Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Uma torcida

22 de fevereiro de 2008 37

A convivência entre Grêmio e Inter ficou impossível/Valdir Friolin, Banco de Dados - 20/6/2007
Ainda não sabemos se haverá Gre-Nal na próxima fase do Gauchão. Mesmo assim, pensando antecipar a discussão, este blog quis saber dos seus torcenautas o que pensam gremistas e colorados sobre a destinação de espaços para a torcida visitante nos clássicos.

Dezenas de torcedores opinaram e a maioria, infelizmente, entendeu que já não é mais possível realizar Gre-Nais com estádios divididos. Melhor mesmo, segundo pensamento majoritário, seria ter no estádio apenas a torcida do clube mandante.

Um internauta, inclusive, sentenciou que %22só gosta de estádio dividido, em Gre-Nal, quem vê o jogo pela televisão, afastado da violência entre as torcidas%22.

Chato, triste, mas esta é a realidade. A convivência entre contrários ficou impossível.

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Comentários (37)

  • gutogaravello diz: 22 de fevereiro de 2008

    Não existe problema nenhum em clássico de uma torcida só, afora o saudosismo mala de alguns. Para esses, é preciso informar que os tempos mudam, as circunstâncias são outras e o mais sensato para o momento atual que vivemos é o clássico de uma só torcida. Sempre fui em grenais nos dois estádios, e foi de dentro do Beira-rio que presenciei a palhaçada da queima dos banheiros. Que colorado se sentiu bem com aquilo? Com certeza os colorados que são contra a medida, não estavam lá dentro naquele dia

  • vanderli diz: 24 de fevereiro de 2008

    Esta é fácil…Grenal no Olimpico só torcida do Gremio e no Beira rio só torcida do Inter
    Neste caso o Wianey só vai ser escalado e transmitir no estádio Olimpico hehehe pois achou a jogo do Gremio e Esportivo o melhor do campeonato…pra começar o Esportivo é muito ruim se o9 Guarani de bagé estivesse no grupo do Gremio estaria na frente do Esportivo. Da-lhe Gremio

  • PAULO TRICOLOR diz: 23 de fevereiro de 2008

    CONCORDO COM O COLEGA RODRIGO. AS PUNIÇÕES SÃO FRACAS OU NÃO EXISTEM.
    SEMPRE HÁ PESSOAS DE FAMÍLIAS RICAS OU DE CARGOS IMPORTANTES NESTAS CONFUSÕES, E AÍ SÃO PUNIDAS? CADEIA NÃO EXISTE NEM PARA MARGINAL QUE MATA…ENTÃO..NO FUNDO OS BAGUNCEIROS SEMPRE SÃO SOLTOS.
    WIANEY, HÁ UM TEMPO ATRÁS MANDEI PARA VOCÊ UM EMAIL COM ALGUMAS IDÉIAS, MANDEI PARA A DIREÇÃO DE GRÊMIO E INTER, MAS ATÉ AGORA….NÃO FIZERAM NADA!E ISSO QUE TRABALHO COM SEGURANÇA.É TRISTE VER UM ESTÁDIO SÓ COM UMA TORCIDA.

  • Roberto diz: 22 de fevereiro de 2008

    Sou contra torcida única. No Brasil cada vez mais o cidadão (quem age em favor da convivência em comum e da própria comunidade) está ficando limitado em seus movimentos. Isso precisa ser combatido. Não se pode aceitar a proibição imposta por alguns à freqüência de torcedores nos estádios dos clubes rivais Isso é primitivo (assim como a depredação de banheiros) e, enquanto existir, será prova de que o Brasil precisa evoluir até se tornar um lugar civilizado para se viver.

