Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 22 outubro 2007

É proibido secar

22 de outubro de 2007 42

Ilustração: Bebel
Para conquistar vaga na Libertadores, o Grêmio precisaria ganhar 11 pontos dos 18 que disputará. Para garantir presença na Copa Sul-Americana, bastará que ganhe mais um ponto.

A situação do Inter é menos confortável. Não tem chance de chegar à Libertadores da América mas poderá carimbar passaporte para a Sul-Americana se fizer oito pontos dos 18 que disputará. Razoável.

Um fato comum à dupla Gre-Nal fará ainda mais interessante a luta dos dois clubes: ambos enfrentam, nos seus estádios, adversários que concorrem com o grande rival pelas desejadas vagas.

O Grêmio, no Olímpico, jogará contra Náutico e Figueirense, clubes que disputam com o Inter passagem para a Sul-Americana. Não convém que os colorados %22sequem%22 o Grêmio nestes jogos. No Beira-Rio, o Inter enfrentará Palmeiras e Cruzeiro, rivais do Grêmio pela vaga para a Libertadores. Recomenda-se que os gremistas não desejem ao Inter menos do que duas vitórias.

Resumindo: gremistas e colorados estão proibidos de %22secarem-se%22, reciprocamente. Como diz o repórter André Silva, as duas torcidas poderiam celebrar %22um pacto pelo Rio Grande%22, que até poderia vingar, se torcer contra o rival não fosse mais importante do que torcer pelo próprio clube.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Cada um no seu lugar

22 de outubro de 2007 15

A frase de Marcão pode significar toda a explicação para o desempenho do Inter, mas de certa forma indica o bom caminho das melhores justificativas. Disse Marcão:
— Desta vez, estavam todos nos seus lugares.

Poderia acrescentar que Alex, principalmente, não estava fora de lugar. A utilização do meia na lateral foi uma das causas mais visíveis para a instabilidade que tirou importantes pontos do Inter.

É verdade que não havia Marcão, suspenso, mas sempre que Jorge Luiz poderia ter jogado. Alex nasceu para jogar no meio-campo e se neste setor não é um craque, na lateral é ameaça permanente a segurança defensiva do time.

É verdade que Wellington Monteiro teve boa atuação na lateral-direita, mas este não é o seu lugar. Embora, se fosse necessário escolher entre Alex na lateral-esquerda ou Monteiro na direita, se imporia apontar esta segunda adaptação como a menos danosa para o time.

Se tiver continuidade nesta posição, pode ser uma solução… no futuro.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Todos caem

22 de outubro de 2007 36

A temporada vai acabar sem que se tenha uma explicação razoável para a queda de rendimento que afeta o Grêmio, longe do Olímpico. Historicamente, o apoio entusiasmado das arquibancadas exerce respeitável influência em qualquer jogo.

O time mandante cresce, quase sempre, e o visitante, não raramente, se encolhe. O fenômeno aparece na maioria das partidas mas são as exceções que fazem campanha e erguem taças.

O Grêmio não está entre as exceções. Como a maioria. É possível, até provável, que a modéstia da equipe afete, até mesmo, a ambição do treinador. Fora de casa, time mais cauteloso. Para se saber, com segurança, se este é o caso do Grêmio, seria necessário acompanhar os treinamentos dos dias que antecedem a jogos fora de casa ao lado de Mano Menezes.

Escutar as suas ordens, testemunhar as orientações que passa e depois conferir a execução dos planos. Será que o treinador do Grêmio pede que alguns jogadores concentrem suas ações em setor mais recuado do campo? Ou o que aparece nos jogos é efeito, apenas, da imposição dos adversários?

O que se vê pode não corresponder, exatamente, ao que foi planejado. Porém, é inegável que escalações e substituições expressam com clareza os sentimentos do treinador. Mano Menezes escolheu Patrício para jogar no Maracanã e substituiu Diego Souza por Danilo Rios.

Foram decisões que diminuíram as possibilidades da equipe. Talvez não tenham sido causa da derrota mas ajudaram a perder, sem dúvida.

Postado por Wianey

Bookmark and Share