mais Vampire Weekend

Tracks Volume #43

01 de junho de 2012 0


The Black KeysGold On The Ceiling
Bi-zar-ro o clipe dirigido por Harmony Korine para Gold On The Ceiling, do Black Keys. Korine, como você já leu aqui, é o geniozinho white trash que escreveu nada menos que os roteiros dos filmes cult Kids (com Larry Clark), Gummo (ele também assina a direção) e Ken Park (também com Clark), entre outros.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Thieving IronsPoison
O rock vital, químico, envenenado e acelerado Poison, do músico Nate Martinez no projeto Thieving Irons, é como uma espiral supersônica. Ou com um rotor sonoro que só ganha velocidade. Play já.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Ty SegallI Bought My Eyes
Psychobilly experimental, fuzzy, garageiro e longe de fórmulas dá o tom de I Bought My Eyes, da Ty Segall Band. A faixa estará no disco Slaughterhouse, que sai no dia 26 de junho.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Morning ParadeUs & Ourselves
Já aqui o lance é mais tradicional. Indie rock britânico calminho, básico, que ganha corpo no decorrer do som. É bom, mas nada muito especial.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

WATERSMickey Mantle
Genial o clipe da balada Mickey Mantle, do WATERS, feito em 48 horas pelo líder Van Pierszalowski (o cara do vídeo) e pelo diretor Peter Ruecktenwald para a Music Video Race. Você já leu, viu e ouviu sobre WATERS nas Tracks 14 e 22.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Permanent CollectionIt’s Alright
Indie rock pegadinho posicionado entre o shoegaze dissonante guitarrístico e a surf music hardcore com vocal pós-punk. OMG! Vale muito o play!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

FriendsHome
Mais um som cheio de percussão e balanço do Friends, banda New Yoker da irresistível vocalista Samantha Urbani. Baixo pulsante e batuque dos trópicos. Lembra algumas coisas do !!! e do Rapture. Mais músicas legais do Friends neste link.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Icky BlossomsPerfect Vision
Rock atmosférico com elementos shoegaze/dream pop marcam o som do trio Icky Blossoms. Guitarras ácidas e vocais tipo sonho compõem um espectro dissonante árido, mas melódico. Ficou bom.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Bloc PartyFour
A banda em estúdio gravando o novo disco Four.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Eletrônica

Purity RingBelispeak
Synth pop new age gótico eletrônico no som de Purity Ring, da vocalista Megan James. O clipe cinematográfico é lúgubre, inquietante e muito bom.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

ChromaticsThese Streets Will Never Look The Same
A energia da noite, das ruas e das luzes registradas no clipe da música These Streets Will Never Look The Same contrasta com as imagens difusas, cinzentas e sobrepostas do vídeo lançado pelo Chromatics. A faixa que reúne batidas bem marcadas e ambientação dream disco/trip house está no disco Kill For Love. Ao final, uma elegante homenagem à Donna Summer.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

SmileEating Dirt
A trip eletrônica inspirada em Kraftwerk foi criada por Joakim Ahlund e Björn Yttling (do Peter Björn & John). O vídeo é muito simples e bem bom.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Daughn GibsonTiffany Lou
Beats esparsados, clima aquecido por cordas e um vocal grave, empostado, enquadram a faixa de Daughn Gibson, que está no disco All Hell.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

DntelStill (Feat. Baths)
Se me dissessem que esse vídeo é de uma banda ou produtor que bombava no Dance MTV em 1990 eu diria: OK. O som é típico da época, e o clipe parece muito com qualquer coisa feita no início das técnicas de computação gráfica. Clipe WTF! da semana, incontestável.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Divine Fitspreview
Bem bom o som desse teaser da banda que Britt Daniel, do Spoon, montou com Dan Boeckner e Sam Brown. Até agora, só liberaram isso.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Bloquinho Remix


Sebastien TellierCochon Ville (The Magician Remix)
The Magician criou um ambient techno ótimo, cheio de synth e inspiração disco, para Cochon Ville, do Sebastien Tellier.


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Tracks: #1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10
Tracks: #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20
Tracks: #21, #22, #23, #24, #25, #26, #27, #28, #29, #30
Tracks: #31, #32, #33, #34, #35, #36, #37, #38, #39, #40
Tracks: #41, #42