  • zeca diz: 22 de fevereiro de 2008

    Resido aqui no oeste do Paraná e com um grupo de amigos fomos ao RS assistir o trágico grenal da queima dos banheiros,como no nosso onibus estavam dez colorados e oito gremistas,resolvemos ir visitar o estádio Olímpico na manhã daquele dia,quando chegamos em frente ao estádio do grêmio fomos informados pelos porteiros e seguranças que lá estavam,que nós deveriamos se retirar porque a torcida gremista estava se preparando com bombas e outros artefatos para irem ao Beira Rio..parte 1

  • zeca diz: 22 de fevereiro de 2008

    parte2…Ficamos muito triste com o acontecido ,pois rodamos 1200km para chegar aí em Poa para assistir esse verdadeiro selvagerismo,de uma torcida que não merece sequer entrar em um potreiro. Por isso em grenal,cada torcida em seu estádio…

  • Rodrigo diz: 22 de fevereiro de 2008

    Po Wianey, a solucao e facil. Porque os agressores e baderneiros nunca sao punidos? Em qualquer pais civilizado, “torcedor” que depreda, agride, etc, tem a devida punicao. E so no Brasil que as coisas ficam por isso mesmo. E o que e pior, com a conivencia de alguns dirigentes irresponsaveis. Cade a policia, o poder judiciario? Por acaso agressao nao e contra a lei? Que punam esses bandidos disfarcados de torcedores. Bah, e de indignar!

  • Rodrigo diz: 22 de fevereiro de 2008

    Sou contra torcida unica. Como e que iremos cantar: “primeira pra ca, segunda pra la…”, ou entao, “ao ao ao, segunda divisao”? Grenal e o maior espetaculo da terra. Se todos quiserem podemos. Registrem quem compra ingresso, usem cameras de seguranca, policiem o estadio e arredores e o principal, punam os baderneiros. Excluam do quadro socail. A policia que prenda. O judiciario julgue e puna exemplarmente, mas nao como torcedor, mas como bandido. O que nao da, e deixar que o crime prevaleca.

  • mario santos diz: 22 de fevereiro de 2008

    LAMENTÁVEL,SOB TODOS OS ASPECTOS….FUTEBOL É ESPETÁCULO E COMO TAL NÃO PODE-SE PROIBIR QUE UMA TORCIDA FIQUE DE FORA,EM NOME DE RAZÕES MUITO DISCUTÍVEIS,CUJAS SOLUÇÕES NEM DE PERTO PASSAM POR ESSA RIDÍCULA PROPOSTA,QUE EM NOME DO BOM SENSO,CERTAMENTE NÃO VINGARÁ…VIOLÊNCIA SE PREVINE COM POLICIAMENTO EFETIVO,PUNIÇÕES EXEMPLARES DOS ENVOLVIDOS ETC…ETC…ESPERO QUE OS FORMADORES DE OPINIÃO REJEITEM ESSE VERDADEIRO ATENTADO AS LIBERDADES…

  • Guillermo diz: 22 de fevereiro de 2008

    É uma questão de boa vontade. Se realmente quiserem, dirigentes e polícia conseguem propiciar condições de receber quem apenas quer torcer para seu time no campo do adversário e facilmente coibir os baderneiros.

    Mas quem disse que eles querem?

    DÁ-LHE GRÊMIO!!!

  • gustavo diz: 22 de fevereiro de 2008

    wianey, penso que a solução já está sendo encontrada: diminuir, mas não zerar, o número de torcedores visitantes. entre 500 a 2.000 é possível a Brigada controlar. não dá é pra botar 10.000 visitantes, daí vira guerra.

  • Luís Aguirre diz: 22 de fevereiro de 2008

    É uma pena que em um estado que se diz tão evoluído, tão democrático, tão intelectualizado, não possamos ir ao estádio de futebol e apenas torçer. Isso só mostra o quão degradada está a sociedade gaúcha, não somos capazes de aceitar as diferenças. Somos uma vergonha, não somos metades daquilo que poderiamos ser e nem uma pequana parcela doque nossos antepassados lutaram para construir.
    Nós somos uma vergonha.

  • Márcio diz: 22 de fevereiro de 2008

    Tenho a teoria de que os climas se acirraram tanto nos GreNais, entre outros motivos, pela raridade do clássico nos últimos anos. Com 2 GreNais por ano, as torcidas exageram, querem demonstrar a todo momento sua superioridade.

    Acredito que, se a ocorrência de mais GreNais, conforme está sendo estudado, através de mudanças da fórmula do Gauchão, nos moldes do Carioca, desarmará um pouco os espíritos.

    Mas realmente, do jeito que está, é um perigo ir no Estádio, principalemtne o adversário!

