Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de janeiro 2008

Pico na direita

31 de janeiro de 2008 31

Anderson Pico: destro, mas bom lateral-esquerdo/Fernando Gomes, Banco de Dados - 20/01/2008
O torcenauta Vinícius Pereira é apenas mais um entre dezenas que expuseram a seguinte proposta:


%22Olá Wianey,

Gostaria de saber a sua opinião sobre o seguinte: quando Hidalgo e Bruno Telles estiverem à disposição, não seria uma alternativa testar Anderson Pico na lateral-direita? O garoto, como todos sabem, é destro. Paulo Sérgio, por incrível que pareça, me faz ter saudades de Patrício, e Felipe ainda não está pronto para assumir a vaga.

Acho que é uma tentativa válida, principalmente agora, nesse %22laboratório%22 que é o Gauchão… O que você acha?%22


Olha, Vinícius, concordo com a avaliação que fazes sobre Paulo Sérgio, embora o rapaz mereça mais oportunidades para mostrar se consegue render mais do que está produzindo. Acho que não.

Quanto ao Anderson Pico, que joga na esquerda mas o pé direito é o seu preferido, já tivemos muitos casos de ótimos laterais-esquerdos que eram destros. Júnior, um dos melhores que o Brasil já produziu, era um caso.

Anderson Pico poderia, sim, ser testado na direita. Causa-me certa perplexidade que esta experiência nunca tenha sido feita. Ou aconteceu, não ficamos sabendo e o resultado não foi positivo. Penso que seria necessário, apenas, algum tempo de adaptação.

Ele já está habituado a chegar na zona de cruzamento, girar o corpo e, reequilibrado, colocar a bola na área adversária com o pé direito. Não se deve esquecer, entretanto, que o garoto possui um chute poderoso de média e longa distâncias e o arremate fica facilitado porque, quando ele faz a diagonal, a bola já está no seu pé direito.

Se estivesse na lateral-direita, teria que entrar para o meio, abrir um pouco a jogada para arrematar com o pé direito. Resumindo: na esquerda ele tem melhores condições de conclusão a gol e mais dificuldades para o cruzamento. Na direita, o cruzamento seria favorecido e o arremate, prejudicado.

A questão aberta para discussão é: um lateral com a força de Anderson Pico e com capacidade de finalização, qualificada pela violência e direção do chute, deve ficar limitado a fazer cruzamentos ou será melhor utilizado no lado em que o seu arremate seja favorecido?

Eu, se fosse treinador, favoreceria esta virtude e trataria de ensiná-lo a cruzar com o pé esquerdo. Mas, se o objetivo for qualificar a lateral-direita e abrir espaço, na esquerda, para Hidalgo e Bruno Telles, a discussão é outra. O que pensam os torcenautas gremistas:

ANDERSON PICO DEVE FICAR NA ESQUERDA OU SER EXPERIMENTADO NA DIREITA?

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Frase de Jean

31 de janeiro de 2008 17

Adriana Franciosi
O novo zagueiro do Grêmio desembarcou no Olímpico e, com uma frase, se apresentou:
— Zagueiro que não é expulso não é zagueiro — disse Jean.

Certa vez, um zagueiro brasileiro, acho que o nome era Moisés, fez a seguinte declaração:
— Zagueiro que se preze não ganha Belfort Duarte (troféu que era oferecido ao jogador mais disciplinado da competição).

Existem fartos exemplos de zagueiros que se destacaram por serem verdadeiros xerifes nas suas equipes. Figueroa (Inter) e Oberdan (Grêmio) foram casos notáveis.

Entretanto, também se destacaram zagueiros que eram ótimos, desarmavam o adversário com facilidade e quase não cometiam faltas. Gamarra e Mauro Galvão são bons exemplos.

Existe um conceito futebolístico segundo o qual uma boa dupla de zagueiros deve ser com dois policiais parceiros: um bonzinho e o outro malvado. Na defesa do Grêmio, só existem bonzinhos.

