Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Gre-Nal fora

28 de março de 2008 26

Reprodução
Já está virando rotina: clubes do Interior tentam inibir nos seus estádios a presença de torcedores estranhos ao jogo.

Reservam um certo número de ingressos para os seguidores das equipes visitante e proíbem que outros, vestindo camisas de terceiros, se misturem à torcida local.

A Ulbra, para o jogo contra o Inter, domingo, divulgou este boletim de informações:

%22A ULBRA enfrenta o Internacional neste domingo (30/03), às 16h, no estádio do Complexo Esportivo da Universidade Luterana do Brasil, em Canoas, em jogo de ida da segunda fase do Gauchão 2008. Os ingressos para a partida começam a ser comercializados nesta sexta-feira (28/03).

Ao todo serão 7 mil ingressos. O ingresso irá custar r$ 25,00 para a torcida do Internacional e r$ 20,00 para a torcida da Ulbra. Idosos, deficientes físicos e estudantes pagam R$ 10. Os funcionários da Ulbra, com a apresentação da carteira funcional e da identidade também pagam R$ 10, mas apenas nos lugares da torcida do clube de Canoas.

Os estudantes deverão apresentar na compra do ingresso e no acesso ao estádio o comprovante de matrícula deste ano e a carteira de identidade. Não será permitido o acesso de pessoas com camisas da dupla Gre-Nal no espaço destinado à torcida da Ulbra.

Os ingressos para a torcida do Inter serão vendidos exclusivamente no estádio Beira-Rio, nesta sexta-feira e no sábado. Para a torcida da ULBRA, haverá comercialização de ingressos na sexta-feira, das 14h às 21h30min e no sábado das 8 às 12h na loja do Sport Club Ulbra, no prédio 11 da Universidade Luterana do Brasil, em Canoas. No dia do jogo, as bilheterias abrem às 13h30min e os portões serão abertos às 14h.

O estacionamento no interior do campus custará r$ 7,00 no dia do jogo%22.

Na verdade, o objetivo é elogiável: preservar a identidade da torcida local e evitar confusões motivadas pela promiscuidade clubística. Mas, esta é uma providência quase inútil. Em Chapecó, os dirigentes da Chapecoense tomaram idêntica medida. No dia do jogo, o estádio Índio Condá estava lotado e nas localidades destinadas aos torcedores locais havia mais gremistas e colorados do que espectadores identificados com a Chapecoense. É o que vai acontecer neste domingo, em Canoas.

O QUE PENSAM OS TORCENAUTAS DESTE BLOG SOBRE O ASSUNTO?

Postado por Wianey

Bookmark and Share

Comentários (26)

  • Carlos diz: 28 de março de 2008

    Eu penso que seria bom uma explicação do porquê de a torcida do Inter pagar mais caro pelo ingresso que a torcida da Ulbra.

  • Gilberto Stoll diz: 1 de abril de 2008

    Gostaria de informar que em Caxias do Sul 90% dos Juventudistas são Grêmistas e 90% dos Ser Caxias são do Internacional, esse é o verdadeiro sentido do porque o Juventude tem um conportamento diferente em relação ao Internacional, os dirigentes do Juventude já foram crianças é logico, quase todos sendo Juventudistas são Grêmistas, mesmo negando, mas já foram crianças não adianta negar, eu sou juventudista e Grêmista isto é pesquisa, tenho 48 anos nasci em Caxias do Sul no Centro.

  • Ana Luiza diz: 28 de março de 2008

    Acho o preço um absurdo, porque ser tão caro o ingresso??

  • silvio jaime fernandes diz: 28 de março de 2008

    Pelo menos a Ulbra está “tentando” evitar atritos entre os torcedores.Também acho que “cada macaco no seu galho” evitaria tumultos. Pergunto:…quem vigiará esta condição?…

  • Gustavo Michelon diz: 28 de março de 2008

    Eu penso que Porto Alegre é o centro do universo.