  • Juliano Azeredo Lopes diz: 22 de fevereiro de 2008

    Ultimamente os GRENAIS já são de uma torcida só,A MAIOR E MELHOR TORCIDA DO SUL DO BRASIL,A DO IMORTAL TRICOLOR QUE NOS ÚLTIMOS GRENAIS NÃO PAROU DE CANTAR UM SEGUNDO E NÃO SE OUVIA NADA MAIS DO OUTRO LADO DO MILIONÁRIO E AJUDADO SCI,A TEMPO QUE OS RESMUNGÕES DA BEIRA DA SANGA SE QUER RESMUNGAM EM UM GRENAL POIS SÓ SE OUVE O ALENTO DA MELHOR E MAIOR,A DO GRÊMIO!!!

  • jORGE LUIS diz: 22 de fevereiro de 2008

    Caro Wianey!
    Acompanho seu blog a tempo e a sua coluna pelo jornal. È lamenatvel termos jogos sem as duas torcidas. Aqui em Santiago, palco da Copa de Futebol Juvenil todos torcemos vestidos e sentados lado a lado. Há flauta de ambos os lados por ocasiao de um gol, mas nada alem disso.
    O que acontece é que esses briguentos nao vao ao estádio para assistir ao jogos, mas sim para provocar brigas. Sugestao: ingressos somente para os sócios adversários com carteira na entrada.

  • josé Carlos luz Alfama diz: 22 de fevereiro de 2008

    Era muito bom (nas décadas de 70/80/90) assistir Grenais no Olímpico e Beira Rio com torcida dividida (exceto sociais). Porém, nos dias de hoje, acho que a melhor solução é essa que está sendo adotada, ou seja,a que reserva um percentual da capacidade do estádio para o clube visitante. Infelizmente a selvageria e a violência vêm crescendo muito no âmbito do futebol, principalmente qdo se trata de rivalidades históricas como aí no RGSul.

  • Campeão FIFA Doa a quem Doer diz: 22 de fevereiro de 2008

    INFELIZMENTE WIANEY, A BESTIALIDADE DE ALGUNS, MUITAS VEZES APOIADOS PELAS DIREÇÕES QUE SEMPRE MINIMIZAM OS FATOS, ACABOU DECRETANDO O FIM DO GRE-NAL DAS DUAS TORCIDAS… LEMBRO DA ÉPOCA EM QUE SE DIVIDIA O ESTÁDIO EM 40/60 E JÁ ACHAVAM RUIM. MEU FILHO TEM 15 ANOS E NUNCA FOI À UM GRENAL E SE CONTINUAR ESTA VIOLÊNCIA, ENQUANTO ELE FOR MENOR E ESTIVER SOBRE MEU PODER FAMILIAR, NÃO PERMITIREI QUE ELE VÁ. ENTÃO AS BESTAS VENCERAM.

  • rubem diz: 22 de fevereiro de 2008

    VEJA BEM AMIGO WIANEY,GOSTARIA DE IR AO ESTADIO LEVAR MEUS FILHOS PARA ASSISTIR UM GRENAL,MAS É MUITO COMPLICADO,1º ACHO QUE ESSE ANO DENOVO NÃO HAVERÁ GRENAL NA FINAL,2ºNÃO PODEMOS IR SOZINHOS AO GRENAL,IMAGINA LEVAR FILHOS PEQUENOS,3ºNIMGUÉM TOMA UMA ATITUDE CORRETA,COMEÇA PELAS DIREÇÕES,PASSA PELA IMPRENSA E TERMINA COM AS ATUAÇÕES DA NOSSA BRIGADA(TÃO EFICIENTE PARA OUTROS FINS MENOS PARA NOS DAR SEGURANÇA EM GRENAIS).SEGUE….

  • rubem diz: 22 de fevereiro de 2008

    AS VEZES FICO IMAGINANDO COMO SERIA…..
    UM GRENAL VALENDO TITULO,NAÕ IMPORTA QUAL SEJA,O ESTADIO LOTADO(sem cambistas),MEIO À MEIO,COM SEGURANÇA PARA LEVAR MEUS FILHOS(todos os cinco gremistas graças a deus)ASSISTINDO A FESTA DAS TORCIDAS AO VIVO…..
    ISSO SÓ NA IMAGINAÇÃO.A REALIDADE É DURA,TOTALMENTE AO CONTRARIO,TEMOS QUE NOS CONTENTAR EM ASSISTIR TUDO INCLUSIVE AS BRIGAS,PELA TV,UMA PENA POIS SERIA UM EXEMPLO PARA O BRASIL TODO.