Talvez esteja faltando, sim, um patrão de área. Será o Jean?

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Desinteresse

31 de janeiro de 2008 12

O Grêmio já recebeu as propostas de duas empresas interessadas em construir uma arena para o clube: Odebrecht e o consórcio português TBZ-OAS.

Uma delas deseja levantar o novo estádio no lugar onde está o Olímpico. Esta proposta deverá ser rejeitada pelo Conselho Deliberativo, por duas razões: seria arriscado derrubar o Olímpico e ficar sem estádio próprio durante vários anos. E se a construtora, por exemplo, quebra durante a construção? Abre falência? Além disso, esta proposição exige a desapropriação de uma rua marginal ao Olímpico.

A Prefeitura Municipal teria muita dificuldade para aprovar a privatização de um bem público. Resta Humaitá, como local para a construção da arena. O CD deliberativo vai decidir mas, desde já, chama a atenção a aparente alienação do órgão.

Dos seus 313 membros, apenas 80 conselheiros tiveram interesse em analisar o projeto. É possível, até provável, que o período de férias seja responsável por esta atitude. Imagina-se que nas próximas semanas — o Conselho Deliberativo apreciará as propostas entre 11 e 20 de fevereiro — a maioria dos conselheiros terá analisado os dois projetos.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Péssimas largadas

31 de janeiro de 2008 3

Guarani e 15 de Novembro abriram a quarta rodada repetindo as derrotas dos três jogos iniciais de cada um.

Como são poucas partidas para classificar quatro times em cada grupo de oito, a prioridade de Guarani e 15 de Novembro já deve ser a de lutar para driblar o rebaixamento.

A situação de ambos complicou.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Esquentando

31 de janeiro de 2008 12

Rochemback: a um passo do Grêmio!/Banco de Dados ZH
Cada dia surgem novidades que favorecem a expectativa de Fábio Rochemback vir para o Grêmio. O negócio poderá acontecer a qualquer momento, nas próximas horas. Soube-se, esta manhã, que o jogador conseguiu convencer o treinador do Middlesbrough a liberá-lo. Era o primeiro empecilho, já que o gaúcho é considerado o melhor jogador da equipe.

Está faltando, apenas, a liberação do clube, o que poderá ser resolvido com a prorrogação do contrato de Rochemback por mais dois anos. Mas, por que o jogador quer, tanto, jogar no Brasil, em Porto Alegre, no Grêmio?

Por dois motivos fundamentais: proximidade com Dunga e a Seleção Brasileira e, sempre razão forte para quem está no Exterior, retorno ao convívio de parentes e amigos. Não são motivações poucas, pelo contrário.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Falso dilema

31 de janeiro de 2008 12

Por que Abel Braga não faz do Gauchão a oportunidade de preparar a equipe para os confrontos difíceis das demais competições? /Daniel Marenco, Banco de Dados - 29/01/2008
Abel Braga estaria indeciso entre as várias possibilidades disponíveis para escalar o Inter, sem Magrão e Nilmar. É nestas ocasiões que alguns treinadores se atrapalham e prejudicam o rendimento coletivo dos seus times.

Tudo seria mais simples e os resultados melhores se, cada vez que um titular não pudesse jogar, fosse substituído por outro da posição e com características semelhantes. Quanto assim é feito, a equipe sofre menos com a descontinuidade e a produção coletiva compensa a diferença técnica entre o titular e o seu suplente.

A pior decisão sempre é o desmonte tático. Exemplo: para o lugar de um volante é escalado um atacante, como aconteceu quando Guiñazu se machucou e Iarley o substituiu. Muda toda a estrutura do time.

No caso do Inter, basta lembrar quais foram as suas melhores apresentações, ultimamente. A partir desta escolha, fixar o modelo tático e fazer substituições previsíveis. Se Magrão não pode jogar, que entra alguém da sua posição. Se Nilmar saiu, seja buscado um atacante de características parecidas.

