Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 15 janeiro 2008

Estádio vetado

15 de janeiro de 2008 12

Arivaldo Chaves
É louvável que o prefeito de Cidreira, Beto Pires, queira levar alguns jogos do Gauchão para a sua cidade. Entretanto, óbices fortíssimos se erguem contra a sua intenção. O estádio Cidreirão passou por reformas, mas elas foram insuficientes para garantir segurança absoluta aos torcedores.

Além disso, os clubes do Interior não abrem mão de jogar nos seus estádios, e a dupla Gre-Nal também prefere jogar no Olímpico e no Beira-Rio. É compreensível, já que a maior parcela de associados mora na Grande Porto Alegre e tem direito a ingresso gratuito nos estádios dos seus clubes. Muitos, inclusive, não podem se deslocar para o litoral para ver os seus times.

Considere-se, ainda, que as receitas de bilheteria, em 2007, foram insatisfatórias quando os jogos foram realizados em Cidreira. Tudo indica que o prefeito Beto Pires terá que criar uma nova maneira de atrair a mídia de Porto Alegre para a sua cidade. E, principalmente, encontrar melhor aplicação para o dinheiro que está gastando na reforma de um estádio que está envelhecendo.

Não vale a pena investir tanto para sediar apenas quatro jogos. Será que não existe melhor destinação para o Cidreirão, algo que beneficie a comunidade local?

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Pesquisa - resultado

15 de janeiro de 2008 4

Em 2007, o Grêmio derrubou o favoritismo do Inter que recém fora campeão do mundo. Qual a explicação, ou explicações, para o fato?

Consultados nas últimas 24 horas, torcenautas gremistas e colorados responderam e produziram o seguinte ranking de motivos:


lugar – O Inter tropeçou nos próprios saltos
lugar – O Inter errou no seu planejamento
lugar – Mano Menezes superou Abel Braga
lugar – O time do Grêmio era melhor


Muitos torcenautas elegeram mais de uma opção. Sem problemas. Nem sempre cabe apenas uma explicação.

Por fim, não esqueçam de opinar na enquete que está publicada neste blog, tratando do futuro da dupla Gre-Nal. Amanhã, sai o resultado.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Patomania

15 de janeiro de 2008 13

Alexandre Pato passou pelo seu teste mais complicado. Parceria qualificada ajudou. Preparação adequada, também. Mas, o que foi essencial, sem dúvida, foi a sua singular maturidade para um garoto que recém comemorou nos seus 18 anos de vida. E, claro, as suas inegáveis virtudes técnicas.

Este blogueiro confessa que estava preocupado. A carga de responsabilidade colocada sobre Pato, medida pela expectativa criada, foi gigantesca. Muitos garotos sucumbiram diante de circunstâncias parecidas. Mas, Pato superou tudo com naturalidade.

É interessante constatar, pelas manifestações de jogadores, treinadores e dirigentes do Milan, que um círculo de proteção e carinho foi fechado em torno do garoto com a clara finalidade de protegê-lo. Isto só pode ser percebido após o jogo de domingo.

E, fato importantíssimo, a ótima estréia de Pato não parece ter provocado ciúmes no elenco do Milan. Pelo contrário. Se tivesse acontecido, não teria sido a primeira vez, na vida de Pato. Quem é bom de memória e observação, sabe do que se trata.

O importante é que Pato foi aprovado com distinção. Ganham os italianos milanistas e ganha, também, o futebol brasileiro. Afinal, qual a seleção nacional que pode contar com Pato, Ronaldo, Kaká e, até, Robinho?

Seria bom se a patomania que se instalou na Itália servisse de inspiração e acordasse Ronaldinho Gaúcho. Já imaginaram? Pato, Nazzario, Kaká e Ronaldinho. Pera aí: quatro atacantes? Quadrado mágico, de novo? Ih, vai começar tudo outra vez…

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Ainda sobre aliciamento

15 de janeiro de 2008 36

Arquivo pessoal
Consulto os meus caros torcenautas sobre uma dúvida pessoal: eu crio galinhas e patos. O proprietário ao lado, um querido vizinho, também.

Eu aparo as asas das minhas aves para que elas não voem, mas o meu vizinho não é tão cuidadoso. Além disso, ofereço para os meus patos e para as minhas galinhas uma ração de boa qualidade, milho quebrado e alfaces tenras e frescas, várias vezes ao dia.

Resultado: algumas galinhas dele voam para o meu terreno, aonde botam ovos e comem a ração, o milho e a alface das minhas. Eu, claro, fico com os ovos por conta da alimentação. É o pedágio para cobrir o prejuízo.

Mas, estou vivendo um dilema moral: estarei eu aliciando as galinhas do meu gentil vizinho? Caros torcenautas, ajudem este blogueiro a dirimir dúvida tão cruel.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Aliciamento

15 de janeiro de 2008 21

Pega mal para o Inter a acusação partida do Botafogo de que no Beira-Rio pratica-se o aliciamento de meninos. É claro que a denúncia ainda não está, cabalmente, provada, mas são consistentes os indícios de que, realmente, alguém, representando o Inter, está “convidando” garotos de outros clubes a se transferir para o Beira-Rio.

É feio, reprovável mas não é ilegal. A legislação esportiva só permite contrato profissional a partir dos 16 anos de idade. Antes desta idade, um jogador pode mudar de clube sem qualquer obstáculo legal.

Este quadro institucional fez renascer a lei do Velho Oeste Americano: o mais rápido no gatilho sobrevive. Lei da selva pura. O maior come o menor.

Antigamente, havia os então chamados “contratos de gaveta”. O menino chegava no clube e os seus pais ou responsáveis assinavam um contrato que ia para o fundo de uma gaveta. Só era buscado caso o clube se sentisse lesado pela transferência do jogador para outro rival. Era uma vergonha.

Agora, com as novas normas legais, está instituída a velha e conhecida lei que diz: quem pode mais, chora menos. Um horror, mas é a realidade.

O Internacional adquiriu fama, nos últimos anos, de oferecer excelentes condições para formar garotos, revelá-los, promovê-los e colocá-los no mercado externo, rapidamente. Diante destas circunstâncias, é óbvio que a meninada se sente atraída para jogar no Beira-Rio.

O fim da história já está se conhecendo: um menino se destaca em alguma competição e lá vem o convite:

- Você não gostaria de jogar no Inter?

Lá tem boa concentração, alojamento, refeitório, assistência médica, social, psicológica, colégio, o salário é bom, etc.

Acontece que, às vezes, a “cantada” cola. Este blog repete: é feio, mas não é ilegal.

Aliás, é o que está acontecendo no futebol planetário. O que o Inter estaria fazendo para cooptar garotos de outros clubes, outros mercados fazem para levar os nossos melhores jogadores. Lei da selva. Mas, infeliz e tristemente, uma realidade que deve ser reprovada mas não pode ser ignorada.

Postado por Wianey

Bookmark and Share