  • Roque Saydelles diz: 22 de fevereiro de 2008

    Prezado Wianey. A questão é a falta de educação do nosso povo que confunde rivalidade com violência, não podemos mudar uma coisa que é tradição no futebol. Se cada vez que tivermos que nos curvar a um problema proibindo, “cortando o mal pela raiz” daqui alguns anos vamos poder ver futebol somente pela tv. Estadios cheios e muita PAZ briga só pela bola, mas isso é com os jogadores. abraço

  • Lucas Winckler diz: 22 de fevereiro de 2008

    Caro Wianey, com certeza a discussão sobre a presença ou não da torcida visitante é válida, porém em épocas de maior espaço para o visitante, não participar da violência era algo muito mais fácil, havia mais espaço, “para onde ir” no caso de confusão. Hoje quem vai de visitante está sempre no “olho do furacão”, sendo baderneiro ou não. É algo para refletir no mínimo, e acima de tudo futebol é emoção.

  • MACHADO diz: 22 de fevereiro de 2008

    I – Nos anos 70 meu pai levou-me a ver um grenal no beira-rio. Um amigo nos alertou sobre o perigo do “saco com mijo”. Tempos bons aqueles. Hoje, o coração!! Está acima de tudo, está acima da razão. Nada justifica essas atrocidades que gremistas e colorados fazem uns com os outros. Apenas o coração… é lamentável, mas não há espaço no dias atuais para gremistas e colorados em um mesmo estádio. Nada justifica depredar o patrimônio do time adversário. nada justifica agredirem-se uns aos outros…

  • MACHADO diz: 22 de fevereiro de 2008

    II – A relação entre gremistas e colorados é assunto de psicólogo. Após ganharmos o título mundial em 1983, pensamos que jamais o Inter conseguiria tal feito. A flauta gremista criou um clima de raiva, de inveja entre os colorados. Esse clima transferiu-se para os gremistas, quando o Inter foi campeão da américa e do mundo, com méritos, sim.
    Essas pessoas não entendem que o sol nasceu para todos. Se agridem, se ofendem… talvez um dia, quando maduros, se dêem conta do quão imbecis foram…

  • Gustavo diz: 22 de fevereiro de 2008

    É uma questão de respeito, mas como cobrar respeito de todos, ainda mais quando a coisa vira fanatismo. Acho que o quanto mais se preocuaprem em evitar a violência melhor.

  • Roberto F. diz: 22 de fevereiro de 2008

    Me entristece profundamente o fato de cogitarem Grenais com apenas a torcida mandante. Vou aos estádios desde os 11 anos (tenho 27), dá pra contar numa mão os clássicos q deixei de ir, independente do estádio. Grenal sem a torcida adversária não é Grenal. Em vez de prejudicar os amantes do futebol, pq não proibem de frequentar os estádios essa turma de bandidos que vai pro campo apenas para fazer baderna. As autoridades sabem quem são, é só ter vergonha na cara e fazer oq tem que ser feito.

  • Wagner diz: 22 de fevereiro de 2008

    Não estou entendendo esta campanha de wianey para Grenal de uma torcida. Sempre fui em Grenais na casa do adversário desde à adolescência e nunca foi fácil, muita pressão, mas nada muito diferente do que é assistir jogos em SP/RJ.Que existêm riscos, existêm.
    Cabe aos Clubes e à BM garantir a segurança de todos, identificando e punindo os Maus-Torcedores. Como querem sediar jogos de Copa do mundo se não controlam um clássico. Se a final da copa fosse Brasil x Argentina, seria de uma Torcida?

  • amambud@hotmail.com diz: 22 de fevereiro de 2008

    eu acho que os grenais, tanto no Olímpico como no beira rio, devem ter seus espaços destinados somente a torcida do GREMIO, pois é a única que sózinha pode lotar qualquer estádio do mundo

  • Marcelo Xavier diz: 22 de fevereiro de 2008

    Transformaram festa em conflagração. Se alguém sai sozinho na rua com a camisa do seu clube em dia de Grenal, corre sério risco de vida. problema não é só dentro do campo, é fora, também.