O diabo, no caso do Inter, é que Abel Braga tem irresistível inclinação por escalar Fernandão no meio-campo com Iarley e mais um, no ataque. Para disputar jogos do Gauchão, tudo bem. Mas, quando for Copa do Brasil, Brasileirão, Libertadores ou Sul-Americana, a tendência é sempre de fracasso.

Por fim, uma pergunta: por que Abel Braga não faz do Gauchão a oportunidade de preparar a equipe para os confrontos difíceis das demais competições? Entrosar o time pela sua repetição, tirando o seu máximo rendimento coletivo?

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Mais algumas horas

31 de janeiro de 2008 8

Dentro de algumas horas se saberá se a dupla Gre-Nal conservará todos os seus titulares até a metade do ano. Paulo Odone, presidente do Grêmio, garante que o Grêmio não recebeu, ainda, uma oferta oficial por Maylson mas confirma ter ouvido do empresário Jorge Machado que existem clubes espanhóis dispostos a pagar, até, três milhões de euros pelo %22passe%22 do garoto.

Também o zagueiro Leo já entrou na mira dos clubes estrangeiros. O próprio Grêmio prevê possibilidades de negociar este jogador na janela de agosto.

No Beira-Rio, o presidente Vitório Piffero terminou a terça-feira garantindo que recebeu vários propostas por jogadores colorados mas nenhuma delas sensibilizou o clube. Isto é, foram menores do que o desejado.

Dificilmente algum negócio será fechado, hoje, porque o tempo é escasso. Mas, é tudo questão de preço, condições e oportunidade.

A novidade, neste início de temporada, é que a dupla Gre-Nal não está cedendo diante da primeira proposta. Já é um avanço. Como é impossível reter todos os jogadores, que os ricos estrangeiros gastem o máximo possível para levá-los. Cocem o bolso, portanto.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Angústia

30 de janeiro de 2008 23

O e-mail que transcrevo representa uma farta correspondência de igual conteúdo, enviada por gremistas:


%22Bom dia, Wianey.

Impressionante como esta diretoria do meu IMORTAL está sendo amadora.

De Diego Souza a Rochemback, todos sem exceção, através de seus representantes, usaram o GRÊMIO para valorizar os jogadores. E e eles não percebem, ou acham que nós torcedores somos bobos.

Agora sobrou o Renato, mas hoje já se anuncia, aqui em São Paulo, que o Corinthians vai tentar trazê-lo e, portanto, você adivinha qual será o final desta novela?

Meu DEUS, o que será de meu GRÊMIO, este ano? Preferia continuar com o time que está aí, torcer pelos medianos, do que passar por esta vergonha de ser um time que tenta, tenta, tenta, mas não leva.

O pior é que tenta já sabendo que não não vai levar, e se deixa iludir.

Decepção TOTAL.

Antonio Nicolao
Triste cônsul do IMORTAL Tricolor de Indaiatuba-SP%22


Esta questão oferece duas leituras. Aquela que é feita pelo cônsul do Grêmio, em Indaiatuba, e outra: o Grêmio enfrenta dificuldades porque está tentando trazer jogadores inquestionáveis.

Estes, como sabe qualquer pessoa, são caros. Embora, também é verdade, tentar dar passos maiores do que as pernas nunca deu bons resultados. Mas acho que cabe aos gremistas seguir acreditando. Até porque não existe outra saída, e nada custa.

Quem sabe, nos próximos dias, não desembarca no Olímpico um bom e reconhecido jogador? Sinceramente, este blogueiro acredita que vai acontecer. Por uma singela razão: assim como está, não pode ficar.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Rochemback no Inter?

30 de janeiro de 2008 20

CBF, Divulgação

Enquanto o Grêmio segue na luta por Fábio Rochemback, uma fonte ligada ao Internacional me informou que o clube também estaria interessado em contratar o jogador.