  • Marcelo Gomes diz: 28 de março de 2008

    Acho elogiável a atitude da Ulbra, porém tem que de fato aplicar na hora da entrada. Não dá pra divulgar uma nota dessas e na hora do jogo deixar entrar numa boa, tem que barrar.

  • Luciana diz: 29 de março de 2008

    Acho correta a atitude e deveria ser seguido em todos os estádios. Ir com camiseta de Gremio ou Inter em jogo onde não está o time em campo é somente para buscar “confusão”. Não para torcer pelo teu time, que deveria ser o motivo de ir ao campo – somente torcer e incentivar SEU TIME. Eu que vou sempre ao campo, vejo a reação da torcida ao ver na torcida adversária camisa do rival, e isto só server para acirrar os ânimos.

  • Abreu Martins da Silva diz: 28 de março de 2008

    Quantos as camisetas de times da dupla no meio da torcida da ULBRA,tudo bem,concordo! Mas pergunto: os colorados da cidade e arredores,virão a POA,no Beira-Rio comprar ingressos? Não entendi,então somente os colorados daqui de Porto Alegre,irão assistir o jogo em Canoas? É isso?

  • Felipe diz: 28 de março de 2008

    Ridículo isso…
    Aqui em chapeco foi uma piada…e este foi o motivo que não fui ao jogo…
    ocorreu da torcida estar toda misturada e virou estadio neutro, pois pelo que constam as fotos na torcida local mais se viam camisetas brancas(neutro) do que verde….
    hueuheuheuh

  • paulo diz: 28 de março de 2008

    é verdade wianey em chapecó a torcida local/colorada tinha por baixo da camisa verde o vermelho do inter e o lucianinho na gaúcha até sacaneava os catarinas dizendo que era o “torcedor melancia” vermelho por dentro e verde por fora…

  • Gustavo Michelon diz: 28 de março de 2008

    CORRETÍSSIMA A ATITUDE DA ULBRA. ESPERO QUE OS DEMAIS CLUBES DO INTERIOR FAÇAM O MESMO.

  • Samuel Adami diz: 28 de março de 2008

    Penso que isso é fruto tão-somente da valorizção exacerbada e extrema da dupla Gre-Nal nos meios de comunicação, especialmente dos veículos da capital, cujo alcance é inevitável no interior! Pesa muito, também, o fato que os times “locais” não carregam os títulos que a dupla tem, o que facilita a afeição a ela. Por isso mesmo que surgem movimentos como o “anti-grenalismo”, que não incita a violência, como já disse um colega teu, mas busca dar maior atenção aos times do interior!

  • Thiago diz: 28 de março de 2008

    Como tu disse é uma medida de segurança, mas que provavelmente não irá funcionar.

    Ah, parabéns por chamar o clube de “ULBRA”. Ao contrário de muitos na RBS que insistem em chamar de “CANOAS”, sabe-se lá pq!

  • daniel diz: 28 de março de 2008

    O ju fará campanha semelhante em Caxias. Torcedores do Porto Alegrense pagarão menos para ver os pijamas baterem na filial. Estão até pensando em fazer promoção: a torcida (da matriz, claro) escolhe o placar do jogo…

  • carlos diz: 28 de março de 2008

    penso que o próximo passo é hostilizar os jornalistas da capital no interior. daí, preservaremos nossa identidade. e faremos, senhor wianey

  • ELOI BITTENCOURT diz: 28 de março de 2008

    Wianei, como farão em Caxias, já que lá estarão MATRIZ E FILIAL?com que camisetas deixarão entrar?e onde sentarão?
    Será que o jogo já não está jogado????
    O Ju, é de segunda, timeco fraco, vc acha que vai dificultar a vida do tricolor? se ambos tem em comum um profundo recalque com o campeão mundial FIFA? aposto que nos dois jogos o tricolor fará 6 gols e levará 2, vale a aposta, isto se não houver uma ou mais expulsão de jogadores nos começos das partidas.