  • PAULO RICARDO MACIEL diz: 22 de fevereiro de 2008

    infelizemente, grenais da decádas passadas eram lindo de vê hoje tempo atual,a muita gurizada mentindo rebeldes, policamento social, principalmente filhinho de papai, cheirado fumo, e bebidas, principal alvo.
    sou colorado fui varios grenais, ganhei e
    perdi e sair rindo na epoca meu colorado eram ruim. abraço!WIANEY

  • Gustavo diz: 22 de fevereiro de 2008

    Também sou a favor da torcida única. Em tempos de Campeonato Brasileiro de dois turnos, não há necessidade de se ter torcida de ambos times no mesmo estádio.

    Na única vez em que vi Grenal no beira-rio, eu, meu irmão e um amigo meu fomos agredidos covardemente por vários colorados pelo simples fato de estarmos usando a camiseta tricolor (e pelo fato do Grêmio ter vencido o jogo). Depois daquilo, jurei nunca mais ver jogo lá.

  • alcides diz: 23 de fevereiro de 2008

    Esta na hora dos Presidentes de todos os times do Brasil assumirem com seriedade esses torcedores marginais que estão infelizmente infiltrados nas torcidas organizadas.
    Os Presidentes juntamente com a impresença tem que começar uma campanha pela paz entre as torcidas, não tem mais espaços para marginais que só fazem manchar a beleza que é o futebol.
    Torcedores que enchem a cara de drogas para poderem fazer bagunça e matarem seus semelhantes não tem mais lugar, vamos expulsalos desse meio.

  • Roberto diz: 22 de fevereiro de 2008

    Infelizmente isso acontece no Mundo, não só em Porto Alegre, São Paulo, Rio, Minas.
    A diferença é que em outros países existe punição severa quando esses “torcedores” são pegos. E aqui no Brasil ???????
    Acho que só quando morrerem uns 200 num mesmo jogo é que algum governante irá tomar uma providência.

  • sandro ristov diz: 22 de fevereiro de 2008

    GreNal tem que ter duas torcidas no estádio, se entendermos que não podem se encontrar, será o atestado de nossa falta de civilidade.As pessoas tem que entender que a graça do futebol é a brincadeira, a gozação e as vitórias. Precisamos é valorizar mais a vida, e não querr agredir os outros só porque torcem por um time diferente do nosso.Sou gremista e jamais vou agredir um colorado por causa de um jogo. Quem pensa diferente, merece os políticos que temos governando o País. Basta de violência.

  • bernardo faria diz: 22 de fevereiro de 2008

    eu vou a todos os grenais no olimpico, mas eu acho engracad as historias que contam das confusoes fora do estadio, parece que nao aprendem com a vida.Jogo no olimpico colorado tem que ir com escolta ou com duas camisetas e gremistas no beira-rio o contratio, eh triste eu sei, mas eu sempre fiz isso e nunca me aconteceu nada, se ateh na europa acontece isso AQUI no brasil nao vai ser diferente,agora torcida unica eh brabo, nao quer ir? fica em casa vendo o jogo!!eh soh por os policia pra trabalha

  • pedro diz: 22 de fevereiro de 2008

    wianey, não há mais possibilidade de haver torçida dividida…infelismente a violência não permite isso mais..torcida única é a melhor opção!

  • Francisco Szydloski diz: 22 de fevereiro de 2008

    Deveriam-se fazer GRE-nais no interior e fora da temporada com as torcidas divididas.
    Isso só não ocorreria pq os dirigentes vermelhos têm medo e são arrogantes para com os gremistas, tanto q no episódio dos banheiros as atitudes de Fernando Carvalho pareciam estar prejudicando os bombeiros q por sua vez esperaram o fogo aumentar para q colocassem água.

    Wianey não esquece de q o Sala é as 13h não 13h30m!!!heheheheh

  • rubem diz: 22 de fevereiro de 2008

    NADA COMO UM DIA APÓS O OUTRO,
    TUDO NA VIDA TEM UM PREÇO.
    FAMA,DINHEIRO,TITULOS,CARRÕES.
    MAS ………
    ESTAR NA LIDERANÇA DO “RURALITO”,
    COM DOIS internacionais(ou regionais)….

    N Ã O T E M P R E Ç O………

    NÃO EXISTE VALOR ESTIMADO…….

Envie seu Comentário