O Inter teria, inclusive, feito contatos propondo a volta de Rochemback ao Beira-Rio. Embora a fonte seja quente, por enquanto é apenas uma especulação.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Rápida passagem

30 de janeiro de 2008 10

Danilo Rios: de volta ao futebol baiano/Mauro Vieira, Banco de Dados - 06/09/2007
Danilo Rios foi buscado porque, no Bahia, vinha se constituindo em reconhecida revelação técnica. Sua transferência para o Grêmio provocou reações de irada inconformidade da torcida local e da própria imprensa.

No Olímpico, entretanto, recebeu poucas oportunidades em momento de grandes dificuldades da equipe. Nestas condições, Danilo Rios não conseguiu resolver os problemas do Grêmio. Na pré-temporada, na Serra, o garoto chegou a ser ridicularizado por torcedores, nos jogos-treino do Grêmio.

Visivelmente, as condições eram totalmente impróprias para o seu lançamento. Mas, como o Grêmio precisa de soluções urgentes e Paulo Pelaipe, diretor de futebol, não costuma hesitar e dispensa rapidamente jogador contratado que não corresponda ao que dele se espera, Danilo Rios foi devolvido ao futebol baiano.

Vai jogar no Vitória, arqui-rival do Bahia. Hoje mesmo, o garoto se apresenta, em Salvador. O Grêmio não quis esperar para ver se Danilo Rios poderia prosperar e livrou-se, logo, do peso do seu salário.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Como fica?

30 de janeiro de 2008 16

Quem substituirá Nilmar?/Fernando Gomes, Banco de Dados - 10/10/2007
Abel Braga terá que resolver quem substituirá Nilmar, nos próximos 40 ou 50 dias.

Este blog pergunta ao torcenauta colorado: Para compensar a ausência de Nilmar, Abel Braga deve:

- MUDAR O ESQUEMA TÁTICO, VOLTANDO AO 4-4-2?

- ADRIANO DEVE SER O SUBSTITUTO?

- GIL?

- VALTER?

- FERNANDÃO?

- GUTO?

Se o Internacional tivesse um grupo reduzido e menos qualificado, seria mais fácil adivinhar o que fará o treinador. Entretanto, o elenco colorado é numeroso, qualificado e versátil. Sendo assim, são inúmeras as possibilidades disponíveis para que Abel Braga diminua o impacto dos prejuízos decorrentes da lesão de Nilmar.

Só precisa escolher bem. Outra vantagem: Abel conhece bem cada jogador do grupo. Não tem como errar na escolha.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Venda precoce

30 de janeiro de 2008 15

Maylson já chama a atenção dos estrangeiros/Jefferson Botega, Banco de Dados - 09/11/2007
Maylson, garoto revelado pelas categorias de base do Grêmio, teve algumas oportunidades em 2007, na equipe principal. Começou esta temporada disputando a Copa São Paulo,voltou e foi incorporado ao grupo principal.

Com um mínimo de jogos entre os profissionais, apenas dois, Maylson já despertou a cobiça dos empresários estrangeiros. Está anunciado que a Rogon, a empresa que negociou a transferência de Carlos Eduardo para a Alemanha, já formalizou uma oferta de três milhões de euros.

A proposta já estaria na mesa do presidente Paulo Odonhe. O diretor de futebol do Grêmio, Paulo Pelaipe, afirma que Maylson não sairá, antes de dezembro. Mas, não se deve apostar todas as fichas na declaração do dirigente. Dinheiro, no Olímpico, anda escasso.

Maylson poderá ser negociado agora e continuar no Olímpico, até a metade do ano. Mais provável, contudo, seria a sua venda e embarque imediato, seguindo os passos de Alexandre Pato, que permaneceu um semestre inteiro apenas treinando e participando de jogos amistosos do Milan.