  • RONI diz: 29 de março de 2008

    em chapeco ocorreu tudo certo a diretoria fez o papel dela correto, e não é verdade que existiam mais gremistas e colorados, pois o estadio esta vestido de verde e branco, aqui antes de tudo somos chapecoenses e depois a dupla grenal, ou sera que nao viram isso??????????

  • JONAS diz: 28 de março de 2008

    Uma coisa é certa: essa folia só vai terminar quando decidirem por fim à presença da torcida rival no estádio. Porque nao deixar que a festa seja completa, com apenas torcedores do time da casa presentes, sem a presença de intrusos?
    E para quem discorde, por favor, que se justifique neste blog.

  • Glênio Sarmento diz: 28 de março de 2008

    Wianey é apenas a camisa do rival que não pose aparecer, nada mais. E é correto. Se o torcedor rival quer torcer a favor do desafiante do desafeto que o faça com a camisa deste ou sem nenhuma. Qualquer outra coisa é provocação que pode desbancar para a violência.
    Não precisamos disso.

  • Everton Brum diz: 28 de março de 2008

    Concordo com vc, caro Wianey.E não só considero inútil como tb tacanho. Muitos freqüentadores de estádios não torcem especificamente para os clubes da casa, mas apreciam o futebol e quase sempre se afinam com o time local. Ademais, nenhum clube está tão bem para rasgar dinheiro.
    Tornar-se atrativo é um caminho. Oferecer condições e motivos para se identificar com as cores locais une eficiência e liberdade.
    Aqui, em RG, o São Paulo, lider de público da 2ª gaúcha, está logrando êxito.

  • Sergio diz: 28 de março de 2008

    Acho correto,aliás, deveria ser obrigatório em todos os estadios, se o jogo é entre a Ulbra e o Inter, qual o sentido de alguém usar a camisa do Grêmio, por ex.? Até pode ir lá só para secar, mas não com camisa de outros, digo a mesma coisa aqui em Caxias, Juventude e Grêmio, não pode aparecer alguém com a camisa do inter, repetindo pode ir lá e “secar” o Grêmio, mesmo que não torça para o Ju, mas ter de estar “paisano”, é isso aí,

  • José Renato Hartmann diz: 1 de abril de 2008

    Vai devagar Wianey, já nao leio/assisto o Santana, porque ele tem certeza que é ¨Deus¨. No Sala voce não deixou ninguém falar, defendendo que o ataque do Inter nao faz gol. O melhor ataque do gauchão deve ser obra de algum espírito. Lógico, ainda apresenta muitas falhas, mas quando consegue ser uma equipe, os gols e vitórias acontecem naturalmente, não importando quem são os goleadores. Um pouca mais de humildade por favor!. Um abraço, Renato

  • Dudu diz: 31 de março de 2008

    Mas como vamos falar em identidade se um time da capital é chamado de grêmio? Existem muitos gremios, o de bagé, o Sapucaiense, o Brasil de Pelotas, gremio recreativos de carnavais e até gremios estudantis.
    Pra ter identidade deveria ser chamado pelo nome, eu particularmente não gostaria que me chamassem de “TU” diariamente.

  • antonio diz: 28 de março de 2008

    Isso o noveletto não cuida a unica coisa que ele sabe fazer agora é fazer conchavo com o Odone… O que será que estão macumunando os dois em !!

  • villela diz: 28 de março de 2008

    Eu lhe pergunto da seguinte maneira: se eu entrar no pavilhão do grêmio ou internacional com a minha camiseta do Brasil (xavante) time do meu coração e q/ torço somente por ele o que aconterá comigo.

  • Marcelo Xavier diz: 29 de março de 2008

    Acho um boa mas…torcida local da Ulbra??

Envie seu Comentário