Até amanhã se saberá se o Grêmio resistiu a tentação dos três milhões de euros.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Prazo final

30 de janeiro de 2008 9

Fecha-se amanhã a janela européia para a contratação de jogadores estrangeiros. Empresários agitam-se, angustiados, pela premência do tempo e o desejo de levar jogadores brasileiros para o Exterior, negócio que sempre significa muito dinheiro, mas muito mesmo, para as suas contas bancárias, quase sempre no Exterior.

O presidente do Inter, Vitorio Piffero, garante que está resistindo ao assédio. Semana passada, deixou três empresários holandeses tomando chá de banco durante três horas, no Beira-Rio, e quando os atendeu foi para dizer que não estava interessado em vender ninguém. Menos ainda Fernandão, o objeto do desejo dos visitantes.

Piffero não esconde o jogo. Repete sempre que o Inter terá que vender um ou dois jogadores no segundo semestre para equilibrar as contas do clube. Não quer, entretanto, antecipar o desgosto destas saídas. Nas próximas 24 horas se saberá se o Inter conseguiu resistir aos euros. Se acontecer, será uma bela novidade.

Nos últimos anos, qualquer clube brasileiro, pressionado pela falta de recursos, aceitava a primeira oferta que surgia para sanear as suas finanças, temporariamente.

O Inter, tudo indica, atingiu um patamar em que pode se dar ao luxo de escolher a hora de negociar. Esta situação valoriza os seus jogadores e reforça o orgulho geral da nação colorada.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Comparando

29 de janeiro de 2008 31

Cada time já participou de três jogos, no Gauchão. Já é possível formar uma opinião, ainda que inicial, sobre a qualidade dos dois grupos que estão assim formados:


DISTÂNCIAS: Pode haver distância entre o poderio técnico de cada grupo, mas é inquestionável que ao Internacional foram destinadas as viagens mais longas.


VIAGENS:
- O INTER terá que ir a Ijuí, Pelotas, Santa Maria, Veranópolis, Bagé Caxias do Sul
- Mais confortável é a situação do GRÊMIO, que terá deslocamentos para Campo Bom, Novo Hamburgo, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Canoas e São Leopoldo.


Considerando desempenhos de todos times até agora e, inclusive, as distâncias que percorrerá a dupla Gre-Nal, este blog pergunta aos torcenautas azuis e vermelhos: qual dos clubes está no grupo mais forte: GRÊMIO ou INTER?

Postado por Wianey

Bookmark and Share

O bicho-papão e o Inter

29 de janeiro de 2008 16

São Luiz (de branco) na vitória de 1 a 0 sobre o Veranópolis/Renoir Sampaio, Especial
Apenas o São Luiz de Ijuí pode vangloriar-se de estar com 100% de aproveitamento. Nas três rodadas iniciais do Gauchão derrotou o Brasil e o Veranópolis, em casa, e o Guarani, em Bagé. Marcou sete gols e sofreu apenas dois.

O São Luiz, diferente da maioria dos clubes que estão na competição, não recebe qualquer remuneração, o que valoriza ainda mais a campanha que vem fazendo.

O médico Armindo Pydd, conceituado cidadão de Ijuí e muitas vezes presidente do São Luiz, mandou-me o seguinte e-mail, dias atrás:

%22Como leitor de tua coluna %22há séculos%22 e sabendo da tua isenção, tomo a liberdade de sugerir que verifiques com atenção o S. Luiz de Ijuí. Posso te assegurar que estamos com um bom time, este ano. Vamos longe no Gauchão, apesar de muito poucos, aí na Capital, acreditarem.

Um bom 2008 e um abraço ao amigo.

Armindo Pydd%22.

Pessoalmente, não creio e nem descreio no São Luiz por um singelo motivo: não conheço o time. Mas, acredito no que diz o Pydd, um desportista capaz de boas avaliações. Caberá ao Internacional jogar na casa do bicho-papão, dia 20 de fevereiro.

Pelo jeito, abelhas ferozes esperam o colorado na colméia do trabalho.

Postado por Wianey

Bookmark and Share